Whatsapp icon Whatsapp

Tamanduá

Tamanduá é um nome dado a diferentes espécies que apresentam em comum o formato do focinho e uma língua fina e longa. No Brasil, existem três espécies de tamanduá.
Os tamanduás são animais que apresentam um focinho estreito e comprido.
Os tamanduás são animais que apresentam um focinho estreito e comprido.

Os tamanduás são animais mamíferos que se caracterizam pela presença de um focinho típico alongado e estreito, terminando em uma boca pequena. Eles também possuem uma longa língua, que utilizam na captura de insetos. No mundo, existem quatro espécies de tamanduá, ocorrendo três em nosso país. A seguir falaremos mais a respeito das três espécies de tamanduá existentes no Brasil.

Tamanduá-bandeira

O tamanduá-bandeira é um animal grande que pode pesar mais de 30 quilos.
O tamanduá-bandeira é um animal grande que pode pesar mais de 30 quilos.

O tamanduá-bandeira é uma espécie da família Myrmecophagidae, que apresenta o nome científico Myrmecophaga tridactyla. Essa espécie ocorre em vários países, tais como Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Equador, Guiana Francesa, Guiana, Honduras, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Suriname e Venezuela. No nosso país é encontrada em todos os biomas.

Essa espécie destaca-se pelo seu tamanho, sendo comum indivíduos com mais de 30 quilos e cerca de 2 metros de comprimento. A pelagem do tamanduá-bandeira também é marcante, apresentando uma faixa diagonal preta em seu corpo com bordas brancas. As patas dianteiras do tamanduá-bandeira são mais claras que as patas traseiras.

O tamanduá-bandeira apresenta o hábito terrestre. Seus membros anteriores são fortes e musculosos e possuem dedos com garras fortes. No membro posterior, as unhas são mais curtas. Sua cauda destaca-se por ser grande e com pelos grossos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Essa espécie alimenta-se principalmente de formigas e cupins, insetos que são capturados por sua longa língua de cerca de 60 centímetros. Seu sentido mais aguçado é o olfato, sendo a visão e a audição sentidos pouco desenvolvidas nesse animal.

Leia também: Sociedade dos cupins

O tamanduá-bandeira é um animal que vive sozinho, sendo comum avistá-lo com outros indivíduos, geralmente, apenas no momento da reprodução e com seus filhotes. A gestação dura entre 183 e 190 dias e a fêmea comumente dá a luz a um filhote, o qual apresenta pouco mais de um quilo. Após o nascimento, a fêmea carrega seu filhote por cerca de seis meses em seu dorso.

Atualmente, o tamanduá-bandeira é classificado pela IUCN como uma espécie vulnerável. Desse modo, é fundamental que sejam criadas medidas de proteção para evitar a extinção desse animal.

Tamanduá-mirim

O tamanduá-mirim é um animal que apresenta cerca de 5 a 8 quilos.
O tamanduá-mirim é um animal que apresenta cerca de 5 a 8 quilos.

O tamanduá-mirim é uma espécie da mesma família do tamanduá-bandeira, a família Myrmecophagidae. O nome científico desse animal é Tamandua tetradactyla. Essa espécie é encontrada em várias regiões do nosso país e é também observada na Argentina, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Trindade e Tobago, Uruguai e Venezuela.

Esse animal possui uma grande variação no padrão de coloração a depender do local que ele é encontrado. É possível encontrar, por exemplo, indivíduos com coloração dourada e uma espécie de colete preto em seu corpo. Outros indivíduos, no entanto, podem apresentar coloração totalmente preta ou ainda totalmente dourada.

O tamanduá-mirim é menor que o tamanduá-bandeira e apresenta cerca de 7 quilos. Geralmente, seu comprimento varia entre 47 e 72 cm, e sua cauda possui mais de 50 cm. Possuem membros anteriores com garras longas e curvadas, e membros posteriores com unhas curtas. Eles possuem uma cauda preênsil.

O tamanduá-mirim é encontrado, em geral, em árvores, possuindo, portanto, um hábito arborícola. Vale salientar, no entanto, que esse animal pode ser encontrado no solo descansando ou se alimentando. Os tamanduás-mirins alimentam-se de insetos, como cupins e formigas. Vale destacar que alguns indivíduos atacam ninhos de abelhas para comer mel.

O tamanduá-mirim vive, geralmente, sozinho, porém pode ser observado na companhia de outros indivíduos quando está em fase reprodutiva ou em fase de cuidado com seus filhotes. A gestação desse animal dura entre 130 e 150 dias, e, geralmente, a fêmea dá a luz a um filhote. Após o nascimento, o filhote pode ser observado por alguns meses sendo levado pela mãe em seu dorso.

Atualmente o tamanduá-mirim é classificado pela IUCN na categoria “pouco preocupante”.

Leia também: Onça-pintada

Tamanduaí

O tamanduaí é a menor espécie de tamanduá.
O tamanduaí é a menor espécie de tamanduá.

O tamanduaí é uma espécie da família Cyclopedidae que apresenta como nome científico Cyclopes didactylus. Ela é encontrada em nosso país na região da Floresta Amazônica e também foi encontrada uma população isolada no Nordeste. Porém, não se observa essa espécie apenas no Brasil, sendo observado desde o sul do México, América Central e na América do Sul até a Bolívia.

Essa espécie é a menor espécie de tamanduá encontrada no mundo, apresentando cerca de 35 cm, e uma cauda de cerca de 20 cm. O macho, geralmente, é mais pesado que a fêmea, possuindo em média um pouco mais de 250 gramas, a fêmea, por sua vez, pesa cerca de 215 gramas. Raramente, os adultos possuem mais que 400 gramas.

O tamanduaí possui uma pelagem densa e os pelos são curtos. A coloração do tamanduaí é variável, sendo possível observar diferença a depender do local que a espécie é encontrada. A cor do pelo pode variar do dourado até cinza, sendo possível observar uma faixa no dorso do animal de coloração marrom.

O tamanduaí é um animal noturno, que apresenta hábito arborícola, descendo raramente ao chão, e que se alimenta predominantemente de formigas encontradas nessas árvores. Suas patas garantem a locomoção desses animais. No membro anterior, por exemplo, é possível observar duas garras longas, presentes no segundo e terceiro dedo, que ajudam nessa função.

Além de ajudar na locomoção, essas garras permitem que o tamanduaí consiga destruir formigueiros para conseguir alimento. Essa espécie também apresenta uma cauda longa que garante que se segure nas árvores.

Geralmente, é encontrado sozinho, assim como os demais tamanduás, sendo possível observar mais de um indivíduo no momento da reprodução e quando estão cuidando dos filhotes. A gestação desse animal dura entre 120 e 150 dias, e, normalmente, a fêmea dá a luz a apenas um filhote. Um fato curioso é que nessa espécie o macho também ajuda no cuidado com o filhote.

Atualmente o tamanduaí é classificado pela IUCN na categoria “pouco preocupante”.

Leia também: Tatu-bola

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

As preguiças são animais que possuem uma taxa metabólica baixa.
Bicho-preguiça
Abra este link e aprenda um pouco mais sobre o bicho-preguiça, um animal encontrado apenas nas Américas do Sul e Central e que se destaca por seus movimentos lentos.
Formigas-de-fogo (<i>Solenopsis invicta</i>).
Formiga (Família Formicidae)
Insetos sociais encontrados em quase todo o mundo.
Os mamíferos têm capacidade de inteligência, memória e aprendizado maior que a dos outros vertebrados
Mamíferos
Clique aqui e veja quais são as principais características dos mamíferos.
Os muriquis-do-norte são primatas arborícolas que se movimentam rapidamente pela floresta com a ajuda de seus braços logos e cauda preênsil. Foto de P
Muriqui-do-norte
Veja qual é o maior primata das Américas e aprenda sobre o seu comportamento, dieta, área de ocorrência e principais ameaças.
A onça-pintada é o maior felino das Américas.
Onça-pintada
Conheça mais a respeito da onça-pintada, um grande felino das Américas. Neste texto, você descobrirá suas características, habitat, alimentação e reprodução.
O tatu-bola é o menor e menos conhecido tatu do Brasil
Tatu-bola
Conheça o tatu-bola, saiba sobre aspectos da biologia, hábitos e distribuição geográfica da mascote da Copa Mundial de 2014.
video icon
História
Zumbi dos Palmares
Assista à nossa videoaula para conhecer a história de Zumbi dos Palmares. Confira também no nosso canal outras informações sobre o período colonial no Brasil.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas.