Whatsapp icon Whatsapp

Verbos pronominais

Verbos pronominais são acompanhados do pronome oblíquo, que indica que a ação do verbo é refletida no próprio sujeito que a executa ou, no caso de mais de um sujeito, que se trata de uma ação recíproca que reflete em todos os sujeitos do enunciado.

Alguns verbos pronominais são essenciais, isto é, o verbo precisa estar acompanhado do pronome oblíquo para fazer sentido . Outros verbos pronominais são acidentais, ou seja, existem sem o pronome oblíquo, mas também podem estar acompanhados dele.

Leia também: O que são verbos dicendi?

Conjugação dos verbos pronominais

Os verbos pronominais requerem especial atenção em sua conjugação! Além da concordância verbal feita entre sujeito e verbo, também deve-se entender como o pronome oblíquo precisa concordar com a pessoa a que faz referência. Vamos entender melhor?

  • Conjugação pronominal reflexiva

Na conjugação pronominal reflexiva, a ação do verbo é refletida no próprio sujeito que a executa. Por exemplo, o verbo “levantar-se” apresenta pronome oblíquo, que indica que a ação do verbo em questão é feita pelo sujeito em si próprio. Dessa forma, o pronome oblíquo concorda com a pessoa que executa a ação. Veja os exemplos seguintes, em que o sujeito é um pronome pessoal do caso reto.

Sujeito (pronome reto) + pronome oblíquo + verbo

  • Eu me levantarei muito cedo amanhã.
  • Ele nunca se levanta a tempo, está sempre atrasado...
  • Nós até nos levantamos antes do horário!

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Note nos exemplos anteriores que não apenas a desinência do verbo “levantar-se” precisou concordar com o sujeito: o pronome oblíquo também precisa concordar com o sujeito, já que se trata de uma ação reflexiva, isto é, que o sujeito executa em si mesmo. Veja na tabela:

Pronome pessoal
do caso reto

Pronome pessoal
do caso oblíquo

Verbo

eu

me

levanto

tu

te

levantas

ele/ela

se

levanta

nós

nos

levantamos

vós

vos

levantais

eles/elas

se

levantam

 

Perceba como tanto o verbo quanto o pronome oblíquo precisam concordar com o sujeito que executa a ação (nesse caso, em si mesmo).

Veja outros verbos que podem ter uma colocação pronominal reflexiva (do sujeito em si mesmo):

amar-se

(a si mesmo)

maquiar-se

barbear-se

matar-se

cuidar-se

olhar-se

(no espelho)

machucar-se

pentear-se

  • Conjugação pronominal recíproca

A conjugação pronominal recíproca ocorre quando o verbo tem mais de um sujeito (ou, ao menos, sujeito no plural) e sua ação é refletida em cada um desses sujeitos. Em outras palavras, a ação do verbo é executada quando o sujeito pode ser substituído por um pronome na 1ª, 2ª ou 3ª pessoa do plural. Veja os exemplos seguintes, nos quais o sujeito é um pronome pessoal do caso reto.

Sujeito (pronome reto) + pronome oblíquo + verbo

  • Nós nos cumprimentamos na festa.
  • Vós vos cumprimentais toda manhã, certo?
  • Eles nunca mais se cumprimentaram depois da briga.

ou

  • Eu e ele nos cumprimentamos na festa.
  • Tu e ela vos cumprimentais toda manhã, certo?
  • Ele e ela nunca mais se cumprimentaram depois da briga.

Nos exemplos, a conjugação pronominal é classificada como recíproca já que o pronome oblíquo não indica que a ação do verbo foi executada pelo sujeito em si mesmo, e sim de um sujeito para o outro, reciprocamente.

Veja outros verbos que podem ter uma colocação pronominal reflexiva (de um sujeito para o outro):

abraçar-se

estimar-se

agredir-se

falar-se

amar-se

(um ao outro)

ligar-se

beijar-se

ver-se

(um ao outro)

Leia também: Pronomes pessoais – pronomes que se referem às pessoas do discurso

Verbos pronominais essenciais

São chamados de verbos pronominais essenciais aqueles obrigatoriamente acompanhados do pronome oblíquo, sem o qual não seria possível conjugar o verbo de modo que ele fizesse sentido. Veja alguns verbos pronominais essenciais:

abster-se

indignar-se

apiedar-se

queixar-se

arrepender-se

suicidar-se

atrever-se

zangar-se

 

Veja alguns exemplos de verbos pronominais essenciais e note que não é possível conjugá-los sem usar o pronome oblíquo:

  • Ela se arrependeu de ter ido à festa.
  • Eu me abstive de tomar qualquer decisão.
  • Ninguém se atreveu a questioná-la.

Verbos pronominais acidentais

Verbos pronominais acidentais são aqueles que podem se apresentar sem o pronome oblíquo, isto é, podem ocorrer acompanhados ou não do pronome. Veja alguns verbos pronominais acidentais:

Verbo

Verbo pronominal acidental

aceitar

aceitar-se

desculpar

desculpar-se

esquecer

esquecer-se

iludir

iludir-se

lembrar

lembrar-se

pentear

pentear-se

ver

ver-se

 

Note que é possível usar esses verbos sem o pronome oblíquo. No entanto, muitas vezes o pronome é incluído, o que altera levemente o significado do verbo, explicitando uma ação que ocorre no próprio sujeito (reflexiva ou reciprocamente).

Contudo, atenção à regência! Muitas vezes o verbo pronominal é regido por preposição. Veja os exemplos:

  • Eu esqueci algo em casa...
  • Eu me esqueci de algo em casa...
  • Eles lembram o que aconteceu lá?
  • Eles se lembram do que aconteceu lá?
Verbos pronominais são acompanhados de pronome oblíquo, indicando que a ação se reflete no sujeito do enunciado.
Verbos pronominais são acompanhados de pronome oblíquo, indicando que a ação se reflete no sujeito do enunciado.

Colocação pronominal

Você se recorda das regras de colocação pronominal? Elas indicam se o pronome oblíquo aparece antes do verbo, depois dele ou até entrecortando-o.

Próclise

antes
do verbo

Eu me cuido.

Mesóclise

no meio
do verbo

Cuidar-me-ia melhor, se tivesse mais tempo...

Ênclise

após
o verbo

Cuide-se!

 

A norma-padrão da gramática prefere o uso da mesóclise, porém esta tem sido cada vez menos frequente na linguagem coloquial, havendo cada vez mais ocorrência de ênclise e, principalmente, de próclise.

Entre as principais regras, espera-se que o pronome oblíquo seja atraído para perto de outros pronomes, de advérbios e de preposições, entre outras tendências que orientam o uso da próclise ou da ênclise em detrimento da mesóclise.

Exercícios resolvidos

Questão 1 – Assinale a alternativa que contém um verbo pronominal essencial.

A) Nós nos lembramos daquele dia com muito carinho.
B) Vocês já se olharam no espelho?
C) Eu me machuquei sem querer ontem.
D) Eles se ligam para conversar sempre que podem.
E) Ele se atreveu a responder-me dessa maneira.

Resolução

Alternativa E. O verbo “gabar-se” é pronominal essencial.

Questão 2 – Indique se a conjugação pronominal é reflexiva (RF) ou recíproca (RC).

A) Eu vou me queixar à sua supervisora!
B) Elas se esqueceram de levar o material para casa.
C) Nós nos cumprimentamos muito felizes pelo reencontro.
D) Nós nos dedicamos muito aos estudos.

Resolução

A) O verbo “queixar-se” tem conjugação reflexiva.
B) O verbo “esquecer-se” tem conjugação reflexiva.
C) O verbo “abraçar-se” tem conjugação recíproca.
D) O verbo “dedicar-se” tem conjugação reflexiva.

Publicado por Guilherme Viana
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Conjugações verbais
Conheça neste espaço a importância de se manter atento (a) a algumas conjugações verbais!
Diferenças linguísticas entre o infinitivo e o subjuntivo
O infinitivo e o futuro do subjuntivo apresentam algumas semelhanças linguísticas. Clique e confira as diferenças que há entre eles!
Formas Rizotônicas e Arrizotônicas
Nas formas rizotônicas o acento tônico recai no radical; e nas arrizotônicas, nas terminações. Clique e confira mais detalhes!
Minúcias do verbo desculpar
O verbo “desculpar” apresenta algumas minúcias: tanto pode ser usado na forma transitiva direta como na forma pronominal. Atenha-se a mais detalhes aqui!
Minúcias relativas às locuções verbais
Confira algumas considerações importantes!
O verbo pedir e suas particularidades semânticas
Acompanhado ou não da preposição? Descubra aqui!
Tempos derivados do presente do modo indicativo
Sua competência linguística pode se ampliar ainda mais, sabe como? Clicando e conferindo acerca dos tempos derivados do presente do modo indicativo!
Transitividade verbal
A transitividade, intransitividade do verbo e verbo de ligação.
video icon
Texto"Matemática do Zero | Repartir em partes diretamente proporcionais" em fundo azul.
Matemática do Zero
Matemática do Zero | Repartir em partes diretamente proporcionais
Quando realizamos uma divisão em partes diretamente proporcionais estamos dividindo um número de maneira proporcional a uma sequência de outros números. Nessa aula veremos como repartir em partes diretamente proporcionais utilizando a definição e posteriormente um macete.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
videoaula brasil escola
Biologia
Transgênicos
Você sabe o que são alimentos transgênicos? Não se engane, eles estão mais presentes do que você imagina!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Química
Alotropia
Não deixe de assistir nossa aula para fixar tudo o que você estudou sobre alotropia!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Filosofia
Batman
Que tal assistir ao vídeo para uma análise ética sobre o herói?