Whatsapp icon Whatsapp

Paraíba

A Paraíba é um estado brasileiro localizado no Nordeste do país. Foi alvo de disputa entre diferentes povos que possuíam interesse na sua localização estratégica. Por meio da colonização portuguesa, houve a consolidação dos primeiros núcleos urbanos do estado e o investimento nas atividades agrícolas, principalmente no cultivo de cana-de-açúcar. Esse estado é conhecido por situar a Ponta do Seixas, ponto mais oriental do Brasil e da América. Possui um clima predominantemente tropical do tipo semiárido, e o sertão paraibano é considerado uma das regiões mais secas do país.

O estado possui cerca de 4 milhões de habitantes. A forma de governo estadual está baseada nos Três Poderes. A economia está ancorada nas atividades agrícolas e também nas indústrias de confecções e calçados. O território paraibano possui algumas deficiências em termos de estrutura e serviços para a população; porém, apresenta uma cultura riquíssima, com destaque para as festas juninas. A Festa de São João, em Campina Grande, é considerada uma das melhores do Brasil.

Leia também: Quais são os estados do Brasil?

Dados gerais da Paraíba

  • Região: Nordeste.
  • Capital: João Pessoa.
  • Área territorial: 56.467 km² (IBGE, 2019).
  • População: 4.039.277 habitantes (IBGE, 2020).
  • Densidade demográfica: 66,7 hab./km² (IBGE, 2010).
  • Fuso: UTC-3.
  • Clima: tropical.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

História da Paraíba

O território da Paraíba foi uma das regiões de ocupação pioneira no Brasil. A partir da chegada dos portugueses, a região foi estabelecida como parte da capitania de Itamaracá. Porém, houve várias dificuldades de implementação das frentes de ocupação portuguesa na região, em especial por meio da resistência dos índios e da influência de exploradores franceses, que utilizavam o litoral paraibano para a extração ilegal de pau-brasil. O primeiro centro urbano da Paraíba foi fundado apenas em 1585, a chamada Cidade da Paraíba, hoje a atual capital do estado, João Pessoa.

Desde então, a região registrou um elevado crescimento econômico e demográfico, consolidando-se como um dos centros nordestinos da época do Brasil Colônia, principalmente por causa da instalação de engenhos de açúcar. Esse cenário resultou em uma invasão de tropas holandesas na região. Os Países Baixos possuíam amplo interesse na localização estratégica do estado e na produção de açúcar. Em 1654, a Paraíba voltou para o domínio português, mas, apenas em 1799, se tornou uma capitania federal e, consequentemente, uma província do Império do Brasil, em 1882, e um estado da federação do Brasil, em 1889.

No período do Brasil República, ao longo do século XX, a Paraíba foi um dos centros da chamada  Revolução de 1930, que marcou o fim da República Velha no Brasil. Nesse período, ocorreu o assassinato do então governador do estado da Paraíba, João Pessoa, que era vice na chapa presidenciável de Getúlio Vargas. Esse evento reorganizou as alianças políticas em âmbito nacional, provocando mudanças profundas no governo federal brasileiro. O nome atual da capital da Paraíba, João Pessoa, foi uma homenagem ao político paraibano assassinado.

A cidade de João Pessoa é a capital e principal centro político e econômico da Paraíba.
A cidade de João Pessoa é a capital e principal centro político e econômico da Paraíba.

Geografia da Paraíba

A Paraíba está localizada no Nordeste do Brasil. O estado faz divisa com:

A costa paraibana é banhada pelo Oceano Atlântico. Além disso, nesse estado está localizado o ponto mais oriental do Brasil e da América, a Ponta do Seixas.

O relevo da Paraíba é formado por três grandes compartimentos geomorfológicos:

  • a planície costeira, localizada nas proximidades do litoral;
  • as zonas de planalto, com maiores altitudes; e
  • a Depressão Sertaneja, porção mais quente e seca do estado.

Nos planaltos paraibanos, está situado o ponto mais alto do estado, o Pico do Jabre, com cerca de 1.197 metros de altitude. Esse pico está localizado na Serra da Borborema, principal formação de relevo do estado, que funciona como uma barreira natural que impede a chegada da umidade do litoral do estado até o sertão.

A Paraíba possui um clima tropical, e, no litoral, predomina-se o subtipo tropical úmido; já no interior, ocorre o subtipo tropical semiárido, marcado pelas altas temperaturas e irregularidade das chuvas. No interior do Paraíba, região do Sertão Paraibano, são registrados os menores volumes de chuva do Brasil.

A vegetação da Paraíba é predominantemente de Caatinga. Esse bioma é exclusivamente brasileiro e caracterizado pela resistência de suas espécies de fauna e flora à seca. No litoral e nas regiões de planalto, ocorrem ainda formações vegetais de mangue e floresta tropical, como a Mata Atlântica. A maior parte dos rios da Paraíba são intermitentes, ou seja, secam com o período seco. O principal rio do estado é o Piranhas.

Veja também: Bacia hidrográfica – porção do território formada por rios e seus afluentes

Mapa da Paraíba

Fonte: IBGE.
Fonte: IBGE.

Divisão geográfica da Paraíba

O estado da Paraíba possui 223 municípios. Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no ano de 2017, o estado possui 4 regiões geográficas intermediárias e 15 regiões geográficas imediatas. São elas:

Regiões geográficas intermediárias

Regiões geográficas imediatas

 

João Pessoa

João Pessoa

Guarabira

Mamanguape-Rio Tinto

Itabaiana

 

Campina Grande

Campina Grande

Cuité-Nova Floresta

Monteiro

Sumé

 

 

Patos

Patos

Itaporanga

Catolé do Rocha-São Bento

Pombal

Princesa Isabel

Sousa

Sousa

Cajazeiras

Demografia da Paraíba

O estado da Paraíba possui cerca de 4 milhões de habitantes. A maior parte da população está concentrada nas zonas urbanas, em especial na região da capital, João Pessoa, e da cidade de Campina Grande. No século XX, a Paraíba foi um dos principais centros de migração expulsora do Nordeste, em especial para o Sudeste do Brasil. Porém, nas últimas duas décadas, tem-se verificado um alto índice de migração de retorno.

A maior cidade em população da Paraíba é a capital, João Pessoa, com cerca de 800 mil habitantes. As cidades de Campina Grande, Santa Rita e Patos também são importantes centros demográficos do estado, ambas com mais de 100 mil habitantes.

Economia da Paraíba

A economia da Paraíba tem uma base primária. O principal produto agrícola do estado é a cana-de-açúcar. No mais, cultivam-se milho, algodão, pimenta do reino e frutas, como o melão. Na pecuária, destaca-se a criação de caprinos. Já no extrativismo, há a exploração de minas de quartzo, mica, granito, titânio, entre outros minerais.

A indústria paraibana é composta principalmente por indústrias têxteis e calçadistas. Os calçados de couro são os principais produtos de exportação do estado. Há ainda, concentradas na cidade de Campina Grande, indústrias de tecnologia de informação. O setor de serviços é dominado pela prática do comércio, com destaque para as pequenas cidades, e também pelo turismo. O litoral paraibano é muito requisitado pelos turistas e oferece uma boa infraestrutura de hospedagem e serviços.

Leia também: Quais são os tipos de agricultura?

Governo da Paraíba

O governo da Paraíba é formado pelos Três Poderes, que formam a estrutura de poder do Brasil. Dessa maneira, há o Executivo, representado pelo governador; o Judiciário, que compreende as unidades de Justiça do estado; e também o Legislativo, que são os deputados e senadores. A Paraíba possui 36 deputados em nível estadual, além de 12 deputados e 3 senadores em nível federal.

Bandeira da Paraíba

Infraestrutura da Paraíba

A Paraíba possui dificuldades em termos de infraestrutura e serviços, em razão das limitações econômicas e geográficas que existem no estado. O território paraibano é cortado por uma rede de rodovias e possui apenas dois aeroportos de médio porte, sendo quase inexistentes os modais ferroviários e hidroviários. O principal centro logístico do estado é o Porto de Cabedelo, porto marítimo responsável pela maior parte da comercialização dos produtos estaduais.

Em relação aos serviços urbanos, nas últimas décadas, a rede de energia e luz tem sido ampliada no estado, mais ainda é muito deficiente nas áreas rurais. A região do sertão paraibano sofre com a seca, sendo necessários investimentos para o atendimento de água para a população. A saúde e a educação têm apresentado índices de melhoria de qualidade, e algumas cidades do interior paraibano são reconhecidas pela qualidade do seu atendimento educacional. Porém, existem inúmeras dificuldades de estrutura e de cobertura desses serviços, principalmente nas áreas mais distantes dos grandes centros.

Cultura da Paraíba

As festas juninas são importantes tradições culturais da Paraíba.
As festas juninas são importantes tradições culturais da Paraíba.

O estado da Paraíba é reconhecido nacionalmente pela riqueza das suas tradições culturais. As festas religiosas e juninas atraem muitos visitantes para o estado. O São João de Campina Grande é considerado a maior festa junina do mundo. Há ainda festivais folclóricos, como folguedos e cavalhadas, assim como a preservação de danças tradicionais, como o coco de roda, a ciranda e o xaxado. Na música, destacam-se os ritmos forró, xote e baião.

A Paraíba é terra de importantes escritores brasileiros, como Ariano Suassuna, Augusto dos Anjos, Pedro Américo e José Lins do Rego. Em relação às artes, o artesanato é uma importante prática de afirmação da cultura paraibana, com confecções de peças de barro, couro e diferentes tipos de bordado. Já na culinária, são destaques os pratos típicos paraibanos de buchada de bode, cuscuz, carne de sol e bode guisado.

Publicado por Mateus Campos

Artigos Relacionados

Acre
Saiba mais sobre o Acre. Leia sobre a sua história e veja de que forma é composta a cultura da região. Conheça os principais aspectos geográficos do estado.
Alagoas
Clique e veja as características físicas e geográficas de Alagoas e entenda também os fatores históricos, políticos, territoriais e econômicos desse estado.
Bahia
Saiba mais sobre a história do povoamento do território da Bahia. Veja também as principais características geográficas do estado, como demografia e economia.
Distrito Federal
Conheça as características do Distrito Federal. Entenda a divisão geográfica e a forma de administração pública que são específicas desse ente federado brasileiro.
Espírito Santo
Conheça os aspectos geográficos do Espírito Santo. Saiba mais sobre o processo de ocupação histórica e de desenvolvimento econômico desse pequeno estado sudestino.
Bandeira de João Pessoa.
João Pessoa
Saiba mais sobre a fundação de João Pessoa. Conheça o significado do nome da cidade. Veja aspectos relacionados à geografia física e humana da capital paraibana.
Maranhão
Clique aqui e conheça a geografia do Maranhão, localizado no Nordeste brasileiro. Descubra mais também sobre a história, economia e cultura do estado.
Minas Gerais
Clique aqui e saiba mais sobre a história do estado de Minas Gerais. Conheça também seus principais aspectos naturais, econômicos e culturais.
Pernambuco
Conheça as principais características geográficas de Pernambuco. Veja quais são as principais atividades econômicas, sociais e culturais presentes no estado.
Piauí
Conheça o Piauí, estado brasileiro que abriga um dos mais importantes sítios arqueológicos do mundo. Saiba mais sobre sua geografia, economia, história e cultura.
Rio Grande do Norte
Conheça características da geografia e da cultura do Rio Grande do Norte. Saiba mais sobre a história da ocupação e do desenvolvimento do território potiguar.
Sergipe
Conheças as características geográficas de Sergipe. Saiba mais sobre o menor estado em extensão territorial do Brasil. Aprenda um pouco de sua história e cultura.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Sociologia
Democracia racial
Você sabe o que significa democracia racial? Clique e nós te ensinamos!
video icon
Tigres Asiáticos
Geografia
Tigres Asiáticos
Assista à nossa videoaula sobre os Tigres Asiáticos, e conheça as razões do desenvolvimento rápido desses territórios.