Whatsapp icon Whatsapp

Furacão

O furacão é um tipo de ciclone caracterizado pela ocorrência de movimentos giratórios de ar. Esse fenômeno atmosférico tem o potencial de causar grandes prejuízos.
Vista superior do furacão Florence sobre o Atlântico, próximo aos Estados Unidos, no ano de 2018.
O furacão é um tipo de ciclone formado por uma coluna de ventos de grande diâmetro.

O furacão é um fenômeno atmosférico constituído por ventos giratórios que se deslocam em alta velocidade. Essas tempestades tropicais se formam em regiões oceânicas, especialmente em zonas tropicais, sendo constituídas por elevados níveis de umidade. Os furacões são caracterizados pelo registro de ventos superiores a 120 km/h com elevado poder de destruição. A maior parte dos maiores furacões registrados no planeta ocorreu na costa leste dos Estados Unidos.

Saiba mais: Por que é tão difícil um furacão atingir o Brasil?

Resumo sobre furacão

  • Furacões são um tipo de ciclone tropical formado por um centro de baixa pressão atmosférica.

  • A formação de um furacão acontece em zonas oceânicas onde há elevada temperatura da água e forte alteração dos ventos, gerando grandes tempestades.

  • Os furacões que ocorrem no Hemisfério Sul giram no sentido horário e os que ocorrem no Hemisfério Norte giram no sentido anti-horário.

  • Diferentemente do furacão, que ocorre no Oceano Atlântico e no leste do Oceano Pacífico, chamamos de tufão o ciclone tropical que ocorre nas águas da porção oeste do Oceano Pacífico.

  • O tornado é um fenômeno de menor intensidade em relação ao furacão, caracterizado pela formação e pela movimentação de uma coluna de ar que toca a superfície.

  • São exemplos de grandes furacões registrados na costa leste dos Estados Unidos o Katrina, o Irma e o Michael.

  • No Brasil, o furacão Catarina registrado em 2004 provocou inúmeros prejuízos materiais e humanos, especialmente no estado de Santa Catarina.

O que é furacão?

O furacão é um fenômeno caracterizado pela formação de ventos giratórios na atmosfera que atingem a superfície terrestre resultando em fortes tempestades. Esse evento meteorológico é um tipo de ciclone tropical que é formado por um centro de baixa pressão. Tradicionalmente, recebem o nome de furacão os fenômenos atmosféricos de ventos giratórios de alta intensidade que ocorrem em todo o Oceano Atlântico e no leste do Oceano Pacífico.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como se forma o furacão?

Os furacões se formam com a presença de um centro de baixa pressão atmosférica em zonas tropicais dos oceanos, especialmente quando a temperatura da água atinge valores elevados. Esse cenário favorece a evaporação das águas oceânicas e aumenta a presença de umidade na atmosfera, o que possibilita a movimentação das massas de ar de forma intensa.

Esses grandes corpos de ar que se deslocam por meio de movimentos giratórios de velocidade e intensidade altas dão origem a grandes ventos e tempestades.

Quais as características do furacão?

Os furacões são um tipo de ciclone tropical que se forma em áreas oceânicas tropicais, onde há alta temperatura e umidade, por isso, são características dos furacões elevada pluviosidade e umidade. Essas tempestades que se formam nessas áreas possuem um grande diâmetro de espessura.

Os furacões que ocorrem no Hemisfério Sul giram no sentido horário e os que ocorrem no Hemisfério Norte giram no sentido anti-horário. Esses ventos giratórios que se deslocam com relativa velocidade na superfície terrestre possuem, no geral, ventos superiores a 120 km/h, por isso eles têm um grande poder de destruição. O poder destrutivo de um furacão é medido por meio da escala Saffir-Simpson, criada pelos estudiosos americanos Herbert Saffir e Robert Simpson, que possibilita a classificação desse fenômeno climático em categorias de 1 a 5.

Diferenças entre furacão, tufão e tornado

Os termos furacão, tufão e tornado são usualmente utilizados como sinônimos, mas possuem aplicações diferentes em razão dos seus aspectos físicos e geográficos.

Furacão e tufão são tipos de ciclones tropicais, entretanto, o que difere esses dois fenômenos é a sua distribuição geográfica. Os furacões são formados nas águas do Oceano Atlântico e no leste do Oceano Pacífico, já os tufões são registrados nas águas da porção oeste do Oceano Pacífico.

Tornado atingindo área rural, sua zona geográfica é mais limitada que a do furacão.
Os tornados possuem menor zona geográfica de atuação em relação ao furacão e ao tufão.

Por sua vez, o tornado é um fenômeno de menor intensidade, caracterizado pela formação e movimentação de uma coluna de ar que toca a superfície. Ocorre de forma mais pontual, em uma zona geográfica mais limitada.

Saiba também: Tsunamis — as grandes ondas oceânicas geradas por terremotos ou outros eventos geológicos

Lista dos maiores furacões que já ocorreram

O mundo registra atualmente diversas tempestades tropicais como furacões, caracterizadas pela ocorrência de fortes chuvas e ventos. A lista abaixo apresenta os maiores furacões registrados no planeta nos últimos anos, isto é, os que resultaram em maior destruição, tanto em termos econômicos quanto em número de vidas humanas:

  • Furacão Katrina: ocorreu em 2005, na costa leste dos Estados Unidos, com categoria 3.

  • Furacão Irma: ocorreu em 2017, na costa leste dos Estados Unidos, com categoria 5.

  • Furacão Michael: ocorreu em 2018, na costa leste dos Estados Unidos, com categoria 4.

Furacão no Brasil

A costa oceânica brasileira não possui condições favoráveis à ocorrência de furacões, especialmente por causa da temperatura mediana das águas e da diminuta alteração dos ventos.

A única tempestade tropical oficialmente registrada no Brasil foi o furacão Catarina, que atingiu especialmente o estado de Santa Catarina na região Sul do país, no ano de 2004. O furacão Catarina foi enquadrado na categoria 2, ou seja, com ventos de velocidade aproximada de 180 km/h. Essa tempestade provocou inúmeros prejuízos às estruturas humanas e econômicas locais e ainda resultou na morte de 11 pessoas.

Publicado por Mateus Campos
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Ciclone
Aprenda mais sobre o ciclone. Descubra quais as diferenças entre ciclone e anticiclone, os principais tipos de ciclone e a relação entre ciclone, tornado e furacão.
Deriva continental
Descubra o que afirma a teoria da deriva continental, quais são os seus argumentos e como ela foi comprovada. Conheça as evidências da deriva continental.
Diferença entre ciclone, tornado, furacão e tufão
Você sabe diferenciar ciclone, tornado, furacão e tufão? Confira as especificidades de cada um desses fenômenos atmosféricos.
Fenômenos atmosféricos
Conheça alguns dos principais fenômenos atmosféricos que se manifestam, tais como o efeito estufa, a inversão térmica, os ciclones e muitos outros.
Formação e Transformação do Relevo
Formação e Transformação do Relevo, O que é relevo, Quais são os fatores de formação do relevo, Como o relevo pode ser transformado, Os processos erosivos sofridos pelo relevo, A classificação de erosão.
Influência dos Oceanos sobre o Clima
Você sabia que o comportamento das águas dos oceanos exerce direta influência sobre as condições climáticas da Terra? Leia e entenda!
Tornado
Clique aqui e conheça as características de formação de um tornado!
video icon
Professora ao lado do texto"Verbos irregulares".
Português
Verbos irregulares
Sabendo que o estudo de verbos não é uma tarefa fácil, nesta videoaula esclareceremos as formas de flexão dos verbos irregulares, ou seja, aqueles que, ao serem conjugados, apresentam alteração em seu radical ou em sua terminação. Não deixe de assistir!