Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Química Orgânica
  4. Isomeria
  5. Como contar os diastereoisômeros?

Como contar os diastereoisômeros?

Para saber como contar a quantidade de diastereoisômeros, devemos conhecer o número de isômeros ativos formados em um composto orgânico.

Contar o número de diastereoisômeros, isto é, isômeros que não são imagens especulares um do outro, significa determinar a quantidade de pares de moléculas de um isômero óptico que polarizam e desviam a luz com diferentes angulações.

Vale ressaltar que, ao contar o número de diastereoisômeros, não estamos definindo o número de misturas racêmicas, já que esse tipo de mistura é formada por apenas pares enantiomorfos (isômeros opticamente ativos, ou seja, aquelas moléculas que desviam a luz com um mesmo valor de angulação).

A contagem do número de diastereoisômeros é possível somente em substâncias cujas moléculas apresentam dois ou mais carbonos quirais diferentes entre si, ou em cadeias abertas e cíclicas que possuam isomeria geométrica cis-trans (nesses casos, sempre teremos um par de diastereoisômeros).

Para demonstrar isso, utilizaremos o 3-metil-pent-4-en-2-ol, lembrando-se de que, nessa estrutura, a cadeia é numerada da direita para a esquerda por ser a extremidade mais próxima da hidroxila:

Fórmula estrutural do 3-metil-pent-4-en-2-ol
Fórmula estrutural do 3-metil-pent-4-en-2-ol

Nesse composto, há a presença de dois carbonos quirais, que são os carbonos 2 e 3 da estrutura. Os ligantes de cada um desses carbonos são:

⇒ Carbono 2:

Demarcações dos ligantes do carbono quiral de número 2
Demarcações dos ligantes do carbono quiral de número 2

• Metil (a);

• Hidrogênio (b);

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

• Hidroxila (c);

• Sec-but-1-en (d).

⇒ Carbono 3:

Demarcações dos ligantes do carbono quiral de número 3
Demarcações dos ligantes do carbono quiral de número 3

• Hidrogênio (a);

• Hidroxietil (b);

• Metil (c);

• Vinil (d).

De acordo com a regra de Van’t Hoff, esse composto apresenta quatro isômeros opticamente ativos, já que:

IOA = 2n

IOA = 22

IOA = 4

Portanto, há quatro moléculas enantiômeras nessa estrutura, sendo duas dextrogiras (angulação com sinal positivo) e duas levogiras (angulação com sinal negativo). Essas moléculas desviam a luz com a seguinte angulação:

• Dextrogiro 1: + α

• Levogiro 1: - α

• Dextrogiro 2: + β

• Levogiro 2: - β

A partir desse conhecimento, podemos contar os diastereoisômeros do composto 3-metil-pentan-2-ol. Os diastereoisômeros correspondem a toda combinação entre moléculas dextrogiras e levogiras com angulações diferentes, por exemplo:

• Dextrogiro 1 (+ α) com Levogiro 2 ();

• Dextrogiro 1 (+ α) com Dextrogiro 2 ();

• Levogiro 1 (- α) com Levogiro 2 ();

• Dextrogiro 2 (+ β) com Levogiro 1 (- α).

Assim, a substância 3-metil-pent-4-en-2-ol apresenta quatro isômeros opticamente ativos, o que resultou em quatro pares diastereoisômeros.

Portanto, para facilitar a contagem dos diastereoisômeros, devemos conhecer a quantidade de isômeros opticamente ativos.

IOA = quantidade de pares diastereoisômeros

A ribose apresenta diastereoisômeros por apresentar mais de um carbono quiral
A ribose apresenta diastereoisômeros por apresentar mais de um carbono quiral
Publicado por: Diogo Lopes Dias
Assuntos relacionados
Isomeria Espacial
Entenda o que é e quais são os tipos de isomeria espacial. Clique aqui!
O 1,2-dicloropropano é um exemplo de composto cíclico que realiza isomeria geométrica cis-trans e isomeria óptica
Isomeria em compostos cíclicos
Veja quais são os casos de isomeria em compostos cíclicos tanto na isomeria constitucional (plana) quanto na estereoisomeria (espacial).
A Estereoisomeria apenas pode ser entendida por meio de fórmulas espaciais.
Estereoisomeria ou Isomeria Espacial
Estereoisômeros são compostos que se diferem apenas pela configuração das moléculas, isto é, pelo arranjo espacial dos átomos.
Isômeros geométricos possuem propriedades químicas distintas. Na figura, o ácido maleico pode se transformar no anidrido, mas o ácido fumárico não
Isomeria geométrica cis-trans
Entenda as características necessárias para a ocorrência da isomeria geométrica ou cis-trans e como ela influencia nas propriedades físicas e químicas dos compostos.
Imagem de isômero cis do 1,2-dimetilciclopentano
Isomeria Geométrica em Compostos de Cadeia Fechada
Veja quais são as condições necessárias para que a isomeria geométrica ocorra em compostos de cadeia fechada e observe um exemplo.
Os dois compostos de cima são diastereoisômeros e os de baixo são enantiômeros
Diferença entre diastereoisômeros e enantiômeros
Entenda a diferença entre diastereoisômeros e enantiômeros, um aspecto importante do estudo da isomeria espacial ou estereoisomeria.