Whatsapp icon Whatsapp

Câncer de cérebro

O câncer de cérebro pode provocar sintomas como dor de cabeça e alterações na personalidade. Ressonância magnética é o exame mais eficaz para detectar esse tipo de câncer.
Ilustração 3D de um cérebro humano. No detalhe, tumor nas células, característico do câncer de cérebro.
O câncer de cérebro pode surgir diretamente no órgão ou ser resultado de metástase.

Câncer de cérebro ou câncer cerebral é um tipo de câncer do sistema nervoso central. Ele pode ter origem no próprio cérebro ou ter atingido o órgão por meio de um câncer que se originou em outra parte do organismo. Os sintomas são variados e podem incluir dores de cabeça, alterações no equilíbrio, convulsões, fraqueza e alterações de personalidade.

Até o momento, não existem exames de rotina para diagnosticar o problema, entretanto, diante de um quadro sugestivo, o médico poderá realizar exames, como a ressonância magnética, como forma de tentar diagnosticar o problema. O tratamento do câncer de cérebro dependerá de diferentes fatores, como a localização e o tipo de tumor. Entre as opções de tratamento destacam-se a cirurgia, radioterapia e quimioterapia.

Leia também: Câncer infantil — características e sintomas que ajudam no diagnóstico precoce

Resumo sobre câncer de cérebro

Características do câncer de cérebro

O câncer de cérebro, assim como outros tipos de câncer, é resultado do crescimento anormal e descontrolado de células que levam à formação de tumores. Junto à medula espinhal, o câncer de cérebro é classificado como um tipo de câncer do sistema nervoso central.

Os tumores que atingem o cérebro podem surgir diretamente no órgão ou chegarem ao cérebro por meio de metástase, ou seja, iniciam-se em outro órgão e, posteriormente, se disseminam para o cérebro. Quando surgem no cérebro, são chamados de tumores cerebrais primários, e quando surgem em outro órgão, recebem o nome de tumores cerebrais metastáticos.

É importante destacar que os tumores metastáticos são os mais comuns em adultos. Nesses casos, o tratamento não é feito da mesma forma que nos cânceres que se iniciam no próprio cérebro. Se um câncer inicia-se no pulmão e se dissemina para o cérebro, por exemplo, ele será tratado como câncer de pulmão.

Os tumores cerebrais primários surgem nas células do cérebro e, em geral, não se disseminam para órgãos distantes. Esses tumores, no entanto, causam danos graves, pois acabam destruindo o tecido cerebral.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Sintomas do câncer de cérebro

Homem com a mão na região da têmpora, com dor de cabeça, sintoma comum do câncer de cérebro.
Dor de cabeça intensa é um sintoma de câncer de cérebro.

Os tumores cerebrais podem destruir o tecido cerebral normal e podem também gerar um aumento da pressão dentro do crânio, provocando diferentes sintomas. Alguns dos sintomas que podem ocorrer em caso de câncer de cérebro são:

  • dores de cabeça que se tornam mais fortes ao longo do tempo;

  • dores de cabeça que se iniciam sempre na mesma região;

  • dores de cabeça que passaram a ocorrer com maior frequência;

  • mudança do tipo de dor de cabeça;

  • convulsões;

  • fraqueza ou dormência em partes específicas do corpo;

  • náuseas e vômito.

  • alterações na fala e na compreensão;

  • mudanças na personalidade;

  • alterações na locomoção;

  • problemas de equilíbrio;

  • sonolência;

  • problemas de visão;

  • dificuldade para engolir.

É importante destacar que a presença desses sintomas não indica necessariamente um câncer cerebral, entretanto é importante a avaliação. Alguns problemas que podem desencadear quadros semelhantes são os AVCs, meningite e até mesmo quadros psiquiátricos.

Veja também: Epilepsia — quais as causas desse problema neurológico?

Como detectar o câncer de cérebro?

Até o momento, não existem exames de rotina para a detecção do câncer de cérebro. Geralmente, o diagnóstico ocorre quando o paciente procura ajuda médica devido a outras razões clínicas. Dentre os exames que podem colaborar para a confirmação do diagnóstico estão a ressonância magnética e a tomografia.

Câncer de cérebro tem tratamento?

Dentre os tratamentos disponíveis para câncer de cérebro estão a cirurgia, radioterapia e quimioterapia. É importante salientar que o tratamento do câncer de cérebro varia de acordo com o quadro do paciente e o tipo de tumor apresentado pelo indivíduo. Alguns tumores, por exemplo, podem ser curados apenas com cirurgia, enquanto para outros se faz necessária a combinação de terapias, como a cirurgia e a radioterapia.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Convulsão
Amplie seus conhecimentos a respeito de convulsões por meio deste texto. Nele, falaremos o que são convulsão e convulsão febril, a diferença entre convulsão e epilepsia, bem como as principais causas e sintomas desse problema. Também abordaremos como devemos agir diante de uma crise convulsiva.
Câncer
Clique aqui e descubra o que é câncer, os principais fatores relacionados ao seu desenvolvimento, seus principais tipos, e conheça os tratamentos mais utilizados.
Câncer de mama
Clique aqui e aprenda mais sobre o câncer de mama. Neste texto falaremos sobre fatores de risco, sintomas, tratamento e prevenção da doença.
Câncer de pulmão
Saiba mais sobre o câncer de pulmão, uma doença grave que leva várias pessoas à morte todos os anos.
Cérebro
Saiba mais sobre o cérebro, porção do sistema nervoso central que está relacionada com emoções, raciocínio e memória.
Neoplasia
Entenda o que é neoplasia e descubra se neoplasia e câncer são iguais. Aprenda também as diferenças entre neoplasia maligna e benigna.
Sistema Nervoso Central
Entenda o Sistema Nervoso Central (SNC), a parte do sistema nervoso composta pelo encéfalo e pela medula espinhal.
Tumor
A presença de um tumor geralmente causa medo nas pessoas. Afinal, todo tumor compromete a vida de uma pessoa? Clique aqui e descubra!
video icon
Texto"Matemática do Zero | Congruência de triângulos" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Congruência de triângulos
Nessa aula veremos que para dois triângulos serem congruentes, os seus lados homólogos e os ângulos correspondentes devem ser congruentes. Porém, ao invés de analisar os três lados e os três ângulos, veremos que é necessário analisar apenas alguns casos de congruência de triângulos: LAL (Lado, Ângulo, Lado), LLL (Lado, Lado, Lado), ALA (Ângulo, Lado, Ângulo) e LAAo (Lado, Ângulo, Ângulo Oposto).