Whatsapp icon Whatsapp

Ares

Ares era o deus grego da guerra e da coragem, entendido como o sinônimo do vigor físico. Não era um deus popular e era mencionado em situações humilhantes nos mitos.
Ilustração de Ares sendo ferido por Diomedes.
Ares, deus da guerra, sendo ferido por um mortal chamado Diomedes durante a Guerra de Troia.

Ares era uma divindade cultuada pelos gregos antigos, considerado o deus da guerra e da coragem na religiosidade desse povo. Era também visto como símbolo de vigor físico e beleza. Apesar disso, ele não era apresentado de forma muito positiva na mitologia grega, pois nas narrativas era frequentemente humilhado.

Ele se relacionava com o aspecto sangrento da guerra, a violência e o derramamento de sangue. Era filho de Zeus e Hera e originário da Trácia, sendo, portanto, estrangeiro do ponto de vista dos gregos. Os historiadores afirmam que existem inscrições micênicas que já mencionavam o nome desse deus.

Saiba mais: Medusa — criatura horrenda da mitologia grega que tinha o poder de petrificar pessoas

Resumo sobre Ares

  • Ares era o deus da guerra e da coragem para os gregos antigos.

  • Não era um deus muito popular, sendo pouco cultuado e mencionado de maneira negativa nos mitos gregos.

  • Foi amante de Afrodite e teve vários filhos com ela.

  • Participou da Guerra de Troia e foi derrotado por Atena repetidas vezes.

  • Era bastante cultuado em Esparta, cidade com forte cultura militarista.

Quem era Ares?

Ares era um deus da religiosidade dos gregos na Antiguidade, considerado o deus da coragem e da guerra. Os gregos achavam esse deus muito corajoso, e sua relação com a guerra se dava no sentido da matança desenfreada, da violência e do derramamento de sangue. Ares também era conhecido por se irritar com facilidade.

Apesar de ser um deus presente no panteão grego, era visto pelos próprios gregos como um estrangeiro, pois havia nascido na Trácia, região habitada por povos guerreiros. Alguns relatos apontam que os trácios, de fato, veneravam Ares. Além disso, a figura desse deus estava presente na religiosidade da Grécia desde o Período Pré-homérico. Isso porque existem inscrições micênicas que mencionam esse deus.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Ares não era um deus muito popular entre os gregos, e suas aparições nos mitos não são frequentes. Quando Ares é mencionado, as referências a ele não são muito positivas, sendo que ele sempre é colocado como um deus menos poderoso, e as situações que Ares enfrenta são muitas vezes humilhantes.

Assim como aconteceu com vários deuses gregos, sua figura foi absorvida pela religiosidade romana. Pelos romanos, Ares era conhecido como Marte.

Ares na mitologia grega

Mencionamos há pouco que as aparições de Ares na mitologia grega não são frequentes e que quando ele é mencionado, é desqualificado e colocado em situações vexaminosas. Primeiramente, Ares era filho de Hera e de Zeus e não possuía uma relação muito boa com seu pai. Nos mitos gregos, Zeus demonstra desprezo pelo filho.

Apesar disso, Ares tinha boa aparência, grande vigor físico e era muito corajoso. Provavelmente por isso, teve um longo relacionamento extraconjugal com Afrodite, deusa da beleza e do amor. Essa deusa era casada com Hefesto, deus da metalurgia, conhecido por ter uma aparência horrenda. Nesse relacionamento, Afrodite e Ares tiveram vários filhos juntos.

Tal relacionamento não terminou bem, pois Hefesto foi avisado por Hélio que sua esposa o traía constantemente. Hefesto elaborou uma armadilha para prender Ares e Afrodite quando eles estivessem juntos na cama. Depois que ele prendeu o casal, Hefesto ainda convidou todos os deuses para presenciar a vergonha de Ares e Afrodite.

A vergonha de Ares foi tamanha que ele fugiu para a Trácia depois de liberto e foi expulso do Monte Olimpo por um tempo. Ele também foi humilhado na Guerra de Troia, um dos conflitos mais significativos da mitologia grega. Nesse conflito, Ares apoiou os troianos, muito provavelmente por influência de Afrodite.

O mito grego da Guerra de Troia ressalta que Ares era uma divindade mais fraca em relação a outros deuses, sendo constantemente derrotado por Atena. Uma passagem desse conflito diz que Ares foi ferido por um mortal, fazendo com que ele soltasse um grito. Depois dessa humilhação, Ares retirou-se da guerra e foi se esconder no Monte Olimpo.

Ainda houve o episódio em que Ares foi aprisionado por dois gigantes que atacavam o Monte Olimpo. Esses gigantes se chamavam Oto e Efialtes. Eles conseguiram aprisionar Ares em uma urna de bronze. Ares ficou mais de um ano lamentando seu destino e gritando para ser liberto. Posteriormente, conquistou sua liberdade com a ajuda de Hermes.

Veja também: Mitologia nórdica — crenças religiosas dos povos vikings

Culto a Ares

Ares não era o mais popular dos deuses gregos, portanto, o culto a ele era realizado em regiões específicas da Grécia Antiga. Um dos locais onde Ares era mais venerado era a cidade de Esparta, fortemente influenciada por uma cultura militarista.

Em Esparta havia um templo para Ares, e uma grande estátua desse deus ficava no interior do templo. A estátua ficava acorrentada, pois os espartanos acreditavam que era necessário mantê-la presa para garantir que o espírito da vitória e da guerra não abandonasse a cidade. Outras cidades, como Therapnes, Argos e Megalopólis, também cultuavam Ares.

Publicado por Daniel Neves Silva

Artigos Relacionados

Afrodite
Clique para conhecer mais sobre Afrodite, deusa grega do amor e da beleza. Conheça histórias dela na mitologia grega e como era o seu culto na Grécia.
Hera
Clique e saiba mais sobre Hera, importante deusa da mitologia grega. Veja as histórias que envolviam essa divindade nos mitos gregos.
Medusa
Clique aqui e saiba detalhes sobre Medusa, uma górgona presente na mitologia grega. Conheça o famoso mito a respeito de sua morte.
Zeus
Saiba mais sobre Zeus, o deus supremo na religiosidade dos gregos antigos. Entenda como ele se tornou uma divindade de tamanha importância para essa civilização.
video icon
Professora ao lado do texto"Verbos dicendi".
Português
Verbos dicendi
Dizer, falar, gritar, responder são verbos dicendi, ou seja, palavras que apresentam a maneira pela qual uma pessoa se expressa. Assista a esta videoaula para aprender um pouco mais sobre essa classificação!