Whatsapp icon Whatsapp

Apolo

Apolo foi um deus presente na mitologia grega. Era o deus do Sol, da música, das artes, da medicina, da profecia etc. Sabia tocar a lira como poucos e manejava muito bem o arco e flecha, tendo matado uma serpente com esse instrumento. Era filho de Zeus e viveu várias histórias de amores frustrados.

Acesse também: O que você sabe sobre a mitologia nórdica?

Apolo, deus do Sol

Apolo era um deus que estava presente no panteão de deuses dos gregos antigos. Era considerado o deus do Sol e o deus patrono da luz, da música, da medicina, das artes, da profecia etc. Era um dos deuses mais relevantes da religião grega e era considerado um grande representante das artes, da beleza e da juventude.

Apolo era um deus grego, considerado patrono da música, das artes, da luz. Era filho de Zeus e Leto e irmão de Ártemis.
Apolo era um deus grego, considerado patrono da música, das artes, da luz. Era filho de Zeus e Leto e irmão de Ártemis.

Apolo também esteve presente na religiosidade romana e era conhecido em Roma pelo mesmo nome. Muito conhecido como deus Sol, acredita-se que essa faceta de Apolo só foi desenvolvida durante o Período Helenístico da história grega. Em outros períodos da Grécia, como no Homérico, o culto a Apolo ainda não o enxergava como deus do Sol.

A Apolo também era creditada a responsabilidade pelas pragas e por pessoas que morriam subitamente. Assim, se uma pessoa adoecia subitamente, ou se uma epidemia espalhava-se, acreditava-se que Apolo teria lançado uma flecha com a praga. Na Ilíada, de Homero, por exemplo, conta-se que Apolo foi o responsável por levar pragas contra os soldados gregos.

Como citado, Apolo era um dos principais deuses do panteão grego e dois importantes santuários em sua homenagem foram construídos em Delfos e Delos. Acredita-se que o templo para Apolo em Delfos tenha surgido por volta de 650 a.C., e o templo de Delos tenha surgido por volta de 700 a.C. Outros locais, como Naxos, Coríntio e Bassas, também possuíam templos para Apolo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Nascimento de Apolo

Na mitologia grega, Apolo era filho de Zeus, o deus mais poderoso do panteão grego, e de Leto, filha dos titãs Febe e Céos. Algumas fontes tratam Leto como uma deusa, enquanto outras a tratam como uma titânide. Apolo era irmão gêmeo de Ártemis, e o parto dos dois foi atribulado por causa dos ciúmes que Hera sentia de Zeus.

Hera era a esposa de Zeus, e o caso dele com Leto a deixou furiosa, fazendo com que a raiva dela fosse voltada contra a própria Leto. Hera proibiu Gaia, a Mãe Terra, de permitir que Leto tivesse seu filho em terra. Uma das versões da história diz que Leto era expulsa de todos os lugares que ia, até que Poseidon criou uma ilha flutuante para que Leto pudesse dar à luz os seus filhos.

Além disso, a lenda conta que a deusa dos partos, Ilícia, foi proibida de permitir que Leto desse à luz seus filhos. Leto sofreu as dores do parto por dias, até que Ilícia fosse convencida a desobedecer à ordem de Hera. Assim, Apolo e Ártemis nasceram e, logo após o parto, Apolo tomou um néctar e comeu ambrosia, o que fez com que ele imediatamente fosse transformado em um homem adulto.

Acesse também: Quais foram as piores epidemias da história?

A morte de Píton

Quando estava grávida, Leto teve de fugir constantemente da serpente Píton, enviada por Hera para a matar. Depois de adulto, Apolo tornou-se um ótimo arqueiro, e seu arco e sua flecha foram os instrumentos usados por ele para matar a serpente. Píton residia no monte Parnaso, e Apolo teria se dirigido até lá para vingar-se.

Na lenda, Apolo matou a serpente com três flechas que atingiram o olho, o peito e a boca de Píton. A morte da serpente teria agradado à população grega, e um templo teria sido construído em homenagem ao deus. Esse templo ficou conhecido como Oráculo de Delfos, um local onde as pessoas iam em busca de previsões, uma vez que Apolo era o deus da profecia.

Amores frustrados de Apolo

O corvo de Apolo vistando Corônis traindo Apolo.
O corvo de Apolo vistando Corônis traindo Apolo.

Apolo ficou conhecido por inúmeros amantes, tanto homens quanto mulheres, mas as histórias mais conhecidas são as de seus amores frustrados. Uma dessas histórias envolve a ninfa Dafne. Tudo começou quando Apolo zombou das habilidades de Eros, deus do amor, quando este manejava um arco e flecha. Apolo estava envaidecido, pois tinha matado Píton há pouco.

Eros vingou-se fazendo com que Apolo se apaixonasse por uma mulher que não o queria. Para que isso acontecesse, Eros lançou uma flecha de ouro que fez Apolo apaixonar-se perdidamente por Dafne. Em seguida, ele lançou uma flecha de chumbo em Dafne, o que fez com que ela tivesse aversão a todos que se apaixonassem por ela.

Quanto mais Apolo manifestava suas intenções para Dafne, mais ela o desprezava. Essa história terminou quando Apolo decidiu perseguir Dafne por um bosque. Aterrorizada e cansada de Apolo, Dafne pediu que seu pai, Peneu, a convertesse em outro ser e ela tomou a forma de um loureiro.

Outra história envolve Jacinto, um mortal. Apolo passava muito tempo com Jacinto, e certo dia os dois praticavam lançamento de disco quando uma tragédia aconteceu. Zéfiro, deus do vento oeste, também era apaixonado por Jacinto e, enciumado da relação dele com Apolo, Zéfiro interferiu no disco lançado pelo deus do Sol, fazendo com que o disco fosse contra a cabeça de Jacinto, causando um acidente fatal.

Outra história frustrada envolve Corônis, uma mulher por quem Apolo se apaixonou. Ela tornou-se amante de Apolo, mas acabou apaixonando-se por Ischys e traindo Apolo com esse homem. Um corvo teria contado a Apolo sobre a traição, e a raiva de Apolo foi tamanha que ele puniu seu mensageiro. Corônis foi morta por Ártemis, e Ischys foi morto pelo próprio Apolo.

Acesse também: Quem foram os cretenses?

Curiosidades sobre Apolo

A lira era um dos símbolos do deus Apolo.
A lira era um dos símbolos do deus Apolo.
  • Apolo foi condenado por seu pai a viver durante um ano como um homem mortal na Grécia, depois de ter matado os ciclopes que produziram o raio de Zeus.

  • A primeira lira de Apolo foi um presente de seu meio-irmão, Hermes.

  • Como deus da música, Apolo era habilidoso no manejo da lira.

  • Apolo também era habilidoso no manuseio do arco e flecha.

  • Apolo participou da Guerra de Troia e defendeu os troianos nesse conflito.

Publicado por Daniel Neves Silva

Artigos Relacionados

A arquitetura e a escultura grega assumiram diferentes traços ao longo de sua história.
Arquitetura e escultura grega
As características fundamentais desses dois campos da cultura grega.
Deuses gregos
Conheça mais sobre os deuses gregos. Acompanhe como a mitologia grega trata o surgimento desses deuses, e veja quais eram suas características principais.
Período Homérico: surgimento e desintegração das comunidades gentílicas.
Período Homérico
Grécia Antiga, Período Homérico, Antiguidade Ocidental, comunidades gentílicas, coletivismo, crescimento populacional, desintegração dos genos, migração das comunidades gregas, formação das cidades-Estado.
Os gregos organizavam vários cultos públicos em homenagem às suas divindades.
Religiosidade grega
Os traços que marcam a origem e o significado dos vários deuses adorados pelos gregos.
video icon
Matemática
Função logarítmica
Nesta aula vamos explicar a definição de logaritmo e como construir uma função logarítmica. Também resolveremos alguns exercícios sobre o assunto para você ver na prática como aplicá-lo!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Sociologia
Democracia racial
Você sabe o que significa democracia racial? Clique e nós te ensinamos!
video icon
Tigres Asiáticos
Geografia
Tigres Asiáticos
Assista à nossa videoaula sobre os Tigres Asiáticos, e conheça as razões do desenvolvimento rápido desses territórios.