Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. História da América
  3. Ditadura militar chilena

Ditadura militar chilena

A ditadura militar chilena começou em 11 de setembro de 1973, quando o presidente Salvador Allende foi deposto do poder por meio de um golpe militar liderado pelo general Augusto Pinochet. O Chile se tornava mais um país sul-americano a ser governado por um ditador. Durante 15 anos, Pinochet governou com mãos de ferro, sendo implacável contra seus opositores.

Em 1988, Pinochet sofreu uma derrota com o resultado de um plebiscito, no qual 56% dos eleitores rejeitaram a sua continuidade no poder. Logo após o fim da ditadura, os militares acusados de crimes contra os Direitos Humanos foram julgados e condenados à prisão.

Leia também: Simón Bolívar – militar que teve papel crucial na independência de nações sul-americanas

Antecedentes históricos da ditadura militar chilena

Em 1970, os chilenos foram às urnas e elegeram Salvador Allende como presidente. Ele foi eleito a partir de propostas ligadas ao marxismo. Seu programa de governo foi intitulado como “via chilena para o socialismo” e:

  • nacionalizou bancos, empresas estrangeiras e as minas de cobre;
  • iniciou a reforma agrária.

O Chile sob o comando de Allende foi o país que recepcionou os brasileiros que se exilaram após o golpe de 1964. Vários políticos e professores saíram do Brasil por causa da perseguição nos primeiros anos da ditadura e encontraram abrigo em território chileno. Fernando Henrique Cardoso, José Serra, entre outros professores, puderam lecionar em universidades ou concluir seus estudos de pós-graduação no país.

Salvador Allende governou o Chile até 1973, quando foi alvo de um golpe militar. [1]
Salvador Allende governou o Chile até 1973, quando foi alvo de um golpe militar. [1]

Esse modelo de governo desagradou à elite econômica chilena, que procurou vários meios para sabotá-lo. Allende enfrentou a sanção norte-americana e a queda do preço do cobre chileno no mercado internacional. A oposição ao governo recebeu apoio da CIA, agência de inteligência estadunidense, para sabotar as reformas propostas pelo governo. Dessa forma, a economia chilena entrou em crise, causando problemas no abastecimento de mercadorias. Então, militares se organizaram para derrubar Salvador Allende do poder.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como ocorreu o golpe?

O golpe contra Allende aconteceu em 11 de setembro de 1973, quando militares sob o comando do chefe do exército chileno, o general Augusto Pinochet, bombardearam o Palácio La Moneda, sede do Poder Executivo do Chile. Allende não se rendeu aos golpistas e se suicidou no gabinete presidencial. Até hoje pairam dúvidas sobre a morte do presidente chileno. Há questionamentos se, de fato, Allende cometeu suicídio ou se foi morto pelas tropas golpistas.

Com o fim do governo socialista de Salvador Allende, o Chile começava o período ditatorial, sendo governado por Augusto Pinochet. Mais um país da América do Sul sofria um golpe de Estado e passava a ser governado por um militar.

Veja também: Revolução Cubana – experiência que marcou a história latino-americana 

Palácio La Moneda, sede do Poder Executivo do Chile, sendo atacado por tropas em 11 de setembro de 1973. [1]
Palácio La Moneda, sede do Poder Executivo do Chile, sendo atacado por tropas em 11 de setembro de 1973. [1]

A ditadura de Pinochet

A ditadura militar chilena iniciada em 1973 foi uma das mais violentas da América Latina. Os opositores do governo foram duramente perseguidos e milhares perderam suas vidas. Os brasileiros que estavam no Chile também sofreram essas perseguições e tiveram que se mudar para outros países. José Serra conta em seu livro de memórias “Cinquenta anos essa noite” que a rede de apoio estabelecida entre os perseguidos políticos pelas ditaduras sul-americanas colaborou para saída de vários brasileiros que estavam morando no Chile. Muitos conseguiram, por meio dessa rede de ajuda, mudar-se para a França, fugindo assim das perseguições sofridas.

O Estádio Nacional de Santiago foi o palco dos horrores praticados por Pinochet. Mais de 20 mil pessoas ficaram presas, sendo torturadas, e muitas foram mortas por causa da violência sofrida. Apesar de o governo tentar esconder, a violência praticada naquele estádio foi denunciada pelos opositores que conseguiram fugir das arbitrariedades do governo de Pinochet.

O Chile se juntou a outros países sul-americanos que se tornaram ditaduras militares alinhadas com os Estados Unidos. Na década de 1970, esses países organizaram a “Operação Condor”, em que os governos militares trocavam informações sobre opositores e táticas de tortura para que os presos políticos entregassem seus colegas.

No campo econômico, a ditadura adotou medidas contrárias às adotadas por Allende. Se o presidente deposto em 1973 ampliou o raio de ação do Estado na economia ao nacionalizar empresas e bancos, Pinochet optou pela implantação de medidas liberais, diminuindo a presença do Estado e abrindo espaço para o capital privado e, principalmente, empresas estrangeiras.

Economistas chilenos que cursaram Economia na Escola de Chicago, os “Chicago Boys”, auxiliaram Pinochet a implantar o liberalismo no Chile. Dessa forma, o governo chileno promoveu:

  • redução drástica dos gastos públicos;
  • privatização do ensino superior;
  • aumento de impostos.

Naomi Klein, no seu livro “Doutrina de Choque”, relaciona o autoritarismo com as ideias liberais da Escola de Chicago.

Augusto Pinochet governou o Chile de 1973 até 1989 de forma autoritária, perseguindo seus opositores. [2]
Augusto Pinochet governou o Chile de 1973 até 1989 de forma autoritária, perseguindo seus opositores. [2]

Quais foram as consequências da ditadura chilena?

As consequências da ditadura militar chilena foram as punições dos militares que participaram do governo de Pinochet. Vários militares foram julgados pelos crimes cometidos durante o governo ditatorial e presos.

Apesar de Pinochet ter deixado o governo em 1990, o Chile ainda convive com algumas leis do período ditatorial. Em 2020, começou uma Constituinte para elaborar uma nova Constituição para o Chile, mais adequada para o regime democrático.

Como foi o fim da ditadura chilena?

Em 1980, uma nova Constituição foi promulgada no Chile e Pinochet teve seu mandato prorrogado até 1988, quando os chilenos seriam chamados a participar de um plebiscito sobre a continuidade ou não do ditador no poder. Em 1988, os eleitores chilenos participaram do plebiscito e, com 56% dos votos, decidiu-se pelo fim da ditadura e convocação de novas eleições no ano seguinte.

Patricio Aylwin foi o primeiro civil eleito desde o golpe contra Salvador Allende e iniciou seu mandato em 1990. Pinochet saiu da presidência e tornou-se senador vitalício. Em seus últimos anos de vida, ele teve que responder aos processos de crime contra direitos políticos e corrupção durante os 15 anos de ditadura chilena. Apresentando atestado de debilidade mental, Pinochet morreu sem ser condenado e punido pelos seus crimes.

Resumo sobre a ditadura militar chilena

  • A ditadura militar chilena começou em 11 de setembro de 1973, quando militares liderados pelo general Augusto Pinochet depuseram o presidente Salvador Allende.
  • De 1973 até 1990, o Chile foi governado por Pinochet, que torturou e matou milhares de opositores do seu governo.
  • Na economia, a ditadura chilena implementou o modelo liberal baseado na Escola de Chicago, reduzindo os gastos públicos e ampliando a ação do capital privado.
  • No plebiscito de 1988, os chilenos optaram pela não continuidade da ditadura de Pinochet.
  • Os militares acusados de crimes contra Direitos Humanos foram julgados pela Justiça e condenados à prisão. Pinochet morreu em 2006, sem ser julgado, pois apresentou atestado de debilidade mental.

Acesse também: Revolução Haitiana como os escravos conseguiram a independência de uma nação no Caribe  

Exercícios resolvidos

Questão 1 – Salvador Allende assumiu o poder no Chile, no começo da década de 1970, com um projeto de governo inspirado no marxismo e que ficou conhecido como “via chilena para o socialismo”. Assinale a alternativa que indica algumas ações de Allende no governo chileno relacionadas com esse projeto.

A) Abertura da economia chilena para o capital estrangeiro

B) Nacionalização dos bancos, empresas e minas de cobre

C) Adesão à proposta econômica idealizada pela Escola de Chicago

D) Apoio dos militares para combater as greves e revoltas sociais

Resolução

Alternativa B. Salvador Allende aumentou a participação do Estado na economia e decidiu pela nacionalização dos bancos, empresas estrangeiras e minas de cobre. A oposição tentou barrar essas medidas e sabotar seu governo.

Questão 2 – Assinale a alternativa que corretamente apresenta a forma como se finalizou a ditadura militar chilena.

A) Em 1988, os chilenos pegaram em armas e atacaram a sede do Poder Executivo, matando o general Augusto Pinochet.

B) A União Soviética enviou armamentos para os opositores da ditadura, que promoveram uma guerra civil contra Pinochet.

C) Em 1988, aconteceu um plebiscito e os eleitores chilenos votaram pela não continuidade de Augusto Pinochet no governo do Chile.

D) Pinochet saiu do governo após fazer uma abertura política lenta, gradual e segura, negociando com a oposição o retorno dos militares para os quartéis.

Resolução

Alternativa C. Augusto Pinochet fez um plebiscito em 1988 questionando os chilenos a respeito da sua continuidade como presidente do país. O resultado foi 56% dos eleitores rejeitando o ditador. No ano seguinte, foi convocada uma eleição presidencial, e Patricio Aylwin foi eleito, assumindo a presidência chilena em 1990.

Créditos das imagens

[1] Biblioteca del Congreso Nacional / Commons

[2] Ministerio de Relaciones Exteriores de Chile / Commons

Publicado por: Carlos César Higa
Assuntos relacionados
Augusto Pinochet no final dos anos de 1980 *
Augusto Pinochet
Saiba mais detalhes sobre a vida do general Augusto Pinochet, responsável por liderar o golpe militar que iniciou uma ditadura no Chile.
Henry Kissinger foi um dos colaboradores da Operação Condor
Operação Condor
Saiba o que foi a Operação Condor e em que contexto da história da América Latina ela se desenvolveu.
Nicolás Maduro é o presidente da Venezuela desde 2013 e é acusado de implantar um governo autoritário.*
Nicolás Maduro
Clique para conhecer os principais acontecimentos da vida de Nicolás Maduro, presidente da Venezuela desde 2013. Saiba como Maduro ingressou na vida política e como teve contato com Hugo Chávez, seu mentor político. Veja também as principais polêmicas de seu governo.
Hugo Chávez foi eleito presidente da Venezuela em 1998 e governou o país durante catorze anos (1999-2013).*
Hugo Chávez
Saiba mais sobre a trajetória de vida de Hugo Chávez (ex-presidente da Venezuela), seu ingresso para a luta revolucionária e seu governo de catorze anos de duração.
Fidel Castro
Conheça detalhes da vida de Fidel Castro. Veja como foi sua infância e como ele se tornou um dos revolucionários mais conhecidos do mundo.
Simón Bolívar
Clique aqui e conheça detalhes da vida de Simón Bolívar, conhecido como o Libertador da América. Entenda o papel que teve Bolívar nas independências de cindo países.