Fórmula Molecular

Para determinar a fórmula molecular de um composto, basta calcular quantas fórmulas unitárias mínimas são necessárias para obter a massa molar do composto determinado.

A fórmula molecular indica a quantidade de átomos de cada elemento químico que compõe uma molécula ou espécie química de determinada substância e a proporção em que eles se encontram.

Existem três formas de se determinar a fórmula molecular:

1º) Por meio da fórmula mínima ou empírica, que é a fórmula que indica a proporção dos átomos dos elementos na molécula com os menores números inteiros possíveis. Por exemplo, a fórmula mínima do estireno, um composto usado na produção do polímero poliestireno, é CH. A proporção entre seus elementos é então de 1 : 1. Assim, sua fórmula molecular poderia ser qualquer uma das seguintes: CH, C2H2, C3H3, C4H4, C10H10 e assim por diante. Existem infinitas possibilidades.

Por isso, para determinar a fórmula molecular, além da fórmula mínima, precisamos de uma informação a mais, que é a massa molar. A massa molar é um dado que geralmente é fornecido no exercício, porque ela é determinada experimentalmente. Uma das técnicas utilizadas é a espectrometria de massa. Se a substância for gás ou vapor, os cientistas podem usar a equação de Clapeyron para determinar sua massa molar, e se for um líquido, ela pode ser vaporizada e essa equação ser usada.

Portanto, se soubermos a massa molar da substância pura, basta calcular quantas fórmulas unitárias serão necessárias para chegar até essa massa molar.

Para uma melhor compreensão, vamos determinar a fórmula molecular do estireno, cuja massa molar é dada por 104 g/mol.

Resolução:

1º passo- Determinar a massa da fórmula mínima. Valores das massas molares: C = 12 g/mol e H = 1 g/mol:

CH = 12 + 1 = 13 g/mol

2º passo: Calcular a fórmula molecular:

13 g ----------- 1 mol
104g ---------- x
x = 104/ 13
x = 8 mol

Isso significa que precisamos de 8 fórmulas mínimas para chegar à massa molar do estireno. Assim, basta multiplicar os índices dos elementos na fórmula mínima por 8 para achar a fórmula molecular, que é: C8H8.

2º) Por meio da fórmula percentual ou centesimal, que indica a quantidade em massa de cada elemento em 100 partes de massa da substância pura.

Com a fórmula percentual, chegamos à fórmula mínima e, por fim, descobrimos a fórmula molecular. Veja um exemplo:

(UFPel-RS) A nicotina, uma das substâncias presentes nos cigarros, é considerada uma droga psicoativa, responsável pela dependência do fumante. Além de estimular o sistema nervoso central, a nicotina altera o ritmo cardíaco e a pressão sanguínea, sendo, por isso, o tabagismo incluído na Código Internacional de Doenças (CID-10). Na fumaça de um cigarro, podem existir até 6 mg de nicotina e, através de pesquisas, descobriu-se que cada miligrama dessa substância contém aproximadamente 74,1% de C, 8,6% de H e 17,2% de N. (Dado: N = 6,02 . 1023.)

Com base no texto e em seus conhecimentos,

a) sabendo que a massa molar da nicotina é 162 g/mol, represente sua fórmula molecular.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Resolução:

1º passo - Determinar a fórmula mínima por meio da fórmula percentual:

Temos: 74,1% de C, 8,6% de H e 17,2% de N. Dividimos cada valor desses, considerando em gramas, pelas respectivas massas molares:

C = 74,1/12 = 6,175
H = 8,6/1 = 8,6
N = 17,2/14 = 1,229

Agora pegamos esses valores e dividimos cada um pelo menor entre eles, que é o 1,229:

C = 6,175/1,229 ≈ 5
H = 8,6/1,229 ≈ 7
N = 1,229/ 1,229 = 1

Assim, a fórmula mínima da nicotina é: C5H7N.

2º passo – Proceder igual ao exemplo anterior, determinando primeiro a massa da fórmula mínima e depois calculando quantas fórmulas mínimas são necessárias para se chegar à massa molar da substância:

C5H7N = (5 . 12) + (7 . 1) + (1 . 14) = 81 g/mol

1 mol ---- 81 g
x---------- 162 g
x = 162/81
x = 2

2 . C5H7N = C10H14N2 → Essa é a fórmula molecular da nicotina.

3º) Calculando diretamente a fórmula molecular, sem usar a fórmula mínima.

Por exemplo, no item anterior, sabíamos que a nicotina era formada por C, H e N. Assim, podemos substituir os índices da fórmula molecular (que é o que estamos tentando descobrir) por x, y e z. Assim: CxHyNz.

Sabemos que a massa molar é igual a 162 g/mol, então, temos:

Cx Hy Nz
 ↓   ↓   ↓
12x + y + 14z = 162

Agora é só fazer regras de três para cada elemento químico. Observe isso abaixo:

C: H: N:
100% – 74,1% de C 100% – 8,6% de H 100% – 17,2% de N

162 g – 12x de C 162 g – y de H 162 g – 14z de N
1200x = 12004,2 100y = 1393,2 1400z = 2786,4
x = 12004,2/1200 y = 1393,2/100 z = 2786,4/1400
x = 10 y = 14 z = 2

C10H14N2→ É exatamente a mesma fórmula molecular encontrada por meio da outra forma de resolução.

A fórmula molecular simplifica a representação da estrutura molecular mostrando quantos átomos de cada elemento estão presentes
A fórmula molecular simplifica a representação da estrutura molecular mostrando quantos átomos de cada elemento estão presentes
Publicado por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios

Questão 1

(Puccamp-SP) A análise de uma substância desconhecida revelou a seguinte composição centesimal: 62,1% de carbono, 10,3% de hidrogênio e 27,5% de oxigênio. Pela determinação experimental de sua massa molar, obteve-se o valor 58,0 g/mol. É correto concluir que se trata de um composto orgânico de fórmula molecular: (Massas atômicas: C = 12, H = 1, O = 16)

a) C3H6O2.

b) CH6O2.

c) C2H2O2.

d) C2H4O2.

e) C3H6O.

Questão 2

(PUC-Campinas-SP) A combustão realizada a altas temperaturas é um dos fatores da poluição do ar pelos óxidos de nitrogênio, causadores de afecções respiratórias. A análise de 0,5 mol de um desses óxidos apresentou 7,0 g de nitrogênio e 16 g de oxigênio. Qual a sua fórmula molecular?

a) N2O5

b) N2O3

c) N2O

d) NO2

e) NO

Mais Questões
Assuntos relacionados
É comum no cotidiano usarmos números multiplicativos para fazer referência a conjuntos de objetos, como milheiro, resma, dúzia e grosa
Mol
Veja o conceito de mol e qual é a sua relação com a massa atômica, com a massa molar, com os coeficientes de uma equação química e com o número de Avogadro.
Representação de um átomo de hidrogênio
Hidrogênio
Clique e conheça a história, características, formas de obtenção e as principais utilizações do elemento químico Hidrogênio.
O dióxido de carbono é uma substância cujas moléculas apresentam geometria linear
Geometria molecular linear
Clique e conheça a geometria molecular linear, que tipo de moléculas estão envolvidas e como devemos analisar uma substância que apresenta esse tipo de geometria.
 Molécula
Massa Molecular e Massa Fórmula
Massa molecular, Massa Fórmula, composto iônico, Massas atômicas, ligações covalentes, massa atômica do carbono, moléculas, íons, fórmula das substâncias, ligações iônicas.
A massa atômica do átomo de carbono 12 é igual a 12 u
Massa Atômica de um Átomo
Entenda a definição de massa atômica de um átomo, como ela é encontrada e a sua diferença em relação ao número de massa.
As massas atômicas dos elementos que aparecem na Tabela Periódica levam em conta todos os isótopos naturais que os formam
Massa atômica de um elemento
Entenda qual é a diferença entre a massa atômica de um elemento e a massa atômica de um átomo, além de compreender como elas são determinadas.
Equações Químicas
Equações Químicas, ácido clorídrico, Equação Química equilibrada, balanceamento de equações, produtos, reagentes, coeficiente estequiométrico, estado físico do átomo participante, Catalisadores, aquecimento, reação reversível.
Em laboratórios de Química, as unidades em escalas macro e microscópicas (como o número atômico e a massa atômica) são muito importantes.
Diferença entre número de massa e massa atômica
Número de massa é a soma dos prótons e nêutrons. Massa atômica é a média ponderada das massas atômicas dos isótopos naturais do elemento.
É preciso realizar o balanceamento de equações químicas para que elas correspondam às condições experimentais
Balanceamento de Equações Químicas
Aprenda a realizar o balanceamento das equações químicas por meio do método das tentativas.
As fórmulas químicas são importantes para sabermos quais os elementos que compõem a substância e em qual proporção eles se combinam
Tipos de Fórmulas usadas em Estequiometria
Aqui você encontrará as definições e os cálculos para se determinar os principais tipos de fórmulas usadas na estequiometria: as fórmulas percentual, mínima e molecular.
Além do carbonato de cálcio, o calcário contém pequenas quantidades de impurezas, como areia e carvão
Cálculos estequiométricos com reagentes impuros
Aprenda a determinar a quantidade de produtos que serão formados e outros aspectos relacionados à reação que se processa com o uso de reagentes impuros.
Se a proporção estequiométrica entre os reagentes da reação não estiver correta, haverá um que ficará em excesso e outro que será o reagente limitante
Reagente em excesso e reagente limitante
Entenda o que é o reagente limitante e o em excesso, como eles influenciam a formação dos produtos e como você pode determiná-los por meio de cálculos estequiométricos.
A fórmula percentual indica a porcentagem em massa do elemento na composição da substância
Fórmula Percentual ou Centesimal
Aprenda a determinar a fórmula percentual ou centesimal para qualquer substância por meio da fórmula molecular ou por meio da massa dos elementos.
A determinação da fórmula mínima pode ser feita por meio da fórmula molecular da substância
Fórmula Mínima ou Empírica
Entenda o que a fórmula mínima ou empírica expressa sobre a substância e como proceder com os cálculos a fim de determiná-la.