Whatsapp icon Whatsapp

Tempestade

As tempestades são chuvas de grande intensidade caracterizadas pela ocorrência de ventos, raios e trovões. Elas causam grandes prejuízos às estruturas humanas.
Tempestade acompanhada de raios atingindo a superfície terrestre.
As tempestades são eventos meteorológicos de chuva geralmente acompanhados de raios e trovões.

As tempestades são fenômenos atmosféricos caracterizados pelos grandes volumes de chuva. Esses eventos geralmente são acompanhados de fortes ventos, raios e trovões.

As causas das tempestades estão associadas a determinadas condições de temperatura e pressão que geram elevada pluviosidade de chuvas. Geralmente, esses eventos são formados pelas chamadas nuvens cumuluninbus, que possuem grandes quantidades de água.

As tempestades geram consequências importantes em termos naturais e humanos. As mudanças climáticas globais e a atuação de fenômenos climáticos específicos têm aumentado a ocorrência delas.

Leia também: Tempestade de areia — fenômeno natural causado pelo transporte de partículas de solo e rocha em suspensão no ar

Resumo sobre tempestade

  • As tempestades são precipitações caracterizadas pelo elevado acúmulo de água, geralmente acompanhadas de ventos, raios e trovões.

  • Elas são formadas mediante condições físicas específicas, em termos de temperatura e umidade, além da circulação geral da atmosfera.

  • As chamadas nuvens cumulunimbus são grandes formações de nuvem de chuva associadas ao registro de tempestades.

  • A tipologia mais utilizada para a classificação de tempestades tem como base a formação das nuvens cumulunimbus.

  • As tempestades têm grande potencial de modificação das dinâmicas físicas e de destruição das estruturas humanas.

  • O Brasil, em razão de diferentes condicionantes geográficos e meteorológicos, é bastante sujeito à ocorrência de tempestades.

O que é tempestade?

Tempestade é um fenômeno atmosférico caracterizado pelos elevados volumes de chuvas. Geralmente, elas são acompanhadas de outras variáveis da atmosfera, como a ocorrência de ventos, raios e trovões. Esses fenômenos têm o potencial de causar danos importantes nas estruturas humanas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Causas da tempestade

As tempestades são uma parte importante da dinâmica atmosférica e climática mundial, pois integram o sistema hidrológico, capitaneado pelo ciclo da água. Assim, elas são formadas mediante condições físicas específicas, em termos de temperatura e umidade, integrando a parte do ciclo da água chamada de precipitação.

Tradicionalmente, as tempestades têm causas naturais, com destaque para:

  • o elevado volume de evaporação da água;

  • a atuação de massas de ar como as frentes;

  • o registro de altas temperaturas na atmosfera;

  • o deslocamento anormal dos ventos, entre outros.

No entanto, esses fenômenos têm sido intensificados, em termos de recorrência e magnitude, em razão de eventos climáticos extremos e consequentes da ação antrópica no meio. Ademais, destaca-se a atuação de fenômenos climáticos específicos, como o El Niño, que modifica a dinâmica atmosférica global, causando tempestades em pontos específicos do globo.

Principais características da tempestade

As tempestades são precipitações caracterizadas pelo elevado acúmulo de água. Nesse contexto, a característica central desse fenômeno atmosférico é a grande pluviosidade, que geralmente supera as médias locais.

Três condicionantes físicos que tradicionalmente acompanham as tempestades são os ventos, os raios e os trovões. O conjunto dessas variáveis físicas resulta em um evento de grande magnitude que provoca diversas consequências no meio físico e na paisagem humana.

Formação da tempestade

A formação de uma tempestade resulta da condensação da água proveniente da evaporação em elevadas altitudes, nas nuvens. A partir do momento em que há um grande acúmulo de água nessa porção da atmosfera, em conjunto com elementos climáticos como temperatura e pressão, há a descida da água acumulada até a superfície terrestre na forma de chuva.

Ademais, alguns fatores climáticos podem influenciar na formação das tempestades, como: relevo, altitude, vegetação, maritimidade e continentalidade.

Tempestade formada em nuvens cumulunimbus acontecendo em terras agrícolas.
As nuvens cumulunimbus estão associadas à ocorrência de tempestades.

Além disso, a formação de tempestades possui alguns componentes meteorológicos específicos, como a diferença altitudinal de temperatura nas nuvens, a presença de muitas partículas de água e gelo nas nuvens, e a ocorrência de ventos constantes no sentido vertical dentro das nuvens.

Essas características são típicas das chamadas nuvens cumulunimbus, justamente as formações associadas ao registro de tempestades. Há ainda outros fenômenos atmosféricos e climáticos que influenciam nesse processo, como o El Niño e as ilhas de calor.

Quais são os tipos de tempestades?

As tempestades estão comumente associadas à presença da nuvem do tipo cumulunimbus. Portanto, uma das tipologias mais utilizadas para a classificação das tempestades tem como base a formação dessa nuvem. Nesse sentido, as tempestades são classificadas em:

  • Célula simples ordinária: esse tipo de tempestade está associado à presença de uma única formação de cumulunimbus. É geralmente uma tempestade pequena e pontual, logo, não possui grande magnitude.

  • Tempestade multicelular: essa forma possui uma magnitude mediana, fortemente influenciada pela atuação de ventos verticais, que geram maiores quantidades de precipitações e presença de fortes ventos.

  • Tempestade supercelular: esse tipo possui grande magnitude e é formado por grandes nuvens do tipo cumulunimbus. Ela é acompanhada de fortes ventos e tem alto poder de destruição dos elementos humanos.

Consequências da tempestade

Consequências de uma tempestade provocada por um ciclone bomba que atingiu a Califórnia, nos Estados Unidos.
As tempestades causam danos importantes nas estruturas humanas.

As tempestades geram consequências importantes em termos naturais e humanos, visto que possuem grande potencial de modificação das dinâmicas físicas e de destruição das estruturas humanas.

São consequências importantes das tempestades:

  • aumento do volume dos rios e dos demais cursos de água;

  • ocorrência de deslizamentos de encostas dos relevos;

  • registro da queda de árvores e destruição da vegetação;

  • queda do fornecimento de luz e destruição da rede elétrica;

  • impacto nas redes de coleta e de abastecimento de água;

  • destruição de estruturas humanas, como casas e comércios;

  • impacto nas atividades produtivas, como a agropecuária.

Maiores tempestades do mundo

O mundo registra, ao longo dos dias, diversas tempestades. A avaliação da magnitude desses eventos é bastante complexa, visto que envolve condicionantes específicos em termos de temperatura e pressão, além da verificação da pluviosidade causada pela chuva.

Há regiões globais, especialmente aquelas sensíveis à ocorrência de ciclones e de furacões, que sofrem com tempestades em diversos momentos do ano. A ocorrência desses eventos é bastante comum em partes significativas da América, com destaque para América Central e sul da América do Norte; Ásia, especialmente na região do chamado Sudeste Asiático; além de outras zonas geográficas específicas do mundo associadas à ocorrência de climas tropicais e equatoriais.

Com o advento das mudanças climáticas, o registro de tempestades tem ficado cada vez mais amplo em todo o mundo, atingindo inclusive regiões de clima mais ameno, como a Europa Central; e de clima mais árido, como o Norte da África.

A tabela abaixo apresenta alguns exemplos de grandes tempestades que ocorreram no globo nos últimos anos:

Ano

Tempestade

Localidade

Ocorrências

1975

Nina

Ásia

O tufão Nina ocorreu na porção Sudeste da Ásia, especialmente na costa de China e Taiwan, provocando chuvas torrenciais e ventos fortes.

2005

Katrina

América

O furacão Katrina atingiu principalmente a costa de Nova Orleans (Estados Unidos), provocando vítimas fatais e grandes prejuízos materiais.

2008

Nargis

Ásia

O ciclone Nargis provocou fortes chuvas e desastres naturais em vários países da porção sul da Ásia, como Índia e Bangladesh.

2017

Maria

América

O furacão Maria que atingiu Porto Rico deixou milhares de mortos e provocou grande danos materiais nesse território insular do Caribe.

2023

Daniel

África

A tempestade Daniel atingiu fortemente a costa da Líbia, provocando o rompimento de barragens e inúmeras vítimas fatais.

Acesse também: Qual é a diferença entre ciclone, tornado, furacão e tufão?

Maiores tempestades do Brasil

O Brasil, em razão de diferentes condicionantes geográficos, como a posição latitudinal, o tipo climático e a taxa de evaporação, é bastante sujeito à ocorrência de tempestades. Elas estão presentes em todo o território nacional, com variações específicas, causadas por condicionantes internos, como tipos climáticos e massas de ar.

O Norte do Brasil registra um grande volume de tempestades, especialmente em razão do clima equatorial, que ocorre em quase toda a região. Já a porção central do país registra tempestades especialmente nas estações mais chuvosas do ano conforme a sazonalidade climática local do tipo climático tropical.

O litoral o Brasil é bastante suscetível à ocorrência de tempestades em razão da influência da umidade do oceano e da ocorrência de frentes. Já a porção Sul do país registra muitas tempestades ao longo do ano em razão de condicionantes atmosféricos como a passagem de frentes frias e o registro de ciclones extratropicais.

Ademais, as mudanças climáticas globais têm provocado grandes alterações na circulação atmosférica, inclusive no Brasil, provocando um número cada vez maior de eventos meteorológicos e climáticos extremos, como as tempestades, que causam grandes desastres naturais em termos de prejuízos para as sociedades humanas.

A tabela abaixo apresenta alguns exemplos de grandes tempestades que ocorreram no Brasil nos últimos tempos:

Ano

Localidade

Ocorrências

2022

Minas Gerais

As fortes tempestades atingiram especialmente a porção norte e nordeste de Minas Gerais, provocando grandes enchentes e deixando milhares de desabrigados.

2022

Bahia

Os grandes volumes de chuva no sul da Bahia resultaram em um aumento do nível dos rios, além de grandes prejuízos em termos econômicos e registros de vítimas fatais.

2022

Rio de Janeiro

As fortes chuvas na cidade de Petrópolis, região serrana fluminense, culminaram em grandes enchentes e vários deslizamentos de terra com vítimas fatais.

2022

Pernambuco

As tempestades que atingiram a região metropolitana de Recife provocaram vários deslizamentos de terra e grande número de vítimas fatais.

2023

Rio Grande do Sul

Os grandes volumes de chuva na região do vale do Taquari ocasionaram uma grande cheia que destruiu várias estruturas urbanas e rurais.

Diferenças entre chuva e tempestade

Os termos chuva e tempestade são bastante utilizados no cotidiano da população, especialmente para tratar de eventos atmosféricos, com diferentes escalas de impacto na sociedade humana. Nesse sentido, temos:

Chuva: é o termo que indica de forma usual uma precipitação, ou seja, uma etapa do ciclo da água caracterizada pela queda de água da atmosfera em direção à superfície terrestre.

Tempestade: é o termo que está associado aos eventos atmosféricos mais extremos, como no caso de chuvas acompanhadas de ventos, raios e trovões.

Cabe ressaltar que o termo tempestade também é aplicado em outros eventos naturais, além da precipitação, como as tempestades de areia e tempestades de neve.

Fontes

FUKUDA, H. Classificação das tempestades convectivas. Jovem Explorador, c2015. Disponível em: http://www.jovemexplorador.iag.usp.br/index.php?p=blog_scale%20storms.

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Raios e Tempestades. Defesa Civil do Estado do Rio de Janeiro, c2020. Disponível em: http://defesacivil.rj.gov.br/index.php/para-o-cidadao/como-agir-em-desastres/21-raios-e-tempestades.

GOVERNO DO BRASIL. Conceitos meteorológicos. Grupo de Eletricidade Atmosférica – INPE/ELAT, [s.d.]. Disponível em: http://www.inpe.br/webelat/homepage/menu/infor/tempestades/conceitos.meteorologicos.php.

KROLL, R. Observadores de tempestades: o que são, o que fazem e como se tornar um? Revista Arco, 2021. Disponível em: https://www.ufsm.br/midias/arco/observadores-de-tempestade.

OLIVEIRA, A. Raios nas tempestades de verão. Ciência Hoje, c2023. Disponível em: https://cienciahoje.org.br/coluna/raios-nas-tempestades-de-verao/.

REVISTA PESQUISA FAPESP. Para entender as tempestades extremas. Revista Pesquisa FAPESP, Ciências Atmosféricas, Edição 273, nov. 2018. Disponível em: https://revistapesquisa.fapesp.br/para-entender-as-tempestades-extremas/.

Publicado por Mateus Campos

Artigos Relacionados

Assoreamento
Entenda o que é o assoreamento, as suas causas e os fatores que intensificam esse problema socioambiental.
Ação antrópica
Saiba mais sobre o que é ação antrópica e quais são seus efeitos no meio ambiente. O texto a seguir irá ajudá-lo na compreensão do impacto (positivo ou negativo) causado pelas alterações provocadas pelo homem no meio ambiente. Saiba também quais são as ações antrópicas que podem favorecer a preservação do meio ambiente.
Impetigo, leptospirose, meningite e peste bubônica
Breves informações sobre quatro doenças bacterianas: impetigo, leptospirose, meningite e peste bubônica.
Mudanças climáticas
Amplie seus conhecimentos sobre mudanças climáticas conhecendo melhor o que é esse fenômeno, bem como suas principais causas e consequências para o planeta.
Os Problemas Provocados pelo Lixo
Os problemas provocados pelo Lixo, Quais são os problemas provocados pelo Lixo, As doenças provocadas pelo contato com o Lixo, a poluição das águas são problemas provocados pelo Lixo.
Problemas atmosféricos urbanos
Confira quais são os principais problemas atmosféricos urbanos, bem como as suas causas e consequências.
Regime fluvial
A variação do nível das águas de um rio em determinados período do ano.
Saneamento Ambiental
Saiba como se estrutura o saneamento ambiental, item primordial para a qualidade de vida no espaço das cidades.
Água: agente modelador do relevo
A influência das águas na superfície terrestre.
video icon
Frase "Redação nota 1000 | Desvalorização da ciência e fuga de cérebros no Brasil" escrita ao lado da silhueta de uma mulher de cabelos soltos
Português
Redação nota 1000 | Desvalorização da ciência e fuga de cérebros no Brasil
Quando a ciência não é valorizada em um país, pesquisadores tendem a buscar subsídios além das fronteiras. Nesta videoaula, discutiremos essa importante temática no cenário brasileiro e suas consequências para a sociedade. Fiquem ligados!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Português
Redação
Entenda como realizar argumento por causa e consequência com a nossa aula.
video icon
videoaula brasil escola
Física
Aceleração centrípeta
Qual ação é exercida sobre o vetor velocidade? Descubra!
video icon
AI-5
História
AI-5
Que tal ficar por dentro de um dos Atos Institucionais mais famosos?