Whatsapp icon Whatsapp

Multiplicação de polinômios

Para realizar a multiplicação de polinômios, é necessário fazer uso da propriedade distributiva e entender como é feita a multiplicação de monômios.
Fórmula do teorema binomial (expansão binomial).
Para multiplicar dois polinômios, utilizamos a propriedade distributiva.

A multiplicação de polinômios é realizada utilizando-se a propriedade distributiva. Existem três casos diferentes de multiplicação de polinômio:

  • multiplicação de um polinômio por um número natural;
  • multiplicação de um polinômio por um monômio;
  • multiplicação de um polinômio por outro polinômio.

Para compreender a multiplicação entre polinômios, é fundamental aprender a multiplicação entre monômios. Na multiplicação de monômios, multiplicamos os coeficientes e somamos os expoentes de variáveis iguais.

Leia também: Propriedade distributiva na resolução de equações

Como fazer a multiplicação de polinômios?

Para fazer a multiplicação de polinômios, primeiro analisamos em qual dos casos essa multiplicação se encontra, pois existem três casas diferentes de multiplicação de polinômios, são elas: a multiplicação de um polinômio por um número natural, a multiplicação de um polinômio por um monômio, a multiplicação de um polinômio por outro polinômio.

Nos três casos, utilizamos a propriedade distributiva para realizar a multiplicação, realizando na prática a multiplicação entre os monômios envolvidos na sua operação. Veja, a seguir, como calcular cada um dos casos de multiplicação entre polinômios.

→ Multiplicação entre um polinômio e um número real

Quando queremos multiplicar um polinômio por um número real, é necessário calcular a multiplicação desse número real por cada um dos termos desse polinômio, ou seja, utilizaremos a propriedade distributiva multiplicando um número real por cada um dos meus monômios. Nesse caso, basta multiplicar o coeficiente do monômio pelo número real desejado.

Exemplo

Calcule a multiplicação entre 3 e o polinômio \(2x²+5y –12ab –4\).

Resolução

Primeiro escreveremos essa multiplicação:

\(3\cdot(2x²+5y –12ab – 4) \)

Agora aplicaremos a propriedade distributiva multiplicando por 3 cada um dos monômios.

\(3\cdot2x²=6x²\)

\(3\cdot5y=15y\)

\(3\cdot(-12ab)=-36ab\ \)

\(3\cdot(-4)=-12\)

Então encontramos como resultado da multiplicação o polinômio:

\(6x^2+\ 15y\ – 36ab –12\)

→ Multiplicação de um polinômio por um monômio

A multiplicação de um polinômio por um monômio também é feita pelo uso da propriedade distributiva para encontrar a solução: multiplicaremos o monômio por cada um dos termos do polinômio. Nesse caso, é importante prestar atenção na multiplicação entre as partes literais dos termos do polinômio, com o monômio que está multiplicando o polinômio.

Exemplo

Calcule a multiplicação entre o monômio 2ab e o polinômio \(4xa\ – 3b3+5ab+2y –3\).

Resolução

Para calcular a multiplicação, primeiro representaremos essa operação:

\(2ab\cdot(4xa\ – 3b3+5ab+2y –3)\)

Agora, aplicando a propriedade distributiva, multiplicaremos o monômio por cada um dos termos do polinômio.

Começando por:

\(2ab\cdot\ 4a=8a²b\)

Importante: Vale ressaltar que, na multiplicação entre dois monômios, quando a mesma variável aparece nos dois termos, somamos os seus expoentes, como foi feito com a variável a. Como ela aparecia nos dois termos, ela ficará elevada a 2; quando a variável aparece em só um dos termos, apenas a conservamos na parte literal da resposta.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Calculando o restante das multiplicações, temos que:

\(2ab\cdot\left(-3b^3\right)=-6ab^4\)

\(2ab\cdot5ab=10a^2b^2\)

\(2ab\ \cdot2y\ =\ 4aby\)

\(2ab\cdot\left(-3\right)=-6ab\)

Então encontramos como solução o polinômio:

\(8a^2b-6ab^4+10a^2b^2+4aby-6ab\)

→ Multiplicação de polinômio por polinômio

A multiplicação de polinômio por polinômio também utiliza a propriedade distributiva, assim, multiplicamos cada termo do primeiro polinômio por cada um dos termos do segundo polinômio.

Exemplo

Calcule a multiplicação:

\((2x\ +\ 4a)\ \cdot\ (3xa² - 5) \)

Resolução

Para calcular a multiplicação entre esses dois polinômios, multiplicaremos 2x por \(\left(3x^2a^2-5\right)\). Como foi feito na multiplicação de um monômio por um polinômio, também multiplicaremos 4a por \(\left(3xa^2-5\right)\).

Então temos que:

\(\left(2x+4a\right)\cdot\left(3xa^2-5\right)=2x\cdot3xa^2+2x\cdot\left(-5\right)+4a\cdot3xa^2+4a\cdot\left(-5\right)\)

\(\left(2x+4a\right)\cdot\left(3xa^2-5\right)=6x^2a^2-10x+12xa^3-10a\)

Veja também: Fatoração de polinômios — como fazer?

Exercícios resolvidos sobre multiplicação de polinômios

Questão 1

(Enem) Um forro retangular de tecido traz em sua etiqueta a informação de que encolherá após a primeira lavagem mantendo, entretanto, seu formato. A figura a seguir mostra as medidas originais do forro e o tamanho do encolhimento (x) no comprimento e (y) na largura. A expressão algébrica que representa a área do forro após ser lavado é (5 – x) (3 – y).

Ilustração de um fogo retangular com a indicação de suas medidas.

Nessas condições, a área perdida do forro, após a primeira lavagem, será expressa por:

A) 2xy

B) 15 − 3x

C) 15 − 5y

D) -5y − 3x

E) 5y + 3x − xy

Resolução:

Alternativa E

Primeiro calcularemos a área inicial do forro, que é:

\(A=3\cdot5=15\)

Sabemos que, após perder a área em destaque, a nova área do forro é dada por:

\(A_N=\left(5-x\right)\left(3-y\right)\)

Calculando a multiplicação, temos que:

\(A_N=15-5y-3x+xy\)

Sendo assim, a área perdida de forro é a diferença entre a área inicial e a nova área:

\(A-A_N=15-\left(15-5y-3x+xy\right)\)

\(A-A_N=15-15+5y+3x-xy\)

\(A-A_N=5y+3x-xy\)

Então a área perdida é representada pelo polinômio 5y + 3x – xy.

Questão 2

Um triângulo retângulo possui catetos medindo 4x + 6 e 2x + 8. Nessas condições, a área desse triângulo é dada pelo polinômio:

A) 8x² + 48

B) 6x² + 8x + 14

C) 8x² + 12x + 4

D) 8x² + 28x + 48

E) 4x² + 14x + 24

Resolução:

Alternativa E

Para calcular a área de um triângulo retângulo, multiplicamos os seus catetos e dividimos por 2, logo, temos que:

\(A=\frac{\left(4x+6\right)\left(2x+8\right)}{2}\)

\(A=\frac{8x^2+16x+12x+48}{2}\)

\(A=4x^2+8x+6x+24\)

\(A=4x^2+14x+24\)

Publicado por Raul Rodrigues de Oliveira
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Binômio de Newton
Entenda o que é um binômio de Newton e como calculá-lo. Veja também como usar o triângulo de Pascal nessa técnica de cálculo.
Dispositivo Prático de Briot-Ruffini
Você conhece o dispositivo prático de Briot-Ruffini? Aprenda a utilizá-lo na divisão polinomial.
Divisão de polinômios
Clique aqui, conheça diferentes métodos que podem ser utilizados para calcular a divisão de polinômios e saiba como fazer essa divisão.
Fração com polinômio
A fração polinomial não é um bicho de sete cabeças, descubra aqui a sua estrutura e como simplificá-la.
Multiplicação e divisão de monômios
Conceitos das operações de multiplicação e divisão de monômios. Compreensão da multiplicação e divisão monomial para o cálculo de expressões algébricas.
Teorema de D’Alembert
binômio, polinômio, divisão de polinômio por binômio, divisão, teorema do resto, teorema D’Alembert, definição do teorema do resto, definição do teorema de D’Alembert, resto de uma divisão, resto igual à zero.
Valor Numérico de um Polinômio
Efetuando cálculos em polinômios na determinação de seu valor numérico.
video icon
Texto"Matemática do Zero | Soma dos ângulos externos de um polígono convexo" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Soma dos ângulos externos de um polígono convexo
Nessa aula demonstrarei a fórmula da soma dos ângulos externos de um polígono convexo qualquer e como encontrar a medida de cada ângulo externo.