Whatsapp icon Whatsapp

Cafeína

A cafeína é uma substância que age estimulando o sistema nervoso central. Geralmente associada ao café, a cafeína está presente também em outras plantas, como cacau e guaraná.
Grãos de café
O consumo de cafeína geralmente está associado ao consumo de café, porém há cafeína em outros produtos, como chocolate, refrigerantes e chás.

 A cafeína é uma substância que atua estimulando o sistema nervoso central, garantindo, dentre outras funções, o aumento do estado de alerta. A cafeína é encontrada em diversos produtos, tais como o café, alguns chás, refrigerantes e chocolate. Ela também está presente na composição de diferentes medicamentos, suplementos e estimulantes.

Apesar de ter vários benefícios conhecidos para o organismo, a cafeína pode ser letal caso consumida em excesso. Uma pessoa adulta de 70 kg, por exemplo, pode ir a óbito se consumir cerca de 10 gramas de cafeína, o que corresponde a aproximadamente 100 xícaras de café.

Leia também: Classificação das drogas de acordo com a sua ação no organismo

Resumo sobre a cafeína

  • A cafeína é um estimulante do sistema nervoso central.

  • Ela age como antagonista nos receptores da molécula de adenosina.

  • Aumenta o estado de alerta, a energia, a capacidade de concentração, entre outras funções.

  • Doses elevadas de cafeína podem provocar taquicardia, ansiedade, tremores e insônia.

  • A cafeína pode levar à morte se consumida em excesso.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que é a cafeína?

A cafeína, quimicamente chamada de 1,3,7-trimetilxantina, é uma molécula alcaloide derivada da xantina e que apresenta fórmula molecular C8H10N4O2. Trata-se de uma substância estimulante que foi identificada, inicialmente, no café.

Seu uso para promover estado de alerta é atribuído a um monge que pretendia ficar acordado em oração e fez uma bebida utilizando sementes de café após ouvir de um pastor que elas produziam tal efeito em suas cabras. Atualmente, a cafeína é considerada a substância psicoativa mais popular e consumida no mundo, sendo o café a principal fonte de cafeína para grande parte da população.

Apesar de muitas pessoas relacionarem a cafeína exclusivamente ao café, é importante deixar claro que a cafeína também é encontrada em outras plantas, estando o alcaloide presente em mais de 60 espécies vegetais. O cacau, por exemplo, é uma fonte importante de cafeína, assim como as sementes de guaraná e a erva mate. Diversos produtos que consumimos no dia a dia são ricos na substância, tais como energéticos, refrigerantes, chás e chocolates. A cafeína é ainda usada em alguns medicamentos, como analgésicos, produtos voltados para perda de peso e suplementos.

Cafeína é droga?

Muitas pessoas utilizam o termo “droga” para se referir apenas às drogas ilícitas, tais como maconha, crack e cocaína. Entretanto, devemos ter em mente que “droga” é uma palavra que faz referência a todas as substâncias que, quando introduzidas no organismo, podem alterar a forma como nosso corpo funciona. Isso significa que não apenas drogas ilícitas são drogas, sendo incluídas nesse contexto, portanto, substâncias como o álcool, cigarro, medicamentos e cafeína.

Efeitos da cafeína no organismo

A cafeína é uma substância estimulante que promove o aumento da atividade do sistema nervoso central. A explicação mais aceita para esse efeito é a capacidade da cafeína de bloquear os receptores de adenosina nos neurônios presentes na medula espinhal e no cérebro.

A adenosina, quando se liga a esses receptores, é responsável por produzir efeitos calmantes e induzir o sono. A cafeína age, portanto, como antagonista nos receptores da molécula de adenosina.

Mulher bebendo café em frente a uma janela
Muitas pessoas consomem café pela manhã devido à ação da cafeína, que melhora o estado de alerta e reduz a sonolência.

Após a ingestão de doses baixas a moderadas de cafeína, observa-se melhoria no estado de alerta e no desempenho de realização de tarefas simples, aumento da concentração e da energia e redução do cansaço e da sonolência. A cafeína também combate a fadiga e é responsável por desencadear uma sensação de bem-estar. Doses elevadas de cafeína, por sua vez, podem provocar efeitos negativos no organismo, como taquicardia, ansiedade, tremores, dores de cabeça, náuseas, insônia e palpitações.

A cafeína, após ingerida, atinge sua concentração máxima em 30 a 45 minutos, e a meia-vida da substância é de aproximadamente três horas. É importante destacar que a interrupção do consumo de cafeína pode provocar abstinência, sendo os sintomas observados cerca de 12 a 24 horas após a descontinuação do seu consumo.

Os sintomas de abstinência podem perdurar por dias e incluem dor de cabeça, cansaço, fadiga e redução do estado de alerta. A pessoa pode apresentar ainda humor depressivo, irritabilidade, dificuldade para trabalhar, ansiedade, tremores, náuseas e vômitos.

Leia também: Por que ficamos bêbados ao ingerir álcool?

A cafeína pode matar?

A cafeína é uma substância tóxica que pode levar à morte caso seja feito um consumo exagerado da substância. Um adulto de estatura e peso médios pode morrer se consumir 10 gramas de cafeína de uma só vez. Levando em consideração que uma xícara de café apresenta entre 80 e 180 mg de cafeína, atingir a quantidade letal de cafeína por meio dessa bebida não seria uma tarefa fácil. 

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Cacau
Clique aqui e conheça mais sobre o cacau. Veja as características do cacaueiro e a importância e as propriedades do seu fruto.
Café
O café é uma bebida consumida em todo o mundo. Clique para conhecer os benefícios dessa bebida e saber mais sobre o cafeeiro.
Classificação das drogas
Classificação das drogas de acordo com os estpimulos que promovem no sistema nervoso central.
Maconha
Que tal conhecer mais sobre a maconha? Essa planta polêmica pode trazer danos quando usada como droga de abuso, porém apresenta algumas substâncias importantes.
Merla
Merla, a merla, o que é a merla, efeitos da merla, quais as consequências da merla, onde a merla age no organismo, consequencias da merla, a merla e o organismo, efeitos da merla.
Você é viciado em café?
Você se sente viciado em café? Descubra aqui o porquê.