Lei de Hubble

A lei de Hubble determina a velocidade de afastamento de uma galáxia em relação à Via Láctea a partir da distância estimada dessa galáxia.
As inúmeras galáxias que compõem o universo estão afastando-se mutuamente
As inúmeras galáxias que compõem o universo estão afastando-se mutuamente

Edwin Hubble (1889-1953) foi um importante astrônomo estadunidense e o responsável pela determinação das condições de afastamento das galáxias e consequente expansão do universo. A chamada lei de Hubble, determinada em 1923, mostra a velocidade de afastamento entre as galáxias que compõem o universo.

Após o Big Bang, as galáxias foram sendo formadas ao mesmo tempo em que se afastavam umas das outras, tornando o universo algo cada vez maior, como na ilustração a seguir:

Observação de Splipher

No ano de 1912, o astrônomo Vesto Melvin Splipher percebeu um deslocamento das linhas espectrais da galáxia Andrômeda para os comprimentos de onda que indicavam a cor azul para a luz. Essa observação foi possível graças ao efeito Doppler aplicado à luz. No afastamento mútuo entre fonte luminosa e observador, há diminuição das frequências percebidas pelo observador; se houver aproximação, as frequências percebidas tornar-se-ão cada vez maiores.

Ao observar que as linhas espectrais de Andrômeda estavam deslocando-se para o azul, Splipher entendeu que essa galáxia estava aproximando-se de nós. Ao analisar, por duas décadas, as linhas espectrais de 40 galáxias diferentes, o astrônomo percebeu que a grande maioria delas apresentava linhas espectrais com deslocamento para o vermelho, o que indicava que esses corpos celestes estavam afastando-se da Via Láctea.

Lei de Hubble

Depois de analisar o comportamento de estrelas denominadas Cefeidas e da galáxia Andrômeda por meio de imagens capturadas pelo telescópio de Monte Wilson, Edwin Hubble e Milton Humason determinaram a distância estimada entre Andrômeda e outras galáxias. Ao comparar as distâncias entre as galáxias e suas velocidades de afastamento, os astrônomos perceberam que as galáxias mais distantes estavam afastando-se com velocidade maior.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A lei de Hubble determina a velocidade de afastamento de uma galáxia em função de sua distância.

  • v = Velocidade de afastamento de uma galáxia (km/s);

  • H0 = Constante de Hubble (71 km/s.Mpc);

  • d = Distância da galáxia (Mpc).

Interpretando a lei de Hubble

A constante H0 possui valor de 71 km/s.Mps, o que significa que, a cada distância de 1 Mpc (lê-se megaparsec), a velocidade de uma galáxia aumenta 71 km/s. A unidade megaparsec corresponde a 3,09 x 1019 km, ou seja, a cada 3,09 x 10 19 km, a velocidade de afastamento de uma galáxia aumenta.

A observação de Vesto Melvin Splipher e a lei definida por Edwin Hubble revelam que o universo está em constante expansão. Qualquer observador, em qualquer posição no universo, perceberia a mesma expansão, por isso, não se pode dizer que existe um centro do universo.

Idade do universo

Segundo a lei de Hubble, uma galáxia a uma distância de 10 Mpc (30,9 x 10 19 km) da Via Láctea possui velocidade de afastamento de 710 km/s. Se pensarmos que tudo no universo teve origem no mesmo ponto, podemos determinar o tempo necessário para o afastamento das galáxias e, assim, estimar a idade do universo.

Publicado por Joab Silas da Silva Júnior

Artigos Relacionados

Universo
A composição do Universo
Como é possível uma simples partícula formar tudo que existe?
No universo, pouca matéria é visível, a maior parte é matéria escura
A matéria escura
Saiba o que é a matéria escura e um pouco mais sobre essa misteriosa parte do universo.
Imagem da artéria carótida feita por um exame que envolve o efeito Doppler
Efeito Doppler e os diagnósticos por imagem
Você sabia que o efeito Doppler pode ser aplicado no diagnóstico feito por imagens? Clique aqui e entenda o Ecodoppler!
O hidrogênio está presente em 93% dos átomos do cosmo
Elemento mais abundante no Universo
Curiosidade química: conheça qual é o elemento químico mais abundante no Universo.
Segundo a teoria do Big Bang, o Universo teria se formado a partir de uma grande explosão.
O Big Bang
Teoria acerca da criação do universo formulada por astrônomos e físicos.
Paradoxo de Fermi
Você sabe o que é o paradoxo de Fermi? Acesse o texto e descubra mais sobre o assunto. Conheça também as possíveis respostas para esse paradoxo sobre vidas alienígenas.
O universo parece ser tão grande quanto os mistérios que o guardam
Qual é o tamanho do universo conhecido?
Clique e conheça o tamanho do universo conhecido pelo homem!
Concepção artística da formação do universo a partir de sua expansão inicial
Teoria do Big Bang
A teoria do Big Bang surgiu da hipótese de que toda a matéria do universo encontrava-se inicialmente em um único ponto do espaço, uma singularidade, denominada de átomo primordial. Evidências experimentais, como o afastamento das galáxias e a detecção da radiação cósmica de fundo, ajudaram a popularizar essa teoria.
video icon
Química
Mistura de soluções de solutos diferentes que reagem entre si
Os casos mais comuns de mistura de soluções de solutos diferentes que reagem entre si ocorrem quando juntamos solução de um ácido e solução de uma base, ou solução de um oxidante e solução de um redutor, ou soluções de dois sais que reagem entre si.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Guia de Profissões
Publicidade e Propaganda
Que tal conhecer um pouco mais sobre as funções de um publicitário?
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Português
Preposições
Vamos aprender mais sobre essa classe conectiva de termos?