Whatsapp icon Whatsapp

Íons

Íons são espécies atômicas formadas quando uma espécie eletricamente neutra perde (cátions) ou ganha elétrons (ânions).
Bateria automotiva de lítio para carros elétricos. Nessa modalidade de bateria, íons de lítio são protagonistas no processo eletroquímico.
Bateria automotiva de lítio para carros elétricos. Nessa modalidade de bateria, íons de lítio são protagonistas no processo eletroquímico.

Íons são espécies atômicas formadas quando uma espécie eletricamente neutra perde ou ganha elétrons. Dessa forma, podem ser tanto carregados positivamente, sendo chamados de cátions, ou carregados negativamente, sendo chamados de ânions. A carga do íon gerado será numericamente igual ao número de elétrons recebidos ou perdidos pela espécie.

Os íons são formados durante processos reacionais, sendo que a propensão a se tornarem cátions ou ânions dependerá de duas grandezas: a energia de ionização e a afinidade eletrônica. Em geral, metais tendem a se tornar cátions e ametais tendem a se tornar ânions.

Veja também: Raio iônico — a relação entre o aumento e a diminuição do átomo quando ele perde ou ganha elétrons

Resumo sobre os íons

  • Íons são formados quando uma espécie eletricamente neutra perde ou ganha elétrons.

  • Se há perda de elétrons, o íon gerado é positivo, sendo chamado de cátion.

  • Se há ganho de elétrons, o íon gerado é negativo, sendo chamado de ânion.

  • Os íons são formados durante processos reacionais, como na clivagem de uma ligação covalente.

  • A energia de ionização e a afinidade eletrônica são grandezas importantes para avaliar se uma espécie é mais propensa a ser um ânion ou um cátion.

  • Íons podem se ligar por meio de uma junção química chamada de ligação iônica, de grande força e atração.

Videoaula sobre íons

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que são íons?

Um íon é uma espécie atômica eletricamente carregada, seja positivamente (cátion) ou negativamente (ânion). São formados quando espécies eletricamente neutras ganham ou perdem elétrons em processos reacionais.

Em geral, um íon pode ser simples ou composto. Os íons simples são aqueles formados por um único elemento químico, enquanto o íon composto é aquele formado por dois ou mais elementos químicos, como é possível perceber nos exemplos a seguir.

  • Íons simples: Na+, Fe3+, O2-, Cl-.

  • Íons compostos: PO43-, SO32-, NH4+.

Para que servem os íons?

Os íons, por serem eletricamente carregados, têm a capacidade de tornar as soluções condutoras de corrente elétrica, as quais são chamadas de soluções eletrolíticas. É a partir da compreensão dessas soluções que dispositivos de geração de energia elétrica, como as pilhas, foram desenvolvidos.

Pilhas alcalinas umas sobre as outras.
As pilhas alcalinas possuem em sua constituição uma pasta eletrolítica, com íons.

A exploração dos íons também tem grande importância em processos de separação. As resinas de troca iônica são amplamente utilizadas em laboratórios, onde um composto faz a substituição de um íon de sua estrutura por outro da solução de mesma carga, fazendo a remoção deste íon.

Classificação dos íons

Um íon pode ser carregado positivamente ou negativamente, a depender se a espécie ganhou ou perdeu elétrons. Assim, podem ser classificados como:

  • Cátions: íons positivos, gerados a partir da perda de elétrons.

X → Xn+ + n e-

  • Ânions: íons negativos, gerados a partir do ganho de elétrons.

Y + n e- → Yn-

Como se formam os íons?

Os íons são formados por meio de processos químicos. O principal deles é a ionização, uma reação química em que energia suficiente é colocada para retirar um ou mais elétrons da camada de valência do átomo neutro. A energia necessária para a retirada do elétron é conhecida como energia de ionização.

Os metais são conhecidos por possuírem baixa energia de ionização, o que significa que possuem grande tendência a perderem elétrons e se tornarem cátions. Por exemplo, são necessários 496 kJ de energia para se retirar os elétrons de valência de um mol de átomos de sódio, formando-se o cátion Na+.

Na + 496 kJ → Na+ + e-

Também é considerada uma reação de ionização a cisão heterolítica de uma ligação covalente, ou seja, uma ruptura em que todos os elétrons da ligação migram para um átomo, gerando um cátion e um ânion, como ocorre na dissolução do cloreto de hidrogênio, HCl.

HCl → H+ + Cl-

Os ânions são formados quando elétrons são inseridos na estrutura atômica. A tendência de um átomo se tornar um ânion é mensurada pela afinidade eletrônica, a energia liberada pela espécie ao receber um elétron. Quanto mais energia liberada, mais aceito pela estrutura é o elétron. Quando elétrons são inseridos na estrutura de um mol de átomos de cloro, por exemplo, há a liberação de 349 kJ de energia.

Cl + e- → Cl- + 349 kJ

Diferenças entre íons, átomos e moléculas

Embora sejam completamente diferentes, os conceitos de íons, átomos e moléculas podem causar confusão em estudantes que estão iniciando seus estudos em Química. Os átomos são os constituintes da matéria, eletricamente neutros, formados basicamente por prótons, nêutrons e elétrons. Quando se ligam por meio de uma ligação química covalente, os átomos dão origem às moléculas. Por isso, compostos covalentes e moléculas são sinônimos.

Já os íons são formados quando átomos (ou até mesmo moléculas) perdem ou ganham elétrons. Isso porque os elétrons estão na região periférica do átomo, a eletrosfera, sendo facilmente retirados ou inseridos na estrutura.

Leia também: Atomística a área da Química responsável pelo estudo do átomo

Ligação iônica

Íons de cargas opostas podem se ligar por meio de atrações eletrostáticas, conhecidas na Química como ligação iônica. Os compostos iônicos possuem, então, uma parte negativa (ânion) e uma parte positiva (cátion), mantidas por uma forte atração entre cargas opostas. Nessa modalidade de ligação, um elemento de baixa energia de ionização (metal) perde elétrons para um elemento de alta afinidade eletrônica (ametal).

Exemplo da formação do composto iônico cloreto de sódio, NaCl.
Exemplo da formação do composto iônico cloreto de sódio, NaCl.

O que chama a atenção nos compostos iônicos é que a forte atração entre as cargas gera estruturas cristalinas bem ordenadas geometricamente. Outra consequência dessa forte atração é que os compostos iônicos acabam se apresentando como sólidos em temperatura ambiente.

Exercícios resolvidos sobre íons

Questão 1

(Colégio Naval, 2017) O elemento químico Al (alumínio), largamente utilizado em utensílios domésticos, tem número atômico 13, número de massa 27, e seu íon Al3+ é muito utilizado no solo. Assinale a opção que apresenta, respectivamente, o número de prótons, elétrons e nêutrons presentes no íon Al3+.

A) 13, 10, 14.

B) 10, 10, 14.

C) 13, 13, 27.

D) 10, 10, 27.

E) 13, 16, 14.

Resolução: Alternativa A

Se a espécie iônica é Al3+, entende-se que é um cátion e foi formado a partir da perda de três elétrons. Assim, como o átomo de alumínio possui 13 elétrons, o íon de alumínio possui apenas dez. Os nêutrons e prótons permanecem inalterados. O número de nêutrons pode ser calculado pelo número de massa (A):

A = Z + n

27 = 13 + n

n = 14

Questão 2

(PUCCamp-SP 2009) O símbolo para o íon cálcio, Ca2+, indica que

I. é um ânion.

II. possui dois prótons a mais que o respectivo átomo neutro.

III. perdeu dois elétrons em relação ao átomo neutro.

Está correto o que se afirma SOMENTE em:

A) I.

B) II.

C) III.

D) I e II.

E) II e III.

Resolução: Alternativa C

O íon Ca2+ é positivo, o que indica que é um cátion, formado a partir da perda de dois elétrons de seu átomo neutro. Nesse processo, o número de prótons se mantém intacto, portanto, não se altera. Dessa forma, apenas a terceira afirmativa está correta.

Publicado por Stéfano Araújo Novais
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Classificação das forças intermoleculares
Aprenda quais os tipos de interação existem entre moléculas.
Existem vários tipos de sais inorgânicos que precisam ser classificados em grupos específicos para serem estudados
Classificação e nomenclatura dos sais
Conheça a classificação dos sais em neutros, ácidos, básicos, duplos, hidratados e alúmen, além de compreender como é realizada a nomenclatura em cada caso.
Cloreto de sódio (sal de cozinha)
Saiba mais sobre as propriedades do cloreto de sódio, nosso conhecido sal de cozinha. Saiba como é o processo de extração do sal marinho e quais suas aplicações.
Condutividade elétrica dos compostos iônicos
Saiba quais íons são melhores condutores de eletricidade.
Conhecer os tipos de semelhanças atômicas auxilia no cálculo do número de partículas dos átomos
Cálculos que envolvem semelhança atômica
Clique e aprenda a determinar o número de prótons, nêutrons e elétrons a partir de cálculos que envolvem semelhança atômica!
Cuba eletrolítica realizando a eletrólise aquosa do NaCl
Descarga de cátions e ânions
Clique e aprenda a determinar o cátion ou o ânion que sofrerá descarga durante uma eletrólise em meio aquoso.
Linus Pauling criou um diagrama de distribuição eletrônica que serve tanto para átomos neutros como para íons
Distribuição eletrônica de íons
Aprenda a realizar a distribuição eletrônica de íons no diagrama de Linus Pauling.
Ilustração de um átomo e seu núcleo.
Entendendo o núcleo atômico
Saiba mais sobre o corpo central do átomo.
A teoria atômica criada por Dalton conseguiu explicar microscopicamente a lei criada por Lavoisier
Explicação de Dalton para as Leis Ponderais
Veja como a teoria atômica de Dalton explica as leis ponderais de Lavoisier e Proust.
Gás ideal – exercícios
Aprenda a resolver questões envolvendo gases ideais.
O cloreto de sódio é um exemplo de composto formado a partir de ligação iônica entre os átomos
Ligação Iônica
Entenda como ocorre a ligação iônica, descubra seus princípios e características e aprenda a montar as fórmulas de compostos iônicos.
Matéria
Saiba o que é matéria e suas propriedades gerais e específicas. Veja também qual é a relação entre matéria e energia, além de resolver os exercícios propostos.
Álcool combustível: mistura de etanol e água.
Matéria e sua classificação
Como a matéria se classifica, substâncias simples, substâncias compostas, misturas, fases de uma mistura, mistura homogênea, mistura heterogênea, Metano, Oxigênio, Ozônio, Água, Gás cianídrico, Gás carbônico, Amônia, Hidrogênio, Hélio.
Exemplos de misturas gasosas
Misturas de Gases
Entenda mais a respeito do comportamento das misturas de gases por meio da Lei de Dalton das pressões parciais e da Lei de Amagat dos volumes parciais.
Como limpar aves cobertas com petróleo?
Métodos especiais de separação de misturas heterogêneas
Saiba como são usados para o bem estar do homem e dos animais.
O tamanho de um átomo é influenciado pela quantidade de prótons e elétrons existente na sua composição
Raio iônico
Clique e conheça a influência da perda e do ganho de elétrons em um raio iônico.
Uma substância é caracterizada por ter propriedades próprias bem definidas. Não existem duas substâncias que tenham todas as propriedades exatamente i
Substâncias Simples e Compostas
Substâncias simples são formadas por átomos de um mesmo elemento químico e substâncias compostas são formadas por átomos (ou íons) de elementos químicos diferentes.
A água age como ácido ou base.
Água anfótera
Por que a água recebe este nome?
video icon
Sociologia
Negacionismo
Muito atual, o conceito de negacionismo permeia a história da humanidade desde que temos a capacidade de perceber o mundo de maneira racional. Veja este vídeo para saber mais sobre o assunto!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Química
Cinética química
Se ainda tem dúvidas quanto a velocidade das reações, essa videoaula é para você!
video icon
videoaula brasil escola
Português
Redação
Entenda como realizar argumento por causa e consequência com a nossa aula.
video icon
videoaula brasil escola
História
Crise de 1929
A quebra da bolsa de valores de Nova Iorque afetou não só os EUA, como o mundo. Entenda!