Whatsapp icon Whatsapp

Rosa dos ventos

A rosa dos ventos é um dos mais importantes símbolos utilizados na ciência geográfica e cartográfica. Ela permite a localização de qualquer ponto da superfície terrestre.
A rosa dos ventos é um importante símbolo utilizado para a orientação no espaço.
A rosa dos ventos é um importante símbolo utilizado para a orientação no espaço.

A rosa dos ventos é uma representação utilizada em documentos cartográficos e equipamentos espaciais diversos que apresenta as direções cardeais, colaterais e subcolaterais. Ela é utilizada com o objetivo de propiciar a localização no espaço geográfico.

O uso da rosa dos ventos é tradicional nas áreas da Geografia e da Cartografia. Ela é empregada, por exemplo, na bússola, um importante instrumento de localização espacial. Além disso, a nomenclatura da regionalização do Brasil foi inspirada nos pontos representados pela rosa dos ventos.

Leia também: O que significam os símbolos que compõem os mapas?

Resumo sobre rosa dos ventos

  • A rosa dos ventos é um dos símbolos mais utilizados em mapas, cartas e demais instrumentos cartográficos.

  • A versão tradicional da rosa dos ventos apresenta os pontos cardeais e colaterais. As rosas dos ventos mais detalhadas trazem ainda os pontos subcolaterais.

  • A rosa dos ventos é utilizada como instrumento de localização e deslocação no espaço geográfico.

  • Os pontos cardeais e colaterais foram utilizados, por exemplo, na regionalização e nomeação das grandes regiões brasileiras.

  • A rosa dos ventos é empregada ainda em vários documentos e instrumentos cartográficos, como a bússola.

O que é a rosa dos ventos?

A rosa dos ventos é uma representação utilizada para a orientação no espaço geográfico. Ela apresenta, de forma geral, os pontos cardeais e colaterais, ou seja, as principais direções utilizadas para o deslocamento espacial. Em algumas rosas dos ventos mais detalhadas, há ainda os pontos subcolaterais.

O desenho da rosa dos ventos permite ao indivíduo obter sua localização relativa em qualquer ponto da superfície terrestre, assim como realizar deslocamentos simples e complexos, com base nas direções apresentadas pela imagem desse instrumento de orientação. Ademais, além da localização no mundo real, a rosa dos ventos serve como um dos principais símbolos utilizados em documentos cartográficos, como cartas e mapas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Pontos cardeais

Os pontos cardeais são os principais e mais utilizados em uma rosa dos ventos. Há um total de quatro pontos cardeais, sendo eles:

Pontos cardeais

Símbolo

Norte

N

Sul

S

Leste

(L ou E)

Oeste

(O ou W)

Pontos colaterais

Os pontos colaterais estão dispostos entre os pontos cardeais. Portanto, eles também são compostos por quatro direções, sendo elas:

Pontos colateral

Símbolo

Sudeste

SE

Nordeste

NE

Sudoeste

SO

Noroeste

NO

Pontos subcolaterais

Os pontos subcolaterais são formados pela junção entre pontos cardeais e colaterais. Eles apresentam o maior grau de complexidade em uma rosa dos ventos. Os oito pontos subcolaterais são:

Pontos subcolateral

Símbolo

Sul-sudeste

SSE

Sul-sudoeste

SSW

Lés-nordeste

ENE

Lés-sudeste

ESE

Oés-sudeste

WSE

Oés-sudoeste

WSW

Nor-nordeste

NNE

Nor-noroeste

NNW

Para saber mais, leia: Pontos cardeais, colaterais e subcolaterais

Rosa dos ventos e o Brasil

A rosa dos ventos é um dos símbolos utilizados em muitas representações geográficas do território brasileiro, seja por meio de mapas menores ou, ainda, por meio da documentação de todo o país. A própria divisão geográfica do Brasil, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foi influenciada pela orientação espacial propiciada pela rosa dos ventos.

A partir da utilização desse instrumento nos mapas políticos brasileiros, percebe-se que há uma clara coesão entre os pontos cardeais e colaterais e a localização das regiões do país. O próprio nome das cinco regiões geográficas do Brasil (Norte, Nordeste, Sudeste, Sul e Centro-Oeste) possuem inspiração no nome dos pontos expostos na rosa dos ventos. Porém, deve-se ressaltar que os critérios orientação e localização não foram os únicos utilizados no processo de regionalização brasileiro.

Orientação com a rosa dos ventos e a bússola

Bússola
A bússola apresenta o desenho de uma rosa dos ventos na sua superfície.

A bússola é um instrumento de orientação difundido por povos antigos, como chineses e árabes, que possui como funcionalidade básica a localização no espaço geográfico. Logo, ela é bastante utilizada para deslocamentos espaciais, principalmente em tempos em que havia muitas limitações tecnológicas, como no período histórico das Grandes Navegações.

Na superfície das bússolas, há o desenho de uma rosa dos ventos. A partir da imagem desse símbolo, assim como a presença de uma seta imantada voltada para o norte geográfico, torna-se possível a localização de qualquer ponto da superfície terrestre por meio da bússola. Sendo assim, a rosa dos ventos funciona como um complemento, por meio da ilustração dos pontos cardeais e colaterais, para a correta leitura das orientações mostradas pelo instrumento.

Leia também: Conceitos básicos de Cartografia

Exercícios resolvidos sobre rosa dos ventos

Questão 1

(UECE 2012) Sabe-se que para localizar corretamente qualquer fato geográfico são necessários conhecimentos essenciais sobre pontos cardeais, colaterais, hemisféricos, rede de coordenadas, entre outros. Sobre esse aspecto, é correto afirmar que a cidade de Fortaleza localiza-se

A) no hemisfério boreal, próximo da linha equatorial.

B) no hemisfério norte, ao sul do trópico de Capricórnio.

C) no hemisfério sul, a leste da linha equatorial.

D) no hemisfério austral, a oeste do meridiano de Greenwich.

Resolução:

Alternativa D

A partir da correta leitura da rosa dos ventos e das linhas imaginárias do globo, infere-se que a cidade de Fortaleza está localizada ao sul da Linha do Equador, ou seja, no hemisfério austral. Além disso, ela está situada a oeste do Meridiano de Greenwich, no hemisfério ocidental.

Questão 2

(PUC-GO 2015)

O outro

Ele me olhou como se estivesse descobrindo o mundo. Me olhou e reolhou em fração de segundo. Só vi isso porque estava olhando-o na mesma sintonia. A singularização do olhar. Tentei disfarçar virando o pescoço para a direita e para a esquerda, como se estivesse fazendo um exercício, e numa dessas viradas olhei rapidamente para ele no volante. Ele me olhava e volveu rapidamente os olhos, fingindo tirar um cisco da camisa. Era um ser de meia idade, os cabelos com alguns fios grisalhos, postura de gente séria, camisa branca, um cidadão comum que jamais flertaria com outra pessoa no trânsito. E assim, enquanto o semáforo estava no vermelho para nós, ficou esse jogo de olhares que não queriam se fixar, mas observar o outro espécime que nada tinha de diferente e ao mesmo tempo tinha tudo de diferente. Ele era o outro e isso era tudo. É como se, na igualdade de milhares de humanos, de repente, o ser se redescobrisse num outro espécime. Quando o semáforo ficou verde, nós nos olhamos e acionamos os motores.

GONÇALVES, Aguinaldo. Das estampas. São Paulo: Nankin, 2013. p. 130.

O texto faz a referência a um olhar, “como se estivesse descobrindo o mundo”. O conhecimento que ora temos a respeito da existência, dos reais limites, da localização e da forma dos continentes é recente na história da humanidade. Esse conhecimento foi consubstanciado em grande parte pelas grandes navegações e pelos descobrimentos do século XV. Assim, se as noções de orientação e localização cartográfica foram fundamentais para o descobrimento de todo o planeta, esses descobrimentos determinaram ampla revisão e reformulação dessas noções. Sobre esse assunto, marque a alternativa correta:

A) A rosa dos ventos, constante nas bússolas, representa as direções predominantes dos ventos, indicadas pelos pontos cardeais, colaterais e subcolaterais.

B) As coordenadas geográficas indicam a localização de um ponto sobre a superfície terrestre, representadas em graus, horas e segundos.

C) Os paralelos cortam o globo terrestre verticalmente, definindo localizações a leste ou a oeste de um determinado ponto, enquanto os meridianos o cortam horizontalmente, definindo localizações ao norte ou ao sul de um determinado ponto.

D) Os pontos cardeais representados pela bússola são o nordeste, noroeste, sudoeste e sudeste.

Resolução:

Alternativa A

A rosa dos ventos é um símbolo cartográfico utilizado, dentre outros usos, nas bússolas. Ela apresenta os pontos cardeais, colaterais e subcolaterais.

Publicado por Larissa Mesquita

Artigos Relacionados

A cartografia é uma ciência repleta de conceitos técnicos e noções basilares que permitem o seu entendimento
Conceitos básicos de Cartografia
Conheça alguns conceitos básicos da Cartografia, como escala, legenda, hipsometria, coordenadas e outros.
O mapa político do Brasil representa as unidades federativas que compõem o território brasileiro.
Mapa do Brasil
Veja vários tipos de mapas do Brasil, com diferentes focos e informações. Aqui você conferirá o mapa político, o mapa com estados e capitais e muito mais!
Mapa físico que apresenta informações sobre o relevo brasileiro.
Mapas Temáticos
As representações cartográficas são elaboradas de acordo com um tema, tais como: político, físico, econômico e histórico.
Os símbolos dos mapas são fundamentais para a compreensão do espaço representado
Os símbolos dos mapas
Os símbolos dos mapas, os seus tipos e os critérios utilizados para adotar cada um deles.
Os pontos cardeais auxiliam na orientação cartográfica
Pontos cardeais, colaterais e subcolaterais
Conheça os pontos cardeais, colaterais e subcolaterais, além da importância deles para a nossa orientação no espaço geográfico.
As projeções cartográficas representam uma superfície esférica em uma superfície plana por meio de um mapa.
Projeções cartográficas
Saiba o que são projeções cartográficas. Descubra quais são os tipos de projeções e suas principais características e veja também os principais modelos de projeções.
video icon
História
Governo Rodrigues Alves (1902-1906)
Assista a nossa videoaula para conhecer a história do Governo Rodrigues Alves (1902-1906). Confira também no nosso canal outras informações sobre a República Oligárquica no Brasil.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Filosofia
Anaxágoras
Assista nossa videoaula para entender mais sobre o pensamento pluralista de Anaxágoras.
video icon
Videoaula Brasil Escola
Guia de Profissões
Publicidade e Propaganda
Que tal conhecer um pouco mais sobre as funções de um publicitário?
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Estrangeirismo
Nessa videoaula você entende sobre o estrangeirismo na música "Samba do Approach."