Whatsapp icon Whatsapp

Organizações internacionais

As organizações internacionais são instituições formadas por meio de acordos entre diferentes países. Elas atuam em diversos âmbitos em nível internacional.
Bandeira da Organização das Nações Unidas (ONU)
A Organização das Nações Unidas (ONU) é considerada o principal organismo internacional do mundo.

 As organizações internacionais são blocos de países que se reúnem em torno de objetivos em comum. A origem desses grupos está ligada ao período histórico-econômico conflituoso vivenciado ao longo do século XX. A importância dessas organizações remete ao estabelecimento de grupos de diálogo sobre diferentes esferas da sociedade.

 Esses grupos são comumente divididos, mediante suas áreas geográficas de atuação, em global e regional. O planeta conta com diversas organizações internacionais, que atuam em áreas como economia, política e cultura. O Brasil participa de diversas dessas organizações, com destaque para as de âmbito regional.

Leia também: Afinal, o que é um bloco econômico?

Resumo sobre organizações internacionais

  • As organizações internacionais desempenham um papel fundamental nas relações internacionais por meio do diálogo entre os países.

  • São exemplos: a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Organização Mundial do Comércio (OMC).

  • São classificadas, conforme sua abrangência geográfica, em global ou regional.

  • Elas atuam em diferentes esferas da sociedade, como nas áreas política, econômica, cultural, militar e esportiva.

  • A definição de um número exato delas é bastante difícil em razão do seu caráter dinâmico e mutável.

  • O Brasil, enquanto agente diplomático bastante ativo na esfera planetária, participa de diversas organizações internacionais.

Origem das organizações internacionais

As organizações internacionais são agrupamentos de países que se reúnem em torno de objetivos em comum. A origem desse processo está atrelada ao contexto histórico-econômico do século XX, marcado pelas duas Grandes Guerras Mundiais, além da disputa ideológica promovida na Guerra Fria.

Assim, mediante o cenário de animosidade que predominava no cenário mundial, a ideia da criação de organizações internacionais serviu como base para a promoção de novos ideais de cooperação em nível global, além da implementação de ações conjuntas em diversos âmbitos da sociedade. Atualmente, as organizações internacionais desempenham um papel fundamental nas relações entre os países do globo, atuando especialmente na esfera diplomática, e ainda em outros âmbitos, com destaque para o econômico e o militar.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quais são as principais organizações internacionais?

Há diversas organizações internacionais ao redor do mundo. As mais representativas são aquelas que reúnem o maior número de países ou, ainda, que detêm grande poderio de ordem econômica e até mesmo militar. As principais organizações internacionais são:

  • Organização das Nações Unidas (ONU): essa organização multilateral, criada após a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), reúne 193 membros permanentes e dois membros associados. Ela é responsável, entre outros, pelo estabelecimento de acordos internacionais em diferentes esferas, bem como pela promoção da paz em nível internacional. Os seis órgãos que a compõem são: a Assembleia Geral, o Conselho de Segurança, o Conselho Econômico e Social, o Conselho de Tutela, a Corte Internacional de Justiça, e o Secretariado.

  • Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE): essa organização, conhecida comumente como Clube dos Ricos, reúne países com elevado desenvolvimento econômico. A sua criação, datada da década de 1960, é considerada uma continuidade do Plano Marshall, estabelecido pelo governo estadunidense para ajudar os países europeus no contexto da Guerra Fria. A OCDE tem forte viés economicista, e atua também em outros ramos da sociedade, como na saúde e na educação, visando ao desenvolvimento socioeconômico dos seus países-membros.

  • Organização Mundial do Comércio (OMC): desempenha um trabalho voltado para a regulamentação do comércio em nível internacional. Ela foi criada em 1995 como um organismo de substituição ao antigo Acordo Geral de Tarifas e Comércio (Gatt). A OMC possui 164 países-membros efetivos e 25 países observadores. Esse organismo atua principalmente na defesa do livre-comércio e da livre concorrência, e trabalha pela redução das barreiras comerciais estabelecidas entre os países do mundo.

  • Fundo Monetário Internacional (FMI): atua principalmente na concessão de empréstimos financeiros para diferentes nações do mundo. Assim, esse organismo procura atuar de maneira corretiva no cenário econômico internacional, promovendo auxílios financeiros para países com dificuldades econômicas. Ele foi criado em um contexto histórico-econômico pós-Segunda Guerra, no qual vários países, especialmente europeus, precisavam de ajuda para recuperar suas finanças. O FMI possui 188 países-membros.

  • Banco Mundial (BM): assim como o FMI, possui como principal função a realização de empréstimos para países; porém os financiamentos feitos pelo BM estão mais voltados para questões estruturais, como nos âmbitos do transporte, comunicação, energia, saúde e educação. Esse órgão é um importante financiador de infraestruturas, especialmente nos países em desenvolvimento. Assim como o FMI, o BM também foi criado em um contexto histórico-econômico pós-Segunda Guerra.

  • Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan): é o principal organismo internacional no âmbito militar em nível mundial. Ela reúne 31 membros, sendo países da América do Norte e da Europa, como Estados Unidos, França e Reino Unido. Foi criada como forma de oposição à União Soviética, após a Segunda Guerra Mundial, no contexto histórico-militar chamado de Guerra Fria. A Otan possui forte poderio militar, com destaque para a oferta de armamentos nucleares, além de vastas tropas aeronáuticas.

Emblema da Otan sobreposto a navio de guerra.
A Otan é a organização militar mais temida do mundo.

Classificação das organizações internacionais

A classificação das organizações internacionais dá-se especialmente com base na área de abrangência de sua atuação ou conforme a sua esfera de atuação nas diferentes camadas da sociedade. Nesse sentido, temos os seguintes tipos divididos por área geográfica de abrangência:

  • Organizações mundiais: possuem uma grande área de abrangência, que, no geral, engloba países de todos os continentes, por meio de seus acordos diplomáticos. São exemplos: a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Organização Mundial da Saúde (OMS).

  • Organizações regionais: têm uma abrangência geográfica mais restrita, no geral, atrelada a determinado continente ou região do mundo. São exemplos: a União Europeia (UE) e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Em relação à classificação das diferentes organizações por meio de suas áreas de atuação na sociedade, é possível fazer vários recortes, como econômico, político, cultural, militar e até mesmo esportivo. A listagem abaixo apresenta exemplos de organizações internacionais com base na sua tipologia de acordo com suas respectivas áreas de atuação:

  • Organizações econômicas: Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Organização Mundial do Comércio (OMC) e Fundo Monetário Internacional (FMI).

  • Organizações políticas: Organização das Nações Unidas (ONU), Organização dos Estados Americanos (OEA) e União de Nações Sul-Americanas (Unasul).

  • Organizações culturais: Organização Internacional da Francofonia (OIF) e Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

  • Organizações militares: Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e Cinco Acordos de Força de Defesa (FPDA).

  • Organizações esportivas: Federação Internacional de Associações de Futebol (Fifa) e Comitê Olímpico Internacional (COI).

Importância das organizações internacionais

A importância das organizações internacionais está no papel desempenhado por essas instituições nas diferentes esferas da sociedade, contribuindo, entre outros, para questões como desenvolvimento econômico, financiamento de infraestruturas, fomento cultural, ações de cunho ambiental, e competições esportivas.

Ainda, essas organizações são um importante instrumento de diálogo em nível internacional, inclusive na resolução de conflitos diversos, assim como na mediação de questões geopolíticas. Mais recentemente, elas adquiriram um papel central também nas discussões climáticas globais e na preservação de bens culturais. A sua atuação, especialmente em macroescala, permite justamente um longo alcance de suas ações, tradicionalmente tomadas em conjunto, interferindo assim de forma mais direta no cotidiano das populações.

Leia também: Brics — agrupamento formado por cinco nações em desenvolvimento

Quantas organizações internacionais existem?

A definição de um número exato de organizações mundiais é bastante difícil. Essas instituições, em um sentido mais estreito, reúnem diferentes organizações políticas, econômicas e militares. Já quando considerado um rol maior de instituições, como as ligadas à área cultural e esportiva, o número é maior ainda.

Ademais, ressalta-se que esses organismos são bastante dinâmicos e podem ser criados e/ou extintos de forma recorrente por meio de diferentes acordos internacionais. A própria definição de organização internacional é um ponto de dificuldade na contagem oficial do número dessas organizações em razão do seu caráter essencialmente ligado à ação política de determinado grupo de países.

Brasil e as organizações internacionais

O Brasil, enquanto agente diplomático bastante ativo na esfera internacional, participa de diversas organizações internacionais, tanto em âmbito global quanto regional. O país é membro, por exemplo, da Organização das Nações Unidas (ONU), da Organização Mundial do Comércio (OMC) e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

No mesmo sentido, ele já usufruiu de apoio de organizações como o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial (BM). Em nível regional, evidencia-se a atuação protagonizada pelo governo brasileiro em organizações de integração americanas, como a Organização dos Estados Americanos (OEA) e União de Nações Sul-Americanas (Unasul). O país também é considerado o principal membro do bloco econômico Mercado Comum do Sul (Mercosul).

Exercícios resolvidos sobre organizações internacionais

Questão 1

(Unicentro) Os conhecimentos sobre a OMC (Organização Mundial do Comércio) permitem afirmar que essa organização

a) se estabeleceu no século passado, na década de 50, década do “milagre brasileiro”.

b) foi criada para substituir o Gatt (Acordo Geral sobre Tarifas e Comércio), visando a uma maior objetividade e à proteção para o comércio dos países centrais.

c) fiscaliza o comportamento das balanças comerciais dos países e financia as exportações dos países periféricos.

d) estimula a política de subsídios, visando à proteção da economia dos países emergentes.

e) possui poderes supranacionais.

Resolução: Alternativa E

As organizações internacionais, como a OMC (Organização Mundial do Comércio), estão alicerçadas na lógica da integração supranacional, portanto, reúnem ações que são aplicadas nos diferentes países do mundo.

Questão 2

(Udesc) Fundada em 1945, a Organização das Nações Unidas anunciava como um de seus propósitos “desenvolver relações amistosas entre as nações, baseadas no respeito ao princípio de igualdade de direito e de autodeterminação dos povos”. Tais princípios, porém, contrastavam com práticas políticas de alguns dos países signatários. A respeito destas incoerências, assinale a alternativa correta.

a) A França abriu mão de todas as suas colônias logo após a fundação da ONU.

b) A fundação da ONU garantiu processos de descolonização pacíficos em todos os países da África.

c) A União Soviética absteve-se de qualquer forma de interferência nos movimentos nacionais ocorridos no Leste Europeu.

d) O governo dos EUA era o único signatário da ONU a cumprir com as cláusulas relativas ao princípio de autodeterminação dos povos.

e) Motivado pela política de contenção ao comunismo, o governo dos EUA intervinha diretamente em conflitos internos de países como a Coreia e o Vietnã.

Resolução: Alternativa E

Apesar das resoluções conjuntas tomadas pela Organização das Nações Unidas (ONU), a ação unilateral de alguns países em conflitos locais perdura mesmo com a fundação dessa organização, como a atuação direta dos Estados Unidos.  

Publicado por Mateus Campos
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Banco Mundial
Saiba quais são os principais objetivos do Banco Mundial. Entenda como é a estrutura e o funcionamento dessa organização e conheça seus países-membros.
Blocos econômicos
Entenda o que é um bloco econômico e conheça os principais blocos econômicos do mundo. Veja também as vantagens e desvantagens de participar desses agrupamentos.
Fundo Monetário Internacional (FMI)
Entenda quais são as funções e os objetivos do FMI. Veja a listagem dos seus países-membros e leia sobre a divisão estrutural dessa instituição.
OCDE
Conheça a OCDE, saiba quais são seus principais objetivos, quem são seus países-membros e como a organização foi formada. Saiba qual é a relação com o Brasil.
ONU (Organização das Nações Unidas)
Clique aqui e entenda o que é a ONU (Organização das Nações Unidas). Conheça sua função e seus principais objetivos.
Organização Mundial do Comércio (OMC)
Clique aqui, saiba quais são os objetivos e as funções da Organização Mundial do Comércio (OMC) e descubra quais são seus países-membros.
Os acordos de paz
Os acordos de paz, Quais são os principais acordos de paz, Quais são as características dos acordos de paz, A criação da ONU, As instituições presentes na ONU, As punições impostas pela forças aliadas.
Tigres Asiáticos
Saiba mais sobre as principais características dos Tigres Asiáticos. Veja detalhes da origem e da ascensão econômica dessas importantes nações.
video icon
Escrito"O que é o vento? sobre imagem de uma paisagem com árvores e vento.
Geografia
Ventos: o que são e tipos
Assista à videoaula e entenda o que são os ventos. Saiba também quais são os fatores que geram os ventos, bem como conheça os principais tipos de ventos e por que esses fenômenos meteorológicos são importantes.