Whatsapp icon Whatsapp

Evapotranspiração

Evapotranspiração é um processo que inclui a evaporação da água do solo e a água perdida pelas plantas por meio da transpiração. A evapotranspiração é uma importante etapa do ciclo da água, pois, por esse processo, parte da água é devolvida para a atmosfera e poderá participar da formação das nuvens.

Leia mais: A influência da vegetação sobre o clima

O que é evapotranspiração?

Para abordarmos a evapotranspiração, antes devemos entender o que é a evaporação. Evaporação é um processo em que a água passa do estado líquido para o estado gasoso de maneira lenta e gradual.

Imagine, por exemplo, uma roupa secando no varal após ser lavada. Aos poucos, a água no estado líquido passa para o estado gasoso, deixando a roupa seca. A secagem da roupa, portanto, envolve o processo de evaporação da água. Para que a evaporação aconteça, fatores como a radiação, o vento, a umidade do ar e a temperatura atuarão.

A evapotranspiração permite que a água presente nas plantas e no solo seja liberada na atmosfera.
A evapotranspiração permite que a água presente nas plantas e no solo seja liberada na atmosfera.

Na evapotranspiração, verificamos a evaporação da água do solo e a transpiração das plantas. A evapotranspiração acontece em maior quantidade onde há grande quantidade de chuvas e temperaturas mais elevadas. A quantidade de água disponível no solo, a fase de desenvolvimento do vegetal, a quantidade e o estado das folhas da planta, e a estação do ano são fatores que influenciam na taxa de evapotranspiração.

Evapotranspiração = evaporação da água do solo + transpiração das plantas

Evapotranspiração potencial

Quando falamos em evapotranspiração, um conceito importante é a evapotranspiração potencial. A evapotranspiração potencial pode ser definida como a quantidade total de água transferida por evaporação e transpiração dos vegetais para a atmosfera e advinda de uma superfície natural coberta totalmente por vegetação e com o solo bem suprido em água. A evapotranspiração potencial é também definida por alguns autores como a máxima evapotranspiração para as condições atmosféricas especificadas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Evapotranspiração de referência

Evaporação de referência é um conceito usado para se referir à perda de água que ocorre em uma extensa superfície cultivada com grama, que apresenta altura entre 8 cm a 15 cm, em fase de crescimento ativo, cobrindo todo o solo em que há grande quantidade de água.

Evapotranspiração real ou atual

A evapotranspiração real ou atual é aquela que realmente ocorre em uma área, estando relacionada com o ciclo da planta e a disponibilidade de água no solo. Em situações em que os solos estão secos devido à falta de chuva, a evapotranspiração real se apresenta menor que a potencial.

Leia mais: A dinâmica de chuvas no Brasil

A transpiração no vegetal

A transpiração no vegetal caracteriza-se pela perda de água na forma de vapor. A transpiração ocorre principalmente nas folhas, entretanto, pode ocorrer em outras partes do vegetal. O vapor de água difunde-se da folha para a atmosfera, principalmente, pelos estômatos, estruturas encontradas na epiderme vegetal que controlam a entrada e saída de gases, incluindo o vapor de água. Geralmente o termo estômato é usado para se referir ao poro (ostíolo) e a duas células-guarda que delimitam essa abertura.

Observe o vapor de água difundindo-se através dos estômatos.
Observe o vapor de água difundindo-se através dos estômatos.

Os estômatos, ao se abrirem, garantem a entrada de gás carbônico, essencial para a realização da fotossíntese. Entretanto, essa abertura pode levar à perda de água por transpiração. A transpiração em excesso pode ser prejudicial à planta e até mesmo matá-la por desidratação. A planta consegue controlar a abertura e o fechamento do estômato, porém não pode deixá-lo permanentemente fechado, pois, ao fechá-lo, também impede a entrada de gás carbônico. Por isso, costuma-se dizer que a transpiração é um mal necessário.

As folhas das plantas são recobertas por uma cutícula cerosa que atua como uma barreira contra a perda de água. Entretanto, uma pequena porção de água é também perdida por esse revestimento.

A água perdida pela planta por meio da transpiração deve ser reposta, sendo observada a absorção de água pelas raízes e sua distribuição pelo corpo do vegetal. A movimentação da água pelo xilema até o topo do vegetal é explicada pela teoria da tensão-coesão. De acordo com essa teoria, a água é puxada devido à tensão criada pela transpiração e ao uso de água pelo vegetal. A coesão existente entre as moléculas de água permite que a tensão seja transmitida por todo o vegetal até as raízes.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Ciclo da água
Clique aqui e saiba mais sobre o ciclo da água. Neste texto falaremos a respeito da importância desse ciclo e das etapas que o compõem.
Estados físicos da matéria
Saiba quais são os estados físicos da matéria e a diferença entre eles. Veja a mudança dos estados físicos e conheça outros estados incomuns da matéria.
Estômatos
Aprenda mais sobre os estômatos, estruturas presentes nos vegetais. Neste texto conheceremos as características, as funções e os tipos de estômatos.
Evaporação
A evaporação é um processo que ocorre em líquidos com temperatura igual ou inferior a 100ºC.
Nuvens
Clique aqui, entenda como ocorre a formação das nuvens e saiba quais são seus principais tipos.
Transpiração nas plantas
Entenda um pouco mais a respeito do processo de transpiração que ocorre nos vegetais. Neste texto abordaremos o que é a transpiração, em que regiões do corpo da planta ela ocorre, quais fatores influenciam esse processo e a importância e malefícios da transpiração para o vegetal.
Água
Conheça as principais características da água, uma substância extremamente importante para a vida na Terra.
Águas subterrâneas
Confira algumas informações básicas sobre as águas subterrâneas, importante fonte de recursos hídricos na natureza.
video icon
Professora ao lado do texto"Aposto".
Português
Aposto
Aposto é o nome que se dá ao elemento sintático que se junta a outro a título de explicação ou de apreciação. Assista a esta videoaula e aprenda um pouco mais sobre o emprego e a classificação desse termo acessório da oração.