Isaac Newton

 Isaac Newton é reconhecido como um dos grandes cientistas da história da humanidade, deixando contribuições expressivas em campos do conhecimento como a matemática, astronomia e física. Foi professor na Trinity College, em Cambridge. Seus trabalhos e estudos resultaram nas leis de Newton e na lei da gravitação universal.

Acesse também: Benjamin Franklin — cientista que fez importantes descobertas no campo da eletricidade

Biografia de Isaac Newton

  • Nascimento e juventude

Isaac Newton nasceu na aldeia de Woolsthorpe-by-Colsterworth, no condado de Lincolnshire, Inglaterra. O nascimento dele aconteceu na fazenda de sua família, chamada Woolsthorpe Manor. No calendário da época, o nascimento de Isaac Newton coincidiu com o Natal de 1642, portanto 25 de dezembro.

Woolsthorpe Manor, o local onde Isaac Newton nasceu em meados do século XVII.
Woolsthorpe Manor, o local onde Isaac Newton nasceu em meados do século XVII.

Entretanto, naquela época, a Inglaterra fazia uso do calendário juliano. Como atualmente utilizamos o calendário gregoriano, a data de nascimento precisa de Isaac Newton é 4 de janeiro de 1643. Ele não chegou a conhecer o seu pai (também chamado Isaac Newton), que morreu meses antes de ver o filho nascer. A mãe de Newton se chamava Hannah Ayscough.

A infância de Newton foi um pouco solitária, principalmente a partir dos seus três anos, quando sua mãe se casou com Barnabas Smith. Após se casar, Hannah abandonou Isaac, deixando-o sobre os cuidados de sua avó. Enquanto isso, ela se mudou para a casa de Barnabas, com quem teve outros três filhos.

Quando o menino tinha 11 anos, sua mãe voltou a morar com ele, depois que Barnabas faleceu. Com 12 anos, ele foi enviado para uma escola conhecida como Grantham Grammar School. Newton ficou marcado como um estudante relapso e distraído, apesar de haver registros de seus professores apontando-o como um aluno inteligente.

Aos 17 anos, sua mãe fez com que ele retornasse à sua casa em Woolsthorpe-by-Colsterworth. Ela queria que Newton aprendesse a cuidar da fazenda e dos negócios da família, uma vez que ele era o seu filho mais velho. Entretanto, Newton tinha pouco interesse nesses assuntos e, com 18 anos, foi enviado novamente para estudar, mas dessa vez em Cambridge.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

  • Vida adulta e descobertas científicas

 

Isaac Newton foi reconhecido como um dos grandes cientistas de toda a história, deixando grandes contribuições para a física e matemática.[1]
Isaac Newton foi reconhecido como um dos grandes cientistas de toda a história, deixando grandes contribuições para a física e matemática.[1]

Newton ingressou na Trinity College, em 1661, e iniciou seus estudos como um “subsizar”, categoria na qual ele pagava pelos estudos prestando serviços para outros estudantes. Só em 1664 ele ganhou o direito de estudar (chamado de scholarship) sem que fosse necessário prestar serviços.

Na Trinity College, Isaac Newton obteve um bacharelado em 1664 e um mestrado em artes em 1667. Percebemos, portanto, que os estudos de Newton se davam na área de humanidades. O seu interesse pela matemática se consolidou em 1663, quando ele começou a ler alguns livros sobre essa área do conhecimento por incentivo de um professor chamado Isaac Barrow.

Os estudos realizados por Newton fizeram dele um dos grandes nomes da matemática, formulando teorias que são importantes até hoje. Em 1665, por exemplo, ele elaborou o teorema binomial, também conhecido como binômio de Newton, teoria que permitiu o desenvolvimento do cálculo, um ramo da matemática. Também realizou importantes estudos no campo da ótica, física e astronomia.

As teorias que Newton desenvolveu entre 1665 e 1667 chamaram a atenção de seu professor e amigo Isaac Barrow, que chegou a enviar os escritos de Newton para outros importantes matemáticos da Inglaterra, a fim de que eles apreciassem o que havia sido produzido. Entretanto, Newton pediu que os escritos fossem devolvidos, porque temia bastante que sua produção fosse criticada.

Esse período produtivo da vida de Isaac Newton ocorreu em uma época bastante complicada. A Inglaterra enfrentava um surto de peste bubônica, e a Trinity College permaneceu fechada entre junho de 1665 e março de 1666 e entre junho de 1666 e abril de 1667. O surto atingiu principalmente Londres e resultou na morte de cerca de 100 mil pessoas.

Nesse período, Newton teria retornado para a sua residência em Woolsthorpe-by-Colsterworth, e uma de suas grandes teorias, supostamente, teria sido desenvolvida durante esse período de isolamento e quarentena. Muitos estudiosos afirmam que, observando a queda de maçãs na propriedade de sua família, ele formulou a lei da gravitação universal.

Nesse episódio, Newton teria observado uma maçã cair e, então, passou a se questionar por que a maçã caía sempre em direção ao solo. Nesse sentido, ele passou a se perguntar sobre a possibilidade de haver uma força que atraía os corpos sempre para o centro da Terra. Nascia a lei da gravitação universal, resumida por Isaac Newton da seguinte forma:

[…] toda matéria atrai outra matéria com uma força proporcional ao produto de suas massas e inversamente proporcional ao quadrado da distância entre elas|1|.

Vale dizer que existe muita polêmica acerca desse episódio que envolve a maçã, e há aqueles que o consideram como uma lenda. Entretanto, pesquisadores apresentaram evidências documentais de que isso de fato possa ter acontecido. No entanto, não sabemos se Newton observou a maçã cair de longe ou se a maçã realmente caiu em sua cabeça, como muitos acreditam.

Acredita-se também que nesse período ele também teria formulado um esboço das três leis do movimento, conhecidas como leis de Newton. No entanto, essas leis só foram publicadas em 1687 e serviram para explicar o movimento dos corpos. As três leis são as seguintes:

  • 1ª lei de Newton: lei da inércia;

  • 2ª lei de Newton: lei da superposição de forças;

  • 3ª lei de Newton: lei da ação e reação.

Todas essas teorias desenvolvidas por Newton só foram possíveis porque o cientista inglês teve acesso a importantes escritos de outros cientistas, como Kepler, Galileu e Copérnico. O próprio Newton reconhecia a contribuição de outros estudiosos no seu trabalho e chegou a escrever em uma carta que ele só pôde ver mais longe porque estava nos ombros de gigantes.

Acesse também: Albert Einstein — um dos maiores cientistas de todos os tempos

  • Últimos anos

Fala-se que foi por meio de uma macieira que Newton começou a elaborar a lei da gravitação universal na residência de sua família.
Fala-se que foi por meio de uma macieira que Newton começou a elaborar a lei da gravitação universal na residência de sua família.

Em 1669, Newton foi nomeado como professor lucasiano da Trinity College, para substituir o seu antigo professor Isaac Barrow. Ele obteve o cargo por meio de uma indicação do próprio Barrow.

Na época, para assumir o cargo de professor em Cambridge, era necessário que a pessoa assumisse uma posição como sacerdote da Igreja Anglicana. Entretanto, Isaac Newton conseguiu dispensa dessa exigência após o próprio rei da Inglaterra, Carlos II, enviar uma carta com essa ordem. Do ponto de vista pessoal e religioso, isso foi muito importante para Newton, pois, embora tenha sido criado em um lar anglicano, ele tinha visões religiosas não tradicionais para a época. Documentos recentes apontam que Newton era ariano, isto é, não acreditava na teoria da Trindade.

As visões religiosas de Newton poderiam ter trazido problemas para ele, mas ele conseguiu esconder muito bem suas opiniões. No âmbito de sua vida pessoal, ele não se casou e não teve filhos, e alguns pesquisadores acreditam que morreu virgem. Estudiosos da vida de Newton também afirmam que ele não tinha muitas habilidades para relações pessoais e existem aqueles que acreditam que ele poderia ter transtorno de personalidade esquizoide.

As contribuições de Isaac Newton para a ciência fizeram com que ele recebesse importantes honrarias, como o Fellow of the Royal Society, prêmio dado para pessoas que legam contribuições significativas para o desenvolvimento científico da humanidade. Esse prêmio foi dado a Newton em 1672 e, com isso, ele se tornou membro da Royal Society.

Isaac Newton teve uma vida longa, mas, a partir da década de 1690, começou a desenvolver problemas psíquicos, que resultaram em alguns colapsos nervosos, o que o tornou uma pessoa ainda mais difícil de conviver. O falecimento dele aconteceu no dia 31 de março de 1727, quando possuía 84 anos de idade. Até hoje ele é um dos cientistas mais importantes da história.

Notas

|1| Sir Isaac Newton. Para acessar, clique aqui.

Créditos da imagem:

[1] Nicku e Shutterstock

  

Publicado por: Daniel Neves Silva
Assuntos relacionados
Sistema Solar
A Gravitação Universal
Clique aqui e aprenda a lei da gravitação universal e como ela influencia os planetas do sistema solar.
As leis de Newton possuem enunciados simples, porém possuem detalhes que se ignorados podem gerar erros conceituais
A terceira lei de Newton e a relação entre forças peso e normal
Clique e entenda porque a força normal não é uma reação da força peso.
Binômio de Newton: desenvolvendo a expressão (a + b)n
Desenvolvendo a expressão (a + b)n.
Existem algumas obervações importantes a respeito das três leis de Newton
Cinco coisas que você precisa saber sobre as leis de Newton
Clique aqui e veja quais são as cinco coisas a respeito das leis de Newton que você precisa saber e aumente seus conhecimentos em Física!
Essa é a fórmula matemática que transcreve a Segunda Lei de Newton
Equação original da Segunda lei de Newton
Clique aqui e veja qual é a equação original da Segunda lei de Newton!
Força centrípeta
Entenda o que é força centrípeta, conheça as fórmulas usadas para calculá-la, e confira alguns exemplos em que ela atua bem como exercícios resolvidos.
Immanuel Kant
Conheça a biografia de Immanuel Kant, um importante nome da filosofia moderna. Saiba quais são as ideias centrais de sua filosofia e suas obras mais conhecidas.
As três leis de Kepler explicam a forma como ocorre o “balé” dos planetas ao redor do Sol *
Johannes Kepler
Clique aqui para conhecer a história de vida de Johannes Kepler, um dos maiores nomes da Física e responsável por mudanças profundas na Astronomia.
Leis de Newton
Acesse o artigo e confira uma introdução às leis de Newton, entenda os conceitos de força e aceleração, descubra aplicações, e confira exercícios resolvidos.
Newton e a experiência da dispersão da luz.
Newton e as Cores
Saiba como Isaac Newton verificou a dispersão da luz branca.
Dirigir caminhões com cargas muito pesadas é perigoso: as cargas em movimento têm inércia muito grande e, portanto, tendem a continuar em movimento.
Primeira Lei de Newton
A primeira lei de Newton, também conhecida como lei da inércia, estabelece que os corpos têm uma tendência natural a permanecerem em repouso ou em movimento uniforme em linha reta. Confira alguns exemplos que podem facilitar o seu entendimento sobre essa importante lei do movimento. Entenda também o conceito de inércia.
Segunda lei de Newton
Conheça mais sobre a 2ª lei de Newton. Confira qual é a fórmula usada por essa lei, conheça os conceitos de força, massa e aceleração e estude com exercícios resolvidos!
“Inteligência é a capacidade de se adaptar à mudança.” Stephen Hawking (1942-2018)*
Stephen Hawking
Conheça mais sobre a vida e produção científica de Stephen Hawking, um dos mais renomados físicos da atualidade.
No choque de uma bola com um rosto, por exemplo, a interação entre os corpos provoca forças de ação e reação
Terceira Lei de Newton
Você conhece a lei da ação e reação ou terceira lei de Newton? Clique aqui e entenda a relação dela com as forças de interação entre corpos.