Whatsapp icon Whatsapp

Radiação ultravioleta (UV)

A radiação ultravioleta (UV) é uma onda eletromagnética capaz de causar danos nos humanos devido à sua alta capacidade de penetração na pele e seu efeito cumulativo.
Mão sendo exposta a luz solar, recebendo radiação ultravioleta.
A exposição excessiva ao Sol pode causar queimaduras, melasmas e, ao longo dos anos, câncer de pele.

A radiação ultravioleta é um tipo de radiação eletromagnética ionizante proveniente do Sol com alto poder de penetração na pele humana. Ela possui baixo comprimento de onda, ocasionando uma alta frequência e alta capacidade energética. Ela é dividida de acordo com sua faixa de energia em UVA, UVB e UVC.

Leia também: Qual é a cor do Sol?

Resumo sobre radiação ultravioleta

  • A radiação ultravioleta é um tipo de radiação eletromagnética ionizante e consegue penetrar as camadas mais internas da pele e se acumular.

  • A nomenclatura “ultravioleta” é devido ao fato de a cor violeta ser a de maior frequência no espectro visível da luz.

  • A camada de ozônio consegue absorver completamente a radiação UVC, parcialmente a radiação UVB e praticamente nada da radiação UVA.

  • A radiação ultravioleta serve como elemento fototerápico, germicida, produtora de vitamina D, bronzeadora artifical, aceleradora das polimerizações, eliminadora de dados em chips de memória e visualizadora de substâncias invisíveis a olho nu, tornando-as fluorescentes.

  • A radiação infravermelha, assim como a radiação ultravioleta, é originada nos raios solares e é invisível para os olhos humanos.

O que é radiação ultravioleta?

A radiação ultravioleta (UV) é uma onda eletromagnética oriunda do raios solares, altamente energética e ionizante, capaz de retirar elétrons de átomos, gerando os íons. Ela possui  um pequeno comprimento de onda, abaixo de 400 nanômetros, variando de acordo com a sua faixa de energia. Com isso, apresenta uma elevada frequência, de no máximo 1018 Hz.

Sua nomenclatura se dá porque a cor violeta é a tonalidade do espectro visível da visão humana de maior frequência.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quais são os tipos de radiação ultravioleta?

A radiação ultravioleta pode ser classificada de acordo com suas faixas de energia em UVA, UVB E UVC. A seguir, podemos ver a representação da capacidade de penetração dos raios ultravioletas, luz visível e raios infravermelhos na camada de ozônio, no vidro e na pele humana:

Esquema ilustrativo da capacidade de penetração da radiação UV, luz visível e radiação infravermelha na camada de ozônio, no vidro e na pele humana.
Esquema ilustrativo da capacidade de penetração da radiação UV, luz visível e radiação infravermelha na camada de ozônio, no vidro e na pele humana.
  • Radiação UVA: conhecida como onda longa ou luz negra, apresenta um comprimento de onda entre 320 nanômetros e 400 nanômetros e é a radiação menos energética. Ela é a radiação ultravioleta que mais alcança a Terra, já que quase não é bloqueada pela camada de ozônio. É a menos prejudicial entre as radiações ultravioletas, contudo, por apresentar um alto poder de penetração cutânea, a exposição prolongada a ela pode ocasionar sérios efeitos.

  • Radiação UVB: também denominada onda média, apresenta um comprimento de onda entre 290 nanômetros e 320 nanômetros e é a segunda radiação mais energética. Ela é parcialmente bloqueada pela camada de ozônio, apresentando maior incidência no verão nas regiões de elevadas altitudes e próximas à linha do Equador. Ela é capaz de provocar vermelhidão e alguns tipos de câncer.

  • Radiação UVC: também nomeada UV curta ou germicida, apresenta um comprimento de onda entre 200 e 290 nanômetros e é a radiação mais energética. Trata-se da radiação mais prejudicial aos seres humanos, mas que felizmente é totalmente bloqueada pela camada de ozônio.

Leia também: Por que a destruição da camada de ozônio é um grave problema?

Aplicações da radiação ultravioleta

A radiação ultravioleta possui diversas aplicações.

  • Lâmpadas de descarga de mércurio utilizadas na esterilização de materiais hospitalares.

  • Lâmpadas fluorescentes, que conseguem emitir raios UVA e UVB, devido à sua semelhança com a luz natural.

  • Em clínicas de bronzeamento artificial.

  • Produtora de vitamina D.

  • Indutora de reações químicas, sendo capaz de acelerar a formação de moléculas grandes conhecidas como polímeros (polimerização) de alguns compostos.

  • Eliminação de dados em chips de memória de computador, os EPROM.

  • Tornar algumas substâncias invisíveis para os humanos em fluorescentes quando expostas por ela.

Efeitos da radiação ultravioleta

A radiação ultravioleta possui uma alta penetração cutânea e poder cumulativo, produzindo efeitos agudos e crônicos nos seres humanos:

  • Efeitos agudos: são aqueles que surgem e desaparecem rapidamente, como queimaduras, bronzeamento e produção de vitamina D.

  • Efeitos crônicos: são aqueles que demoram a surgir e a desaparecer, como o fotoenvelhecimento, melasma, sardas, pintas, rugas e câncer de pele.

Como se proteger da radiação ultravioleta?

A maior proteção contra a radiação ultravioleta é a camada de ozônio, que consegue filtrar a maior parte dos raios UV. Contudo, devido ao buraco na camada de ozônio, a sua função tem sido comprometida. Então, de acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, é necessário tomar algumas medidas extras de proteção, sendo elas:

  • usar protetores solares com FPS (fator de proteção solar) de no mínimo 30 diariamente;

  • reaplicar o protetor solar de acordo com os horários indicados na embalagem;

  • usar óculos escuros, chapéus e camisetas compridas;

  • permanecer na sombra em horários em que a radiação UVB é mais intensa (das 10h às 16h);

  • consultar um dermatologista sempre que encontrar irregularidades na pele, como pintas e manchas;

  • optar por barracas formadas por algodão ou lona na praia e piscina, já que são capazes de absorver metade da radiação ultravioleta.

Esquema ilustrativo da ação de protetores solares contra a radição ultravioleta.
 Os protetores solares são grandes aliados na diminuição dos efeitos causados pela exposição à radiação ultravioleta.

Vale ressaltar que todas as pessoas precisam se proteger da radiação ultravioleta, principalmente as de fototipo I e II, sendo as pessoas de pele clara, cabelos claros e olhos claros, e as pessoas com histórico familar de câncer de pele e queimaduras solares.

Diferenças entre radiação ultravioleta e infravermelha

A radiação ultravioleta e a radiação infravermelha são radiações da luz solar e invisíveis a olho nu, contudo elas apresentam diversas diferenças em razão de estarem em lados completamente opostos do espectro de luz visível, como podemos ver na imagem abaixo:

 Espectro de ondas eletromagnéticas.
 Espectro de ondas eletromagnéticas.

A radiação ultravioleta conta com um baixo comprimento de onda, aproximadamente abaixo de 400 nanômetros, gera uma alta frequência, entre 1015 Hz e 1018 Hz, e alto poder energético. Já a radiação infravermelha apresenta um longo comprimento de onda, acima de 750 nanômetros, ocasionando uma baixa frequência, entre 1011 Hz e 1014 Hz, e baixo poder energético, a ponto de vibrar os átomos, mas sem gerar nenhuma reação.

Publicado por Pâmella Raphaella Melo
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

A descoberta do núcleo e os atuais ramos de estudo
História da Física Nuclear
Como funciona a luz negra?
Diversas substâncias, como alguns óxidos e substâncias que apresentam o Fósforo em sua composição, interagem com a radiação ultravioleta, absorvendo-a e emitindo luz visível lentamente. Leia este texto para saber mais sobre esse fenômeno, que é chamado de fosforescência, e para entender o funcionamento da luz negra.
Corrente alternada
Enunciando os princípios da corrente elétrica alternada.
Fator de Proteção Solar (FPS)
Você sabe o que é o fator de proteção solar (FPS)? Clique aqui, entenda o que ele é e saiba como ele é calculado.
Fontes de campo magnético
Veja aqui mais sobre as principais fontes de um campo magnético: bobina chata, solenoide, condutor retilíneo e espira.
Força magnética em um condutor retilíneo
Um fio condutor fica sujeito à ação de uma força magnética quando é colocado em um campo magnético.
Fosforescência ou fluorescência?
Fosforescência e fluorescência são processos de emissão de luz que ocorrem em baixas temperaturas, portanto são casos especiais de luminescência. A luz emitida por substâncias fluorescentes e fosforescentes é produzida em decorrência de saltos de energia sofridos por elétrons iluminados por luz visível ou ultravioleta.
Por que o ímã atrai o ferro?
Por que o ímã atrai o ferro? Clique aqui e descubra a resposta!
Propriedade dos ímãs
Clique aqui e conheça quais são as principais propriedades dos ímãs!
Protetor Solar
Saiba mais sobre o protetor solar e sua importância para a saúde da pele.
Radiação do Corpo Negro
Desvendando o espectro da radiação térmica
Radioatividade
Descubra de onde vêm as radiações alfa, beta e gama.
video icon
Professora ao lado do texto"Vogal temática"
Português
Vogal temática
Vogal temática é a vogal que torna possível a ligação entre o radical e as desinências. Nesta videoaula, aprofundaremo-nos nesse assunto e analisaremos as formas de identificação adequadas desse morfema.