Whatsapp icon Whatsapp

Geada

A geada é um fenômeno natural caracterizado pelo congelamento do orvalho presente em superfícies como plantas e solos. Ela causa prejuízos para as atividades agrícolas.
Área com vegetação caracterizada pela presença de geada.
A geada é caracterizada pela formação de uma fina camada de gelo sobre uma superfície.

A geada é o fenômeno natural formado pela presença de uma fina camada de gelo em superfícies expostas no terreno. Ela impacta principalmente plantas e solos. É formada por meio do congelamento do orvalho. A sua causa está atrelada ao registro de temperaturas mais baixas. Esse fenômeno causa impactos importantes na produtividade das lavouras agrícolas.

Leia também: Granizo — fenômeno atmosférico caracterizado pela precipitação de água em formato sólido

Resumo sobre geada

  • A geada é um fenômeno natural que ocorre em razão do congelamento de superfícies expostas a temperaturas baixas.

  • Ela é gerada pelo congelamento do orvalho presente em folhas e terrenos que forma uma fina camada de gelo nessas superfícies.

  • Suas causas estão ligadas ao registro de temperaturas muito baixas, que favorecem a ocorrência desse fenômeno.

  • Em razão dos seus aspectos visuais e das suas consequências ambientais, as geadas são classificadas como brancas e como negras.

  • A geada gera graves consequências na produtividade das lavouras, impactando na formação de grãos e de frutos.

  • No território brasileiro, ela ocorre especialmente na porção centro-sul do país, onde há o registro de temperaturas mais baixas.

O que é geada?

A geada é um fenômeno natural caracterizado pela formação de uma fina camada de gelo sobre a superfície. Ela ocorre especialmente em zonas de clima frio e, ainda, durante os períodos de temperaturas mais baixas do ano. A geada provoca prejuízos para as atividades agrícolas principalmente.

Causas da geada

Jovem correndo em uma via ladeada por um solo coberto por uma fina camada de gelo (geada).
As temperaturas baixas favorecem a ocorrência das geadas.[1]

As causas da geada estão atreladas às condições atmosféricas de frio intenso, que ocorre tanto em regiões geográficas tipicamente mais frias quanto em épocas de registro de temperaturas mais baixas, formando uma fina camada de gelo sobre as superfícies terrestres.

Nesse contexto de temperaturas mais baixas, ocorre o congelamento das camadas de orvalho que ficam expostas na parte superficial de folhas, terrenos e elementos artificiais. Esses eventos ocorrem tanto em períodos mais frios do ano — como no inverno — como em épocas pontuais — como quando ocorre o registro de temperaturas mais baixas ou, ainda, durante a passagem de uma frente do tipo fria.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Formação da geada

A formação da geada dá-se em razão do congelamento do orvalho que fica exposto em diferentes superfícies. Desse modo, há a necessidade de registro de temperaturas baixas e também de orvalho presente no ambiente para a formação da geada. Esse evento ocorre geralmente durante e madrugada e/ou no início da manhã, quando as temperaturas são mais amenas.

Quais são os tipos de geada?

A geada é comumente classificada conforme seu aspecto visual e suas consequências ambientais. Nesse sentido, temos:

  • Geada branca: é caracterizada pela presença de cristais de gelo de coloração tipicamente branca nas superfícies expostas. Ela gera danos mais superficiais, especialmente em plantações, mas que já são suficientes para prejudicar a produtividade.

  • Geada negra: é tipificada pela ocorrência de graves danos às estruturas vegetais que, inclusive, modificam a coloração das plantas, que ficam com um aspecto de queimadura. Ela gera graves danos às plantações e espécies vegetais, já que atinge o interior das estruturas da morfologia vegetal das plantas.

Acesse também: Tempestade — fenômeno natural caracterizado, principalmente, por grandes volumes de chuva

Impactos da geada na agricultura

A geada, especialmente em razão do congelamento das estruturas vegetais das plantas, gera graves danos para as atividades agrícolas. Ela provoca o congelamento e a morte de estruturas vegetais, especialmente em decorrência da geada negra, causando danos na produtividade das lavouras e prejuízos econômicos relevantes.

Tradicionalmente, a geada é bastante prejudicial quando registrada em safras de grãos, como milho, e frutas diversas, como o café, impactando o desenvolvimento das plantas, a produtividade de grãos e frutos, a quantidade da colheita, e aumentando o prejuízo em termos financeiros e ambientais.

Geadas no Brasil

Registro de geada em Curitiba (Paraná).[2]
Registro de geada em Curitiba (Paraná).[2]

O Brasil registra eventos de geada especialmente nas estações mais frias do ano, como no outono e no inverno, quando as temperaturas mais baixas favorecem o congelamento do orvalho presente nas superfícies.

A geada ocorre especialmente na porção centro-sul do Brasil (em razão da ocorrência de climas mais amenos) e, ainda, no registro de temperaturas mais baixas durante parte do ano. São estados comumente atingidos por eventos de geada no Brasil:

  • Rio Grande do Sul;

  • Santa Catarina;

  • Paraná;

  • Mato Grosso do Sul;

  • São Paulo;

  • Rio de Janeiro;

  • Minas Gerais;

  • Espírito Santo.

Diferenças entre neve e geada

  • Geada: é o termo que indica o congelamento de finas camadas de vapor de água presentes em superfícies expostas no terreno. Essas superfícies podem ser de elementos naturais ou de objetos artificiais.

  • Neve: é um tipo de precipitação, parte integrante do ciclo hidrológico, caracterizado pela descida das nuvens de flocos e cristais de gelo.

Créditos de imagem

[1] Pedro Moraes / Shutterstock

[2] Pedro Moraes / Shutterstock

Fontes

ALGARVE, V. R. Geadas no Brasil. Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) e Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), [s.d.]. Disponível em: http://climanalise.cptec.inpe.br/~rclimanl/boletim/cliesp10a/geada.html.

MULLER, A. Geada branca e negra: entenda as diferenças e seus impactos nas lavouras. Canal Rural, 2023. Disponível em: https://www.canalrural.com.br/programas/mercado-e-cia/geada-branca-e-negra-entenda-as-diferencas-e-seus-impactos-nas-lavouras/.

ROSSI, Robson, et al. Geadas e seus tipos, suscetibilidade das culturas, cuidados básicos. Anais da X SEAGRO. Centro Universitário Fundação Assis Gurgacz. Cascavel. 2016. Disponível em: https://www.fag.edu.br/upload/revista/seagro/58349041453ed.pdf.

Publicado por Mateus Campos

Artigos Relacionados

Classificação dos climas do Brasil
Confira a classificação dos climas do Brasil e amplie os seus conhecimentos sobre a natureza atmosférica do território nacional!
Clima
Clique aqui e saiba o que é clima. Descubra quais são seus principais tipos. Entenda a diferença entre tempo e clima.
Climogramas
Descubra o que são os climogramas e como interpretá-los corretamente para obter informações precisas sobre as variações climáticas.
Elementos climáticos
Conheça as variações e os efeitos dos elementos climáticos sobre o clima e sobre o meio em que vivemos.
Fatores climáticos
Saiba quais são os fatores climáticos que determinam o clima de uma região.
Tipos de clima do mundo
Conheça os principais tipos de clima do mundo, onde ocorrem e qual a vegetação predominante em cada um deles. Veja também qual é o clima do Brasil.
video icon
Escrito"Matemática do Zero | Ângulos notáveis na trigonometria" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Ângulos notáveis na trigonometria
Nessa aula veremos que os ângulos notáveis na trigonometria do triângulo retângulo são os de 30º, 45º e 60º. Além disso, veremos de onde saem esses valores.