Traqueia

A traqueia é um órgão do sistema respiratório situado logo após a laringe e que se ramifica em dois brônquios. Esse órgão estende-se desde a região da sexta vértebra cervical até a quinta torácica. A traqueia é formada por uma série de cartilagens em formato de C, as quais mantêm o formato de tubo dessa estrutura. A função desse órgão no sistema respiratório é garantir a passagem de ar para que ele atinja os pulmões.

Leia mais: Movimentos respiratórios – inspiração e expiração

Características da traqueia humana

A traqueia humana é um órgão que faz parte do sistema respiratório e funciona como um canal para a passagem de ar que chegará aos pulmões. Esse órgão é uma espécie de tubo que apresenta comprimento de 9 cm a 12,5 cm e inicia-se logo após a laringe, estendendo-se até a sua ramificação em dois brônquios, os quais penetram nos pulmões.

A traqueia garante que o ar seja transportado e chegue até os pulmões.
A traqueia garante que o ar seja transportado e chegue até os pulmões.

A traqueia é constituída por 20 cartilagens hialinas em formato de C. A presença de cartilagem é importante para evitar o fechamento desse canal. As porções livres desses anéis de cartilagem ficam voltadas para o lado posterior e são conectadas por meio de ligamentos fibroelásticos e músculo liso. A presença de músculos é importante no reflexo da tosse, pois sua contração reduz o lúmen da traqueia e garante o aumento da velocidade do ar expirado.

A traqueia é revestida internamente por um epitélio ciliado que garante a movimentação do muco e retirada das impurezas.
A traqueia é revestida internamente por um epitélio ciliado que garante a movimentação do muco e retirada das impurezas.

A traqueia apresenta-se revestida internamente por epitélio cilíndrico pseudoestratificado ciliado. No seu interior, observa-se um muco que é formado pelas as secreções liberadas por glândulas seromucosas e células caliciformes encontradas nesse local. Esse muco é levado para a faringe por meio de batimentos ciliares, que atuam varrendo impurezas. Essa movimentação garante que impurezas retidas no muco sejam deglutidas. Externamente a traqueia é revestida por tecido conjuntivo frouxo, que a conecta aos tecidos adjacentes.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Obstrução da traqueia e a traqueostomia

A traqueia é um importante órgão que garante a passagem do ar em direção aos pulmões. Em algumas situações, essa passagem de ar pode ser comprometida, sendo fundamental sua desobstrução. O processo de desobstrução da traqueia é chamado de traqueostomia, e pode ser recomendado, por exemplo, em casos de obstrução das vias aéreas superiores, na presença de tumor na garganta, em algumas cirurgias de cabeça e pescoço e edema, e devido a infecções ou queimaduras.

No processo de traqueostomia, a traqueia é aberta na região do pescoço e um tubo é introduzido para facilitar a entrada de ar. Esse tubo pode ser feito de plástico ou metal. Na grande maioria das vezes, a traqueostomia é uma condição provisória, entretanto, em determinadas situações, ela pode ser definitiva.

Leia também: Tipos de respiração dos animais

Traqueia dos artrópodes

Em alguns artrópodes, como insetos, temos a chamada respiração traqueal. O sistema traqueal desses animais é constituído por uma rede de tubos de ar que se ramificam por todo o corpo do animal. Os tubos maiores comunicam-se com o meio externo e recebem a denominação de traqueias, enquanto os tubos menores, chamados de traqueólas, estendem-se pelas superfícies de quase todas as células. As traqueias desses animais são formadas por uma série de anéis de quitina, os quais mantêm essa estrutura aberta. Nesse tipo de respiração, verificamos que o oxigênio é levado diretamente até os tecidos, onde ocorrem as trocas gasosas.

Publicado por: Vanessa Sardinha dos Santos
Assuntos relacionados
A estrutura de um nervo contém diversos elementos, como os destacados na imagem
Nervos
Entenda o que são os nervos e conheça a estrutura e as principais funções desses componentes do sistema nervoso periférico.
O sistema urinário, ou excretor, é responsável pela produção da urina
Sistema excretor
Aprenda um pouco mais sobre os componentes do sistema excretor e compreenda algumas de suas características básicas.
Hematose é a troca de gás carbônico por gás oxigênio nos alvéolos pulmonares.
Hematose
Processo de trocas gasosas (difusão): oxigênio e dióxido de carbono.
Os brônquios estão localizados logo após a traqueia.
Brônquios
Condutos cartilaginosos localizados logo abaixo da porção terminal da traqueia.
Hormônios Sexuais
Conheça quando e onde são produzidos os hormônios sexuais masculinos e femininos!
Os neurônios
Neurônio
Amplie seus conhecimentos a respeito dos neurônios, as unidades básicas do sistema nervoso. Confira as principais partes dessa célula, sua função e seus tipos.
A coluna apresenta, naturalmente, curvaturas
Desvios posturais
Lordose, escoliose e cifose: alterações na coluna representadas por desvios anormais ou acentuação de seus desvios naturais.
O sistema cardiovascular é responsável por levar o sangue para todas as partes do corpo
Circulação sistêmica e pulmonar
Compreenda a diferença entre circulação sistêmica e pulmonar, bem como o caminho que o sangue percorre no organismo.
Na figura podemos observar os sacos aéreos, estruturas muito importantes para as aves
Sistema respiratório das aves
Conheça mais sobre o sistema respiratório das aves e saiba quais órgãos fazem parte desse sistema.
Tipos de respiração dos animais
Conheça os diferentes tipos de respiração dos animais clicando aqui! Neste texto exploraremos, entre outras, as respirações traqueal, branquial e pulmonar.
Órgãos do corpo humano
Conheça alguns dos principais órgãos do corpo humano, suas características e suas respectivas funções com este texto! Clique aqui e confira!
A figura mostra um tecido epitelial pseudoestratificado do trato respiratório
Tecido epitelial
Conheça as características do tecido epitelial, bem como suas funções e classificações.