Whatsapp icon Whatsapp

Regência nominal e regência verbal

Tanto a regência nominal quanto a verbal trata da relação que se estabelece entre termos em um dado contexto oracional
Tanto a regência nominal quanto a verbal trata da relação que se estabelece entre termos em um dado contexto oracional

Para aprendermos as particularidades que norteiam a regência nominal e a regência verbal, temos que, antes de tudo, compreendermos que, em se tratando do universo gramatical, a palavra nominal vem de “nome”, o qual é representado pelo substantivo, adjetivo e advérbio.

Nesse sentido, ao fazermos uso dos vocábulos que a língua portuguesa nos disponibiliza e, consequentemente, agrupá-los de modo a elaborarmos nosso pensamento, verificamos que tanto os nomes quanto os verbos não possuem o sentido necessário se desacompanhados de outro termo. Dessa forma, atestamos a relação de dependência que há entre um termo (o qual pode ser o verbo, substantivo, adjetivo e advérbio) e seu respectivo complemento.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Assim, para que possamos efetivar de forma plena nossa compreensão, atentemo-nos aos enunciados que seguem:

Devemos obedecer AOS mais velhos.

Parece que tudo fica mais claro a partir do momento em que fazemos a pergunta ao próprio verbo, ou seja: devemos obedecer a quem? AOS MAIS VELHOS.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Compreendemos, portanto, que a relação que se estabelece entre o verbo obedecer e seu respectivo complemento é sempre intermediada por uma preposição.
Entretanto, dependendo da predicação verbal, esse complemento poderá estar sem o uso da preposição.

Ela está apta AO trabalho.

Inferimos que o adjetivo “apta” (classificado como um nome) também requer um complemento acompanhado de preposição, fato que fica comprovado quando fazemos a pergunta a esse adjetivo, isto é, apta a quê? AO TRABALHO.

Você irá conhecer de forma diversificada questões como essas por meio de tantos outros exemplos, bastando sabe o quê? Apenas um clique!


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

Publicado por Vânia Maria do Nascimento Duarte
Assista às nossas videoaulas

Seções de Regência nominal e regência verbal

Regência Verbal
Definição e algumas considerações sobre regência verbal.

Artigos de Regência nominal e regência verbal

Atribui-se uma singular importância a tal fato linguístico
A regência verbal constituída de pronomes relativos
Constate acerca de algumas elucidações pertinentes a esse caso!
A regência é demarcada pelo sentido que representa
O verbo implicar – sentidos distintos implicam em diferentes regências
Norteie seu conhecimento acerca dessa ocorrência linguística!
O pronome “você” corresponde à segunda pessoa do discurso e à terceira pessoa gramatical
Pronome “você”: segunda ou terceira pessoa do discurso?
O pronome “você” é a segunda ou a terceira pessoa do discurso? Descubra essa resposta e entenda por que essa palavra recebe essa classificação.
O uso correto das preposições refere-se a uma característica relacionada à regência de verbos com sentido contrário
Regência de verbos com sentido contrário
Porventura, como anda sua competência linguística? Caso deseje aprimorá-la ainda mais, acesse e confira acerca da regência de verbos com sentido contrário.
A regência do verbo acusar está relacionada aos sentidos que ele apresenta
Regência do verbo acusar
A regência do verbo acusar é determinada por meio dos sentidos por ele apresentados.
A regência do verbo agradecer se demarca pelo fato de ele ser constituído de dois complementos: um objeto direto e outro indireto
Regência do verbo agradecer
Que tal conhecer a regência do verbo “agradecer”? Com certeza você não terá mais nenhuma dúvida em relação a esse fato linguístico, pois é só clicar!
A regência do verbo “falar” é demarcada pelo fato de ele se apresentar acompanhado de distintos complementos
Regência do verbo falar
A depender dos complementos inerentes ao verbo “falar”, este obedece a regências distintas. Certifique-se desse fato linguístico aqui!
No estudo da regência do verbo “insistir”, constatamos que ele se apresenta como transitivo indireto, bem como intransitivo
Regência do verbo insistir
Analisando a regência do verbo “insistir”, constatamos que ele pode ser transitivo indireto e intransitivo. Clique e confira!
Conhecer a regência do verbo lembrar: sinal de competência linguística
Regência do verbo lembrar
Amplie sua competência linguística, conhecendo aqui a regência do verbo lembrar!
<p>O verbo “induzir” tem origem no latim <em>inducere</em> e pode apresentar diferentes significados</p>
Regência do verbo “induzir”
Dúvidas verbais: Clique e confira uma explicação simples e eficiente sobre a regência do verbo “induzir”.
Regência nominal
Clique aqui e veja tudo sobre regência nominal. Entenda a utilidade dessa parte da sintaxe na língua portuguesa. Aprenda mais com exercícios resolvidos sobre o tema!
Regência Verbal de alguns verbos
Esclarecimentos sobre a regência correta de alguns verbos que geram dúvidas.
Apesar do que afirmam os preceitos gramaticais, o uso de verbos com regências distintas, mas com um só complemento, torna-se perfeitamente aceitável
Um só complemento para distintas regências
Apesar do que afirmam os preceitos gramaticais, o uso de verbos com regências distintas, mas com um só complemento, torna-se perfeitamente aceitável. Clique e confira!
Em se tratando das particularidades da regência, o verbo responder se classifica como transitivo indireto e bitransitivo.
Verbo Responder – particularidades da regência
Você responde a pergunta ou à pergunta? Antes de responder corretamente, clique e confira acerca das particularidades da regência desse verbo.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Sigmund Freud
Filosofia
Sigmund Freud
Nessa videoaula você conhecerá mais sobre a vida e estudos do "pai" da psicanálise.
video icon
Thumb Brasil Escola
Literatura
Realismo fantástico
Trazemos uma análise sobre realismo fantástico. Assista já!
video icon
Thumb Brasil Escola
Química
Funções orgânicas
Tire um tempo para entender melhor o que são as amidas.