Adrenalina

A adrenalina é um hormônio produzido pela medula da suprarrenal que está relacionado com situações de estresse e excitação.

O sistema endócrino é constituído por diversas glândulas capazes de sintetizar hormônios. Entre as glândulas desse sistema, podemos citar a suprarrenal, também conhecida como glândulas adrenais, que é responsável pela produção de várias substâncias, como a adrenalina.

A adrenalina, também chamada de epinefrina, é um hormônio neurotransmissor produzido e estocado pela medula da suprarrenal que é liberado após estímulos de terminações nervosas. Ela foi isolada pela primeira vez em 1900, no Japão, pelo bioquímico Jokichi Takamine com a assistência técnica de Keizo Uenaka.

Esse hormônio pertence a uma classe de compostos denominados catecolaminas e é formado pelo aminoácido tirosina. O termo catecolaminas está associado à presença de um grupamento amino ligado a um anel aromático que possui dois grupamentos hidroxila ligados em posição orto, o que se assemelha a uma molécula de catecol.

Normalmente a adrenalina é liberada na corrente sanguínea em situações de estresse e excitação. É comum que nessas situações as pessoas comecem a apresentar taquicardia, sudorese e dilatação das pupilas, respostas conhecidas como reações do tipo luta ou fuga. Entre as ações da adrenalina no corpo, podemos citar:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Aumento da frequência cardíaca;

Aumento da força de contração ventricular;

Constrição arteriolar na pele e na região abdominal;

Dilatação arteriolar no músculo esquelético;

Liberação de ácidos graxos do tecido adiposo;

Estimulação da quebra do glicogênio e da gliconeogênese (produção de glicose a partir de precursores não glicídicos), desencadeando a liberação de glicose na circulação.

Em razão de suas ações no sistema cardiovascular e no metabolismo, a adrenalina é usada no tratamento de vários problemas de saúde, sendo encontrada em anestesias e remédios para dor. Entre as indicações do uso de adrenalina, podemos citar a síndrome vasoplégica (uma complicação que ocorre após cirurgias cardíacas), broncoespasmo (contração da musculatura dos brônquios) e choque anafilático, que é uma grave reação de hipersensibilidade.

Em situações que causam estresse e excitação, ocorre a liberação de adrenalina
Em situações que causam estresse e excitação, ocorre a liberação de adrenalina
Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos
Assuntos relacionados
Um exemplo de hormônio é a insulina, que garante a entrada de glicose nas células
Hormônios
Entenda o que são hormônios, substâncias produzidas pelas glândulas endócrinas que garantem a homeostase do corpo.
Glândulas que fazem parte do sistema endócrino
Sistema Endócrino
Clique aqui e conheça as principais glândulas do nosso sistema endócrino.
Monopeptídeos, Aminoácidos, Moléculas orgânicas, Cadeia carbônica, Hidrogênio, Oxigênio, Nitrogênio, Enxofre, Grupo carboxila, Grupo amina, Radical (R
Aminoácidos
Você sabia que os aminoácidos são unidades fundamentais de uma proteína? Confira aqui!
Glicogênio
Nosso organismo armazena glicose na forma de glicogênio para suprir sua falta nos momentos em que a quantidade de glicose no sangue é reduzida.
Glândulas endócrinas
Hormônios produzidos nas glândulas suprarrenais
Saiba mais sobre os hormônios produzidos pelas glândulas suprarrenais