Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Frâncio

Frâncio

O frâncio é um elemento químico radioativo, pertencente ao grupo dos metais alcalinos, muito instável e de uso comercial inviável. O composto é considerado o segundo mais raro do mundo, pois, apesar de terem sido criadas técnicas que possibilitam sintetizá-lo em laboratório, o isótopo com maior tempo de meia-vida encontrado nele é o Fr-223, que dura aproximadamente 22 minutos.

Foi, por muitos anos, foco de investigação por cientistas que reconheciam existir uma partícula com número atômico 87, mas que não tinham evidências concretas para afirmar essa existência nem conhecimento de outras propriedades desse composto hoje chamado de frâncio — o qual foi descoberto por Marguerite Perey, no Instituto do Rádio, criado por Marie Curie.

Leia também: Carbono – elemento químico do qual são derivados os compostos orgânicos

História do frâncio

As hipóteses de descoberta de um elemento com número atômico 87 começaram em 1870, com o cientista Dimitri Mendeleev. Em 1925, o químico russo D. K. Dobroserdov documentou suas descobertas sobre o elemento 87 baseado na detecção de uma baixa radioatividade provinda de uma amostra de potássio.

Depois desses, muitos outros cientistas disseram-se pioneiros da descoberta pautados em observações de emissão de radiação, espectros, e outra análises e hipóteses incertas demais para determinar ou não a existência do elemento 87.

Em 1914 a pesquisa de Stefan Meyer, Viktor F. Hess e Friedrich Adolf Paneth estudava uma amostra enriquecida de Actínio (227Ac). Eles estavam próximos de uma descoberta real, mas foram interrompidos pela Primeira Guerra Mundial.

Vinte cinco anos depois, no Instituto do Rádio, Marguerite Perey, que foi assistente da cientista Marie Curie, analisando uma amostra de Actínio (227Ac), identificou uma emissão radioativa de partículas beta em uma espécie com meia-vida de duração estimada de 20 min. Foi a primeira cientista a precisar propriedades químicas do que hoje reconhecemos como frâncio. O elemento ganhou esse nome em homenagem à França, pais natal de Perey. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Onde o frâncio é encontrado?

O frâncio é produto do decaimento radioativo do urânio. Na natureza podemos encontrar fragmentos de frâncio em minerais de urânio. Podem ser sintetizados isótopos do frâncio em laboratório por reações de bombardeamento nuclear dos elementos Actínio (227Ac) ou Tório (232Th), processo proposto pelo Stony Brook Physics.

Propriedades do frâncio

Representação do elemento frâncio conforme encontramos na tabela periódica, com informação de massa e número atômico.
Representação do elemento frâncio conforme encontramos na tabela periódica, com informação de massa e número atômico.

O frâncio é o último elemento do grupo de metais alcalinos, família 1A. Trata-se de um elemento eletropositivo que possui 223,0197 u de massa atômica e 87 prótons. Suas características físico-químicas assemelham-se as dos demais metais alcalinos. É um metal paramagnético, ou seja, orienta seu campo magnético na presença de um ímã.

O ponto de fusão do frâncio é 26,85 °C e o ponto de ebulição é 676,85 °C. Apesar do ponto de fusão ser relativamente baixo, o elemento pode ser encontrado no estado sólido em condições normais de pressão e temperatura. O frâncio é um elemento altamente radioativo, haja vista que foram catalogados 41 isótopos, sendo que o mais estável é o 223Fr, com meia-vida de 22 minutos, depois desse período, temos como produto de decaimento o rádio (223Rd) e o ástato (219At).

Veja também: Radiação – emissão e deslocamento de energia na forma de partículas ou ondas eletromagnéticas

Distribuição eletrônica do frâncio

A distribuição dos 87 elétrons que o frâncio tem em seu estado elementar pelo diagrama de Pauling fica da seguinte forma:

Observe que, em sua camada mais externa, a camada de valência 7, temos apenas um elétron, característica dos elementos da família 1A.

Aplicações do frâncio

A única aplicação do elemento tem sido em pesquisas científicas do ramo biológico e químico-físico, visto que a sua instabilidade torna-o de difícil acesso e com curta vida útil.

Resumo sobre frâncio

  • História: A hipótese da existência do elemento com número atômico 87 começou a ser estudada por cientistas em 1870, no entanto ele foi descoberto em 1939, por Marguerite Perey, no Instituto do Rádio.
  • Onde pode ser encontrado: Podem ser encontrados fragmentos de frâncio em mineral de urânio, que é o primeiro elemento da série radioativa. É possível sintetizar isótopos do frâncio em laboratório por meio de uma técnica criada pelo Stony Brook Physics.
  • Propriedades do frâncio: Metal alcalino, período 7, massa atômica 223,0197 u, possui 87 prótons, matéria encontrada na natureza em estado sólido, ponto de fusão em 26,85 °C e ponto de ebulição em 676,85 °C. Elemento radioativo e muito instável. Meia-vida de, no máximo, 22 minutos. Foram catalogados mais de 40 isótopos do elemento.
  • Distribuição eletrônica: 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d10 4p6 5s2 4d10 5p6 6s2 4f14 5d10 6p6 7s1
  • Aplicações: Não possui muitas aplicações devido à sua instabilidade e à dificuldade de obter-se quantidades significativas dele para uso e estudo.

Acesse também: Nomes dos novos elementos químicos

Exercícios resolvidos

Questão 1 - Leia as seguintes sentenças e julgue cada uma como verdadeira (V) ou falsa (F):

I – O frâncio é um elemento muito radioativo e pouco utilizado comercialmente.

II – O frâncio possui 87 prótons e, aproximadamente, 223 u de massa atômica.

III – O frâncio é encontrado abundantemente na natureza e facilmente produzido em laboratório por bombardeamento nuclear de outros elementos como Actínio (227Ac) ou Tório (232Th).

a) I e II são verdadeiras.

b) I e III são verdadeiras.

c) II e III são verdadeiras.

d) Todas são falsas.

e) Todas são verdadeiras.

Resolução

Alternativa A. A sentença número III está incorreta quando diz que o frâncio é um elemento abundante e de fácil produção artificial. Visto que o elemento possui alta instabilidade, não é cabível, nem em laboratório, obter-se quantidades abundantes dele. Na natureza, o frâncio está entre os três elementos mais raros do mundo.

Questão 2 - Sobre as alternativas, assinale a que estiver INCORRETA:

a) O frâncio é o elemento mais eletronegativo da tabela periódica.

b) O frâncio foi catalogado com mais de 30 isotopos.

c) Sendo produto do decaimento radioativo do 235U, na natureza pode-se encontrar partículas de frâncio em minerais de urânio.

d) Em laboratório, pode-se sintetizar o elemento frâncio pelo bombardeamento nuclear dos elementos Actínio (227Ac) ou Tório (232Th).

e) Em hospitais de tratamento oncológico, o frâncio é muito utilizado para tratamento de tumores, por ser um elemento altamente radioativo.

Resolução

Alternativa E. Apesar de o elemento frâncio ser altamente radioativo, ele é também muito instável, o que inviabiliza o uso medicinal.

Publicado por: Laysa Bernardes Marques de Araujo
Assuntos relacionados
Radioatividade do Urânio
Como foi descoberta a radiação emitida por este elemento.
Fórmula utilizada em cálculos que envolvem meia-vida
Cálculos envolvendo meia-vida
Aprenda a realizar os cálculos que envolvem o estudo da meia-vida com a ajuda de exemplos que aplicam fórmulas e gráficos relacionados a esse conteúdo.
A cintilografia provém de material radioativo.
Aplicações da radioatividade
Elementos químicos radioativos, emitir radiações, partículas alfa, partículas beta, raios gama, aplicações benéficas da radioatividade, isótopos radioativos, radiotraçadores, radiografia, pausterização térmica, agentes produtores da deterioração.
A Tabela Periódica dos elementos químicos
Tabela periódica
Clique e tenha acesso a vários textos que esclarecem tudo sobre as principais características dos elementos químicos reunidos na Tabela Periódica.
A familía dos metais alcalinos compreende os elementos da família 1 ou IA
Metais Alcalinos
Os elementos da família 1 ou IA são denominados metais alcalinos por estarem presentes em cinzas de plantas.