Whatsapp icon Whatsapp

Giardíase

Giardíase é uma doença causada por um protozoário flagelado e apresenta como sintomas diarreia, mal-estar e cólicas abdominais.
Representação gráfica de protozoários causadores da giardíase
Giardíase é uma doença causada por protozoário.

Giardíase é uma doença causada por um protozoário intestinal denominado Giardia lamblia. Trata-se de uma doença negligenciada que ocorre em todo o mundo, normalmente em áreas onde o saneamento básico é precário. Pode ser assintomática ou desencadear sintomas, como diarreia e dores abdominais. É tratada com medicamentos específicos, tais como o metronidazol e o tinidazol. A giardíase pode ser prevenida com boas práticas de higiene e investimento em saneamento básico.

Leia mais: Esquistossomose — doença infecto-parasitária cuja prevenção depende de investimento em saneamento básico

Resumo sobre giardíase

  • Giardíase é uma doença causada por protozoário da espécie Giardlia lamblia.

  • A Giardia pode ser observada em duas formas: trofozoíto e cisto.

  • A transmissão da giardíase está muito ligada à questão do saneamento básico.

  • A água é considerada a principal forma de transmissão do parasito.

  • A doença pode ser assintomática ou provocar sintomas como diarreia e dor na região abdominal.

  • A prevenção envolve boas práticas de higiene, ingestão de água filtrada e tratada, higienização dos alimentos e investimento em saneamento básico.

O que é giardíase?

A giardíase é uma doença causada por um protozoário flagelado denominado Giardia lamblia. Esse protozoário foi descrito, pela primeira vez, em 1681 por Antonie Van Leeuwnhoek, após analisar suas próprias fezes utilizando lentes de aumento em microscópio simples. O detalhamento do parasito, no entanto, só ocorreu em 1859, por Lambl.

O protozoário causador da doença apresenta-se durante seu ciclo de vida (melhor descrito no último tópico deste artigo) em duas formas, a forma infectante chamada de cisto e a forma móvel chamada de trofozoíto. O cisto possui formato elipsoide ou oval e é envolto por uma parede que lhe confere resistência e proteção. O trofozoíto possui quatro pares de flagelo e formato piriforme. Os flagelos são usados pelo protozoário para a locomoção.

A doença acomete, principalmente, crianças e indivíduos imunocomprometidos, entretanto, pode acometer qualquer pessoa. A doença ocorre em todo mundo, sendo encontrada, principalmente, em zonas tropicais e temperadas, e está diretamente relacionada com áreas onde há falta de saneamento básico ou as condições sanitárias são precárias.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Transmissão da giardíase

A giardíase pode ser transmitida por meio de água e alimentos contaminados, por via fecal-oral e até mesmo por relações sexuais oral-genital e oral-anal. A disseminação da doença, no entanto, está relacionada, principalmente, com a falta de saneamento básico, sendo a via hídrica a principal forma de transmissão.

Leia mais: Doenças relacionadas com a água

Sintomas da giardíase

Na maioria dos casos, a giardíase é assintomática e autolimitada, entretanto, podem ocorrer casos sintomáticos, de brandos a severos. A giardíase caracteriza-se por provocar sintomas gastrointestinais, tais como:

  • mal-estar;

  • diarreia;

  • dores abdominais;

  • náusea;

  • flatulência;

  • fezes gordurosas e fétidas.

A doença destaca-se por ser a principal causa de diarreia não viral entre homens e animais domésticos. É importante destacar que a giardíase pode evoluir para formas subagudas ou crônicas.

Diagnóstico da giardíase

O diagnóstico da giardíase pode ser feito pela análise dos sintomas apresentados pelo paciente e realização de exames. Esses exames visam a identificar a presença de cistos ou trofozoítos nas fezes. O padrão ouro para diagnóstico é o exame parasitológico de fezes.

Tratamento da giardíase

O tratamento da giardíase inclui uso de medicamentos, tais como metronidazol, tinidazol, secnidazol e ornidazol. Além disso, deve-se garantir a manutenção da qualidade dos alimentos e da água que serão ingeridos pelo paciente.

Prevenção (profilaxia) da giardíase

A giardíase pode ser prevenida com medidas básicas de higiene, como lavar bem as mãos, beber apenas água filtrada e tratada, e higienizar bem os alimentos, em especial aqueles consumidos crus. Além disso, é fundamental o investimento maciço em saneamento básico.

Leia mais: Toxoplasmose — doença causada por protozoário parasita que pode ser prevenida com medidas de higiene

Ciclo de vida da Giardia

Esquema ilustrativo sobre o ciclo de vida da Giardia.
Observe o ciclo de vida resumido da Giardia.

O ciclo de vida da Giardia se dá em dois estágios: a forma cística e a forma trofozoítica. O ciclo de vida inicia-se com a liberação dos cistos no ambiente, provocando contaminação, principalmente, de água e alimentos. Quando os cistos são ingeridos pelo homem, seguem em direção ao estômago e posteriormente ao duodeno, onde sofrerá o processo de excistação. Esse processo de rompimento do cisto ocorre devido à combinação de fatores como pH estomacal, temperatura corporal e enzimas proteolíticas.

Quando o cisto se rompe, trofozoítos são liberados. Os trofozoítos sofrem divisão binária e podem ficar na luz do duodeno ou aderir-se à mucosa intestinal. É importante frisar que, quando os trofozoítos se aderem à mucosa intestinal do indivíduo, sua absorção de nutrientes fica comprometida, em especial a absorção de gorduras e vitaminas lipossolúveis.

Quando os trofozoítos seguem para o cólon, passam pelo processo de encistação. Esse processo consiste na formação de cistos, os quais são eliminados nas fezes. Os cistos são capazes de sobreviver por longos períodos no ambiente. Vale destacar que eles são, geralmente, eliminados nas fezes sólidas e de forma intermitente. Em fezes líquidas, podem ser observados trofozoítos que não são infectantes e, diferentemente dos cistos, não sobrevivem por muito tempo fora do hospedeiro.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Doença do sono
Conheça a doença do sono, tipos, sintomas e prevenção
Protozoários
Grupo que abriga organismos eucarióticos unicelulares e heterotróficos.
Toxoplasmose
Aprenda sobre a toxoplasmose — doença, em geral, assintomática que pode ser perigosa em gestantes e pessoas imunocomprometidas. Saiba sobre seus sintomas e prevenção.
Tricomoníase
Você sabe o que é tricomoníase? Acesse o texto e conheça os sintomas dessa infecção sexualmente transmissível. Veja os perigos e qual é o tratamento.
video icon
Escrito"Educação e Cultura" sobre a imagem de um quadro-negro e livros.
Filosofia
Educação e Cultura
O que é educação? O que é cultura? Qual é a relação entre educação e cultura? Como a filosofia pensa a educação e a cultura? Assista a este vídeo e entenda!