Whatsapp icon Whatsapp

Homozigoto e heterozigoto

Os termos homozigoto e heterozigoto referem-se ao tipo de alelo (forma alternativa de um determinado gene) presente em cromossomos homólogos.
Representação de um cromossomo em uma estrutura de DNA sobre um fundo escuro.
As formas alternativas de um gene recebem o nome de alelos. Os pares de alelos são responsáveis por uma determinada característica dos indivíduos.

Homozigoto e heterozigoto são dois conceitos fundamentais em Genética e estão relacionados com os alelos que um indivíduo possui em seus cromossomos homólogos. Quando um indivíduo possui dois alelos diferentes para uma característica, o chamamos de heterozigoto. Já homozigotos possuem um par de alelos idênticos para uma determinada característica. Em relação à formação dos gametas, indivíduos homozigotos produzem sempre gametas com os mesmos alelos, diferentemente dos heterozigotos, que produzem gametas com alelos diferentes.

Veja também: O que é variabilidade genética?

Resumo sobre homozigoto e heterozigoto

  • Homozigoto é o termo utilizado para se referir a um organismo que apresenta par de alelos iguais para uma determinada característica.

  • Indivíduos homozigotos produzem apenas um tipo de gameta.

  • Heterozigoto é o nome utilizado para se referir a um organismo que possui dois alelos diferentes para uma determinada característica.

  • Indivíduos heterozigotos podem formar gametas diferentes.

  • Para representar os alelos, utilizamos letras, as quais geralmente são escolhidas considerando a letra inicial da característica recessiva.

Genes e alelos

Ao estudar Genética, alguns termos são essenciais para o entendimento do conteúdo. Esse é o caso de “homozigoto” e “heterozigoto”, conceitos relacionados com o tipo de alelo existente no indivíduo. No entanto, antes de compreender melhor o que é um organismo homozigoto ou heterozigoto, faz-se necessário compreender o que são genes e alelos.

Genes são porções do DNA responsáveis pela determinação de nossas características. Eles estão presentes nos cromossomos, os quais se encontram aos pares no organismo. Os pares de cromossomos iguais existentes em nossas células são chamados de cromossomos homólogos.

Quando analisamos os cromossomos homólogos, percebemos que existem genes que ocupam o mesmo lugar, ou lócus, nessas estruturas. Esses genes são chamados de alelos, os quais também podem ser definidos como formas alternativas de um gene. Isso significa que os alelos, apesar de estarem relacionados com a mesma característica, podem interferir de maneira diferente.

Portanto, existem dois alelos para cada característica, que podem ou não ser iguais. É importante frisar ainda que existem alelos que exercem dominância sobre o outro, expressando sua característica mesmo em dose simples. No entanto, alguns alelos são recessivos e, portanto, só se expressam se estiverem aos pares.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que é homozigoto e heterozigoto?

Homozigoto é o organismo que possui alelos iguais para determinada característica. Isso quer dizer que o alelo está ocorrendo em dose dupla naquele organismo, e, consequentemente, os gametas por ele gerados serão iguais.

Representação de pares de alelos homozigotos e heterozigotos.
Veja que indivíduos homozigotos apresentam alelos iguais em cromossomos homólogos, enquanto os heterozigotos apresentam alelos diferentes.

É importante destacar que um indivíduo homozigoto pode ser homozigoto recessivo ou homozigoto dominante. O homozigoto recessivo é aquele que apresenta alelos recessivos em dose dupla, enquanto o homozigoto dominante apresenta apenas alelos dominantes.

Em organismos heterozigotos, os alelos apresentam-se diferentes para determinada característica. Por essa razão, na gametogênese é possível observar a presença de dois gametas distintos.

Como representamos organismos homozigotos e heterozigotos?

Os alelos normalmente são representados por letras, que geralmente são escolhidas considerando a letra inicial da característica recessiva. As letras maiúsculas, de forma usual, representam alelos dominantes, e as letras minúsculas representam alelos recessivos.

Imagine, por exemplo, o gene relacionado com a produção de melanina, o qual exerce dominância sobre o alelo que determina a ausência de produção. A ausência de melanina é responsável pela doença conhecida como albinismo. Como essa característica é recessiva, utiliza-se a letra “a” para representar os alelos. O alelo dominante, portanto, é “A”, e o recessivo é “a”. Em organismos homozigotos, temos “AA” ou “aa”. Já organismos heterozigotos são “Aa”. É importante salientar que para representar o heterozigoto, deve-se usar a letra maiúscula antes da minúscula.

Saiba mais: Dominância e recessividade: entenda a relação entre os alelos

Formação de gametas

De acordo com a primeira lei de Mendel, dois alelos para determinada característica se separam durante a formação dos gametas. De acordo com essa lei, portanto, organismos homozigotos geram gametas iguais, enquanto heterozigotos geram gametas distintos.

Considerando ainda o exemplo do albinismo, temos que um indivíduo albino (“aa”) produzirá apenas gametas “a”. Um indivíduo homozigoto dominante para a produção da melanina (“AA”), por sua vez, produzirá apenas gametas “A”. Já um indivíduo heterozigoto poderá produzir gametas “A” ou “a”.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Alterações Cromossômicas
Síndromes ocasionadas por mutações cromossômicas.
Cromossomos
Amplie seus conhecimentos sobre cromossomos e entenda sua classificação!
DNA
Saiba mais sobre o DNA (ácido desoxirribonucleico), um ácido nucleico que garante a transmissão da informação genética de um indivíduo para outro.
Dominância completa, incompleta e codominância
Entenda a diferença entre dominância completa, incompleta e codominância e conheça exemplos desses três casos de manifestação dos alelos.
Genes e cromossomos
Aprenda mais sobre genes e cromossomos, dois conceitos que são relacionados entre si e essenciais para a compreensão dessa parte da Biologia.
Genótipo e fenótipo
Você sabe diferenciar genótipo e fenótipo? Esses dois conceitos são fundamentais para a compreensão da genética. Clique aqui e aprenda mais sobre o tema.
Gregor Mendel
Clique aqui e descubra mais sobre Gregor Mendel! Conheça um pouco da história de vida desse pesquisador e um pouco sobre as leis por ele propostas.
Hereditariedade
Clique aqui e entenda o que é a hereditariedade. Conheça seus tipos e saiba quais são as características hereditárias.
O que é albinismo?
Você sabe o que é o albinismo? Clique aqui e saiba por que e como o albinismo ocorre!
Primeira Lei de Mendel
Entenda a primeira lei de Mendel e como Gregor Mendel fez seus experimentos e quais resultados ele obteve.
Quadro de Punnett
Entenda o que é o quadro de Punnett e aprenda a utilizar essa importante ferramenta para responder aos exercícios de Genética.
Segunda lei de Mendel
Compreenda o que é a segunda lei de Mendel, também chamada de Lei da Segregação Independente. Neste texto falaremos sobre o enunciado dessa importante lei para a Genética e analisaremos o cruzamento entre ervilhas que auxiliou Gregor Mendel na compreensão da herança de duas ou mais características.
video icon
Escrito"Requeriu, requereu ou requis?" em fundo roxo e amarelo.
Português
Requeriu, requereu ou requis?
Requeriu, requereu ou requis? Qual é a forma mais adequada de se conjugar o verbo requerer?