Função poética

Na função poética, a mensagem está voltada para sua própria estruturação. Pode manifestar-se na linguagem verbal e não verbal.

Assim como as demais funções da linguagem, a função poética também apresenta um discurso construído para atingir um dos elementos da comunicação (emissor, receptor, código, mensagem e contexto). Diferentemente do que acontece com as outras funções, na função poética, a mensagem é voltada para seu processo de estruturação, cujo objetivo é encontrar maneiras que melhorem a elaboração da própria mensagem.

A função poética não apresenta uma finalidade prática, mas sim estética. Isso acontece porque o próprio objeto – a mensagem – torna-se o foco de si mesmo, despertando a reação pelo o que é, e não por aquilo para que serve. Não apresenta, portanto, caráter utilitário, sua subjetividade pode levar à construção de vários sentidos para um mesmo texto, o que a torna multissignificativa. Observe como a função poética da linguagem pode manifestar-se nos elementos linguísticos ou extralinguísticos:

O Anel de Vidro

Aquele pequenino anel que tu me deste,
— Ai de mim — era vidro e logo se quebrou
Assim também o eterno amor que prometeste,
— Eterno! era bem pouco e cedo se acabou.

Frágil penhor que foi do amor que me tiveste,
Símbolo da afeição que o tempo aniquilou, —
Aquele pequenino anel que tu me deste,
— Ai de mim — era vidro e logo se quebrou

Não me turbou, porém, o despeito que investe
Gritando maldições contra aquilo que amou.
De ti conservo no peito a saudade celeste
Como também guardei o pó que me ficou
Daquele pequenino anel que tu me deste.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Manuel Bandeira

A eternidade, Arnaldo Antunes. Publicado inicialmente no livro 2 ou + corpos no mesmo espaço. São Paulo: Iluminuras, 1997
A eternidade,
Arnaldo Antunes. Publicado inicialmente no livro 2 ou + corpos no mesmo espaço. São Paulo: Iluminuras, 1997

A Noite Estrelada é uma das mais conhecidas pinturas do artista holandês Vincent van Gogh. Encontra-se no Museu de Arte Moderna de Nova York
A Noite Estrelada é uma das mais conhecidas pinturas do artista holandês Vincent van Gogh. Encontra-se no Museu de Arte Moderna de Nova York

Na linguagem verbal, a função poética busca por elementos que enriqueçam a construção da mensagem. O mais importante entre esses elementos é a eufonia (sucessão de sons agradáveis), além do emprego de figuras de linguagem e outros recursos que conferem maior expressividade ao texto. Além da prosa e da poesia, a função poética também pode ser encontrada na fotografia, na música, no teatro, no cinema, na pintura e em qualquer modalidade discursiva que apresente uma maneira diferente de elaborar o código, transgredindo a visão convencional à qual estamos habituados.

A função poética pode ser encontrada nos textos literários e também nas artes plásticas
A função poética pode ser encontrada nos textos literários e também nas artes plásticas
Publicado por: Luana Castro Alves Perez
Assista às nossas videoaulas
Assuntos relacionados
Verso, estrofe e rima
Entenda o que são versos, estrofes, rimas e suas classificações. Aprenda também o que é sílaba poética e como fazer a escansão ou metrificação dos poemas.
Sinal vermelho, um exemplo de linguagem não verbal.
Linguagem verbal e não verbal
Saiba diferenciar linguagem verbal de não verbal!
Comunicação
o que você precisa ter para se comunicar?
Os recursos estilísticos utilizados na poesia, demarcados pelas figuras de linguagem, conferem mais expressividade à mensagem
Recursos estilísticos da poesia: figuras de linguagem
As figuras de linguagens representam alguns recursos estilísticos da poesia que tornam a mensagem mais expressiva. Conheça algumas delas aqui!
Cada função apresenta um objetivo específico na comunicação. Conhecê-las e identificá-las aprimora a compreensão global de um texto
Funções da linguagem
A comunicação e seus objetivos: Saiba como as funções da linguagem estão presentes nos diversos textos do nosso dia a dia.