Whatsapp icon Whatsapp

Estômago

O estômago é um importante órgão do sistema digestório. Ele garante o armazenamento do alimento e atua no processo de digestão química e mecânica do alimento.
O estômago é uma parte dilatada do sistema digestório que realiza a conexão entre esôfago e intestino delgado.
O estômago é uma parte dilatada do sistema digestório que realiza a conexão entre esôfago e intestino delgado.

O estômago é um órgão do sistema digestório que realiza a conexão entre o esôfago e o intestino delgado. Ele se caracteriza por ser a porção mais dilatada do tubo digestório. Esse órgão oco e elástico acomoda cerca de 2 litros de alimento e líquidos e atua no processo de digestão. Por meio da produção de suco gástrico, o estômago dá início à digestão das proteínas.

Em algumas situações, podemos sentir desconforto na região estomacal. A dor no estômago pode ser consequência de problemas como refluxo, uso de medicamentos e até mesmo câncer. Procurar um médico é fundamental para o diagnóstico correto do problema.

Leia também: Hemorragia digestiva — perda de sangue em algum órgão do sistema digestório

Resumo sobre estômago

  • O estômago é a parte mais dilatada do tubo digestório.

  • Esse órgão é responsável por secretar suco gástrico, renina, fator intrínseco e os hormônios gastrina e grelina.

  • O suco gástrico contém ácido clorídrico e pepsina, uma enzima que atua na quebra de proteínas.

  • Quatro regiões distintas podem ser identificadas no estômago: a cárdia, o fundo, o corpo e o piloro ou antro.

  • Dor na região do estômago é um sintoma que pode ocorrer como consequência de diferentes problemas de saúde.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Anatomia do estômago

O estômago é um órgão que se assemelha a um saco e está localizado logo abaixo do diafragma. Constitui a parte mais dilatada de todo o tubo digestório. Quatro regiões distintas podem ser identificadas no estômago: a cárdia, o fundo, o corpo e o piloro ou antro.

A cárdia corresponde à região de junção entre o estômago e o esôfago. O fundo é uma porção superior deslocada à esquerda. O corpo diz respeito à maior parte do órgão e constitui sua porção central. A porção terminal é denominada parte pilórica ou antro.

Na parte pilórica, observa-se a presença do piloro, que pode ser definido como a região de transição entre o estômago e o duodeno. Nessa região, há feixes musculares que conseguem controlar a passagem do quimo em direção ao intestino delgado.

Quando está vazio, o estômago apresenta um formato que lembra a letra J. As duas margens do órgão são denominadas curvatura maior e curvatura menor. A curvatura menor está localizada à direita, enquanto a curvatura maior, à esquerda.

Esquema das principais regiões do estômago humano.
Esquema das principais regiões do estômago humano.

Leia mais: Órgãos do corpo humano — estruturas formadas por um grupo de tecidos

Função do estômago

O estômago é um órgão do sistema digestório que serve de local de armazenamento e que atua na digestão dos alimentos. Por meio da liberação do suco gástrico, esse órgão garante o início da digestão das proteínas (digestão química). Além disso, por meio da contração e relaxamento de sua musculatura, o estômago é capaz de promover a digestão mecânica. Ao se movimentar, o estômago faz com que o bolo alimentar se misture com o suco gástrico, ajudando, desse modo, a formação de uma substância semilíquida, o quimo.

Além do suco gástrico, o estômago é responsável pela produção do fator intrínseco, renina e alguns hormônios. O fator intrínseco é uma glicoproteína que se combina com a vitamina B12. Essa ligação é fundamental para tornar a vitamina disponível para absorção no intestino. A renina, por sua vez, é produzida durante os primeiros meses de vida e age sobre a caseína, uma das proteínas do leite, facilitando a atuação de enzimas proteolíticas.

Em relação aos hormônios, o estômago produz gastrina e grelina. A gastrina é secretada pelas células G e atua estimulando o aumento da mucosa gástrica e a secreção de ácido. A grelina, também chamada de hormônio da fome, atua estimulando o apetite. Esse hormônio é liberado, principalmente, durante o jejum.

Veja também: Alergia à proteína do leite de vaca — resposta imunológica comum em crianças

  • O suco gástrico e a digestão

O suco gástrico é secretado pelo estômago e tem papel fundamental na digestão química dos alimentos. Ele é formado por ácido clorídrico e uma enzima chamada pepsina. Segundo De Reece e colaboradores, no livro Biologia de Campbell, os componentes do suco gástrico são produzidos por dois tipos de células nas glândulas estomacais: as células parietais e as células-chefe. As células parietais são responsáveis por produzirem os componentes do ácido clorídrico, enquanto as células-chefe secretam pepsinogênio.

No lume do estômago, ocorre a formação do ácido clorídrico por meio da combinação dos íons secretados pelas células parietais. O ácido clorídrico atua no pepsinogênio, convertendo-o em pepsina. A pepsina ajuda a ativar mais pepsinogênio, promovendo seu aumento, rompendo ligações peptídicas e realizando a quebra de proteínas em polipeptídeos menores. A quebra de proteínas continua ocorrendo no intestino.

O suco gástrico, devido à presença de ácido, poderia causar danos ao estômago. Entretanto, o órgão garante sua integridade por meio da produção de muco e renovação constante de sua mucosa. As células da mucosa estomacal são renovadas a cada três dias, substituindo, desse modo, as células lesionadas e evitando o desenvolvimento de lesões mais graves. Em algumas situações, no entanto, feridas podem surgir, dando origem às úlceras gástricas.

Videoaula sobre sistema digestório

Dor no estômago

Dor na região do estômago é um sintoma que pode ocorrer como consequência de diferentes problemas, sendo fundamental procurar um médico para a realização de um diagnóstico correto. Algumas das causas da dor de estômago são:

  • Gastrite: é uma inflamação da mucosa do estômago. Pode ser provocada por diferentes fatores, como a infecção pela bactéria Helicobacter pylori, uso de anti-inflamatórios, consumo de álcool e de cigarro.

  • Úlcera: trata-se de uma ferida no estômago. Pode ter diferentes causas, sendo as principais delas o uso de anti-inflamatórios e a infecção por H. pylori.

  • Refluxo: caracteriza-se pelo retorno do conteúdo do estômago para o esôfago. Uma das suas causas são alterações no esfíncter que separa o esôfago do estômago.

  • Câncer: apresenta como fatores de risco o consumo de álcool, obesidade, tabagismo e histórico dessa enfermidade na família.

  • Medicamentos: alguns fármacos apresentam como efeito colateral a dor no estômago. Esse é o caso, por exemplo, do ibuprofeno.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Esôfago
Aprenda mais sobre o esôfago clicando aqui! Neste texto abordaremos as principais características do órgão e algumas doenças que o atingem.
A gastrite provoca desconforto abdominal.
Gastrite
Gastrite, o que é gastrite, como a gastrite pode ocorrer, os sintomas da gastrite, como detectar a gastrite, o tratamento para a gastrite, como prevenir a gastrite.
Limão: o ácido que pode ser base.
Gastrite combina com limão?
Dá para acreditar? Conheça as propriedades benéficas do limão para o tratamento da desagradável gastrite.
O intestino delgado pode apresentar até sete metros de comprimento
Intestino delgado
Conheça um pouco mais sobre o intestino delgado e suas principais partes.
Os alimentos acima apresentam grande quantidade de proteínas
Proteínas
Entenda o que são proteínas e conheça um pouco mais a respeito de suas funções no organismo.
O refluxo, quando não tratado, pode causar sérias complicações
Refluxo gastroesofágico
Clique aqui e conheça mais sobre as causa, sintomas e tratamento do refluxo.
O sistema digestório garante que os nutrientes dos alimentos sejam absorvidos.
Sistema digestório
Amplie seus conhecimentos sobre o sistema digestório. Neste texto, falaremos sobre os órgãos que fazem parte desse sistema e de algumas funções atribuídas a eles.
video icon
Português
Locuções conjuntivas
São locuções conjuntivas o conjunto de duas ou mais palavras que exercem função de conjunção, ligando duas orações. Nesta videoaula, aprofundaremo-nos nesse assunto. Não deixe de assistir.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Química
Cinética química
Se ainda tem dúvidas quanto a velocidade das reações, essa videoaula é para você!
video icon
videoaula brasil escola
Português
Redação
Entenda como realizar argumento por causa e consequência com a nossa aula.
video icon
videoaula brasil escola
História
Crise de 1929
A quebra da bolsa de valores de Nova Iorque afetou não só os EUA, como o mundo. Entenda!