Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Geografia
  3. Países
  4. O Terremoto no Japão

O Terremoto no Japão

O Japão é um país asiático que ocupa uma área de 377.801 quilômetros quadrados e possui 126,9 milhões de habitantes. Seu território, localizado no limite da placa tectônica Euroasiática Oriental, é afetado constantemente por terremotos – um em cada cinco terremotos no mundo com magnitude superior a 6 graus na escala Richter atinge o Japão.

Esse fenômeno se deve a uma zona de convergência entre as placas do Pacífico, Euroasiática Oriental, Norte-Americana e das Filipinas, formando o “Círculo de Fogo do Oceano Pacífico”. O constante encontro entre esses blocos origina uma área de instabilidade tectônica, desencadeando terremotos, tsunamis e intensa atividade vulcânica nessa porção do globo.

Diante desse cenário, o Japão proporciona treinamentos para a população de como agir durante os terremotos e desenvolve recursos tecnológicos para serem empregados na construção civil que possam minimizar os danos causados pelos abalos sísmicos. Essas ações fazem do Japão o país mais preparado para enfrentar esses fenômenos naturais.

Contudo, no dia 11 de março de 2011, o país não conseguiu conter a ação destrutiva de um terremoto de 9 graus na escala Richter que atingiu a costa leste do país. De acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), o abalo sísmico teve seu epicentro no Oceano Pacífico, a 24 quilômetros de profundidade e a 160 quilômetros de distância da costa leste japonesa.

Esse foi considerado o pior terremoto do Japão e o quarto pior do mundo. Réplicas de magnitude superior a 5 graus também foram registradas. O tremor formou um tsunami com ondas que atingiram até 10 metros de altura e 800 Km/h, devastando cidades e vilarejos, em especial Sendai, situada na ilha de Honshu. As ondas desse tsunami chegaram ao Havaí, Filipinas, Indonésia e Estados Unidos.

As consequências do terremoto no Japão foram arrasadoras: milhões de residências ficaram sem energia elétrica, dezenas de construções incendiaram, veículos e casas foram arrastados pela água, pontes foram destruídas, plantações ficaram alagadas, houve vazamento de vapor radioativo de uma usina nuclear, entre outros danos. Segundo a Polícia Nacional, 9.079 pessoas morreram e milhares ficaram feridas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Wagner de Cerqueira e Francisco
Graduado em Geografia

Tsunami provocado pelo terremoto no Japão
Tsunami provocado pelo terremoto no Japão
Publicado por: Wagner de Cerqueira e Francisco
Assista às nossas videoaulas
Assuntos relacionados
Placa alertando para o perigo de um tsunami, na Tailândia
Tsunami
Você sabe como se forma um tsunami? Clique aqui e descubra essa e outras informações sobre esse fenômeno!
Imagem da ação do tsunami na Tailândia, em 2004, ocasionado pelo Círculo do Fogo do Pacífico
Círculo de Fogo do Pacífico
O Círculo de Fogo do Pacífico e a manifestação desse evento geológico com as zonas de instabilidade sísmica da Terra.
O Chile é constante alvo da ação dos terremotos
Explicação para os terremotos do Chile
Os terremotos do Chile costumam deixar o caos e a devastação. Entenda por que esse país sofre tanto com esse problema.
Charles Richter, o principal responsável pela escala que recebe o seu nome
Escala Richter
Entenda como funciona a Escala Richter, suas noções básicas e os efeitos de cada nível de magnitude dos terremotos.
Os mais fortes terremotos da história ocorreram em áreas de intensa atividade tectônica
Os maiores terremotos da história
Conheça os cinco maiores terremotos da história, conforme os registros oficiais, e onde eles ocorreram.
A configuração das grandes cidades brasileiras
As Metrópoles Norte Americanas
As Metrópoles Norte Americanas, Quais são as Metrópoles Norte Americanas, Onde estão localizadas as Metrópoles Norte Americanas, As características das Metrópoles Norte Americanas.
Bucareste, capital da Romênia
Romênia
Localizada nos Bálcãs, a Romênia é o único país do Leste Europeu de língua neolatina.