Whatsapp icon Whatsapp

Região Sudeste

A região Sudeste é a mais desenvolvida do Brasil. Ela é formada por:

O Sudeste se encontra em uma área geográfica diversa, marcada pelo relevo planáltico e pelo clima tropical, dois fatores que interferem diretamente nas características físicas da região. A história da região Sudeste está atrelada ao povoamento empreendido pelos colonizadores portugueses no litoral brasileiro, assim como pela expansão da ocupação do território regional por desbravadores, chamados bandeirantes.

Na atualidade, a importância política e econômica da região Sudeste é derivada do seu pioneirismo histórico no cenário brasileiro desde os tempos da colonização portuguesa. A economia da região Sudeste é muito diversificada e dinâmica. A região produz a maior parte das divisas geradas pelo Brasil. Destacam-se a moderna agropecuária, o extrativismo mineral e a concentração industrial. Esse dinamismo econômico atraiu muitos movimentos populacionais para a região. A população do Sudeste foi formada pela miscigenação de imigrantes de diversas partes do globo, assim como pelos povos formadores do Brasil. Na atualidade, a região é a mais populosa e povoada do país, além de concentrar o maior volume de cidades grandes e médias. A cultura da região tem influência direta dos seus povos formadores, com destaque para a realização de festividades tipicamente brasileiras, como o Carnaval e as Festas Juninas.

Leia também: Regiões do Brasil – divisões territoriais com características particulares

Dados gerais da região Sudeste

  • Estados: Espírito Santo (ES), Minas Gerais (MG), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP).

  • Capitais: Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Vitória (ES).

  • Regiões geoeconômicas: Centro-Sul e Nordeste.

  • Gentílico: Sudestino.

  • Área territorial: 924.511 km² (IBGE, 2019).

  • População: 89.012.240 habitantes (IBGE, 2020).

  • Densidade demográfica: 87 hab./km² (IBGE, 2010).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

História da região Sudeste

A história do Sudeste do Brasil está ligada ao povoamento da região pelos portugueses, mais precisamente, a partir de 1532, com a fundação da Vila de São Vicente, no litoral de São Paulo. A extração de pau-brasil e o cultivo de cana-de-açúcar marcaram a ocupação, primeiramente no litoral sudestino. A partir da fundação de vilas no interior, como a Vila de São Paulo do Piratininga, atual São Paulo, em 1554, os portugueses expandiram a sua ocupação pelo território brasileiro, em especial, com a organização das bandeiras.

Os bandeirantes percorriam o território ainda desconhecido do interior do Sudeste em busca de novas tribos indígenas e riquezas minerais, sendo os responsáveis pela descoberta das reservas de ouro em Minas Gerais. Nas rotas realizadas pelos bandeirantes, foram instaladas pequenas vilas, que logo se desenvolveram para núcleos urbanos conforme se intensificava o comércio de minérios, de gado e de gêneros agrícolas. O aumento da importância política e econômica da região Sudeste culminou na transferência da capital do Brasil, em 1763. A capital foi transferida de Salvador para o Rio de Janeiro.

A partir de 1800, com a decadência da exploração de ouro em Minas Gerais, a região Sudeste apostou em novas formas de geração de renda, principalmente por meio do cultivo do café. A vinda da família real portuguesa, em 1808, contribuiu para o crescimento da região, assim como para a instalação de diversos equipamentos sociais e culturais. Por sua vez, com a independência do Brasil, proclamada em São Paulo, em 1822, o Sudeste se tornou a região mais importante política e economicamente para o país. A expansão das plantações de café na região gerou muitos dividendos para a população local, sendo a base econômica brasileira da época. O café, antes cultivado por mão de obra escrava, atraiu, como consequência da abolição da escravatura em 1888, um grande volume de imigrantes europeus. A chegada de imigrantes na região substituiu a mão de obra escrava e contribuiu para o crescimento das cidades. Além disso, muitos imigrantes fundaram pequenos comércios e indústrias.

A cidade de Ouro Preto, localizada em Minas Gerais, foi umas das várias cidades históricas fundadas durante o auge do período da mineração.
A cidade de Ouro Preto, localizada em Minas Gerais, foi umas das várias cidades históricas fundadas durante o auge do período da mineração.

A partir da proclamação da república, em 1889, o sistema monárquico foi derrubado, e representantes políticos de São Paulo e Minas Gerais dominavam o poder no Brasil. O café continuou como produto de destaque até a crise de 1929, que derrubou o seu preço no mercado internacional. Dessa forma, representantes da região buscaram outras formas de geração de renda, em especial, por meio da aplicação das divisas geradas pelo comércio do café na construção de indústrias. Sendo assim, foi iniciado o processo de industrialização do Brasil, primeiramente em São Paulo e depois no Rio de Janeiro e Minas Gerais.

A industrialização do Brasil, assim como a construção de uma rede de transportes, culminou em um intenso movimento migratório do campo para a cidade, conhecido pelo nome de êxodo rural. As cidades da região Sudeste receberam muitos imigrantes da zona rural, em especial, provenientes do Nordeste do Brasil. O pioneirismo político e econômico da região foi primordial para o desenvolvimento local, por isso, na atualidade a região Sudeste é a mais importante e desenvolvida do país.

Veja também: Região Sul – a menor região do Brasil

Geografia da região Sudeste

A região Sudeste é formada pelos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais. Deles, apenas o último não é banhado pelo oceano Atlântico. A geografia da região é muito diversificada e influenciada por condicionantes como o relevo e o clima. O relevo da região é formado por três grandes unidades geomorfológicas distintas:

  • a planície litorânea, localizada nas proximidades do oceano,

  • o planalto Atlântico, formado por um conjunto de serras, região de alta altitude que marca a divisa entre o litoral e o interior da região; e

  • o planalto Meridiano, localizado no interior de São Paulo e Minas Gerais.

As principais serras da região Sudeste são a Serra do Mar e a Serra da Mantiqueira. O Pico da Bandeira, localizado na divisa entre os estados de Espírito Santo e Minas Gerais, é o ponto mais alto da região Sudeste, com cerca de 2.890 metros de altitude. Em razão do predomínio de formas de relevo planálticas, a maior parte da hidrografia da região Sudeste é formada por rios de planalto. A região é dividida hidrograficamente em quatro grandes bacias hidrográficas, sendo os rios principais da região Sudeste:

A Serra da Mantiqueira está localizada entre Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo e é um dos pontos de maior altitude da região Sudeste.
A Serra da Mantiqueira está localizada entre Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo e é um dos pontos de maior altitude da região Sudeste.

O clima predominante na região Sudeste é o clima tropical e suas variações. No litoral, há a ocorrência do clima tropical úmido, em razão da influência da umidade proveniente do oceano. Já nas áreas mais elevadas, como nas regiões serranas, ocorre o clima tropical de altitude, devido à influência das altas atitudes na temperatura e na pressão atmosférica. No extremo norte de Minas Gerais, há o clima tropical semiárido, influenciado pela proximidade com a região Nordeste do Brasil. Nas demais áreas da região Sudeste, como no interior de São Paulo e Minas Gerais, ocorre o clima tropical típico, marcado por duas estações bem definidas, uma quente e úmida e outra amena e seca.

Já em relação à vegetação, na região Sudeste, predomina-se, nas áreas litorâneas e serranas, a Mata Atlântica, um dos mais importantes biomas do Brasil. O Cerrado, que também possui grande biodiversidade, está localizado nas áreas planálticas do interior da região. No norte de Minas, há a ocorrência da vegetação da Caatinga. Há ainda manchas vegetacionais de mangue, no encontro do mar com o continente; de Mata de Araucárias, nas áreas mais frias e altas da região; e também da vegetação de campos limpos e serranos no interior de Minas Gerais e São Paulo.

Mapa do Sudeste

Fonte: IBGE.
Fonte: IBGE.

Demografia da região Sudeste

O Sudeste possui cerca de 89 milhões de habitantes, sendo a região mais populosa do Brasil. Além disso, o Sudeste possui cerca de 87 habitantes por quilômetro quadrado, por isso, também é a região mais povoada do país. A elevada concentração populacional na região é resultado da concentração das atividades econômicas do país no território sudestino, como a indústria e o comércio.

Os três estados mais populosos e as três regiões metropolitanas com maior contingente populacional estão localizadas na região Sudeste, sendo elas: São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. A tabela a seguir foi elaborada a partir de dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e apresenta a população (2020) e a densidade demográfica (2010) dos estados que formam o Sudeste.

ESTADOS

POPULAÇÃO ABSOLUTA

DENSIDADE DEMOGRÁFICA

Espírito Santo

4.064.052 habitantes

76,2 hab./km²

Minas Gerais

21.292.666 habitantes

33,4 hab./km²

Rio de Janeiro

17.366.189 habitantes

365,2 hab./km²

São Paulo

46.289.333 habitantes

166,2 hab./km²

Fonte: IBGE.

A população do Sudeste foi formada pela miscigenação dos povos tradicionais indígenas, assim como pelos povos africanos e pelos colonizadores europeus. A região recebeu um grande número de imigrantes, tanto de origem estrangeira, como os europeus para trabalhar nas lavouras de café, mas também de imigrantes internos, em especial da região Nordeste do Brasil, em busca de melhores condições de renda nas grandes cidades sudestinas.

A população do Sudeste é altamente urbanizada. As cidades da região que possuem mais de um milhão de habitantes são: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Guarulhos, Campinas e São Gonçalo.

Veja também: As 20 cidades mais populosas do mundo

Economia da região Sudeste

A economia da região Sudeste é a mais desenvolvida com relação às demais regiões brasileiras. No Sudeste, está localizado o principal centro industrial do Brasil, o estado de São Paulo, assim como as três maiores economias estaduais do Brasil, respectivamente, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. A economia da região é muito dinâmica e encontra-se bem dividida entre os três principais setores econômicos.

No caso do setor primário, a agricultura predominante na região é extremamente moderna e mecanizada. Os principais produtos cultivados são cana-de-açúcar, café e soja, além de frutas cítricas, como a laranja e o limão. Há também uma grande quantidade de gêneros agrícolas cultivados em pequena escala, em especial, nos cinturões verdes das grandes cidades.

Na pecuária, destaca-se a produção de carne bovina e suína. A região também é uma grande produtora de leite e ovos. No extrativismo, há uma elevada produção de minérios, como ferro, ouro, diamante, zinco e nióbio, principalmente no estado de Minas Gerais. No litoral sudestino, há grandes reservas de exploração de petróleo e gás natural.

O ferro é um dos principais bens primários produzidos no Sudeste, em especial, no estado de Minas Gerais.
O ferro é um dos principais bens primários produzidos no Sudeste, em especial, no estado de Minas Gerais.

No setor secundário, a região Sudeste apresenta a maior concentração de indústrias de grande e médio porte do Brasil, sendo a região mais industrializada do país e que possui empresas de vários setores econômicos. No Sudeste, estão presentes indústrias:

  • siderúrgicas,

  • metalúrgicas,

  • metalmecânicas,

  • automobilísticas,

  • petroquímicas,

  • farmacêuticas,

  • alimentícias e

  • calçadistas.

Nessa região, estão localizadas também as principais fábricas de bens de alta tecnologia, como os eletrônicos.

Já o setor terciário é muito dinâmico, uma vez que, na região Sudeste, há uma grande concentração de centros empresariais e comerciais, além de uma gama de serviços para a população, nas mais diversas especificidades. A realização de eventos e o turismo também geram importantes divisas para a região. As principais cidades do Sudeste, assim como o litoral e as reservas ecológicas do interior, são muito procuradas por turistas brasileiros e estrangeiros. A região oferece uma ampla rede de hotéis e de serviços de entretenimento.

Cultura da região Sudeste

A cultura da região Sudeste é resultado do processo de colonização do Brasil, mediado pela formação do povo brasileiro a partir de três grandes vertentes: o índio, o negro e o europeu. Desse modo, as manifestações culturais da região mesclam características desses povos.

As principais festas da região Sudeste são o Carnaval, já que em São Paulo e Rio de Janeiro ocorrem os maiores desfiles de escolas de samba do país; a Festa Junina, fruto da tradição religiosa e da influência dos nordestinos; e também várias festas de cunho religioso, em especial, no estado de Minas Gerais. Além dessas festas, são manifestações culturais típicas do Sudeste a Folia de Reis, a Congada e o Samba de Lenço.

Os desfiles de escolas de samba do Rio de Janeiro são considerados eventos culturais muito importantes da região Sudeste do Brasil. [1]
Os desfiles de escolas de samba do Rio de Janeiro são considerados eventos culturais muito importantes da região Sudeste do Brasil. [1]

Já com relação à música, a região é um importante centro da música popular brasileira, mas também de outros ritmos, como o samba, o pagode e o funk. A culinária envolve produtos típicos brasileiros, como derivados de leite, frutas, verduras e alimentos como mandioca e feijão. Na região, a culinária de Minas Gerais possui grande destaque, com pratos como pão de queijo e feijão-tropeiro. Já com relação às práticas esportivas, o futebol é o principal esporte praticado na região, o que faz com que no Sudeste estejam concentrados os melhores times de futebol do país. Além disso, outras equipes de esportes coletivos, como vôlei e basquete, possuem grande destaque na região.

Exercícios resolvidos

Questão 1 – (UNESP-2014) A escassez de recursos hídricos pode ser vista como resultado de um conjunto de fatores naturais e humanos que variam em cada região. No caso da região Sudeste, em especial da região metropolitana de São Paulo, entre os fatores humanos que contribuem diretamente para a restrição da disponibilidade de água estão:

A) a transposição de bacias hidrográficas e o grande consumo agrícola de recursos hídricos.

B) a intensa poluição de rios e lençóis freáticos e o grande consumo urbano e industrial de recursos hídricos.

C) o grande consumo urbano e agrícola de recursos hídricos e a inexistência de infraestruturas de captação, tratamento e distribuição de água.

D) a preservação de vastas extensões de floresta nativa e a transposição de bacias hidrográficas.

E) a inexistência de infraestruturas de captação, tratamento e distribuição de água e a intensa poluição de rios e lençóis freáticos.

Resolução

Alternativa B. A região Sudeste é a mais urbanizada e a mais industrializada do Brasil. Logo, apresenta um grande consumo de recursos hídricos nos mais diversos setores econômicos e, ainda, devido à precariedade do sistema hídrico e falta de interesse do poder público, possui infraestruturas deficientes de saneamento básico.

Questão 2 (UNICENTRO 2017) A região metropolitana de São Paulo reúne 39 municípios, totalizando cerca de 21 milhões de habitantes. O processo de ampliação dessa gigantesca aglomeração urbana desencadeou profundas transformações nas paisagens locais da região. Com relação à expansão das áreas metropolitanas da região Sudeste é correto afirmar que:

A) A predominância de pequenas e médias propriedades rurais, que abastecem a área metropolitana.

B) O fato de a região possuir grande potencial de baixo custo de mão de obra tem atraído grandes investidores.

C) A partir de 1950, essa região tornou-se fronteira econômica, pois a demanda por novas áreas para o desenvolvimento industrial levou o Governo a incentivar a ocupação desta região.

D) Uma das principais características do processo de urbanização desta região foi o acelerado crescimento das áreas metropolitanas, o que causou grandes transformações em suas paisagens.

E) Possui facilidade de acesso às demais regiões do país.

Resolução

Alternativa D. A região Sudeste sofreu um intenso processo de urbanização. Esse processo aconteceu de maneira acelerada e desorganizada, resultando em um conjunto de transformações nas paisagens naturais e humanas da região. São exemplos dessas mudanças a ocupação de áreas de encosta, o processo de favelização e a desigualdade de acesso aos serviços públicos.

Crédito da imagem

[1] Celso Pupo / Shutterstock

Publicado por Mateus Campos
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Instalações da indústria de alumínio (Albrás), localizada na cidade paraense de Barcarena.
Atividade industrial na região Norte
A configuração de um setor indispensável no desenvolvimento de uma região.
Brasil
Aprenda mais sobre o Brasil. Conheça mais sobre seus aspectos geográficos, como vegetação, relevo, clima. Relembre quais são os seus estados e regiões.
Capitais do Brasil
Quais são as capitais mais ricas do Brasil? E as mais populosas? Conheça as capitais dos estados e leia a história dos municípios que foram sede do governo federal.
Espírito Santo
Conheça os aspectos geográficos do Espírito Santo. Saiba mais sobre o processo de ocupação histórica e de desenvolvimento econômico desse pequeno estado sudestino.
O mapa político do Brasil representa as unidades federativas que compõem o território brasileiro.
Mapa do Brasil
Veja vários tipos de mapas do Brasil, com diferentes focos e informações. Aqui você conferirá o mapa político, o mapa com estados e capitais e muito mais!
Minas Gerais
Clique aqui e saiba mais sobre a história do estado de Minas Gerais. Conheça também seus principais aspectos naturais, econômicos e culturais.
Região Centro-Oeste
Conheça os aspectos físicos e humanos da região Centro-Oeste. Saiba mais sobre a geografia centro-oestina e faça exercícios sobre as características dessa região.
O Brasil é dividido em cinco regiões segundo suas particularidades.
Regiões do Brasil
Saiba quais são as cinco regiões do Brasil e suas principais características físicas, econômicas e sociais. Conheça também os estados pertencentes a cada região.
Rio de Janeiro
Conheças as principais características geográficas do estado do Rio de Janeiro. Veja aspectos da população, da economia e da cultura do território fluminense.
No Brasil, a maioria dos bairros pobres são desprovidos de saneamento básico
Saneamento no Brasil
O Saneamento no Brasil não consegue acompanhar o ritmo acelerado da expansão urbana.
São Paulo
Veja os principais aspectos da geografia e da história de São Paulo. Entenda de que maneira o estado concentra as principais atividades econômicas do país.
Bandeira de Vitória
Vitória
Conheça o processo histórico de fundação do município de Vitória e características geográficas dessa cidade, que é banhada pelo Oceano Atlântico.
video icon
Português
Liev Tolstói
Nesta videoaula, você conhecerá um pouco mais sobre a vida e a obra de Liev Tolstói, um dos escritores mais importantes da literatura russa. Confira nossa análise!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Sociologia
Democracia racial
Você sabe o que significa democracia racial? Clique e nós te ensinamos!
video icon
Tigres Asiáticos
Geografia
Tigres Asiáticos
Assista à nossa videoaula sobre os Tigres Asiáticos, e conheça as razões do desenvolvimento rápido desses territórios.