Agente da passiva

Para que você possa compreender as características que nutrem o assunto em questão (agente da passiva), é preciso fazer uma retomada sobre as vozes verbais, as quais representam uma das muitas flexões que integram a classe dos verbos.

Nesse sentido, na voz ativa quem é o responsável por praticar a ação expressa pelo verbo é o próprio sujeito, ou seja, nesse caso é um agente. Observe o exemplo que segue:

O aluno leu o livro.

Sujeito agente – o aluno.

Na voz passiva, de agente o sujeito passa a ser paciente, visto que ele sofre a ação expressa pelo verbo, e não mais a executa.  Observe o mesmo exemplo, só que convertido:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O livro foi lido pelo aluno.

Uma pergunta (fazendo referência a esse enunciado linguístico) paira no ar: estaria ele expresso na voz passiva analítica ou sintética? Trata-se da voz passiva analítica, formada com o auxílio de um verbo auxiliar conjugado (“foi”), seguido de um verbo transitivo direto ou transitivo direto e indireto, expresso no particípio (“lido”).

Dessa forma, eis que nos deparamos com outra pergunta: se o sujeito é paciente, quem então é o agente? Ora, voltando ao enunciado temos que “pelo aluno” representa o agente da passiva, visto que estando o verbo na voz passiva é ele quem executa a ação.  

O agente da passiva é quem executa a ação verbal, estando o verbo na voz passiva
O agente da passiva é quem executa a ação verbal, estando o verbo na voz passiva
Publicado por: Vânia Maria do Nascimento Duarte
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios

Questão 1

Passe as orações para a voz passiva e identifique a que classe de palavras pertence o agente da passiva.

a) Os membros do júri deram a sentença.

b) Todos reconheceram o culpado.

c) Os dois identificaram-no.

d) Quem se sentiu lesado fez a denúncia.

Questão 2

Assinale as opções em que o termo em destaque tem a função de agente da passiva:

a) ( ) Ouvi a notícia pelo rádio.

b) ( ) Agradeço-lhe pelo livro.

c) ( ) O espaço foi alugado para a festa.

d) ( ) Tudo foi levado pela correnteza.

e) ( ) O livro foi lido pelo aluno.

Mais Questões
Assuntos relacionados
Sujeito e Predicado
Definição de sujeito e predicado, tipos de sujeito.
Tipos de Predicado e Predicativo
O núcleo do predicado e sua classificação.
Adjunto Adnominal e Complemento Nominal
Conceitos e exemplos.
Complemento nominal e Adjunto adnominal – traços distintivos
Interagindo-se com o assunto, saberá como distingui-los!
A organização sintática se manifesta pela habilidade do emissor em saber articular bem as partes de um discurso.
Organização sintática
Uma das habilidades de que precisa dispor o emissor se refere à organização sintática. Conheça aqui acerca das características que a norteiam!
O sintagma nominal tem como núcleo um nome ou um pronome; e o sintagma verbal tem como núcleo um verbo
Sintagma Nominal e Sintagma Verbal
Por meio do sintagma nominal e do sintagma verbal identificamos melhor os elementos estruturais de uma oração. Conheça aqui traços que demarcam tais sintagmas.
O objeto direto, ainda que deslocado, não pode ser demarcado pelo uso da vírgula, a não ser em casos especiais
A vírgula e o Objeto Direto
Você já se sentiu questionado (a) acerca do uso da vírgula e o objeto direto? Não deixe de conferir sobre algumas dicas importantíssimas!
O objeto direto interno se perfaz de particularidades linguísticas distintas
Objeto direto interno: particularidades linguísticas
Objeto direto interno. Por que tal denominação? Descubra aqui acerca das particularidades linguísticas que o norteiam!