Whatsapp icon Whatsapp

Teia alimentar

A teia alimentar é o conjunto de cadeias alimentares. Em cada cadeia alimentar, os seres são classificados em níveis tróficos como produtores, consumidores e decompositores.
Representação de uma teia alimentar, o conjunto de cadeias alimentares interligadas.
Representação de uma teia alimentar na natureza, em que se veem os produtores, os consumidores e os decompositores.

 A teia alimentar representa um conjunto de cadeias alimentares interligadas. Enquanto a cadeia alimentar representa uma sequência linear da relação em que os seres vivos em um ecossistema se alimentam, a teia alimentar são várias cadeias que se cruzam e se estabelecem de forma multidirecional, permitindo a passagem da matéria e da energia pelos ecossistemas.

Leia também: Pirâmide ecológica — a representação gráfica dos diferentes níveis tróficos de um ecossistema

Resumo sobre teia alimentar

  • A teia alimentar é um conjunto de cadeias alimentares interligadas.

  • Existem três níveis tróficos na cadeia alimentar: produtores, consumidores e decompositores.

  • Existem dois tipos de teias alimentares: teia de pastejo e teia de detritos.

  • A matéria sofre reciclagem no ambiente. Ela passa pelo organismo, se decompõe e regressa aos organismos basais, dentro da cadeia alimentar.

  • A diferença entre teia alimentar e cadeia alimentar está relacionada com a forma pela qual a energia e os nutrientes passam de um organismo ao outro.

O que é a teia alimentar e como ela funciona?

A teia alimentar é o conjunto de cadeias alimentares interligadas. Assim, o primeiro passo para compreender o que é uma teia alimentar é estudar sobre a cadeia alimentar.

A cadeia alimentar é uma relação entre diferentes espécies em uma comunidade biológica que se relacionam por meio da predação. É a transferência de energia do alimento por meio de grupos de organismos que consomem e são consumidos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Na cadeia alimentar, existem três níveis tróficos, em que estão os produtores, consumidores e decompositores. São considerados indivíduos de um mesmo nível trófico aqueles que se nutrem do mesmo recurso. Veja a seguir o fluxo de energia da cadeia alimentar.

  • Produtores: o primeiro nível trófico, em que o fluxo de energia da cadeia alimentar começa por organismos autótrofos, aqueles que produzem seu próprio composto orgânico, como as plantas.

  • Consumidores: o segundo nível trófico, composto por seres heterótrofos, aqueles que precisam se alimentar de outro ser vivo e são classificados em primários, secundários e terciários, sendo que os primários são aqueles que se alimentam diretamente dos produtores, os secundários são aqueles que se alimentam dos primários e assim por diante.

  • Decompositores: o terceiro nível trófico, que são bactérias e fungos, presentes no solo e na água e reciclam a matéria orgânica.

Dentro de uma cadeia alimentar, tanto a energia quanto os nutrientes passam de um organismo para o outro, de forma a haver uma troca contínua de matéria entre os seres vivos e o meio ambiente. De forma simplificada, podemos classificar como cadeia alimentar a sequência de organismos que servem de alimento uns para os outros. Observe o exemplo de uma cadeia alimentar:

Exemplo de uma cadeia alimentar que, posteriormente, pode vir a ser parte de uma teia alimentar.
Exemplo de uma cadeia alimentar.

O Sol fornece a energia para os organismos autótrofos. A planta representa o produtor, que servirá de alimento para o gafanhoto, o consumidor primário, esse que vai servir de alimento para o pássaro, o consumidor secundário, que em seguida é consumido pela raposa, o consumidor terciário. Reparem que é um fluxo linear.

A teia alimentar, por sua vez, é um conjunto de cadeias alimentares, já que existem animais que possuem uma alimentação diversificada, ou seja, um mesmo organismo pode ocupar diferentes níveis tróficos, em diferentes cadeias alimentares. Uma única espécie pode contemplar diferentes papéis em cadeias alimentares distintas.

A teia alimentar representa um fluxo multidirecional, diferentemente da cadeia, que segue um fluxo unidirecional. Ela permite a passagem da matéria e da energia pelos ecossistemas.

 Exemplo de uma teia alimentar.
 Exemplo de uma teia alimentar.

Nesse exemplo de teia alimentar, podemos ver que o fluxo não é unidirecional, pois um organismo se encontra em diferentes níveis tróficos. A coruja pode ser uma consumidora secundária, enquanto o rato, consumidor primário, serve de alimento para ela, e/ou ela pode ser terciária quando o gafanhoto é o consumidor primário; o sapo, o secundário; e a coruja, terciária.

Tipos de teia alimentar

Existem dois tipos de teias alimentares: teia de pastejo e teia de detritos. Os dois tipos de teia podem estar interligados.

Teia alimentar de pastejo

Na teia alimentar de pastejo, o primeiro organismo a ser consumido são os seres autótrofos. Um exemplo de teia alimentar de pastejo é aquela em que o boi se alimenta do pasto, sendo ele o consumidor primário, e o ser humano, por sua vez, se alimenta da carne do boi, se tornando o consumidor secundário.

Teia alimentar de detritos

A teia alimentar de detritos, em vez de começar com um ser autótrofo, se inicia com detritos, como o material da decomposição de animais e vegetais, que são processados por fungos e bactérias, sendo por fim consumidos por detritívoros, como a minhoca. A minhoca é usada na pesca como isca para os peixes, esses que serão consumidores secundários. Já o ser humano que poderá se alimentar do peixe capturado será o consumidor terciário.

Diferenças entre teia e cadeia alimentar

A diferença entre teia alimentar e cadeia alimentar está relacionada com a forma pela qual a energia e os nutrientes passam de um organismo a outro. Na cadeia alimentar, esse curso é linear e unidirecional. Já na teia alimentar, essa transferência ocorre em mais de um sentido, já que elas são formadas por várias cadeias alimentares que se cruzam, demonstrando que um organismo pode ter diferentes hábitos alimentares e, consequentemente, ocupar mais de um nível trófico em um ecossistema.

Comparação entre cadeia alimentar e teia alimentar.
Comparação entre cadeia alimentar e teia alimentar.

Importância da teia alimentar

O comportamento alimentar representa as relações que são estabelecidas por seres vivos que compõem um ecossistema. A teia alimentar representa as relações entre as diferentes cadeias, que se complementam e ajudam a equilibrar o meio ambiente.

Veja também: Relações ecológicas — as interações que acontecem entre os seres vivos

Exercícios resolvidos sobre teia alimentar

Questão 1

(UFPB) Sabe-se que os organismos necessitam de energia para realizar suas funções vitais, como metabolismo e reprodução, e que essa energia pode ser obtida de diversas formas e fontes, as quais permitem agrupar os organismos em diferentes níveis tróficos. Considerando os diversos níveis tróficos e a forma de obtenção de energia pelos organismos, identifique as afirmativas corretas:

( ) Produtores obtêm energia da luz do Sol.

( ) Onívoros obtêm energia de plantas e de outros animais.

( ) Herbívoros obtêm energia de tecidos dos produtores.

( ) Decompositores obtêm energia de outros organismos vivos.

( ) Carnívoros obtêm energia de cadáveres e excretas de outros organismos.

Resolução:

A ordem correta é V - V - V - F - F.

(V) Produtores obtêm energia da luz do sol.

(V) Onívoros obtêm energia de plantas e de outros animais.

(V) Herbívoros obtêm energia de tecidos dos produtores.

(F) Decompositores obtêm energia de outros organismos vivos.

Os decompositores, representados por bactérias e fungos, obtêm energia de organismos mortos.

(F) Carnívoros obtêm energia de cadáveres e excretas de outros organismos.

Os carnívoros alimentam-se dos corpos de organismos que capturam.

Questão 2

(UFU) Considere a cadeia alimentar abaixo.

Capim  gafanhoto  sapo  cobra

Assinale a alternativa correta em relação à cadeia alimentar acima.

A) O gafanhoto é carnívoro.

B) A cobra é consumidor terciário.

C) O sapo é consumidor primário.

D) O capim é heterótrofo.

Resolução:

Alternativa B

A cobra é um animal carnívoro que ocupa o quarto nível trófico da cadeia alimentar, sendo um consumidor terciário. 

Publicado por Aline Oliveira Silva
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Cadeia e teia alimentar
Aprenda a diferença entre cadeia e teia alimentar e entenda por que conhecer as relações de alimentação de um ambiente é importante para preservá-lo.
Decomposição
Descubra a importância da decomposição e os fatores que aceleram e retardam esse processo.
Ecologia
Entenda mais sobre ecologia, aqui! Conheça o conceito de ecologia, os níveis de organização estudados nessa ciência, e alguns de seus conceitos básicos.
Herbivoria
Saiba mais sobre a herbivoria, relação ecológica interespecífica que é boa para o animal, mas prejudicial às plantas.
Seres autotróficos e heterotróficos
Aprenda a diferença entre seres autotróficos e heterotróficos e conheça o nível trófico ocupado por esses organismos na cadeia alimentar.
video icon
Texto"Matemática do Zero | Número de diagonais de um polígono convexo" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Número de diagonais de um polígono convexo
Nessa aula demonstrarei a fórmula do número de diagonais de um polígono convexo e resolveremos questões modelo.