Whatsapp icon Whatsapp

Raquitismo

O raquitismo é uma doença que acomete crianças e caracteriza-se por ser um defeito de mineralização do osso. As causas do raquitismo são variadas, destacando-se a deficiência ou incapacidade do corpo de utilizar adequadamente a vitamina D.  Apesar da  deficiência de vitamina D estar entre as principais causas, não podemos deixar de citar o raquitismo genético, o qual está associado com uma mutação em um gene que leva a uma grande perda de fósforo pela urina.

Como consequência do raquitismo, observa-se problemas no crescimento do indivíduo bem como deformações esqueléticas. O tratamento depende das causas da doença, mas pode incluir melhoria na dieta e recomendação de exposição à luz solar. Cirurgias ortopédicas podem ser recomendadas em alguns casos.

Leia mais: Esqueleto humano – nome dos ossos, divisão e funções

O que é raquitismo?

Raquitismo é uma doença que se caracteriza por uma falha na mineralização óssea.  Ela acontece durante a fase de crescimento do indivíduo e leva a um acúmulo de tecido osteoide, ou seja,  ao acúmulo de um tecido sem matriz mineralizada. A falta de mineralização é decorrente de problemas nos mecanismos que controlam as concentrações de cálcio e fósforo nos fluidos extracelulares.

O raquitismo é desencadeado por problemas na mineralização óssea que levam à deformidade nos ossos.
O raquitismo é desencadeado por problemas na mineralização óssea que levam à deformidade nos ossos.

O raquitismo pode ser classificado em dois subtipos: hipocalcêmico e hipofosfatêmico. O tipo hipocalcêmico apresenta como causa mais comum a deficiência da vitamina D ou problemas relacionados com a ação dessa vitamina no corpo. O tipo hipofosfatêmico, por sua vez, é causado, principalmente, por perda renal de fosfato.

  • Diferença entre raquitismo e osteomalácia

A osteomalácia, assim como o raquitismo, é um problema de mineralização da matriz óssea. A osteomalácia, no entanto, é uma doença que se apresenta na fase adulta do indivíduo, diferentemente do raquitismo, que acomete crianças. A osteomalácia apresenta também a deficiência de vitamina D como sua principal causa. A doença pode provocar dores ósseas e fraqueza muscular, entretanto, pode ocorrer também de forma assintomática.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Causas do raquitismo

O raquitismo pode ter causas variadas, sendo algumas delas:

  • Deficiência de vitamina D;
  • Dificuldade de absorção, metabolização ou utilização da vitamina D;
  • Carência nutricional;
  • Doenças que provocam má absorção intestinal;
  • Uso de certos medicamentos, como anticonvulsivantes;
  • Fatores genéticos.
A vitamina D é fundamental para garantir-se ossos saudáveis.
A vitamina D é fundamental para garantir-se ossos saudáveis.

Entre as causas citadas, a deficiência de vitamina D é, sem dúvida, a principal delas. A vitamina D é extremamente importante para nosso corpo, estando relacionada com diferentes funções, como o metabolismo do cálcio, um sal mineral essencial para a mineralização óssea.

Essa vitamina é encontrada em alimentos como peixes gordurosos, produtos lácteos e ovos. Entretanto, apesar de ser conseguida pela alimentação, a principal fonte dessa vitamina está na sua síntese na pele por meio da exposição aos raios ultravioleta B. Sendo assim, fatores como a exposição solar insuficiente podem ser um dos motivos para a baixa dessa vitamina.

Leia mais: Osteoporose – doença que causa perda da densidade mineral óssea

Sintomas do raquitismo

O raquitismo manifesta-se, principalmente, provocando retardo no crescimento e desencadeando deformidades ósseas. As deformidades acometem com maior frequência as regiões do esqueleto que crescem rapidamente, como o antebraço distal. 

O raquitismo pode ser percebido por atraso no fechamento das fontanelas (espaço conhecido popularmente como moleiras); formação do chamado rosário raquítico, que é uma proeminência das articulações costocondrais (articulações entre costelas e cartilagens que unem a costela ao osso esterno); deformidades na coluna; curvatura do fêmur, da tíbia; e curvatura distal no rádio e na ulna.

O raquitismo pode provocar, ainda, problemas no esmalte dentário, retardo na erupção dos dentes, redução do tônus muscular, alopecia (perda de cabelo), convulsões, e até mesmo aumento de infecções.

Veja mais: Osteogênese imperfeita – conhecida popularmente como doença dos ossos de vidro

Tratamento e prevenção do raquitismo

A exposição ao Sol é fundamental para ter-se níveis adequados de vitamina D.
A exposição ao Sol é fundamental para ter-se níveis adequados de vitamina D.

O tratamento do raquitismo depende dos fatores que estão desencadeando o problema. A utilização de vitamina D e preparações de cálcio e fósforo podem ser recomendadas pelo médico, sendo doses e tempo de tratamento analisados caso a caso. Em alguns pacientes, é necessária a realização de cirurgias ortopédicas, a fim de corrigirem deformidades ósseas.

Para prevenir-se do raquitismo de causa nutricional, é fundamental a ingestão de alimentos ricos em cálcio, fósforo e vitamina D, bem como se expor à luz solar, a fim de garantir-se a síntese cutânea da vitamina.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Fraturas
Saiba mais sobre as fraturas, lesões que causam rompimento ou trincamento de um osso.
Hipofosfatemia
Entenda o que é a hipofosfatemia, seus sintomas e como o nível de fósforo pode ser corrigido.
Importância do cálcio
Entenda a importância do cálcio para o organismo humano! Acesse!
Protetor Solar
Saiba mais sobre o protetor solar e sua importância para a saúde da pele.
Sistema esquelético
Compreenda mais sobre os componentes do sistema esquelético e as suas funções.
Vitaminas
Entenda o que são vitaminas e a importância dessas substâncias para o organismo.
video icon
Texto"Matemática do Zero | Teorema de Tales" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Teorema de Tales
Nessa aula veremos o que é o Teorema de Tales e como resolver exercícios que envolvam esse teorema.