Whatsapp icon Whatsapp

Função poética

A função poética é uma das seis funções da linguagem. Seu principal recurso é a construção estilística de textos, em sua maioria, literários ou publicitários.
Dois livros antigos, abaixo do escrito “Função poética”, próximos a uma caneta de pena no tinteiro sobre uma mesa de madeira.
A função poética é aquela voltada para a construção estética do texto, muito comum em poemas.

A função poética é um recurso voltado para a construção estilística do texto. Ela está presente em uma diversidade de gêneros textuais, sendo mais comum em produções literárias, como os poemas, ou em anúncios publicitários.

Saiba mais: Vícios de linguagem — expressões ou construções linguísticas inadequadas segundo a norma culta

Resumo sobre função poética

  • As principais características da função poética, que tem como finalidade atribuir ao seu receptor uma experiência estética, são: preocupação estética, uso de figuras de linguagem e texto criativo e inusitado.

  • Além da função poética, há outras funções da linguagem. São elas: a função emotiva, a função conativa, a função referencial, a função fática e a função metalinguística.

Videoaula sobre função poética

O que é função poética?

A função poética é um recurso utilizado no intuito de proporcionar ao leitor uma experiência estética. Esse processo ocorre em diversos textos e se dá porque a função poética centra-se na mensagem utilizando mecanismos de inovação, surpresa e transformação do próprio texto. Essa função é muito comum principalmente em poemas e anúncios publicitários.

Características da função poética

As principais características da função poética são:

  • preocupação estética com o texto, sendo possível subverter seu formato convencional e padronizado, por exemplo;

  • uso constante de figuras de linguagem para evidenciar e destacar elementos da mensagem;

  • texto criativo e de escrita inusitada;

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como mencionamos, a função poética pode ser encontrada em diversos gêneros textuais, sendo os principais deles o poema, o cordel e os anúncios publicitários. Neles, é muito comum vermos o uso de mensagens que brincam com a sua própria construção, como é o caso, por exemplo, dos poemas concretistas.

Exemplos de função poética

  • Exemplo 1:

Poema concreto de Augusto de Campos

O texto acima é um exemplo da poesia concreta de Augusto de Campos. No poema em questão, o poeta subverte as convenções de escrita que priorizam as construções frasais e a linearidade para trazer uma composição de palavras que rompe as normas. Assim, podemos afirmar que o poema acima faz uso do recurso poético em sua construção por dar destaque à mensagem em si.

  • Exemplo 2:

João amava Teresa que amava Raimundo

que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili

que não amava ninguém.

João foi para os Estados Unidos, Teresa para o convento,

Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia,

Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes

que não tinha entrado na história

Carlos Drummond de Andrade

O poema de Carlos Drummond de Andrade também utiliza a função poética, pois traz uma série de repetições propositais e gradativas sobre o relacionamento das personagens e, ao final, a aparição de uma outra pessoa além já citadas, produzindo um efeito de estranhamento no leitor.

Leia também: Sinestesia — a figura de linguagem que explora e relaciona diferentes sentidos humanos

Outras funções da linguagem

Além da função poética, há ainda outras cinco funções da linguagem. São elas:

  • Função emotiva ou expressiva: focada no próprio emissor, isto é, em seus sentimentos e emoções, apresentando-se de forma subjetiva e pessoal. É encontrada principalmente em poemas, cartas, relatos pessoais etc.

  • Função conativa ou apelativa: direcionada ao receptor, trazendo elementos que possam influenciá-lo sobre algo. Ela é muito comum em propagandas e discursos políticos ou religiosos.

  • Função referencial ou denotativa: trata do conteúdo de maneira objetiva, clara e concisa. É encontrada com facilidade em textos de cunho jornalístico ou materiais didáticos.

  • Função fática: centrada na construção da comunicação em si, com ênfase no contato estabelecido com o destinatário. É encontrada em contextos como a piada, bilhete, ligação telefônica, conversa de elevador etc.

  • Função metalinguística: trata-se da linguagem falando de si mesma, levando em consideração o código utilizado no estabelecimento da comunicação. Há uma diversidade de gêneros textuais que a utilizam, como o dicionário, o romance, a resenha, o resumo etc.

Exercícios resolvidos sobre função poética

Questão 1

(Enem 2013)

Lusofonia

rapariga: s.f., fem. de rapaz: mulher nova; moça; menina; (Brasil), meretriz.

Escrevo um poema sobre a rapariga que está sentada

no café, em frente da chávena de café, enquanto

alisa os cabelos com a mão. Mas não posso escrever este

poema sobre essa rapariga porque, no brasil, a palavra

rapariga não quer dizer o que ela diz em portugal. Então,

terei de escrever a mulher nova do café, a jovem do café,

a menina do café, para que a reputação da pobre rapariga

que alisa os cabelos com a mão, num café de lisboa, não

fique estragada para sempre quando este poema atravessar o

atlântico para desembarcar no rio de janeiro. E isto tudo

sem pensar em áfrica, porque aí lá terei

de escrever sobre a moça do café, para

evitar o tom demasiado continental da rapariga, que é

uma palavra que já me está a pôr com dores

de cabeça até porque, no fundo, a única coisa que eu queria

era escrever um poema sobre a rapariga do

café. A solução, então, é mudar de café, e limitar-me a

escrever um poema sobre aquele café onde nenhuma

rapariga se pode sentar à mesa porque só servem café ao balcão.

JÚDICE, N. Matéria do Poema. Lisboa: D. Quixote, 2008.

O texto traz em relevo as funções metalinguística e poética. Seu caráter metalinguístico justifica-se pela

A) discussão da dificuldade de se fazer arte inovadora no mundo contemporâneo.

B) defesa do movimento artístico da pós-modernidade, típico do século XX.

C) abordagem de temas do cotidiano, em que a arte se volta para assuntos rotineiros.

D) tematização do fazer artístico, pela discussão do ato de construção da própria obra.

E) valorização do efeito de estranhamento causado no público, o que faz a obra ser reconhecida.

Resolução:

Alternativa D

Para resolvermos a questão acima, é importante estarmos cientes das duas funções abordadas no enunciado: a função poética e a função metalinguística. Como vimos, a função poética preocupa-se com a construção estética da obra, sendo o poema e o anúncio publicitário os textos em que isso ocorre com maior frequência. Isso pode ser percebido, dentre outros aspectos, na ausência de iniciais maiúsculas. Já a função metalinguística corresponde, nesse caso, ao texto falando de si mesmo. Considerando que há no texto várias ideias relacionadas à escrita do poema, conclui-se que o processo que prevalece é o da metalinguagem.

Questão 2

Leia o texto a seguir e responda

 Poema “bebe coca cola”, de Décio Pignatari.

Qual é a função predominante no poema acima?

A) Função fática

B) Função conativa

C) Função poética

D) Função referencial

E) Função metalinguística

Resolução:

Alternativa C

O poema brinca com as palavras “beba”, “coca” e “cola”. Ele modifica a disposição do texto, quebrando a linearidade com a qual estamos acostumados. Prevalece, portanto, o uso da função poética, por tratar-se de um recurso estético.

Publicado por Rafael Camargo de Oliveira
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Anúncio publicitário
Saiba o que é um anúncio publicitário, quais são os tipos mais comuns, suas características, a estrutura dessa modalidade e como fazer um anúncio.
Comunicação
o que você precisa ter para se comunicar?
Elementos da comunicação e as funções da linguagem
Os elementos da comunicação estão relacionados com as funções da linguagem. Nenhum ato de fala é desprovido de ambos os conceitos.
Função conativa
Entenda as entrelinhas do discurso: Saiba quais são as principais características da função conativa da linguagem.
Função emotiva
Lirismo, subjetividade e expressividade: Conheça as principais características da função emotiva da linguagem.
Função fática
Linguagem, comunicação e sociedade: Saiba mais sobre a importância da função fática para a criação dos vínculos sociais.
Função metalinguística
A mensagem e o código: Saiba mais sobre a função metalinguística da linguagem.
Função referencial
Linguagem, comunicação e informação: Conheça as principais características da função referencial da linguagem.
Funções da linguagem
A comunicação e seus objetivos: Saiba como as funções da linguagem estão presentes nos diversos textos do nosso dia a dia.
Linguagem verbal, não verbal e mista
Saiba o que é linguagem verbal, linguagem não verbal e linguagem mista. Veja também a resolução de exercícios envolvendo essas formas de linguagem.
video icon
"Sistema Reprodutor Feminino" escrito sobre fundo azul ao lado da ilustração de um corpo feminino
Biologia
Sistema Reprodutor Feminino
Sobre os sistemas reprodutores, podemos concordar que o feminino apresenta uma organização muito mais simples se comparado com o masculino e podemos dizer que é perfeito. Um sistema responsável por produzir um gameta e acomodar todo o processo de desenvolvimento de um bebê só podia estar presente nas mulheres. O sistema reprodutor feminino é formado por órgãos internos e estruturas externas, e possui pouca relação com o sistema excretor.