Whatsapp icon Whatsapp

Animais peçonhentos

Animais peçonhentos são aqueles que possuem glândulas especializadas na produção de veneno e também são capazes de inocular essa substância.
Vista aproximada de uma jararaca em cima de galhos.
A jararaca é uma espécie de animal peçonhento que produz veneno que pode causar necrose.

Animais peçonhentos são animais que possuem, além de glândulas produtoras de veneno, um aparato inoculador capaz de injetar esse veneno no corpo da vítima. Dentre as estruturas especializadas na inoculação de veneno podemos citar dentes e ferrões. Animais peçonhentos se diferenciam daqueles chamados apenas de venenosos, pois esses últimos não apresentam estruturas inoculadoras.

Existem diferentes espécies de animais peçonhentos, sendo possível identificar tanto espécies de vertebrados como de invertebrados. Alguns exemplos de animais peçonhentos são a jararaca, coral-verdadeira, bagre, peixe-escorpião, aranha-marrom, escorpião-amarelo e abelha. Em caso de acidente, recomenda-se que um médico seja consultado.

Leia também: Jiboia — uma das maiores espécies de serpentes não peçonhentas

Resumo sobre animais peçonhentos

  • Animais peçonhentos são aqueles que apresentam estruturas especializadas para inoculação de seu veneno.

  • Utilizam as toxinas que produzem, geralmente, para afastar predadores e capturar suas presas.

  • Diferenciam-se dos venenosos, pois estes não apresentam estruturas específicas para inocular o veneno.

  • São exemplos de animais peçonhentos as abelhas, vespas, maribondos, águas-vivas e algumas espécies de aranhas e serpentes.

  • Em geral, recomenda-se procurar ajuda médica em caso de acidentes com animais peçonhentos.

O que são animais peçonhentos?

Animais peçonhentos são animais que possuem glândulas de veneno em seu corpo e estruturas especializadas na inoculação dessa substância. Dentre essas estruturas especializadas podemos citar ferrões, dentes ocos e espinhos. Nesses animais, o veneno é utilizado, geralmente, para afastar predadores e/ou capturar sua presa. Em geral, os acidentes com seres humanos acontecem quando esses animais são ameaçados.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Diferença entre animais peçonhentos e venenosos

Abelha inoculando veneno através do ferrão na pele humana.
A abelha é considerada um animal peçonhento, pois apresenta um ferrão especializado na inoculação do veneno.

Animais peçonhentos e animais venenosos são animais que apresentam em comum o fato de apresentarem glândulas especializadas na produção de substâncias tóxicas, as quais podem ser usadas como forma de defesa ou mesmo para ajudar na captura de suas presas.

Esses animais, no entanto, se diferem devido ao fato de que os animais venenosos não apresentam aparelho inoculador desse veneno. Nesses casos, o envenenamento ocorre, por exemplo, através do contato, por ingestão ou compressão desses animais.

Veja também: Anfíbios — características desse grupo que abrange mais de 7000 espécies

Lista de animais peçonhentos

  1. Abelha

  2. Água-viva

  3. Aranha-armadeira

  4. Aranha-marrom

  5. Arraia

  6. Bagre-marinho

  7. Caravela-portuguesa

  8. Cascavel

  9. Coral-verdadeira

  10. Escorpião-amarelo

  11. Escorpião-marrom

  12. Jararaca

  13. Lacraia

  14. Maribondo

  15. Naja

  16. Niquim

  17. Peixe-escorpião

  18. Surucucu

  19. Vespa

  20. Viúva-negra

Escorpião no deserto com ferrão levantado, um tipo de animal peçonhento.
Os escorpiões apresentam um ferrão pelo qual injetam veneno em suas vítimas.

Como evitar acidentes com animais peçonhentos?

Os acidentes com animais peçonhentos podem ser muito perigosos e até mesmo fatais em algumas situações. Sendo assim, é importante estar atento a algumas dicas simples que podem evitar que eles aconteçam:

  • Sempre usar luvas e calçados quando for cuidar do quintal e jardim, bem como andar em áreas de mata.

  • Manter os quintais sempre limpos, evitando o acúmulo de entulhos e lixo orgânico.

  • Evitar folhagens densas junto às casas, como trepadeiras.

  • Manter a grama aparada.

  • Não mexer em colmeias e vespeiros.

  • Limpar as caixas de gordura e ralos.

  • Evitar colocar a mão em buracos, em madeiras ou pedras empilhadas e em troncos podres, pois podem ser esconderijos para animais.

  • Vedar forros, assoalhos e frestas em paredes e rodapés.

  • Limpar atrás de móveis, cortinas e quadros.

  • Afastar camas das paredes.

  • Sempre olhar e sacudir roupas e calçados antes de usá-los.

  • Usar telas em janelas, portas e ralos.

  • Preservar predadores naturais de animais peçonhentos.

Saiba mais: Como é produzido o soro antipeçonhento?

Primeiros socorros em caso de acidentes com animais peçonhentos

Acidentes com animais peçonhentos podem ser fatais, portanto é fundamental agir rapidamente para evitar complicações. Vale destacar que a gravidade do acidente com esses animais está diretamente relacionada com fatores como quantidade de veneno injetado, condições de saúde da vítima e a espécie que causou o acidente. Veja como agir em alguns casos específicos.

Mão humana com lesão feita por uma serpente peçonhenta; próxima a ela, a serpente enrolada no chão.
Em caso de acidentes com serpentes, deve-se procurar imediatamente ajuda médica.
  • Acidentes com serpentes: nesses casos, deve-se acalmar o paciente e levá-lo rapidamente para o hospital mais próximo. É importante lavar a região com água e sabão, não fazer torniquetes, incisões ou sucção e não usar receitas caseiras, como colocar pó de café ou folhas no local da picada. O tratamento será feito com a administração de soro antiofídico, o qual é específico para cada espécie de serpente peçonhenta.

  • Acidentes com escorpiões: assim como nos acidentes com serpentes, é importante não fazer torniquetes, incisões ou sucção no local lesionado. Segundo o Instituto Butantan, nesses casos, recomenda-se usar compressas mornas para reduzir a dor, não sendo recomendável colocar gelo no local. A utilização de soro poderá ser feita nesses casos.

  • Acidentes com aranhas: em caso de acidentes com aranha-armadeira e aranha-marrom, recomenda-se que o médico seja procurado para a administração do soro antiaracnídico. Torniquetes, incisões, sucção do veneno e uso de pomadas não devem ser realizados.

  • Acidentes com abelhas: em acidentes com abelhas, é importante lavar a região afetada com água fria e fazer a remoção do ferrão sem que este seja pressionado. Para a retirada do ferrão, recomenda-se a utilização de lâminas, como um cartão, por exemplo. Essa ação é importante para evitar que mais veneno seja injetado. Depois, recomenda-se a utilização de compressas de água fria para aliviar a dor. O serviço de saúde deve ser procurado, especialmente se o acidente envolveu várias picadas e se o paciente for alérgico.

  • Acidentes com águas-vivas: em caso de acidentes com águas-vivas, recomenda-se que o local lesionado seja lavado várias vezes com água do mar. A água doce pode provocar o disparo de mais veneno, sendo importante, portanto, evitar a lavagem com essa água. A compressa com água fria do mar ajuda a aliviar a dor.

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos Relacionados

Abelha (Família Apidae)
Informações sobre esses curiosos animais.
Aranha (Ordem Araneae)
Saiba as características das aranhas peçonhentas encontradas em nosso país.
Caatinga
Um bioma brasileiro castigado pelo regime climático.
Dentição das serpentes peçonhentas
Conheça mais sobre a dentição das serpentes peçonhentas e como elas conseguem inocular o veneno que produzem.
Escorpiões peçonhentos
Conheça aqui as principais espécies de escorpiões peçonhentos encontradas no território brasileiro.
Herbivoria
Saiba mais sobre a herbivoria, relação ecológica interespecífica que é boa para o animal, mas prejudicial às plantas.
Instituto Butantan
Clique aqui e conheça mais sobre o Instituto Butantan, responsável por desenvolver vacinas, soros e várias outras atividades voltadas à saúde pública.
Lacraia (Família Scolopendridae)
Conheça algumas características das lacraias, também chamadas de centopeias.
Mudanças climáticas
Amplie seus conhecimentos sobre mudanças climáticas conhecendo melhor o que é esse fenômeno, bem como suas principais causas e consequências para o planeta.
Nitrificação e Desnitrificação
Saiba mais sobre o elemento químico nitrogênio e o ciclo dos compostos: amônia, nitrito e nitrato.
Serpentes
Clique aqui e conheça mais sobre as características das serpentes, répteis amados por uns e temidos por outros.
Serpentes peçonhentas brasileiras
Características dos quatro gêneros de serpentes responsáveis pelos acidentes envolvendo espécies peçonhentas.
Soro antipeçonhento
Saiba como ocorre a produção de soro antipeçonhento, tratamento utilizado em vítimas de acidentes com animais peçonhentos.
video icon
Professor ao lado do escrito "Qual a diferença entre discurso e texto?".
Português
Qual a diferença entre discurso e texto?
Todo texto é um discurso. Mas e o contrário? Todo discurso é um texto? Nesta aula vamos acabar de vez com essa confusão e deixar bem claro quem é quem no universo textual.