Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Matemática
  3. Geometria
  4. Área do polígono regular

Área do polígono regular

A área de um polígono regular é obtida por meio de uma fórmula que relaciona essa medida ao apótema e ao lado dessa figura geométrica.

Polígonos regulares são aqueles que possuem lados e ângulos internos congruentes. Para calcular a área desse tipo de polígono, é possível usar uma fórmula que relaciona a medida de seu apótema e lado com a medida da área. A demonstração dessa fórmula é uma alternativa para esse cálculo, uma vez que se pode obter também a área de um polígono regular qualquer por meio dela.

A seguir, demonstraremos a fórmula para calcular a área do polígono regular e apresentaremos um exemplo resolvido desse cálculo.

Área do polígono regular

A área de um polígono regular pode ser obtida pela seguinte fórmula:

A = P·a
      2

Na qual, A é a área do polígono, P é o perímetro e a é o apótema desse polígono. Se essa fórmula for reorganizada, podemos dizer que a área do polígono regular é igual à metade do perímetro – também chamada semiperímetro – multiplicada pelo apótema. Assim, essa fórmula pode ser interpretada da seguinte maneira:

A área do polígono regular é igual ao produto do semiperímetro

desse polígono pela medida de seu apótema.

Demonstração da fórmula

Dado um polígono regular de lado l e que possui n lados, encontre seu centro P e construa os segmentos que ligam cada um de seus vértices a esse ponto. Para tanto, basta construir as mediatrizes de dois lados quaisquer. Essas retas encontrar-se-ão no centro do polígono.

A imagem a seguir representa uma parte de um polígono que possui n lados e que cada um desses lados tem medida representada pela letra l.

Nesse polígono, foram formados n triângulos e todos eles são isósceles e congruentes. Para ter certeza disso, basta construir a circunferência que circunscreve esse polígono e notar que todos os segmentos construídos são raios dela e, por isso, possuem a mesma medida. Além disso, todos os ângulos centrais formados são congruentes e medem 360°/n.

Como os triângulos são congruentes, para calcular a área do polígono, basta calcular a área de um dos triângulos e multiplicar esse resultado por n, que é tanto o número de lados do polígono como o número de triângulos obtidos. Portanto, calcularemos a área do triângulo ABP.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O apótema é um segmento de reta que liga o centro de um polígono ao ponto médio de um de seus lados. Como o triângulo ABP é isósceles, o apótema também é altura e bissetriz nesse triângulo. Sendo assim, base e altura desse triângulo já são conhecidos: respectivamente, lado do polígono e apótema do triângulo.

A área do triângulo ABP, portanto, é:

At = l·a
       2

E, como dito anteriormente, a área do polígono é igual a n vezes a área do triângulo ABP:

A = n·At = n·l·a
                2

Note apenas que o número de lados multiplicado pelo comprimento dos lados é igual ao perímetro P do polígono. Assim, podemos substituir n·l por P:

A = P·a
      2

Exemplo:

Um eneágono regular tem lado igual a 6 centímetros. Qual a medida de sua área?

Solução: O perímetro desse polígono é igual a 6·9 = 54 cm. Em seguida, será necessário encontrar a medida do apótema desse polígono. Para isso, faremos a mesma construção anterior em um eneágono:

Construindo o apótema que divide o lado AB em duas partes iguais e que também é altura e bissetriz, teremos o triângulo retângulo OKB. Observe que o ângulo AÔB é igual a 360°/9, pois o eneágono é regular.

360° = 40°
9          

Observe também que o apótema é bissetriz desse ângulo. Assim, β = 20°. Para descobrir o comprimento do apótema a, basta calcular a tangente de β nesse triângulo.

tg β = 3
         a

tg 20° = 3
            a

No texto Tabelas de razões trigonométricas, há uma aproximação de tg 20° = 0,364. Substituindo esse valor na fórmula, teremos:

0,364 = 3
            a

a =     3    
     0,364

a = 8,24 cm, aproximadamente.

Usando a fórmula para área do polígono regular, teremos:

A = P·a
      2

A = 54·8,24
      2

A = 444,96
      2

A = 222,48 cm2

Observe que o maior trabalho desse exercício foi encontrar a medida do apótema. Caso essa medida fosse dada, todo o cálculo deveria resumir-se a essa última parte.

Exemplo de eneágono regular com destaque para um triângulo, que pode ser usado para calcular a área dessa figura
Exemplo de eneágono regular com destaque para um triângulo, que pode ser usado para calcular a área dessa figura
Publicado por: Luiz Paulo Moreira Silva
Assista às nossas videoaulas
Assuntos relacionados
O contorno do mapa do Brasil é o perímetro que determina sua área total.
Área e Perímetro
Você sabe o que é uma área e um perímetro? E como eles são calculados? Clique aqui e descubra!
Circunferência Inscrita no Quadrado
Calculando áreas de figuras compostas.
Conhecendo os Elementos de um Polígono
Clique aqui e aprenda a identificar quais são os elementos de um polígono!
Área do triângulo
Calculando a área de um triângulo no plano cartesiano utilizando os conceitos de geometria analítica.
Triângulos isósceles: dois lados com a mesma medida
Propriedades do triângulo isósceles
Veja propriedades que podem ser usadas para diferenciar triângulos isósceles de triângulos escalenos.
Polígono formado por outros polígonos com número de lados em progressão aritmética
Polígonos convexos e regulares
Compreenda a definição de polígonos, bem como todos os pré-requisitos para que eles sejam considerados convexos e regulares.
Trigonometria: razões entre os lados de um triângulo retângulo relacionadas com um de seus ângulos
Tabelas de razões trigonométricas
Clique para aprender a utilizar tabelas de razões trigonométricas e para descobrir os valores de seno, cosseno e tangente para ângulos agudos!
Exemplos de círculos coloridos
Círculo e circunferência
Entenda a diferença entre círculo e circunferência, além de algumas propriedades e definições básicas que envolvem essas figuras geométricas!
Segmento de reta que começa em A e vai até B
Retas
Confira as principais ideias que envolvem retas e algumas propriedades básicas dessa figura geométrica!
Ângulos notáveis e alguns instrumentos que os representam
Ângulos
Clique para aprender o que são ângulos, como medi-los e algumas características dos ângulos notáveis.
Polígonos inscritos e circunscritos na circunferência
Elementos do polígono regular inscrito
Clique e aprenda o que são os elementos do polígono regular inscrito em uma circunferência e conheça algumas propriedades básicas deles.
O compasso é um objeto usado para desenhar círculos e circunferências
Elementos do círculo e da circunferência
Clique para aprender os elementos do círculo e da circunferência e obtenha um exemplo de cada uma dessas partes.
Polígono regular de seis lados inscrito em uma circunferência
Propriedades do polígono regular inscrito
Aprenda algumas propriedades do polígono regular inscrito na circunferência e saiba como relacionar medidas e proporções dessa figura.