Whatsapp icon Whatsapp

Zebra

Zebra é um animal quadrúpede, herbívoro e que faz parte do gênero Equus. Esse animal vive na África, onde é presa de leões, hienas e crocodilos.
De acordo com a IUCN, a zebra-das-montanhas se encontra classificada como “vulnerável”.
De acordo com a IUCN, a zebra-das-montanhas se encontra classificada como “vulnerável”.

A zebra é um herbívoro que faz parte do gênero Equus. Trata-se de um animal quadrúpede, encontrado na África e que se destaca por apresentar corpo com pelagem em um padrão de listras. O nome zebra se refere a três grupos de animais viventes: Equus quagga (zebra-das-planícies), Equus grevyi (zebra-de-grevy) e Equus zebra (zebra-das-montanhas).

Leia também: Cavalo mamífero quadrúpede, do gênero Equus, que pode pesar mais de 500 kg

Resumo sobre zebra

  • É um animal mamífero que faz parte do mesmo gênero do cavalo.

  • É um animal quadrupede que possui casco, cabeça grande e longa, crina e cauda.

  • É um animal conhecido, principalmente, pela sua pelagem com padrão de listras.

  • O nome zebra é utilizado para se referir a três grupos de animais viventes: Equus quagga (zebra-das-planícies), Equus grevyi (zebra-de-grevy) e Equus zebra (zebra-das-montanhas).

Características gerais da zebra

Zebras são animais que apresentam um corpo muito semelhante ao dos cavalos. Possuem casco, sua cabeça é grande e longa, seus olhos são voltados para os lados, seus dentes são compatíveis com a dentição de um herbívoro, possuem crinas e cauda com tufos de cabelo na ponta. Sem dúvidas, a característica mais marcante desse animal é a presença de listras em seu corpo.

As listras das zebras são pretas e brancas e funcionam como uma espécie de impressão digital, ou seja, o padrão de distribuição delas é único em cada indivíduo. A espessura das listras nas zebras é uma característica que permite a diferenciação entre as três espécies conhecidas. As listras das zebras-das-planícies, por exemplo, diferem-se das de outras zebras por serem mais largas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Além disso, nas outras espécies, as listras não se encontram na barriga. Nas zebras-de-grevy e nas zebras-das-montanhas, as listras se apresentam mais unidas do que as observadas nas zebras-das-planícies.

Zebra-da-planície na natureza
De acordo com a IUCN, a zebra-das-planícies se encontra classificada como “quase ameaçada”.

As zebras são animais que vivem em bando na natureza, sendo consideradas sociais. Os grupos familiares geralmente incluem um macho, algumas fêmeas e seus filhotes. Vale destacar que as zebras-de-grevy não apresentam uma estrutura social concreta, havendo grandes variações na composição do grupo que podem ocorrer diariamente.

Assim como outros equinos, as zebras apresentam grande capacidade de comunicação. A forma como elas posicionam as orelhas, abrem sua boca e posicionam sua cabeça e cauda, por exemplo, são sinais que indicam a intenção do animal. As zebras são também capazes de emitir sons, sendo responsáveis por uma grande variedade de vocalizações.

As zebras apresentam expectativa de vida, em cativeiro, de cerca de 40 anos. Já no ambiente selvagem, essa expectativa cai para cerca de 20 anos. Isso se deve ao fato de que, na natureza, esses animais são submetidos a diferentes fatores que podem causar a sua morte, como a competição por recursos e a predação por outros animais, como leões e hienas.

  • A importância das listras para a zebra

Por muito tempo, a única hipótese existente para explicar a importância das listras para a zebra se referia à camuflagem. De acordo com ela, as zebras, ao se juntarem, seriam capazes de confundir os predadores devido à presença de suas listras. Além disso, elas ajudariam a esconder esses animais em locais onde a vegetação é mais alta. Atualmente, no entanto, outras duas hipóteses surgiram para explicar a importância das listras para as zebras.

Uma delas diz respeito à termorregulação. De acordo com essa ideia, as listras pretas presentes no animal ajudariam a absorver o calor, aquecendo-o pela manhã. As listras brancas, por sua vez, ajudariam a refletir a luz e a refrescar o animal nos momentos mais quentes.

A outra hipótese existente diz respeito à proteção contra insetos. Estudos mostram que moscas evitam pousar em superfícies listradas, portanto, a presença de listras seria uma vantagem evolutiva para as zebras. Fato é que nenhuma das hipóteses ainda é completamente aceita por todos os pesquisadores, e muitos estudos ainda devem ser feitos para explicar a importância das listras para esse animal.

Leia mais: Leão — animal carnívoro que se alimenta de espécies como zebras e girafas

Espécies de zebra

Atualmente, existem três espécies de zebras: Equus quagga (zebra-das-planícies), Equus grevyi (zebra-de-grevy) e Equus zebra (zebra-das-montanhas).

  • Zebra-das-planícies - Equus quagga: ocorre em vários habitat na África, com exceção de poucos ambientes, como desertos e florestas tropicais. Destaca-se como a espécie de zebra com maior distribuição geográfica. Apresenta grande capacidade de migração, movendo-se em direção a locais onde a fonte de alimentação é mais vasta. Em algumas situações, essas zebras podem migrar cerca de 150 km em busca de melhores condições de pastagem e maior quantidade de água.

    Uma característica marcante delas é a presença de listras em sua barriga. As listras dessa espécie também chamam a atenção por serem mais largas que as das outras espécies, tornando-se mais largas e horizontais à medida que seguem em direção à parte traseira do animal e flancos.

    De acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN), a tendência populacional é de decréscimo, e a espécie encontra-se classificada como “quase ameaçada”.

  • Zebra-de-grevy - Equus grevyi: apresenta uma distribuição bem menor do que a zebra-das-planícies. Atualmente essa espécie é encontrada, no Quênia e na Etiópia, em regiões áridas e semiáridas onde obtém acesso permanente à água.

    Uma característica que diferencia essa espécie das outras zebras é o fato de não possuírem um grupo com estrutura social concreta. Membros novos entram e membros antigos saem, variando a composição do grupo quase diariamente. De acordo com a IUCN, a tendência populacional é de estabilidade, e a espécie se encontra classificada como “ameaçada”.

Zebra-de-grevy em cativeiro
De acordo com a IUCN, a zebra-de-grevy se encontra classificada como “ameaçada”.
  • Zebra-das-montanhas - Equus zebra: é encontrada em áreas montanhosas e acidentadas na Angola, Namíbia e África do Sul. As zebras-das-montanhas possuem cascos duros e são ótimas escaladoras. De acordo com a IUCN, a tendência populacional é de aumento, e a espécie se encontra classificada como “vulnerável”.

Alimentação da zebra

As zebras são animais herbívoros que se alimentam, principalmente, de gramíneas. Elas também podem se alimentar de plantas herbáceas, folhas e galhos.

Saiba mais: Leopardo — animal mamífero encontrado na Ásia e na África

Reprodução da zebra

As zebras apresentam um sistema de acasalamento polígino, ou seja, um único macho pode copular com várias fêmeas do grupo. De maneira geral, a estação reprodutiva dura o ano todo, com picos de nascimento variando entre as espécies. No caso das zebras-de-grevy, por exemplo, o nascimento dos filhotes ocorre, geralmente, nos meses chuvosos do ano.

As zebras possuem um período de gestação de 10 a 12 meses. Elas geralmente dão à luz um único filhote, o qual nasce muito ativo, sendo capaz de se levantar, correr e mamar. No caso das zebras-das-planícies, quando a fêmea fica grávida de gêmeos, ocorre o aborto com cerca de oito meses de gestação.

Após o nascimento, os filhotes permanecem junto da mãe por um determinado período. A idade de desmame varia entre as espécies de zebra. As zebras-das-montanhas desmamam seus filhotes após aproximadamente 10 meses, enquanto, nas zebras-das-planície, o desmame completo pode ocorrer aos 11 meses, apesar de a amamentação poder ser observada, em alguns casos, até os 16 meses.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Animais herbívoros
Vamos conhecer mais sobre os animais herbívoros? Clique aqui, conheça exemplos e descubra adaptações desses animais em relação à sua dieta.
O cavalo é um animal mamífero que apresenta grande importância na história do ser humano.
Cavalo
Clique aqui e descubra mais sobre o cavalo, uma espécie de mamífero quadrúpede muito conhecida e também de grande utilidade para os seres humanos.
As girafas vivem em bandos.
Girafa (Giraffa camelopardilis)
Saiba mais sobre este ruminante de coração 45 vezes maior que o da nossa espécie.
Leão
Amplie seus conhecimentos sobre o leão aqui. Veja algumas características básicas desses animais, como habitat, alimentação e reprodução.
Os mamíferos têm capacidade de inteligência, memória e aprendizado maior que a dos outros vertebrados
Mamíferos
Clique aqui e veja quais são as principais características dos mamíferos.
África
Conheça as principais características da África e tire as suas dúvidas sobre o continente considerado o berço da humanidade.
video icon
Português
Pré-Enem | Estruturação do parágrafo
O Pré-Enem é o intensivo preparatório do Brasil Escola para o Enem. Nele nós separamos os principais temas que devem ser estudados a menos de três meses do exame. Nesta transmissão você assistirá à aula sobre estruturação do parágrafo na redação do Enem e por que ele é diferente de outras redações com o professor Guga Valente!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Química
Cinética química
Se ainda tem dúvidas quanto a velocidade das reações, essa videoaula é para você!
video icon
videoaula brasil escola
Português
Redação
Entenda como realizar argumento por causa e consequência com a nossa aula.
video icon
videoaula brasil escola
História
Crise de 1929
A quebra da bolsa de valores de Nova Iorque afetou não só os EUA, como o mundo. Entenda!