Whatsapp icon Whatsapp

Regimes de governo

Quando falamos em regimes de governo, referimo-nos ao modo como um governante ou um governo em geral estabelece suas formas de poder. Existem três tipos de regimes que ditam, de maneira geral, o maior ou o menor autoritarismo de um governo e a legitimidade dele. São eles: regime democrático, regime autoritário e regime totalitário.

Leia também: Aspectos relevantes do totalitarismo enquanto regime de governo

Definição de regimes de governo

Antes de distinguirmos os regimes de governo, precisamos estabelecer com maior precisão a distinção fundamental entre governo e Estado. Podemos dizer que a noção de Estado sempre estará ligada às noções de pátria e território. O Estado é a instituição permanente e abstrata que organiza e rege um território, que, por sua vez, não é abstrato. O governo é aquele que rege o Estado por um determinado tempo.

Por isso, podemos dizer que o estado é duradouro e o governo é passageiro. Assim sendo, alguns governos são mais democráticos e outros são mais autoritários, variando o modo como o poder é aplicado e como as pessoas podem ou não participar das decisões governamentais.

Os regimes de governo dizem respeito ao modo como o governante exerce o poder sobre seus governados.
Os regimes de governo dizem respeito ao modo como o governante exerce o poder sobre seus governados.

A ciência política é a área do conhecimento encarregada de entender e classificar os conceitos que habitam o mundo político, tais como a noção de Estado, governo, soberania, poder, formas de governo, regimes de governo, sistemas de governo etc.

Muitas vezes, a ciência política deverá recorrer à filosofia para estabelecer os elos conceituais e os norteadores que guiam o seu trabalho. Faz-se necessário, no caso do entendimento dos regimes de governo, não confundi-los com as formas de governo. Temos como exemplos de formas de governo as trazidas pela filosofia política de Aristóteles: monarquia, aristocracia, democracia, tirania, oligarquia e demagogia. As três primeiras formas são legítimas, e as três últimas, ilegítimas.

A filosofia política moderna acrescenta ainda outras formas, como o principado e a república, de Maquiavel, e a república, a monarquia e o despotismo, de Montesquieu. Quando falamos de regimes de governo, falamos de características que podem ou não aparecer nas descrições fornecidas pelas formas de governo. Essas características são: a democracia, o autoritarismo e o totalitarismo.

O conceito de regime de governo serve para estabelecermos as marcas de distinção sobre o modo como a soberania é exercida em um sistema. Nesde sentido, a relação entre governante e governados modifica-se de acordo com o regime adotado por um governo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Diferença entre forma de governo e regime de governo

Existe uma persistente confusão conceitual que se instala quando nos dedicamos a falar sobre regimes e formas de governo. As formas de governo, esclarecidas pela primeira vez por Aristóteles (ele analisou, com base nas experiências políticas que ele mesmo presenciou, formas diferentes de governo), visam mostrar o modo como um governo pode ser organizado para lidar com as questões de Estado. Segundo o filósofo antigo, existem três formas legítimas e três formas ilegítimas de governo. São elas:

As legítimas:

As ilegítimas:

  • Tirania;

  • Oligarquia;

  • Demagogia.

Na Modernidade, Maquiavel e Montesquieu também se dedicaram a analisar formas de governo. Em O príncipe, o primeiro reconhece a existência de apenas duas formas: principado e república. Para o segundo, existem três formas: república, monarquia e despotismo. De todo modo, uma forma de governo está amparada por um sistema filosófico que a delineia enquanto organização efetiva e temporária do poder político dentro de um Estado. Em um aspecto geral:

“[..] o conceito de forma de governo está relacionado com a maneira como se dá a instituição do poder na sociedade e como se dá a relação entre governantes e governados. Se a forma de governo for caracterizada pela eletividade e pela temporariedade dos mandatos do chefe do Executivo, teremos a república; caso estejamos diante de um governo caracterizado por sua hereditariedade e vitaliciedade, teremos a monarquia.”|1|

Os regimes de governo são menos fragmentados e aplicam-se a situações mais gerais, sendo, portanto, mais simples que as formas de governo. Eles dizem respeito ao modo direto como o governante exerce o seu poder sobre os governados, e não necessariamente ao número de governantes, como é o caso das formas de governo. Por isso, os regimes de governo podem ser divididos em democráticos, autoritários e totalitários.

Leia também: Direitos humanos — direitos básicos dos cidadãos defendidos sobretudo pela democracia

Tipos de regimes de governo

Os três regimes de governo podem ser conceituados das seguintes maneiras:

  • Regime de governo democrático

O estabelecimento de um parlamento e a transitoriedade do poder classificam um regime político como democrático.
O estabelecimento de um parlamento e a transitoriedade do poder classificam um regime político como democrático.

Reconhecendo que há uma soberania popular e que um governo só pode ser justo e atender as demandas da vontade geral se a maioria puder participar do processo, os regimes democráticos elegem um corpo de cidadãos que participa da tomada de decisões direta ou indiretamente. Temos, como exemplos, as democracias antigas e contemporâneas, representativas ou participativas.

Nas democracias representativas, o corpo de cidadãos elege representantes que cumprem o papel de legislar ou governar. Nas democracias participativas diretas, é o próprio povo quem toma as decisões políticas, enquanto nas democracias semidiretas, o povo elege representantes e participa da tomada de decisões deles.

  • Regime de governo autoritário

Marquês de Pombal foi um déspota esclarecido de grande importância para a história de Portugal.
Marquês de Pombal foi um déspota esclarecido de grande importância para a história de Portugal.

O autoritarismo como forma de governo assume o lugar de destaque quando um governante ou um grupo de pessoas que participam do governo assumem o poder e não reconhecem aos cidadãos (aqueles que participam da cidade) o seu direito de tomada de decisão política.

Os regimes autoritários, muitas vezes, atuam à revelia das leis constitucionais, tomando medidas arbitrárias que, de algum modo, alteram a vida política e pública das pessoas. São regimes autoritários as ditaduras e o despotismo na Modernidade. O Estado, nesse caso, é tomado por um governo opressor que despreza os direitos da população.

  • Regime de governo totalitário

Benito Mussolini e Adolf Hitler são dois dos nomes mais conhecidos que governaram em regimes totalitários.
Benito Mussolini e Adolf Hitler são dois dos nomes mais conhecidos que governaram em regimes totalitários.

Muitas pessoas pensam que o totalitarismo e o autoritarismo são a mesma coisa. Essa confusão dá-se porque o totalitarismo também apresenta características autoritárias. A diferença entre os dois regimes centra-se no fato de que o totalitarismo elevou à máxima potência as características do regime autoritário. Enquanto um regime autoritário controla a vida pública e política dos cidadãos, um regime totalitário controla todos os aspectos da vida pública e particular das pessoas.

No totalitarismo, pelo crescimento do Estado, os cidadãos são levados a viver do modo como o líder totalitário quer, o que garante uma adesão uniforme das massas ao governo. Essa foi a forma que os líderes do nazismo, do stalinismo e do fascismo encontraram para manter toda a população sob controle e conseguir manipular as massas de maneira a defenderem o Estado nacional acima de qualquer coisa.

Notas

|1|ALEXANDRINO, Marcelo; PAULO, Vicente. Direito administrativo descomplicado. 15 ed. Niterói: Impetus, 2008, p. 13.

Publicado por Francisco Porfírio
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Aristóteles, à esquerda, conversando com seu pupilo, Alexandre, imperador da Macedônia.
Aristóteles
Clique aqui e aprenda um pouco sobre Aristóteles, o grande filósofo grego que iniciou o Período Sistemático da Filosofia.
Estado Democrático de Direito
Conheça um pouco mais sobre o Estado Democrático de Direito, suas bases filosóficas, suas características e sua importância.
Benito Mussolini foi o líder do Partido Nacional Fascista e assumiu o governo italiano em 1922.*
Fascismo
Clique para entender o que é fascismo de forma clara e fácil. Conheça aqui a história desse movimento, as características do fascismo, o que é neofascismo e também a história de ascensão do fascismo italiano, comandado por Benito Mussolini. Veja aqui o que deve ser levado em consideração ao classificar um governo como fascista.
Filosofia política
Aprenda o que é filosofia política. Conheça a história dessa vertente da filosofia, saiba quais são seus principais representantes e teorias.
Nicolau Maquiavel
Clique aqui e conheça a biografia e as ideias de Maquiavel, um defensor do absolutismo que legou um grande ensinamento para a teoria política posterior à sua obra.
O nazismo é um dos regimes totalitários mais conhecidos na história do século XX.*
Regimes totalitários
Clique no link e saiba mais sobre os três regimes totalitários que existiram na Europa do período entreguerras: fascismo, nazismo e stalinismo.
Três Poderes
Saiba mais sobre o surgimento e a divisão dos Três Poderes e sobre aquele que propôs esse modelo de Estado: Charles Montesquieu.
video icon
Enem
Pré-Enem | Especiação
O Pré-Enem é o intensivo preparatório do Brasil Escola para o Enem. Nele nós separamos os principais temas que devem ser estudados a menos de três meses do exame. Nesta aula, vamos falar sobre especiação com o professor Fred Mata!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas.