Whatsapp icon Whatsapp

Sistema endócrino

Sistema endócrino é formado pelas glândulas endócrinas, responsáveis pela secreção de hormônios, substâncias que agem como sinalizadores químicos.
Ilustração do corpo humano rodeado das glândulas que compõem o sistema endócrino
O sistema endócrino é formado por uma série de glândulas que produzem hormônios.

O sistema endócrino é formado por glândulas endócrinas que liberam secreções denominadas hormônios. Além das glândulas endócrinas, alguns órgãos também são responsáveis por produzir hormônios, atuando de maneira secundária como órgãos endócrinos.

Os hormônios são lançados na corrente sanguínea, sendo transportados para todas as partes do corpo, entretanto, agem apenas nos tecidos e órgãos-alvo. O sistema endócrino garante, juntamente ao sistema nervoso, a regulação de diferentes atividades do organismo.

Leia mais: Órgãos do corpo humano

Resumo sobre sistema endócrino

  • É formado por glândulas que liberam secreções chamadas hormônios.

  • As glândulas que o compõem são as endócrinas.

  • Os hormônios são liberados na corrente sanguínea e atuam apenas em tecidos e órgãos-alvo.

  • São glândulas endócrinas: a pineal, o hipotálamo, a hipófise, a tireoide, a paratireoide, a suprarrenal, o pâncreas, o ovário e o testículo.

Videoaula sobre sistema endócrino

Sistema endócrino

O sistema endócrino é composto por um grupo de diferentes glândulas endócrinas que liberam secreções conhecidas como hormônios. Os hormônios são liberados diretamente na corrente sanguínea, sendo transportados até seus locais de ação.

É importante destacar que nem toda glândula do nosso corpo faz parte do sistema endócrino, sendo esse o caso das glândulas exócrinas. Nestas, diferentemente das endócrinas, as secreções são liberadas para o meio externo ou cavidades por intermédio de ductos. São exemplos delas as glândulas salivares e as sudoríparas.

Outro ponto importante é o fato de alguns órgãos, pertencentes a outros sistemas, também sintetizam hormônios e atuam secundariamente como órgãos endócrinos. Esse é o caso, por exemplo, do estômago, que possui células endócrinas isoladas que secretam o hormônio gastrina.

  • Hormônios

Os hormônios são substâncias químicas liberadas pelas glândulas endócrinas e algumas células especializadas que agem como sinalizadoras químicas. São secretados em baixas concentrações e, através da corrente sanguínea, chegam até o seu local de ação. Por serem secretados nos vasos sanguíneos, os hormônios podem agir em locais distantes do seu local de secreção.

Os hormônios só atuam em tecidos-alvo ou órgãos-alvo, o que permite que eles possam passar por diferentes partes do organismo sem que interfiram em processos não relacionados a eles. Isso ocorre, pois, nos tecidos-alvo ou órgãos-alvo, existem receptores específicos que só se ligam àquele determinado hormônio. Caso queira saber mais sobre o tema deste tópico, leia: Hormônios.

Função do sistema endócrino

O sistema endócrino, com o sistema nervoso, atua no controle e regulação de diferentes funções no organismo, garantindo a homeostase. O sistema endócrino garante, por exemplo, nosso crescimento, desenvolvimento e reprodução.

Esquema ilustrativo da localização de algumas glândulas do sistema endócrino
Observe a localização de algumas glândulas do sistema endócrino.

Glândulas endócrinas e seus hormônios

  • Glândula pineal: é encontrada aproximadamente no centro do encéfalo. Ela produz o hormônio melatonina, que, entre outros papéis, participa da regulação dos ritmos biológicos.

  • Hipotálamo: é uma região do encéfalo que atua produzindo diferentes hormônios. É o hipotálamo que produz o hormônio antidiurético e a ocitocina, que serão secretados pela neuro-hipófise. O hormônio antidiurético aumenta a retenção hídrica nos rins, enquanto a ocitocina está relacionada com as contrações uterinas no parto e a ejeção de leite pelas glândulas mamárias.

Além desses dois hormônios, o hipotálamo produz hormônios que atuam controlando a secreção hipofisária. Eles são conhecidos como hormônios liberadores e hormônios hipotalâmicos inibidores. São eles: hormônio liberador de tireotropina (TRH); hormônio liberador de corticotropina (CRH); hormônio liberador do hormônio do crescimento (GHRH); hormônio inibidor do hormônio do crescimento (GHIH) (somatostatina); hormônio liberador de gonadotropinas (GnRH); dopamina ou fator inibidor da prolactina (PIF).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Hipófise: é um pequeno órgão localizado em uma cavidade do osso esfenoide. A hipófise apresenta duas porções distintas: a neuro-hipófise e a adeno-hipófise. A neuro-hipófise é uma extensão do hipotálamo e libera dois hormônios sintetizados por essa outra glândula: o hormônio antidiurético e a ocitocina.

    A adeno-hipófise, por sua vez, secreta uma série de hormônios que atuam nas mais variadas funções do organismo. São hormônios dela: hormônio do crescimento, que estimula o crescimento do organismo; TSH (hormônio tireoestimulante), que estimula a secreção dos hormônios da tireoide; ACTH (hormônio adrenocorticotrófico), que estimula o córtex da suprarrenal; prolactina, que estimula a secreção de leite; FSH (hormônio folículo estimulante), que promove o crescimento dos folículos nos ovários e maturação do espermatozoide; LH (hormônio luteinizante), que atua estimulando a síntese de testosterona nos testículos, a ovulação, a produção de estrogênio e progesterona nos ovários e a formação do corpo lúteo.

  • Glândula tireoide: a humana é composta por dois lobos localizados de cada lado da traqueia e conectados na linha média. Sintetiza os hormônios tiroxina (T4) e tri-iodotironina (T3), os quais estão relacionados com o metabolismo. Além disso, sintetiza um hormônio chamado calcitonina, que atua diminuindo o nível de cálcio no plasma sanguíneo.

  • Glândulas paratireoides: são quatro pequenas glândulas localizadas na região posterior da tireoide. Elas são responsáveis pela secreção do paratormônio, um hormônio que atua aumentando os níveis de cálcio no sangue.

  • Glândulas suprarrenais: também conhecidas como adrenais, estão localizadas na parte superior dos rins. Nelas é possível perceber duas camadas bem delimitadas: o córtex adrenal e a medula adrenal. O córtex produz hormônios que podem ser divididos em três grupos: glicocorticoides, mineralocorticoides e andrógenos. O principal mineralocorticoide é a aldosterona, relacionada com a manutenção do equilíbrio de sódio, potássio e água no organismo. Dentre os glicocorticoides, destaca-se o cortisol, relacionado com o metabolismo de proteínas, carboidratos e gordura. A medula adrenal é responsável por secretar a epinefrina e norepinefrina, hormônios relacionados, entre outras funções, com aumento de atividades metabólicas e do nível de glicose no sangue.

  • Pâncreas: é uma glândula mista, apresentando uma porção exócrina e uma porção endócrina. A porção endócrina é responsável pela secreção dos hormônios insulina e glucagon. Enquanto a insulina atua promovendo a entrada de glicose nas células, o glucagon aumenta a síntese e liberação de glicose do fígado.

  • Ovários: são duas glândulas presentes no corpo feminino. Produzem estrogênio e progesterona. O estrogênio relaciona-se com o desenvolvimento das características sexuais secundárias femininas e a estimulação do crescimento do endométrio. A progesterona, por sua vez, atua, principalmente, preparando o útero para a gestação e as mamas para lactação.

  • Testículos: são duas pequenas glândulas localizadas no saco escrotal. Produzem a testosterona, relacionada com o desenvolvimento das características sexuais secundárias masculinas e o desenvolvimento do sistema reprodutor.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Glândula pineal
Você sabe o que é a glândula pineal? Clique aqui e conheça mais sobre essa glândula endócrina e o hormônio por ela produzido.
Glândulas paratireoides
Clique aqui e veja o que são glândulas paratireoides. Conheça suas características básicas, funções e algumas doenças que acometem essas glândulas.
Hipotálamo
Quer conhecer mais sobre o hipotálamo? Clique aqui e conheça as principais funções atribuídas a essa região do encéfalo.
Hipófise
Saiba quais são as funções dos hormônios sintetizados pela glândula hipófise.
Hormônios
Entenda o que são hormônios, substâncias produzidas pelas glândulas endócrinas que garantem a homeostase do corpo.
Hormônios produzidos nas glândulas suprarrenais
Saiba mais sobre os hormônios produzidos pelas glândulas suprarrenais
Hérnia de disco
Clique aqui e saiba o que é a hérnia de disco. Descubra quais são suas principais causas e sintomas. Conheça os tratamentos disponíveis atualmente.
Ovários
Conheça as características dos ovários, órgãos do sistema genital feminino que produzem os ovócitos secundários e os hormônios sexuais.
Pâncreas
Você conhece o pâncreas, uma glândula importante do nosso corpo? Neste texto, abordaremos suas características, suas funções e sua relação com o diabetes.
Sistema linfático
Neste texto conheceremos melhor o sistema linfático, suas características, seus órgãos relacionados e as funções que desempenha no organismo humano.
Testículos
Saiba mais sobre os testículos, órgãos do sistema genital masculino responsáveis pela produção de espermatozoides e do hormônio testosterona.
Tipos de glândulas
Conheça os principais tipos de glândulas presentes no nosso corpo e aprenda a diferenciá-las.
Tireoide
Clique aqui e amplie seus conhecimentos a respeito da glândula tireoide. Saiba a estrutura, a função e os distúrbios que a afetam.
video icon
Texto"Matemática do Zero | Condição de existência de triângulos" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Condição de existência de triângulos
Nessa aula veremos a condição de existência de um triângulo utilizando um raciocínio lógico e em seguida formalizando esse conhecimento.