Whatsapp icon Whatsapp

Igreja Medieval

A Igreja Medieval, ou a Igreja Católica na Idade Média, exerceu influência política, econômica, cultural e religiosa como uma das autoridades centrais de sua época.
Vitrais de Saint-Chapelle, capela gótica construída pela Igreja Medieval.
A Igreja Medieval deixou um legado de construções góticas. Na imagem, vitrais de Saint-Chapelle, capela francesa.[1]

Igreja Medieval é como é conhecida a Igreja Católica durante a Idade Média.  Essa instituição exerceu um papel central na Europa em vários aspectos: além de ser a principal instituição religiosa, também desempenhou um papel significativo na política, na cultura e na educação. Atuou como uma autoridade moral que moldou a ética e os valores da sociedade medieval, mediou conflitos e, muitas vezes, mediou disputas entre governantes seculares.

Além disso, a Igreja desempenhou um papel vital na preservação do conhecimento clássico, estabelecendo mosteiros e escolas que copiavam manuscritos antigos e promoviam a educação. A arquitetura gótica, financiada pela Igreja, deixou um legado com suas catedrais impressionantes e vitrais coloridos. No entanto, a atuação da Igreja também gerou divisões religiosas e conflitos, como com a criação da Inquisição para combater heresias.

Leia também: O que foi o Tribunal da Santa Inquisição?

Resumo sobre a Igreja Medieva

  • A Igreja Medieval foi a Igreja Católica Apostólica Romana durante o período da Idade Média, séculos V a XV.
  • A Igreja Católica exerceu influência política, cultural e religiosa dominante na Europa medieval.
  • A Igreja Católica Medieval teve por características sua profunda influência na política, cultura, educação, ciência, arquitetura e saberes da época.
  • A Igreja Medieval influenciou diretamente a política e organização de diversas nações europeias, como o Sacro Império Romano Germânico e a França.
  • A arquitetura gótica destacou-se por arcos ogivais, abóbadas de cruzaria, vitrais coloridos, alturas impressionantes e detalhes ornamentais intrincados.
  • A Igreja Católica Medieval desempenhou vários papéis fundamentais na sociedade europeia, de modo a organizá-la e direcionar a forma como seus costumes, história política e organização nacional funcionaram.
  • A Igreja Católica era a instituição religiosa dominante na Europa medieval. Ela desempenhou um papel central na espiritualidade das pessoas, proporcionando orientação moral, rituais religiosos e a promessa da salvação.
  • Heresia é a rejeição ou negação de uma ou mais verdades fundamentais da fé. As heresias são consideradas desvios doutrinários sérios e, de acordo com a doutrina católica, podem colocar em perigo a salvação da alma daqueles que as mantêm, pois negam ensinamentos essenciais da Igreja.
  • A Igreja estabeleceu a Inquisição para combater as heresias, vistas como uma ameaça à unidade da fé cristã. Isso resultou em perseguições e julgamentos de diversas pessoas.
  • Como consequências da atividade da Igreja Medieval, pode-se apontar a preservação da cultura e literatura clássica, a arquitetura e o modelo de ensino.

O que foi a Igreja Medieval?

A Igreja Medieval foi a Igreja Católica Apostólica Romana durante o período da Idade Média, séculos V a XV. Seu papel e importância foram fundamentais para a configuração da sociedade, cultura e mentalidades europeia medieval.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Contexto histórico da Igreja Medieval

A Igreja Católica desempenhou um papel fundamental na Idade Média, exercendo influência política, cultural e espiritual significativa sobre a Europa. As nações bárbaras que se unificaram após a queda do Império Romano, em seu desejo de integração à civilização romana, adotaram a religião católica e seus costumes. Assim, a Igreja Católica foi a grande organizadora da vida medieval, sendo o papa, seu governante, uma autoridade política e moral de toda a Europa.

Veja também: Império Bizantino e a importância da construção da “Nova Roma”

Quais são as características da Igreja Medieval?

A Igreja Católica Medieval teve por características sua profunda influência na política, cultura, educação, ciência, arquitetura e saberes da época. Como detentora dos costumes romanos e da tradição cristã, foi um elo entre as diferentes nações europeias após a queda de Roma. Por isso, o poder e influência que exercia extrapolava os limites religiosos.

Afresco do papa Inocêncio III, o homem mais poderoso da Europa no século XIII, representante da Igreja Medieval.
Afresco do papa Inocêncio III, o homem mais poderoso da Europa no século XIII, representante da Igreja Medieval.

Além disso, a Igreja Medieval foi a principal instituição educacional na Idade Média, mantendo escolas e mosteiros onde o conhecimento clássico era preservado e estudado. Isso contribuiu para o florescimento da filosofia e teologia escolásticas.

A relação entre a Igreja Medieval e as nações europeias

Por ser a mais importante instituição da civilização europeia durante a Idade Média, a Igreja Medieval influenciou diretamente a política e organização de diversas nações europeias, como, por exemplo:

  • O Sacro Império Romano-Germânico: A relação entre a Igreja e o Sacro Império Romano-Germânico, uma confederação de territórios europeus, foi complexa. O Imperador frequentemente buscava controlar a Igreja, enquanto a Igreja buscava manter sua independência. Isso resultou em conflitos conhecidos como as "Querelas das Investiduras".
  • A França e o sistema feudal: a Igreja desempenhou um papel crucial na manutenção e organização do sistema feudal, através de concessões de terras aos nobres em troca de apoio espiritual e militar. Inclusive, a unificação territorial da França na Alta Idade Média só foi possível graças a alianças entre os reis francos e os papas. Posteriormente, durante o período do feudalismo (séculos IX a XI), a Igreja Medieval exerceu o papel de organizadora da sociedade e a função religiosa.
  • As Cruzadas: a Igreja Medieval desempenhou um papel fundamental na promoção e organização das Cruzadas, uma série de expedições militares para retomar a Terra Santa dos muçulmanos. Isso fortaleceu a influência da Igreja na política internacional e teve um impacto duradouro nas relações entre o Ocidente cristão e o Oriente muçulmano.

Qual era o papel da Igreja Medieval?

A Igreja Católica medieval desempenhou vários papéis fundamentais na sociedade europeia, de modo a organizá-la e direcionar a forma como seus costumes, história política e organização nacional funcionaram. Dentre os principais papeis da Igreja Medieval, destacam-se:

  • Educação e preservação do conhecimento: a Igreja manteve mosteiros e escolas onde o conhecimento clássico, incluindo literatura, filosofia e teologia, era preservado e estudado. A educação era fortemente ligada à Igreja, e muitos clérigos eram educadores.
  • Autoridade moral e espiritual: o clero possuía autoridade moral e servia como mediador entre Deus e as pessoas.
  • Unidade cultural e linguística: a Igreja promoveu o uso do latim como língua litúrgica universal, o que contribuiu para a unidade cultural e linguística na Europa medieval.
  • Promoção das Cruzadas: a Igreja desempenhou um papel fundamental na promoção e organização das Cruzadas, chamando os cristãos a lutar pela recuperação da Terra Santa dos muçulmanos.
  • Construção de grandes catedrais: a Igreja patrocinou a construção de catedrais góticas impressionantes, como a Catedral de Chartres e a Catedral de Notre-Dame, que eram símbolos de grandeza espiritual e arquitetônica.

→ Arquitetura das igrejas medievais

Catedral gótica Notre-Dame de Chartres, na França, construção da Igreja Medieval.
Catedral gótica Notre-Dame de Chartres, na França.[2]

A Igreja Medieval desempenhou um papel importante na arquitetura, desenvolvendo e patrocinando o estilo gótico, presente em construções como a Catedral de Chartres e a Catedral de Notre-Dame, em Paris.

A arquitetura gótica foi um estilo arquitetônico que floresceu principalmente na Europa durante a Idade Média, aproximadamente entre os séculos XII e XV. Ela é conhecida por suas características distintas que diferem significativamente do estilo românico anterior, sobretudo pela presença de:

  • Arcos ogivais: característica fundamental da arquitetura gótica, têm a forma de uma ogiva, ou seja, uma curva pontiaguda e alongada. Esses arcos substituíram os arcos semicirculares românicos e proporcionaram maior altura e leveza às estruturas.
  • Abóbadas de cruzaria: abóbadas que se cruzam formando um padrão de arcos ogivais. Elas distribuem o peso da estrutura de maneira eficaz, permitindo a construção de paredes mais finas e altas.
Interior da catedral de Amiens, na França, estilo que recebeu influência da Igreja Medieval.
Arcos e abóbodas da catedral de Amiens, na França.[3]
  • Vitrais: a arquitetura gótica é famosa por seus vitrais. As janelas eram frequentemente preenchidas com vitrais coloridos que retratavam cenas religiosas e histórias da Bíblia. Eles permitiam a entrada de luz e criavam uma atmosfera diferente, entendida como divina, no interior das igrejas.
  • Altura e verticalidade: as igrejas góticas eram notavelmente altas, com torres e agulhas que se estendiam para o céu. Isso simbolizava a aspiração espiritual em direção a Deus.
  • Rosáceas: as rosáceas eram janelas circulares altamente decoradas que frequentemente se destacavam nas fachadas das igrejas góticas. Elas eram conhecidas por seus padrões intricados e vitrais coloridos.
  • Uso de gárgulas e quimeras: gárgulas eram esculturas grotescas que muitas vezes adornavam os beirais das igrejas góticas, servindo tanto como elementos decorativos quanto como condutores de água. Quimeras eram esculturas mitológicas e fantasiosas que também decoravam as fachadas.

Qual era o poder da Igreja Medieval?

A Igreja Católica era a instituição religiosa dominante na Europa medieval. Ela desempenhou um papel central na espiritualidade das pessoas, proporcionando orientação moral, rituais religiosos e a promessa da salvação. O poder da Igreja Católica Medieval esteve presente, sobretudo, no:

  • Controle das terras e bens: a Igreja detinha vastas propriedades de terra e riqueza, graças a doações de fiéis. Isso a tornou uma das instituições mais ricas e poderosas da época.
  • Mediação de conflitos: a Igreja frequentemente atuava como mediadora em conflitos políticos e sociais. Os clérigos eram chamados para resolver disputas entre nobres, reis e outros poderosos.
  • Influência política: a relação entre a Igreja e governantes seculares, como imperadores e reis, frequentemente envolvia conflitos e alianças. O papa era uma figura política influente, e a Igreja desempenhava um papel na coroação de reis e na legitimação do poder real.

Heresias e a Inquisição na Igreja Medieval

Para a doutrina católica, heresia é a rejeição ou negação de uma ou mais verdades fundamentais da fé. As heresias são consideradas desvios doutrinários sérios e, de acordo com a doutrina católica, podem colocar em perigo a salvação da alma daqueles que as mantêm, pois negam ensinamentos essenciais da Igreja.

Os Templários foram condenados à morte pela Igreja Medieval, acusados de cometerem heresias.
Os Templários foram condenados à morte pela Igreja Medieval, acusados de cometerem heresias.

A Igreja Católica, historicamente, tratou as heresias como uma ameaça à unidade da fé cristã e à autoridade da Igreja. Isso levou à criação da Inquisição, uma instituição da Igreja que investigava e perseguia aqueles considerados hereges, muitas vezes resultando em punições severas, incluindo a excomunhão e a prisão.

Durante a Idade Média, a Igreja estabeleceu a Inquisição para combater as heresias, vistas como uma ameaça à unidade da fé cristã. Isso resultou em perseguições e julgamentos de diversas pessoas.

Dentre os mais importantes eventos da Inquisição medieval, se destacam:

  • A Inquisição Espanhola: estabelecida em 1478 pelos reis católicos Fernando II de Aragão e Isabel I de Castela, com o objetivo de purificar a fé católica na Espanha. A Inquisição Espanhola perseguiu principalmente judeus e muçulmanos convertidos ao cristianismo, que eram suspeitos de manterem suas antigas crenças em segredo. Também perseguiu outros hereges, incluindo protestantes e pessoas que questionavam a ortodoxia católica. A Inquisição Espanhola ficou conhecida por seus métodos de interrogatório e punições, incluindo a tortura e a execução na fogueira.
  • Julgamento dos Templários: os Templários eram uma ordem militar e religiosa que alcançou grande poder e riqueza durante a Idade Média. No início do século XIV, o rei francês Filipe IV, o Belo, em conluio com o papa Clemente V, acusou os Templários de heresia, blasfêmia e práticas secretas anticristãs. Em 1307, muitos Templários foram presos na França e submetidos a interrogatórios sob tortura, resultando em confissões forçadas. Em 1312, o papa dissolveu a Ordem dos Templários, e muitos de seus membros foram condenados à morte na fogueira. O julgamento dos Templários é um exemplo de como a Inquisição era usada para fins políticos e econômicos.

→ Videoaula sobre a Inquisição

Consequências da atuação da Igreja Medieval

A atuação da Igreja Católica Medieval teve várias consequências significativas para a sociedade e a cultura da época, das quais pode-se destacar:

  • Influência política e social: a Igreja Católica exerceu uma influência política e social substancial durante a Idade Média. Ela desempenhou um papel crucial na mediação de conflitos, na coroação de reis e imperadores, na promoção de alianças políticas e na manutenção da ordem social. A autoridade moral da Igreja também desempenhou um papel importante na vida cotidiana das pessoas, moldando sua ética, comportamento e valores.
  • Preservação do conhecimento e educação: a Igreja Católica desempenhou um papel vital na preservação do conhecimento clássico da Antiguidade greco-romana. Mosteiros e escolas católicas eram centros de educação e aprendizado, onde manuscritos antigos eram copiados e estudados. Isso ajudou a preservar a cultura e o conhecimento da Europa Ocidental em um período de instabilidade.
  • Arte e arquitetura gótica: A Igreja Católica foi uma grande patrona das artes durante a Idade Média, financiando a construção de catedrais góticas impressionantes e a criação de obras de arte religiosa. A arquitetura gótica, em particular, deixou um legado duradouro, com suas catedrais majestosas, vitrais coloridos e esculturas ornamentadas.
  • Divisões e conflitos religiosos: A atuação da Igreja Católica também levou a divisões e conflitos religiosos significativos, que levaram à criação da Inquisição. Além disso, as tensões entre o papa e líderes seculares, como os imperadores do Sacro Império Romano-Germânico, frequentemente resultaram em conflitos políticos, como a Querela das Investiduras.

Saiba mais: Renascimento — movimento que transformou a Europa entre os séculos XIII e XVI

Exercícios resolvidos sobre a Igreja Medieval     

1. Durante a Idade Média, a Igreja Católica desempenhou um papel significativo na Europa. Qual das seguintes afirmações sobre a atuação da Igreja Católica na Idade Média é verdadeira?

a) A Igreja Católica nunca se envolveu em assuntos políticos durante a Idade Média.

b) A Igreja Católica não teve nenhum papel na preservação do conhecimento clássico.

c) A Inquisição foi um instrumento da Igreja Católica usado para promover a diversidade religiosa.

d) A arquitetura gótica, financiada pela Igreja Católica, não deixou nenhum legado duradouro.

e) A Igreja Católica foi um importante centro educacional que preservou o conhecimento clássico.

Resposta: e)

Durante a Idade Média, a Igreja Católica desempenhou um papel crucial na preservação do conhecimento clássico greco-romano. Mosteiros e escolas católicas eram centros de educação onde manuscritos antigos eram copiados e estudados, contribuindo para a preservação da cultura e do conhecimento em um período de instabilidade.

2. A atuação da Igreja Católica na Idade Média teve várias consequências. Qual das seguintes afirmações sobre essas consequências é correta?

a) A Igreja Católica nunca exerceu influência política durante a Idade Média.

 b) A arte gótica teve pouca relevância na Idade Média.

c) A Inquisição foi uma instituição religiosa que promoveu a diversidade de crenças.

d) A atuação da Igreja Católica não teve impacto na preservação do conhecimento.

e) A Igreja Católica foi uma grande patrona das artes, financiando a construção de catedrais góticas.

Resposta: e)

A Igreja Católica na Idade Média desempenhou um papel importante na promoção das artes, financiando a construção de catedrais góticas e apoiando artistas e arquitetos. A arquitetura gótica é um exemplo notável desse patrocínio, com suas catedrais majestosas, vitrais coloridos e esculturas ornamentadas.

Créditos das imagens

[1] Wikimedia Commons

[2] Wikimedia Commons

[3] Wikimedia Commons

Fontes

LE GOFF, Jacques. A civilização do Ocidente Medieval. São Paulo: Vozes, 2018.

SILVA, Marcelo Candido. História Medieval. São Paulo: Contexto, 2019.

Publicado por Tiago Soares Campos
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

A Sociedade Feudal
A organização social da Europa durante a Idade Média.
Castelo medieval, símbolo do feudalismo
Veja como os castelos medievais garantiram a segurança dos senhores feudais, suas famílias, nobres e servos contra ataques inimigos externos.
Clero
A ordem que ocupava o topo da hierarquia social na Idade Média.
Cristãos-novos
Saiba quem foram os cristãos-novos, por que recebiam esse nome e que tipo de perseguição sofreram em terreno português durante a Idade Moderna.
Heresias Medievais
Idade Média, Heresias Medievais, Igreja Católica, nicolaísmo, crise dos valores religiosos, heresias, valdenses, Pedro Valdo, França, Flandres, Península Itálica, Albi, albigenses, Tribunal da Santa Inquisição.
Império Bizantino
Saiba o que foi o Império Bizantino, que durou do século IV ao século XV, e entenda a sua importância para o período da Idade Média e início da Idade Moderna.
Império Carolíngio
A fase áurea da dominação dos francos na Europa Medieval.
Inquisição
Clique aqui e entenda o que foi a Inquisição. Conheça suas características e seus objetivos. Descubra quais foram suas consequências.
Inquisição no Brasil
Clique aqui e entenda o que foi o tribunal da inquisição no Brasil.
O saber nas universidades medievais
Saiba mais sobre o surgimento das universidades e seu papel na perda da hegemonia sobre o conhecimento pela Igreja católica.
Peste negra
Fique sabendo dos principais aspectos da Peste Negra, pandemia que assolou a Europa no século XIV.
Primeira Cruzada
Entenda como foi a Primeira Cruzada, convocada pelo papa Urbano II e que resultou na conquista de Jerusalém em 1099.
Regra de São Bento
Saiba como foi elaborada a Regra de São Bento e que importância ela teve no processo civilizatório da Idade Média após a queda do Império Romano.
video icon
Professora ao lado do texto"Verbos dicendi".
Português
Verbos dicendi
Dizer, falar, gritar, responder são verbos dicendi, ou seja, palavras que apresentam a maneira pela qual uma pessoa se expressa. Assista a esta videoaula para aprender um pouco mais sobre essa classificação!