Whatsapp icon Whatsapp

Gonçalves de Magalhães

Gonçalves de Magalhães foi um autor do século XIX. Ele foi o introdutor do romantismo no Brasil. Sua obra mais famosa é o livro de poesias “Suspiros poéticos e saudades”.
Gonçalves de Magalhães
Gonçalves de Magalhães

Gonçalves de Magalhães (Domingos José Gonçalves de Magalhães ou visconde de Araguaia) nasceu em 13 de agosto de 1811, no Rio de Janeiro. Mais tarde, formou-se em Medicina, morou na Europa, foi professor, secretário de governo, deputado e teve uma bem-sucedida carreira diplomática.

O autor, que faleceu em 10 de julho de 1882, na Itália, foi o introdutor do romantismo no Brasil com seu livro de poesias Suspiros poéticos e saudades, em 1836. Portanto, ele fez parte da primeira geração romântica, cujas obras apresentam características como indianismo, nacionalismo e idealização da realidade.

Leia mais: Segunda geração do romantismo no Brasil

Resumo sobre Gonçalves de Magalhães

  • O escritor Gonçalves de Magalhães nasceu em 1811 e faleceu em 1882.

  • Além de escritor, foi médico, deputado e diplomata.

  • Ele fez parte da primeira geração do romantismo brasileiro.

  • Suas obras apresentam elementos indianistas e nacionalistas.

  • Seu livro Suspiros poéticos e saudades inaugurou o romantismo no Brasil.

Biografia de Gonçalves de Magalhães

Gonçalves de Magalhães (Domingos José Gonçalves de Magalhães ou visconde de Araguaia) nasceu em 13 de agosto de 1811, no Rio de Janeiro. Pouco se sabe sobre a vida do autor antes de seu ingresso no curso de Medicina, em 1828, com formatura ocorrida quatro anos depois. Nesse ano de 1832, publicou seu primeiro livro: Poesias.

Em 1833, mudou-se para a Europa. Três anos depois, em 1836, era um dos redatores da revista Nitheroy, onde publicou o manifesto romântico intitulado “Discurso sobre a história da literatura do Brasil”, no qual defendeu que:

A literatura de um povo é o desenvolvimento do que ele tem de mais sublime nas ideias, de mais filosófico no pensamento, de mais heroico na moral e de mais belo na natureza; é o quadro animado de suas virtudes e de suas paixões, o despertador de sua glória e o reflexo progressivo de sua inteligência.

Nesse ano, o visconde de Araguaia também publicou sua obra mais conhecida: Suspiros poéticos e saudades. Em 1837, voltou para o Brasil. No ano seguinte, tornou-se membro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) e passou a trabalhar como professor de filosofia no Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro. No entanto, abandonou o emprego para ser secretário de governo no Maranhão até 1841.

Ocupou o mesmo cargo no Rio Grande Sul entre os anos de 1842 e 1846, quando tomou posse como deputado federal. Já em 1847, iniciou a carreira diplomática. Assim, atuou no Paraguai, Argentina, Rússia, Espanha e Áustria, além dos Estados Unidos, em 1867, e de Roma, onde faleceu em 10 de julho de 1882.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Obras de Gonçalves de Magalhães

  • Poesia

  • Poesias (1832)

  • Suspiros poéticos e saudades (1836)

  • A Confederação dos Tamoios (1856)

  • Os mistérios (1857)

  • Urânia (1862)

  • Cânticos fúnebres (1864)

  • Poesias avulsas (1864)

  • Teatro

  • Antônio José ou O poeta e a Inquisição (1838)

  • Olgiato (1841)

  • Textos filosóficos

  • Os fatos do espírito humano (1858)

  • Os indígenas do Brasil perante a história (1860)

  • A alma e o cérebro (1876)

  • Comentários e pensamentos (1880)

Suspiros poéticos e saudades

O livro de poesias Suspiros poéticos e saudades inaugurou o romantismo no Brasil, em 1836. Repleto de sentimentalismo, exclamações e uma visão teocêntrica da realidade, a obra é dividida em duas partes, como bem indica o título: “Suspiros poéticos” e “saudades”.

Contudo, o que a colocou na primeira fase da poesia romântica brasileira é, principalmente, o teor nacionalista de alguns poemas (a maioria deles escrita no exterior), como o “Adeus à Europa”, composto em redondilha maior, o qual encerra o livro:

Adeus, oh terras da Europa!
Adeus, França, adeus, Paris!
Volto a ver terras da Pátria,
Vou morrer no meu país.

Qual ave errante, sem ninho,
Oculto peregrinando,
Visitei vossas cidades,
Sempre na Pátria pensando.

De saudade consumido,
Dos velhos pais tão distante,
Gotas de fel azedavam
O meu mais suave instante.

As cordas de minha lira
Longo tempo suspiraram,
Mas alfim frouxas, cansadas
De suspirar, se quebraram.

Oh lira do meu exílio,
Da Europa as plagas deixemos;
Eu te darei novas cordas,
Novos hinos cantaremos.

Adeus, oh terras da Europa!
Adeus, França, adeus, Paris!
Volto a ver terras da Pátria,
Vou morrer no meu país.

Leia mais: Castro Alves — poeta romântico brasileiro, mais conhecido por seu poema O navio negreiro

Características das obras de Gonçalves de Magalhães

“A primeira missa no Brasil”, obra romântica de Victor Meirelles
“A primeira missa no Brasil”, obra romântica de Victor Meirelles (1832-1903), coloca em evidência o índio, a natureza e a fé.

Gonçalves de Magalhães foi um autor da primeira geração do romantismo brasileiro, cujas obras apresentam as seguintes características:

  • indianismo: indígena é o herói nacional;

  • nacionalismo: de caráter ufanista;

  • bucolismo: idealização da natureza;

  • teocentrismo: perspectiva religiosa;

  • amor idealizado: espiritual;

  • mulher idealizada: sem imperfeições;

  • cor local: características culturais e geográficas;

  • rigor formal: metrificação e rimas.

  • Videoaula sobre primeira fase do romantismo no Brasil (poesia)

Publicado por Warley Souza

Artigos Relacionados

Casimiro de Abreu
Conheça o poeta Casimiro de Abreu: sua vida, sua obra, e características que marcam sua literatura. Leia alguns de seus principais poemas.
Castro Alves
Saiba quem foi Castro Alves e entenda o contexto histórico em que esse poeta viveu. Conheça também a sua obra-prima, “O navio negreiro”, além de outros poemas.
Fagundes Varela
Fagundes Varela
Conheça o escritor romântico Fagundes Varela. Saiba quais são as características de suas obras e veja uma análise de seu poema “Cântico do calvário”.
Gonçalves Dias
Saiba quem foi Gonçalves Dias e de quais livros ele é autor. Entenda as características de suas obras e como elas influenciaram o romantismo brasileiro.
Sousândrade foi um escritor brasileiro da terceira geração romântica e autor de Guesa errante, publicado em 1888
Sousândrade
Conheça a biografia de Sousândrade, um escritor brasileiro da terceira geração romântica e autor de Guesa errante (1888).
Álvares de Azevedo
Saiba quem foi Álvares de Azevedo e conheça as características de suas obras. Leia poemas e frases desse poeta a fim de compreender melhor sua literatura.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas