Whatsapp icon Whatsapp

Desertos

Os desertos são regiões caracterizadas pelo escasso registro de chuvas. Eles estão situados em todos os continentes do planeta e são classificados como quentes ou frios.
As dunas são formações características dos desertos.
As dunas são formações características dos desertos.

Deserto é uma região que recebe cerca de menos de 250 milímetros de chuva ao ano. Esses ambientes são caracterizados pela baixa umidade e pela elevada amplitude térmica. São regiões que possuem condições geográficas inóspitas que dificultam o desenvolvimento de formas de vida. Eles estão localizados em todos os continentes do globo e cobrem uma parte significativa da superfície terrestre.

Os desertos são classificados em quentes ou frios, conforme as suas condições naturais. O maior deserto do planeta é a Antártida. A formação dos desertos está atrelada às condições geográficas de uma região, como o clima, assim como a ação do homem no meio ambiente — no desenvolvimento de atividades produtivas, por exemplo. Os desertos são considerados regiões ambientais perigosas, em razão das suas condições climáticas extremas.

Leia também: Por que devemos nos preocupar com as mudanças climáticas?

Resumo sobre desertos

  • Os desertos estão localizados em todos os continentes do globo, com destaque para América, África e Ásia.

  • O clima dos desertos envolve os tipos árido e semiárido. A escassez de chuvas é sua principal característica climática.

  • A flora e a fauna dos desertos apresentam elevada adaptabilidade às condições geográficas naturais locais.

  • Os solos desérticos possuem alto teor de areia. Logo, são considerados ambientes com baixa fertilidade.

  • O relevo dos desertos é diversificado, com formações que vão desde dunas até montanhas.

  • A hidrografia dos desertos é espacialmente restrita e formada, principalmente, por rios e lagos intermitentes.

  • Os desertos são classificados conforme as suas condições climáticas em dois grandes grupos: frios ou quentes.

  • Os maiores desertos do mundo em extensão territorial são: deserto da Antártida, deserto do Ártico e deserto do Saara.

  • A formação de regiões desérticas é bastante complexa e envolve aspectos naturais e ações antrópicas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Características dos desertos

  • Localização dos desertos

Há desertos em todos os continentes do planeta. Eles estão localizados em diversas regiões do globo, com destaque para as porções norte, sul e leste da África, norte e sul da América, porção central da Ásia, zonas pontuais do sul da Europa, além de grandes extensões do Oriente Médio e da Austrália.

Mapa da distribuição dos desertos no mundo

Mapa da distribuição dos desertos no mundo

  • Climas dos desertos

O tipo climático desértico, assim como suas variáveis próximas, como os tipos semiárido e árido, é caracterizado pelo baixo registro de chuvas ao longo de todo o ano. Em geral, as estimativas apontam que o clima desértico conta com cerca de menos de 250 milímetros de chuva ao ano.

Além disso, a maior parte da água precipitada é facilmente evaporada, por exemplo, por meio do processo de evapotranspiração. A baixa precipitação e a rápida evaporação resultam, ainda, em uma constante umidade relativa do ar. Ademais, são característicos do clima desértico a ocorrência de dias quentes e noites frias, com ampla variação de temperatura.

  • Vegetação dos desertos

A vegetação dos desertos tem como característica primária a grande adaptabilidade ao clima seco dessas regiões. Portanto, as plantas locais são extremamente resistentes aos períodos de longa estiagem.

Sendo assim, há predomínio da vegetação xerófila, isto é, que possui estruturas como caules grossos, espinhos e raízes profundas, permitindo a sobrevivência dessas espécies em um ambiente inóspito.

  • Flora dos desertos

A flora dos desertos é composta por um número diminuto de espécies, uma vez que suas condições geográficas impedem o desenvolvimento de plantas diversas. Portanto, a flora desértica tem como plantas dominantes pequenas gramíneas e arbustos, além de árvores de porte reduzido. As principais espécies de planta dos desertos são os cactos.

  • Fauna dos desertos

A fauna dos desertos segue a mesma lógica de distribuição da flora, uma vez que as dificuldades naturais encontradas nessas regiões impedem a sobrevivência de grande parte dos animais terrestres. As principais espécies da fauna dos desertos são répteis, insetos e roedores. Os animais que habitam os desertos possuem alto grau de adaptação às temperaturas extremas e ao deficit hídrico local.

  • Solo dos desertos

O solo dos desertos é tipicamente arenoso, ou seja, possui alto teor de areia. Portanto, são solos que possuem capacidade reduzida de retenção de água, além de apresentarem quantidade pequena de nutrientes. Sendo assim, o solo dos desertos tem baixa fertilidade.

No solo dos desertos, há predomínio da erosão eólica, marcada pela ação do vento sobre o solo, formado predominantemente por areia. O solo dessas regiões apresenta baixo albedo, portanto, possuem pequena capacidade de absorção da radiação solar. Esse é um dos fatores que explicam a elevada amplitude térmica local.

  • Relevo dos desertos

O relevo dos desertos é variável, não havendo um tipo fixo de relevo que ocorra nessas regiões. Comumente, seu relevo apresenta formações geomorfológicas como dunas, planícies de areia, planaltos e montanhas rochosas. Dentre as variações, as formas de relevo compostas por areia e cascalho são as mais comuns.

Vista de uma formação de relevo desértica
Os desertos apresentam diversas formações de relevo.
  • Hidrografia dos desertos

No caso dos desertos quentes, a hidrografia é restrita, já que seu clima é caracterizado pela baixíssima precipitação, o que impede a formação de cursos de água. A maior parte dos rios e lagos desérticos são intermitentes e possuem água muito salgada. O processo de evaporação é intenso, impedindo a formação de maiores volumes de água.

Leia também: A influência da vegetação sobre o clima

Quais os tipos de desertos?

Os desertos são tipificados conforme o conjunto das suas especificidades climáticas. Sendo assim, eles são divididos em dois grandes grupos:

  • Desertos quentes: localizados, em geral, nas faixas tropicais dos globo, sendo marcados pelas temperaturas altas. São regiões com elevada evaporação e baixíssima precipitação. Além disso, apresentam vasta amplitude térmica. Eles são caracterizados, ainda, pela baixa umidade do ar. O Saara é um exemplo de deserto quente.

  • Desertos frios: localizados nos extremos do planeta (em geral, nas regiões de clima subtropical). São territórios caracterizados pelo ar seco, em razão da baixíssima umidade relativa do ar. Ademais, o ar desses locais é extremamente frio. A Antártida é um exemplo típico de deserto frio.

Os principais desertos do mundo

Os desertos cobrem uma parte significativa da Terra. Logo, são classificados também conforme a sua dimensão espacial. Assim, os cinco principais desertos do mundo são:

Desertos

Área aproximada (km²)

Deserto da Antártida

14.200.000

Deserto do Ártico

13.900.000

Deserto do Saara

9.000.000

Deserto da Arábia

2.600.000

Deserto de Gobi

1.300.000

Formação dos desertos

A formação dos desertos é explicada por meio de duas questões centrais:

  • a ação dos fatores naturais na constituição da geografia local;

  • a ação antrópica, por meio da transformação do ambiente.

O primeiro cenário trata especificamente das condições naturais, com destaque para o clima, cujos elementos e fatores influenciam na formação dos desertos. Em geral, esses ambientes estão situados em zonas que recebem poucos ventos úmidos. Portanto, possuem baixa umidade do ar e ocorrência de precipitação reduzida.

Já o segundo cenário explicita o impacto da ação humana na transformação do meio ambiente a partir do desenvolvimento das atividades produtivas. O processos de desertificação, por exemplo, resultam na perda significativa de qualidade e fertilidade do solo, formando desertos. A ocorrência de desmatamento e queimadas são causas importantes do processo de desertificação.

Leia também: Kalahari — o quinto maior deserto do mundo

Os perigos dos desertos

As condições naturais das áreas desérticas são os principais perigos presentes nessas regiões. Os desertos são considerados ambientes inóspitos, em especial, pela ausência de fontes de água e pelas condições extremas de temperatura.

Paisagem desértica com cacto em destaque
Os cactos são espécies vegetais típicas dos desertos.

Esse contexto torna difíceis as condições de vida humana nesses ambientes, assim como da maioria das plantas e animais, visto que esses seres não estão adaptados ao clima desértico. Logo, essas regiões são, no geral, pouco povoadas e apresentam baixo registro de atividades produtivas.

Exercícios resolvidos sobre desertos

Questão 1

(Udesc 2016) Sobre os fatores climáticos que interferem na formação de desertos pelo globo, assinale a alternativa correta.

a) As vertentes a barlavento de cordilheiras são menos suscetíveis à chegada de umidade que as vertentes a sotavento, sendo, por isso, aquelas mais suscetíveis à formação de desertos que estas.

b) Correntes marítimas frias tornam estável a atmosfera dos locais, promovendo a formação de desertos no litoral.

c) A continentalidade é um importante fator formador de desertos, pois diz respeito à distância de áreas oceânicas, como é o caso do deserto do Atacama.

d) Áreas com predomínio de sistemas de baixa pressão atmosférica são mais suscetíveis à formação de desertos que as áreas com predomínio de sistemas de alta pressão.

e) Depressões interplanálticas são áreas fortemente suscetíveis à desertificação na região equatorial.

Resolução: Alternativa B

A continentalidade exerce forte influência na formação dos desertos, uma vez que é caracterizada pela pequena atuação da umidade proveniente dos oceanos. Os desertos recebem poucos ventos úmidos justamente, dentre outros motivos, pela ação da continentalidade.

Questão 2

(Enem 2014) Os dois principais rios que alimentavam o Mar de Aral, Amurdarya e Sydarya, mantiveram o nível e o volume do mar por muitos séculos. Entretanto, o projeto de estabelecer e expandir a produção de algodão irrigado aumentou a dependência de várias repúblicas da Ásia Central da irrigação e monocultura. O aumento da demanda resultou no desvio crescente de água para a irrigação, acarretando redução drástica do volume de tributários do Mar de Aral. Foi criado na Ásia Central um novo deserto, com mais de 5 milhões de hectares, como resultado da redução em volume.

TUNDISI, J. G. Água no século XXI: enfrentando a escassez. São Carlos: Rima, 2003.

A intensa interferência humana na região descrita provocou o surgimento de uma área desértica em decorrência da

a) erosão.

b) salinização.

c) laterização.

d) compactação.

e) sedimentação.

Resolução: Alternativa B

A salinização é caracterizada pelo excesso de sal no solo. O caso descrito no texto apresenta um exemplo clássico de desertificação provocada pela ação humana, uma vez que o uso irracional dos recursos hídricos provocou a diminuição dessas fontes, resultando em um acúmulo de sal na região.

Publicado por Mateus Campos

Artigos Relacionados

A situação do processo de desertificação
A Desertificação na África
A Desertificação na África, O que é o processo de Desertificação na África, Como ocorre o processo de Desertificação na África, Quais são os principais agentes de aceleração do processo de Desertificação na África.
As regiões sob o domínio do clima desértico fazem com que animais e plantas precisem adaptar-se às condições climáticas únicas
Clima desértico
Clique aqui e saiba mais sobre o clima desértico, que é típico de regiões de latitude intertropical e apresenta baixíssima umidade.
As dunas podem formar um belo cenário na paisagem
Como se formam as dunas?
Descubra o que são as dunas, compreenda como elas formam-se e saiba qual é a sua função ambiental.
A desertificação transforma as paisagens, a natureza e as práticas humanas
Desertificação no Brasil
Compreenda a intensidade, a localização e as consequências da desertificação no Brasil.
Kalahari, um dos mais famosos desertos do mundo
Deserto do Kalahari
As principais características do segundo maior deserto africano, o Deserto do Kalahari.
Deserto do Saara
Deserto do Saara
As características do maior deserto quente do planeta.
Em vermelho, a influência do El Niño.
El Niño
El Niño, o que é El Niño, influência do El Niño sobre a temperatura mundial, efeitos do El Niño no clima.
As estações do ano representam quatro diferentes períodos ao longo de um ano.
Estações do ano
Estações do ano representam quatro subdivisões dos períodos do ano: verão, outono, inverno e primavera. Cada uma apresenta um padrão climático e características específicas de cada região, ocorrendo de maneira heterogênea nos Hemisférios Sul e Norte. Leia este texto e conheça as particularidades de cada estação do ano.
Localização da Fossa Oceânica mais Profunda
Fossa Oceânica
Fossa Oceânica, o que é fossa oceânica, as principais fossas oceânicas, a fossa oceânica mais profunda, a formação de fossas oceânicas, características das fossas oceânicas, moradores das fossas oceânicas.
Exemplo de uma área de manguezal
Mangues
O conceito de mangue e suas principais funções e importâncias.
Taiga
Veja os principais aspectos físicos da taiga. Entenda mais sobre a vegetação característica desse bioma e o seu emprego em diversas atividades industriais.
Tundra
Conheça as características geográficas da tundra, bioma marcado pelas baixíssimas temperaturas. Entenda a diferença entre a tundra ártica e a alpina.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Filosofia
Anaxágoras
Assista nossa videoaula para entender mais sobre o pensamento pluralista de Anaxágoras.
video icon
Videoaula Brasil Escola
Guia de Profissões
Publicidade e Propaganda
Que tal conhecer um pouco mais sobre as funções de um publicitário?
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Estrangeirismo
Nessa videoaula você entende sobre o estrangeirismo na música "Samba do Approach."