Whatsapp icon Whatsapp

Onda de calor

As ondas de calor são um fenômeno climático caracterizado pelo aumento anormal das temperaturas de determinadas localidades ao longo de certo período.
Ambiente urbano sob calor intenso.
As ondas de calor têm aumentado ao longo dos últimos anos no mundo.

As ondas de calor são fenômenos climáticos caracterizados pelo aumento anormal das temperaturas. Elas são causadas pela ação de massas de ar quente. No entanto, esse fenômeno tem sido intensificado pela ação humana.

As ondas de calor são um dos elementos que compõem as mudanças climáticas atuais. Elas provocam consequências em termos ambientais, econômicos e sociais. O mundo tem passado por várias ondas de calor, com destaque para regiões da América do Norte, Europa e Ásia. No Brasil, esse fenômeno também tem sido recorrente, acompanhado de temperaturas elevadas e precipitações escassas.

Leia também: Ciclone extratropical — evento meteorológico ligado à ocorrência de frentes frias

Resumo sobre onda de calor

  • Uma onda de calor é especificamente causada pela atuação de uma massa de ar quente, que provoca o aumento das temperaturas.

  • A incidência e a duração de uma onda de calor ocorrem em razão de um conjunto de fenômenos atmosféricos e climáticos.

  • As ondas de calor provocam a retração da umidade, a diminuição da nebulosidade, a intensificação da radiação e a ausência de chuvas.

  • Os problemas de saúde na população e os registros de ocorrências de incêndios são consequências comuns das ondas de calor.

  • As ondas de calor têm se tornado cada vez mais recorrentes ao redor do mundo, com destaque para América do Norte, Europa e Ásia.

O que é onda de calor?

A onda de calor é um fenômeno climático caracterizado pelo aumento anormal das temperaturas durante certo período. Esse aumento ocorre de forma repentina e é provocado, em especial, pela atuação de uma massa de ar quente, que gera o registro de máximas de temperatura e de mínimas de umidade. Esse aumento anormal das temperaturas é comumente apontado como um fenômeno causado pelo desenvolvimento das atividades humanas e, mais especificamente, econômicas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quais são as causas da onda de calor?

Uma onda de calor é especificamente causada pela atuação de uma massa de ar quente, que, mediante a alteração das características atmosféricas locais, provoca principalmente o aumento das temperaturas. Esse fenômeno é potencializado, especialmente em áreas urbanas, em razão da poluição atmosférica, da queima de combustíveis, do adensamento urbano e da ausência de áreas verdes.

Homem idoso lava o rosto em fonte de água para aliviar-se do calor intenso da cidade.
As ondas de calor impactam diretamente o cotidiano da população.[1]

A incidência da onda de calor

A incidência de uma onda de calor ocorre em razão de um conjunto de fenômenos atmosféricos e climáticos que resultam na predominância de uma massa de ar quente em determinada região. Por sua vez, verifica-se que essa incidência, cada vez mais recorrente, tem sido potencializada pelo desenvolvimento das atividades humanas e econômicas, como a queima de combustíveis fósseis e a emissão de poluentes atmosféricos.

O cenário atual, marcado pelas mudanças climáticas, potencializa o aumento das temperaturas em nível mundial e contribui para a ocorrência de eventos extremos. Ademais, fenômenos atmosféricos como o El Niño e o efeito estufa, especialmente modificados pela interferência antrópica no meio, também contribuem para a ocorrência de ondas de calor.

Leia também: Por que as mudanças climáticas têm causado preocupação?

A duração da onda de calor

A duração de uma onda de calor é bastante variável, podendo durar poucos dias até um prazo semanal, a depender das condições atmosféricas e climáticas locais, especialmente da atuação da massa de ar quente em determinada região.

Quais são os efeitos da onda de calor no tempo?

O principal efeito de uma onda de calor no tempo é o aumento das temperaturas. Além disso, ressalta-se que uma onda de calor provoca mudanças no tempo, como a retração da umidade, a diminuição de nebulosidade, a intensificação da radiação e a ausência de chuvas.

Grande termômetro em ambiente urbano registrando temperatura de 45 °C.
As ondas de calor provocam o aumento das temperaturas.

Quais são as consequências da onda de calor?

Uma onda de calor causas consequências importantes, tanto no ambiente natural como nas atividades humanas, visto que provoca mudanças consideráveis no tempo atmosférico de uma região. Os pontos abaixo apresentam as principais consequências de uma onda de calor:

  • maior risco de ocorrência de queimadas;

  • registro de problemas de saúde na população;

  • diminuição da biodiversidade de animais e plantas;

  • prejuízo em relação às atividades agropecuárias;

  • sobrecarga dos sistemas de energia elétrica;

  • queda do número de turistas em áreas ao ar livre.

Leia também: Incêndios florestais — grave problema ambiental cada vez mais frequente

Onda de calor no mundo

As ondas de calor têm se tornado cada vez mais recorrentes ao redor do mundo. Esse cenário é fruto especialmente da atuação de fenômenos atmosféricos distintos e da intensificação das mudanças climáticas. As ondas de calor têm acontecido com cada vez mais frequência, em termos de recorrência e duração, especialmente em zonas densamente urbanizadas e industrializadas, ou seja, amplamente modificadas pela ação humana.

São recorrentes os registros de ondas de calor em países da Europa, América do Norte e Ásia, como Estados Unidos, Canadá, Espanha, Itália, Grécia e China. Essas ondas de calor têm gerado inúmeros problemas nessas localidades, como o aumento dos incêndios florestais; os prejuízos para as atividades agropecuárias; as quedas das receitas com a atividade turística; e, até mesmo, a sobrecarga dos sistemas de saúde e a morte de indivíduos devido ao calor extremo.

Onda de calor no Brasil

As ondas de calor atingem o Brasil de forma intermitente, especialmente durante os períodos mais quentes do ano, quando estão tipicamente associadas aos tipos climáticos que ocorrem no país. No entanto, temperaturas anormais e escassezes de chuvas têm sido observadas em épocas incomuns, como durante o inverno brasileiro, quando não é típico o registro de temperaturas tão elevadas.

Ademais, a atuação de massas de ar quente tem sido cada vez mais recorrente no país, em conjunto com a ampliação da duração dos dias de temperaturas elevadas e da diminuição da umidade relativa do ar registrada em diferentes regiões brasileiras.

Em um contexto geográfico nacional, as ondas de calor no Brasil têm sido predominantes em regiões densamente urbanizadas e em grandes metrópoles, como São Paulo e Rio de Janeiro. Esse fenômeno também ocorre de forma recorrente em regiões como o Centro-Oeste, onde é acompanhado de temperaturas muito elevadas e umidade do ar muito baixa.

As ondas de calor provocam diversos problemas, como os prejuízos às atividades agropecuárias, a intensificação da poluição e a perda da biodiversidade local. No caso do Brasil, elas têm sido provocadas também pela atuação do fenômeno El Niño no território nacional.

Exercícios resolvidos sobre ondas de calor

Questão 1 (UFU 2019) “[...] é um fenômeno natural e possibilita a vida humana na Terra. Parte da energia solar que chega ao planeta é refletida diretamente de volta ao espaço ao atingir o topo da atmosfera terrestre — e parte é absorvida pelos oceanos e pela superfície da Terra [...]. Uma parcela desse calor é irradiada de volta ao espaço, mas é bloqueada pela presença de gases [...] que, apesar de deixarem passar a energia vinda do Sol (emitida em comprimentos de onda menores), são opacos à radiação terrestre, emitida em maiores comprimentos de onda. Essa diferença nos comprimentos de onda se deve às diferenças nas temperaturas do Sol e da superfície terrestre.”

Ministério do Meio Ambiente. Disponível em http://www.mma.gov.br/informma/item/195.

O processo descrito acima refere-se

a) ao efeito estufa.

b) ao aquecimento global.

c) à camada de ozônio.

d) à ilha de calor.

Resolução: Alternativa A. O efeito estufa é um processo natural responsável pela manutenção das temperaturas na Terra. No entanto, em razão da influência antrópica, esse fenômeno tem sido intensificado, elevando as temperaturas globais.

Questão 2 (Unicamp 2020) “O Comissariado para Refugiados da ONU estima que 25 milhões de pessoas já se encontrem em êxodo forçado por catástrofes ambientais. O aumento do nível do mar e consequentes alagamentos devem deslocar pessoas que moram sobretudo em regiões costeiras. Por outro lado, secas e calor intenso podem inviabilizar a agricultura e a subsistência em outras regiões. Diferentemente de refugiados que deixam seus países por motivos políticos, refugiados ambientais tendem a permanecer em seus países, deslocando-se para regiões onde possam construir uma nova existência (...). Sobretudo mulheres, crianças e idosos de países mais pobres serão afetados.”

DW Brasil. Refugiados ambientais, a dimensão humana do aqueci mento global. Disponível em https://www.dw.com/pt-br/refugiadosambientais-a-dimens%C3%A3o-humana-do-aquecimento-global/a-370 4948.

Sobre o tema, é correto afirmar:

a) A designação “refugiado ambiental” não é adequada, pois ela está sendo usada para explicar um movimento migratório interno nos países, sobretudo em regiões agrícolas e zonas costeiras.

b) A designação “refugiado” corresponde a uma estratégia da ONU para justificar políticas de proteção às pessoas e pressionar por acordos internacionais.

c) O impacto do deslocamento sobre mulheres, crianças e idosos significa que um grande contingente de homens jovens abandonará suas famílias e se fixará em outras localidades.

d) O impacto desse êxodo acontece em países com agricultura de subsistência, mas afeta pouco os países com um agronegócio forte e altamente tecnológico, como o Brasil.

Resolução: Alternativa C. As ondas de calor, em conjunto com as mudanças climáticas, têm o potencial de causar graves consequências naturais e humanas, como o deslocamento de milhares de refugiados climáticos.

Créditos da imagem

[1]Massimo Todaro / Shutterstock

Fontes:

AZEVEDO, J. Onda de calor: o que é e impactos. Ecycle. Disponível em: https://www.ecycle.com.br/onda-de-calor/.

GARAY, C. C. O que é uma onda de calor e como diferenciá-la das temperaturas do verão?. National Geographic Brasil. Disponível em: https://www.nationalgeographicbrasil.com/meio-ambiente/o-que-e-uma-onda-de-calor-e-como-diferencia-la-das-temperaturas-do-verao.

GOVERNO DO BRASIL. Ondas de calor são resultados das alterações climáticas nos últimos 60 anos. Instituto Nacional de Meteorologia. Disponível em: https://portal.inmet.gov.br/noticias/ondas-de-calor-s%C3%A3o-resultados-das-altera%C3%A7%C3%B5es-clim%C3%A1ticas-nos-%C3%BAltimos-60-anos.

Publicado por Mateus Campos

Artigos Relacionados

Classificação dos climas do Brasil
Confira a classificação dos climas do Brasil e amplie os seus conhecimentos sobre a natureza atmosférica do território nacional!
Clima
Clique aqui e saiba o que é clima. Descubra quais são seus principais tipos. Entenda a diferença entre tempo e clima.
Climogramas
Descubra o que são os climogramas e como interpretá-los corretamente para obter informações precisas sobre as variações climáticas.
Elementos climáticos
Conheça as variações e os efeitos dos elementos climáticos sobre o clima e sobre o meio em que vivemos.
Fatores climáticos
Saiba quais são os fatores climáticos que determinam o clima de uma região.
Incêndios florestais
Clique aqui, saiba quais são as principais causas e consequências dos incêndios florestais e conheça seus tipos.
Massas de ar
Leia sobre as características das massas de ar presentes no espaço global. Saiba também quais são as principais massas de ar que atuam no Brasil.
Queimadas
Clique e veja quais as causas das queimadas, quais tipos de queimadas existem, seus efeitos no meio ambiente global, e como podemos solucionar esse problema.
video icon
Professor ao lado do escrito "Qual a diferença entre discurso e texto?".
Português
Qual a diferença entre discurso e texto?
Todo texto é um discurso. Mas e o contrário? Todo discurso é um texto? Nesta aula vamos acabar de vez com essa confusão e deixar bem claro quem é quem no universo textual.