Whatsapp icon Whatsapp

Desertificação

Desertificação é um fenômeno causado pela transformação do meio natural pelas atividades humanas. Ela resulta em graves prejuízos ambientais e sociais para a humanidade.
O empobrecimento do solo é uma das características da desertificação.
O empobrecimento do solo é uma das características da desertificação.

Desertificação é um processo de perda da qualidade dos solos devido às alterações provocadas pela intervenção antrópica no meio. O referido processo ocorre prioritariamente em zonas de clima árido e semiárido e que possuem um elevado grau de interferência antrópica, no geral provocado pelas atividades econômicas.

Nesse contexto, destaca-se como causadoras da desertificação a supressão da vegetação nativa e a adoção de métodos inadequados de cultivos agrícolas. Esse fenômeno é comumente registrado em várias partes do mundo. O território brasileiro possui ocorrência de desertificação principalmente na sua porção nordestina.

A desertificação tem como consequência a perda da fertilidade e da qualidade do solo. Esse fenômeno é atenuado mediante a utilização de medidas de recuperação e preservação ambiental.

Leia também: Escassez hídrica e segurança alimentar

Resumo sobre desertificação

  • A desertificação é um processo originado pela intervenção do homem no meio natural que resulta na perda da qualidade dos solos.

  • São causas da desertificação o desmatamento, as queimadas, a erosão, a lixiviação e o uso inadequado do solo para as atividades agrícolas.

  • A desertificação ocorre mediante a perda da fertilidade do solo em razão das intervenções antrópicas no meio.

  • O mundo possui várias áreas de desertificação em países como Brasil, Chile, México, Estados Unidos, Índia e China.

  • A desertificação no Brasil ocorre na região Nordeste e na porção norte dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

  • O bioma Caatinga, único exclusivamente brasileiro, sofre com o processo de desertificação em grande parte do seu território.

  • São consequências da desertificação o empobrecimento dos solos, a perda da biodiversidade e o aumento dos processos erosivos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que é desertificação?

A desertificação é um fenômeno de origem antrópica caracterizado pela perda da fertilidade do solo de maneira muito acentuada. Esse processo gera, mediante mudanças nas características ambientais e pedológicas do meio, a perda da qualidade do solo. Portanto, há nesse fenômeno a transformação de solos saudáveis em ambientes áridos e inférteis.

A desertificação, apesar de seu aspecto natural atrelado às zonas quentes e áridas do planeta, é prioritariamente um fenômeno antrópico, marcado pela degradação dos solos em razão do estabelecimento de atividades humanas.

  • Exemplos de desertificação

A desertificação ocorre de maneira intensa no bioma Caatinga. Essa porção natural do território brasileiro, localizada nos estados da região Nordeste do Brasil e no extremo norte de Minas Gerais, possui condições físicas e humanas que propiciam a ocorrência da desertificação.

O clima semiárido, em conjunto com o desmatamento e a agropecuária, resulta em um cenário de degradação dos solos que implica o desenvolvimento da desertificação. Atualmente, há várias porções da Caatinga que passam pelo processo de perda da qualidade e fertilidade do solo.

Quais as causas da desertificação?

As causas da desertificação estão prioritariamente ligadas às ações humanas. A transformação do meio natural pelas atividades produtivas, em especial em ecossistemas frágeis, gerou profundas mudanças nas caraterísticas e funcionalidades do meio, cenário que implica alterações nos aspectos paisagísticos.

Portanto, destaca-se as causas antrópicas como as principais causadoras da desertificação, em razão da sua capacidade em promover a transformação do meio, com destaque para os aspectos pedológicos e ambientais do espaço. Sendo assim, são atividades humanas que contribuem diretamente para a ocorrência da desertificação:

  • a supressão da vegetação devido à ocorrência de desmatamentos e queimadas;

  • o uso inapropriado do solo para o desenvolvimento de atividades humanas;

  • a ocorrência de práticas agropecuárias impróprias para a conservação do solo;

  • a intensificação do processo de erosão gerada pela apropriação indevida do solo;

  • a expansão de atividades produtivas, como a mineração, em áreas naturais;

  • e outros produtos que contaminam o solo. agrotóxicos intensa utilização de a

Leia também: Laterização dos solos — processo causado pelo intemperismo e intensificado pela ação humana

Como ocorre a desertificação?

A desertificação ocorre por meio de um processo contínuo e sistemático de perda da qualidade e da fertilidade do meio pedológico, prioritariamente, em razão da interferência humana no meio. A redução da vegetação nativa local, seja por meio de desmatamentos, seja por meio de queimadas, por exemplo, implica a retirada da camada de cobertura vegetal que protege o solo. Portanto, essa retirada resulta na perda da qualidade desse ecossistema, uma vez que a ausência da vegetação fomenta os processos de erosão e lixiviação e, ainda, atenua a capacidade de infiltração da água no solo.

Ademais, a supressão da vegetação nativa gera uma mudança da dinâmica climática local, como na redução do volume de chuvas, diminuindo ainda mais a umidade presente no meio. Sendo assim, ocorre uma perda de capacidade de regeneração dos solos, que se tornam cada vez mais áridos e ácidos, devido às mudanças derivadas da alteração humana no espaço natural.

Área que sofreu remoção da vegetação por meio de queimadas
A remoção da vegetação nativa, por meio de queimadas, por exemplo, acentua o processo de desertificação.

Desertificação no mundo

A desertificação é um processo que ocorre em escala mundial, já que, cada vez mais, o espaço natural vem sendo antropizado, ou seja, transformado pelas atividades humanas. Esse fenômeno ocorre de maneira acentuada nas zonas áridas e semiáridas do planeta, que possuem características naturais que favorecem a sua ocorrência, como a baixa umidade. Portanto, são exemplos de zonas no mundo que passam por um processo de desertificação:

  • A porção Nordeste do Brasil, com destaque para o sertão nordestino, em razão do clima semiárido e dos processos de desmatamento e das práticas agropecuárias.

  • O oeste da América do Sul, especialmente em parte do Chile, marcado pelo clima árido e pela utilização desenfreada dos recursos hídricos.

  • O sudoeste da América do Norte, em áreas do México e dos Estados Unidos, onde há a presença de um clima árido com grande intervenção antrópica no meio.

  • A região do Sahel, entendida como as bordas do deserto do Saara, localizado na África, devido à presença de vários usos inapropriados do solo.

  • A porção situada nas proximidades do deserto do Kalahari, também na África, que sofre com o uso desenfreado dos recursos naturais.

  • A Ásia, com destaque para a Ásia Central, China, Índia, Mongólia e países do Oriente Médio. Essas localidades vivem, inclusive, diversas disputas pelo controle de fontes de água.

  • A maior parte do território da Austrália, que apresenta climas áridos e muitas intervenções antrópicas no meio natural.

Desertificação no Brasil

A desertificação no Brasil atinge os estados da região Nordeste (Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia), além da porção norte dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Essas áreas combinam dois elementos primordiais para a ocorrência do fenômeno da desertificação:

  • presença de um clima árido e semiárido; e

  • intensa atividade antrópica no meio.

A desertificação nessas regiões brasileiras tem como causas principais a supressão da vegetação nativa, por meio de desmatamentos e queimadas, e a implementação de atividades agropecuárias, muitas vezes praticadas com técnicas inadequadas de manejo do solo.

A desertificação no Brasil é um fenômeno preocupante frente ao seu forte avanço nos últimos anos e também em um contexto de mudanças climáticas, em nível macro, e de alterações nos regimes de chuva e umidade, no âmbito regional. Ademais, a desertificação traz graves consequências econômicas e sociais que necessitam de políticas públicas de controle das suas causas. Para saber mais, leia: Desertificação no Brasil.

Como evitar a desertificação?

Mãos plantando uma pequena muda na terra
O reflorestamento é uma medida de contenção da desertificação.

A desertificação é um fenômeno essencialmente antrópico. Sendo assim, a prevenção é uma das melhores maneiras de evitá-la. A alteração do meio natural resulta em impactos nos sistemas ambientais que, em muitos casos, são irreversíveis. Desse modo, é fundamental a tomada de medidas drásticas que combinem a preservação ambiental com o manejo adequado do solo em zonas ocupadas pelo homem.

São alternativas que combatem e minimizam os efeitos da desertificação: a manutenção e o reflorestamento da vegetação nativa. As árvores possuem uma capacidade singular de contribuir para a conservação dos nutrientes e de proteger as camadas constituintes do solo.

Há, ainda, métodos alternativos de agropecuária e extrativismo que permitem uma conciliação entre a atividade econômica e o espaço natural, com menores prejuízos ao meio ambiente.

Leia também: 10 dicas importantes para preservar o meio ambiente

Quais as consequências da desertificação?

A desertificação é um grave problema ambiental e social que gera graves consequências tanto para o meio natural como para a sociedade humana. A interferência antrópica no meio gera profundas mudanças nos sistemas naturais que resultam em impactos negativos. A lista abaixo apresenta as principais consequências da desertificação:

  • a diminuição da qualidade e da fertilidade dos solos;

  • a perda da biodiversidade de flora e fauna locais;

  • a salinização e a alcalinização dos solos;

  • a intensificação dos processos de erosão;

  • a diminuição da oferta de recursos hídricos;

  • o prejuízo na produção e na oferta de alimentos;

  • o aumento da vulnerabilidade social das famílias rurais;

  • o crescimento do êxodo rural.

Exercícios resolvidos sobre desertificação

Questão 1

(Enem 2017) Trata-se da perda progressiva da produtividade de biomas inteiros, afetando parcelas muito expressivas dos domínios subúmidos e semiáridos em todas as regiões quentes do mundo. É nessas áreas, ecologicamente transicionais, que a pressão sobre a biomassa se faz sentir com muita força, devido à retirada da cobertura florestal, ao superpastoreio e às atividades mineradoras não controladas, desencadeando um quadro agudo de degradação ambiental, refletido pela incapacidade de suporte para o desenvolvimento de espécies vegetais, seja uma floresta natural ou plantações agrícolas.

CONTI, J. B. A geografia física e as relações sociedade-natureza no mundo tropical. In: CARLOS, A. F. A. (Org.).

Novos caminhos da geografia. São Paulo: Contexto, 1999 (adaptado).

O texto enfatiza uma consequência da relação conflituosa entre a sociedade humana e o ambiente que diz respeito ao processo de

A) inversão térmica.

B) poluição atmosférica.

C) eutrofização da água.

D) contaminação dos solos.

E) desertificação de ecossistemas.

Resolução: Alternativa E. A desertificação reflete a pressão das atividades humanas aos ambientes naturais. Ela se desenvolve de maneira sistemática em ecossistemas frágeis em razão da intensa intervenção antrópica no meio.

Questão 2

(Enem) Antes de o sol começar a esquentar as terras da faixa ao sul do Saara conhecida como Sahel, duas dezenas de mulheres da aldeia de Widou, no norte do Senegal, regam a horta cujas frutas e verduras alimentam a população local. É um pequeno terreno que, visto do céu, forma uma mancha verde — um dos primeiros pedaços da “Grande Muralha Verde”, barreira vegetal que se estenderá por 7000 km do Senegal ao Djibuti, e é parte de um plano conjunto de vinte países africanos.

GIORGI, J. Muralha verde. Folha de S. Paulo, 20 maio 2013 (adaptado).

O projeto ambiental descrito proporciona a seguinte consequência regional imediata:

A) Facilita as trocas comerciais.

B) Soluciona os conflitos fundiários.

C) Restringe a diversidade biológica.

D) Fomenta a atividade de pastoreio.

E) Evita a expansão da desertificação.

Resolução: Alternativa E. O plantio de árvores é um importante meio de contenção da expansão do processo de desertificação. As árvores atuam como uma camada de proteção do solo, além de contribuírem para o aumento da infiltração da água no subsolo. 

Publicado por Mateus Campos

Artigos Relacionados

O desmatamento é um dos grandes problemas ambientais provocados pela agropecuária
A agropecuária e os problemas ambientais
Os impactos ambientais causados por essa atividade.
Caatinga
Conheça as principais características da Caatinga. Entenda mais sobre a sua vegetação, e veja quais são os principais impactos ambientais presentes nesse bioma.
A desertificação transforma as paisagens, a natureza e as práticas humanas
Desertificação no Brasil
Compreenda a intensidade, a localização e as consequências da desertificação no Brasil.
Desmatamento
Descubra as principais causas e consequências do desmatamento. Conheça os biomas brasileiros mais atingidos nos últimos anos e quais são os países que mais desmatam.
O desgaste e a perda dos solos podem provocar inúmeros danos ambientais e sociais
Diferença entre desertificação e arenização
Conheça as diferenças e as particularidades dos processos de desertificação e arenização.
A falta de água compromete os solos e a produção de alimentos
Escassez hídrica e segurança alimentar
A falta de água pode ser uma ameaça generalizada no acesso aos alimentos? Entenda a questão da escassez hídrica e segurança alimentar!
Exemplo de localidade em estágio avançado de salinização do solo
Processo de salinização do solo
Entenda o que é a salinização dos solos, como e onde ela ocorre e quais são as suas principais causas naturais e antrópicas.
video icon
História
Zumbi dos Palmares
Assista à nossa videoaula para conhecer a história de Zumbi dos Palmares. Confira também no nosso canal outras informações sobre o período colonial no Brasil.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas.