Exoplanetas

Exoplanetas são planetas que se encontram fora do nosso Sistema Solar. Por não emitirem luz própria e devido à sua grande distância até a Terra, os exoplanetas são muito difíceis de serem detectados. Entretanto, o avanço nas técnicas de detecção, por meio de telescópios, permitiu que fossem descobertos mais de 4200 planetas desde 1992, sendo alguns deles muito parecidos com a Terra.

Veja também: Teoria das cordas - teoria que prevê a existência de dimensões e universos paralelos

Exoplanetas descobertos

A busca por exoplanetas não é algo simples. Para encontrá-los, é necessário um grande tempo de observação, um pouco de sorte e um certo tempo para a análise das imagens, por isso, até o presente momento|1|, há 4284 exoplanetas confirmados pela NASA, além de outros 5573 que carecem de confirmação.

Como os exoplanetas são detectados?

Existem três técnicas que são mais eficientes para a detecção de exoplanetas, esses métodos são conhecidos como:

  • método da velocidade radial,
  • método da microlente gravitacional,
  • método de trânsito.
Existem exoplanetas com características muito parecidas com as que vivemos na Terra
Existem exoplanetas com características muito parecidas com as que vivemos na Terra

O método da velocidade radial consiste em medir a oscilação que um planeta em órbita causa em uma estrela. Os puxões gravitacionais produzidos pelo planeta fazem com que a luz emitida pela estrela sofra uma pequena variação, devido ao efeito Doppler das ondas eletromagnéticas.

O método de detecção por microlente gravitacional é baseado na relatividade geral de Einstein. Quando uma estrela massiva passa em frente a uma outra estrela, sua gravidade promove a deflexão da luz, as distorções que surgem na imagem da estrela ampliam-na, como quando olhamos através de uma lente e vemos uma imagem ampliada.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por fim, o método de trânsito consiste em medir a variação do brilho da estrela quando um planeta passa em frente a ela, como ocorre em um eclipse. Por meio da detecção de mínimas variações de brilho, os astrônomos são capazes de inferir:

  • o período de translação,
  • o raio da órbita,
  • a composição da atmosfera (caso haja uma),
  • o tamanho do planeta.

Veja também: 5 fatos curiosos sobre o Universo

Exoplanetas mais próximos da Terra

A maioria dos exoplanetas conhecidos encontram-se muito distantes da Terra. De acordo com os dados da NASA, há pelo menos 97 exoplanetas conhecidos que estão localizados a 10 parsecs de distância de nós (cerca de 32,6 anos-luz).

Com base nas descobertas mais recentes divulgadas pela agência espacial norte-americana, os exoplanetas mais próximos da Terra encontram-se em órbita da estrela Proxima Centauri, a estrela mais próxima do Sol, cuja distância até nós é de aproximadamente 4,2 anos-luz. Quer saber mais sobre essas medidas de distância? Acesse nosso texto sobre unidades astronômicas.

Exoplanetas habitáveis

Com a tecnologia que dispomos hoje, ainda não é possível afirmar que haja vida em qualquer um dos exoplanetas conhecidos. Entretanto, os astrônomos são capazes de identificar quais os exoplanetas apresentam condições climáticas, diâmetro, massa, atmosfera e incidência de luz parecidos com os da Terra, dessa forma, são capazes de elencar quais exoplanetas podem ser considerados “habitáveis”, em outras palavras, quais apresentam condições de abrigar vida.

Dentre os mais de 4000 exoplanetas descobertos:

  • 1457 são similares a Netuno,
  • 1339 são gigantes gasosos, assim como Saturno e Júpiter,
  • 1320 são superterras, ou seja, são telúricos, pois apresentam solo rochoso, entretanto, são muito maiores e mais massivos do que a Terra,
  • cerca de 160 dos exoplanetas descobertos são terrestres, ou seja, apresentam núcleos rochosos e são sólidos assim como a Terra, Marte e Vênus.
Publicado por: Rafael Helerbrock
Assuntos relacionados
Buracos Negros
Acesse o texto e descubra mais sobre os buracos negros. Conheça suas características, descubra o que já sabemos sobre eles, e entenda de onde eles vieram.
Em alguns lugares da Terra, é possível observar o brilho de um dos braços da nossa galáxia
Curiosidades astronômicas
Acesse o link para conhecer algumas curiosidades intrigantes sobre o Universo. Nos últimos anos, grandes descobertas foram feitas no âmbito da Astronomia, no entanto, há muito a se descobrir ainda. Atualmente, existem mais perguntas que respostas. Saiba mais no texto!
As estrelas são grandes esferas de plasma que são alimentadas pela fusão nuclear.
Estrelas
Que tal saber mais sobre as estrelas? Confira o que são, do que são feitas e como é a evolução das estrelas, do seu nascimento ao seu fim.
A Via Láctea é uma galáxia de formato espiral, seu diâmetro é da ordem de 100 mil anos-luz.
Fatos curiosos sobre o Universo
Curioso sobre o Universo? Clique aqui e descubra cinco fatos curiosos sobre a Via Láctea, o Sistema Solar e os planetas que se encontram nele, como a Terra!
A Astronomia proporcionou grandes avanços científicos
História da Astronomia
O Dia Mundial da Astronomia é comemorado em 8 de abril. Que tal conhecer um pouco mais sobre a história dessa ciência? Confira ainda os principais nomes dessa importante área do conhecimento e saiba quais foram as suas contribuições para o entendimento que temos hoje sobre os corpos celestes, como a Lua e o Sol.
Missão Mars 2020
Você conhece a missão Mars 2020? Conheça os objetivos dessa missão. Aprenda mais sobre o rover Perseverance, que trará novas informações sobre o planeta vermelho.
Radiotelescópios do Observatório Nacional do México
Radiotelescópios
Saiba mais sobre o funcionamento dos radiotelescópios: a sua função, potencialidades e características principais.