Whatsapp icon Whatsapp

Ártemis

Ártemis foi uma deusa da religiosidade dos gregos antigos, considerada a deusa da caça e da vida selvagem. Havia para ela um grande templo em Éfeso.
Ilustração da deusa Ártemis segurando um arco e flecha e ao lado de um veado
Ártemis era a deusa grega da caça e tinha uma forte relação com a vida selvagem e com animais, como o veado.

Ártemis era uma das divindades que formavam o panteão da religiosidade dos gregos antigos e era considerada a deusa da caça, da vida selvagem e da castidade, além de outros atributos. Tinha uma forte relação com a caça, possuindo arco e flecha, uma roupa apropriada para a atividade e inúmeros cães de caça.

Não era uma deusa muito popular nos mitos gregos, mas, na religiosidade grega, era bastante adorada, e havia templos e santuários em sua homenagem por diferentes locais da Grécia. Era irmã gêmea de Apolo e apoiou os troianos na Guerra de Troia. Em Éfeso, havia um gigantesco templo para ela que foi reconhecido como uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo.

Leia mais: Deuses do Egito — as divindades que formavam o panteão egípcio

Resumo sobre Ártemis

  • Ártemis era a deusa da caça, da vida selvagem e da castidade para os gregos antigos.

  • Era filha de Zeus e Leto, e Apolo era seu irmão gêmeo.

  • Era a deusa patrona dos caçadores e tinha uma forte relação com as mulheres grávidas.

  • Era muito popular na religiosidade grega, embora não fosse uma protagonista nos mitos gregos.

  • Em Éfeso, foi construído um gigantesco templo em homenagem a ela, e ele foi reconhecido uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo.

Quem era Ártemis?

Ártemis era uma das divindades da religiosidade dos gregos na Antiguidade e tida como a deusa da caça, da vida selvagem, da castidade, entre outros. Os gregos consideravam-na a protetora das mulheres, das crianças e dos nascimentos. Além disso, era uma das divindades mais populares de toda a Grécia.

Os mitos gregos narravam que Ártemis era filha de Zeus com Leto, e o nascimento dela e de seu irmão gêmeo, Apolo, aconteceu de maneira atribulada. Isso porque o nascimento deles foi fruto de uma relação extraconjugal de Zeus, cuja esposa, Hera, não aceitava bem essas escapadas e procurava se vingar de quem se envolvia com ele.

Assim, Leto se tornou alvo da vingança de Hera, que não a permitiu dar à luz, fazendo com que ela sofresse com as dores do parto por um longo período. Ártemis teria nascido em Ortígia ou Delos, e algumas versões de seu nascimento falam que ela nasceu primeiro que Apolo, mas outras afirmam ambos nasceram no mesmo momento.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Ártemis na mitologia grega

Ártemis não ocupou um papel de protagonismo nos mitos gregos, e as menções a ela não eram frequentes. Ainda assim, alguns mitos contavam episódios que a envolviam, e um deles narrava os pedidos que ela fez a seu pai, Zeus, quando ele perguntou o que ela queria de presente.

A lista de pedidos feitos por Ártemis era extensa, e alguns deles foram:

  1. ser virgem para sempre;

  2. ter um arco e flecha igual ao de Apolo;

  3. ter várias ninfas para cuidar dela;

  4. ganhar uma cidade que Zeus escolhesse para ela etc.

Esses presentes fizeram dela a deusa da caça, e, além do arco e flecha, ela possuía vários cães de caça. Por isso, Ártemis era considerada a patrona dos caçadores e constantemente estava caçando. Ela gostava de viver na natureza, e por isso era considerada a deusa da vida selvagem, mantendo uma forte ligação com animais, como javalis e veados.

Ártemis permaneceu virgem por toda a sua vida, assim como pediu a seu pai, e isso fez com que ela fosse relacionada com a castidade. Apesar disso, ela era considerada a deusa protetora das grávidas, e as mulheres gregas pediam a ela proteção durante o parto. Ela também tinha uma forte ligação com mulheres jovens que estivessem perto de se casar.

Sua relação com a castidade era mencionada em mitos gregos, e dois casos simbólicos foram os de Órion e Actéon. O primeiro era um caçador que tentou estuprá-la e acabou sendo morto por isso. O segundo também era um caçador, e ficou conhecido por ter avistado Ártemis nua durante o banho. Como punição, foi transformado em um veado. Nessa forma, Actéon acabou sendo morto pelos seus próprios colegas de caça.

Ártemis também participou da Guerra de Troia, conforme o relato de Homero, na Ilíada. Ela foi uma dos vários deuses que participaram do conflito e atuou em defesa dos troianos. Seu apoio a Troia se deu porque Apolo era patrono dos troianos. Esse conflito se encerrou com a derrota de Troia.

Leia mais: Importância da obra de Homero para a educação grega

Ártemis na religiosidade grega

Ártemis não teve papéis relevantes na mitologia grega, mas, na religiosidade, era considerada uma das deusas mais importantes de toda a Grécia, sendo bastante venerada. O culto a Ártemis também se espalhou pela cultura romana, e nesta ela era conhecida como Diana. Os historiadores afirmam ainda que o culto a Ártemis sofreu forte influência da religiosidade oriental.

Seu culto se espalhou por diversas regiões gregas, como Esparta, Perge, Sardis e Lídia. Em muitos desses locais, existiam templos e santuários em homenagem à deusa, e era muito comum também que oferendas fossem realizadas a ela sempre que um parto fosse bem-sucedido.

Ártemis ainda ficou conhecida por ter um dos templos mais populares da Antiguidade: o Templo de Ártemis, em Éfeso. Essa cidade recepcionava um importante culto a Ártemis e tinha um grande templo o qual era quase duas vezes maior que o Partenon, o templo dedicado a Atena, em Atenas.

O templo de Ártemis em Éfeso foi construído no século VI a.C. e foi destruído em 267 d.C., durante a invasão dos godos, sendo reconstruído pouco tempo depois. Sua destruição final aconteceu em 401, quando cristãos o destruíram e usaram as pedras dele para novas construções. Dele sobrou apenas a fundação.

As grandes dimensões desse lugar fizeram com que ele fosse reconhecido como uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo. O culto a Ártemis em Éfeso tinha uma forte relação com a fertilidade, muito provavelmente por conta da influência oriental de deusas como Ísis.

Publicado por Daniel Neves Silva

Artigos Relacionados

Afrodite foi a deusa grega do amor, da beleza, do desejo e da fertilidade.
Afrodite
Clique para conhecer mais sobre Afrodite, deusa grega do amor e da beleza. Conheça histórias dela na mitologia grega e como era o seu culto na Grécia.
Apolo
Acesse o link e saiba mais detalhes sobre Apolo, um dos principais deuses da mitologia grega. Conheça os amores frustrados desse deus.
Sólon (Atenas) e Licurgo (Esparta): diferentes ideias políticas no Mundo Grego
Esparta e Atenas
Conheça aqui as principais características e diferenças entre Esparta e Atenas.
Hera era uma deusa respeitada entre os gregos, e existiam estátuas, santuários e templos em sua homenagem espalhados pela Grécia.
Hera
Clique e saiba mais sobre Hera, importante deusa da mitologia grega. Veja as histórias que envolviam essa divindade nos mitos gregos.
Zeus era o deus supremo do panteão grego e residia no Monte Olimpo.
Zeus
Saiba mais sobre Zeus, o deus supremo na religiosidade dos gregos antigos. Entenda como ele se tornou uma divindade de tamanha importância para essa civilização.
video icon
Filosofia
Jean Bodin
Filósofo, teórico político e jurista, Jean Bodin era um defensor da monarquia absolutista e fundou uma teoria política que sintetiza a sua posição: a teoria do direito divino dos reis. Assista a nossa aula para conhecer o pensamento de Jean Bodin!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas