Whatsapp icon Whatsapp

Império Otomano

O Império Otomano foi um dos mais duradouros e vastos da História. Foi fundado ainda na Idade Média e só teve fim após a Primeira Guerra Mundial.
Mesquita Azul, construída pelos otomanos, e Santa Sofia, ao fundo, construída no período bizantino, ambas em Istambul
Mesquita Azul, construída pelos otomanos, e Santa Sofia, ao fundo, construída no período bizantino, ambas em Istambul

O Império Otomano, ou Turco-Otomano, foi um dos mais duradouros da História, tendo atravessado toda a era moderna e só chegado ao fim com o término da Primeira Guerra Mundial, em 1918. O acontecimento que comumente é tido pelos historiadores como inaugurador da Idade Moderna é a queda de Constantinopla, centro do Império Bizantino, e foi deflagrado pelos turco-otomanos.

O Império Otomano desenvolveu-se a partir do principado muçulmano do sultão Osmã, ou Otman I (1258-1324), como também é conhecido, durante o processo de expansão árabe na Idade Média. O império de Osmã tornou-se progressivamente um dos mais poderosos entre os islâmicos e, por volta do ano 1300, começou a empreender várias ofensivas contra o Império Bizantino, que dominava a região da atual Turquia, conhecida como Anatólia.

O filho de Osmã, Okhan, continuou a expansão do pai e reformulou o exército otomano, tornando-o ainda mais poderoso. A ordenação do exército era um dos principais trunfos do império otomano. Havia uma formação de guerreiros de elite, denominados janízaros (ou Yeniçeri, em turco), que passaram a constituir uma das maiores máquinas de guerra do período.

O controle por parte dos otomanos expandiu-se em direção à Península Arábica e à Mesopotâmia durante os séculos XIV e XV. O sultão Momé II, ou Mehemd (1432-1481), foi o responsável pela derrota do Império Bizantino em 1453, ocasião em que reclamou para si o título de califa, denominação máxima de um político muçulmano, significando o soberano sobre todos os muçulmanos. Foi a primeira vez que um turco-otomano, e não um árabe, recebeu o título de califa. Foi nesse momento que Constantinopla teve seu nome mudado para Istambul.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O legado cultural e político do Império Otomano reflete-se ainda hoje em nações árabes, como a Turquia e a Arábia Saudita. Na capital da Turquia, Istambul, há exemplos da arte e arquitetura muçulmana que convivem com a arte e a arquitetura bizantina, produto da ortodoxia cristã. Os monumentos mais suntuosos são a Igreja de Santa Sofia e a Mesquita Azul.

Desde então, o Império Otomano passou a dominar uma região que incluía a Anatólia, os Bálcãs, o norte da África, a Península Arábica e grande parte da Ásia Menor. Um dos acontecimentos mais impactantes do século XX foi protagonizado pelo Império Otomano: o genocídio dos armênios, entre os anos de 1915 e 1917, durante a Primeira Guerra Mundial.

Publicado por Cláudio Fernandes

Artigos Relacionados

O Papa Urbano II convocou os cristãos europeus a integrar os exércitos do movimento cruzadista.
A Igreja e as Cruzadas
A Igreja e as Cruzadas, Cruzadas, movimento cruzadista, Terra Santa, Jerusalém, peregrinos, expansão muçulmana, turcos seldjúcidas, Concílio Clermont, papa Urbano II.
Clero, nobreza e campesinato: a tríade fundamental da sociedade feudal.
A Sociedade Feudal
A organização social da Europa durante a Idade Média.
Villa: unidade produtiva romana que influenciou na formação dos feudos medievais.
As influências germânicas e romanas no Ocidente Medieval.
Idade Média, Cultura Medieval, povos germânicos, cultura germânica, comitatus, economia natural, Roma, ruralização, villa, colono, escravos, plebeus, clientes, classe servil.
Baixo-relevo romano mostrando uma batalha. Povo marcadamente bélico, os romanos tiveram nos guerreiros bárbaros seus principais algozes
As invasões bárbaras e a queda de Roma
As invasões bárbaras levaram à desintegração do Império Romano do Ocidente e à constituição das características do mundo medieval.
Acima, emblema do Império Otomano *
Ascensão do Império Otomano
Entenda como se efetivou a ascensão do Império Otomano na transição da Idade Média para a Idade Moderna.
Bárbaros (povos germânicos)
Leia nosso artigo e entenda a origem do termo bárbaros. Conheça o caso dos germânicos, povos que foram chamados de bárbaros pelos romanos.
Os cátaros não se subordinavam aos preceitos da Igreja Católica.
Catarismo
Uma heresia medieval que se afastava do mundo material.
Crianças vítimas do genocídio armênio
Genocídio e etnocídio
Você conhece a diferença entre genocídio e etnocídio? Embora sejam conceitos diferentes, eles estão relacionados. Saiba mais!
Madre Teresa de Calcutá
Conheça detalhes importantes da biografia de Madre Teresa de Calcutá, uma freira que dedicou a sua vida a obras de caridade, sendo reconhecida no mundo todo.
Acima, “A Batalha de Alexandre”, de Altdorfer, 1529
Tempos históricos no quadro “A Batalha de Alexandre”
Entenda como se confluem os tempos históricos no quadro “A Batalha de Alexandre”, de Albrecht Altdorfer, pintado em 1529 para o Duque da Baviera.
video icon
Filosofia
O que há de real nos reality shows?
Os reality shows são programas de entretenimento que dizem passar para os espectadores a realidade. Mas o que há de real por trás deles? Será que podemos confiar nesses programas como aqueles que nos mostram cenas verídicas do cotidiano? Confira nosso vídeo!

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Genitive Case
É hora de aperfeiçoar sua gramática na Língua Inglesa. Assista!
video icon
Videoaula Brasil Escola
Sociologia
Democracia racial
Você sabe o que significa democracia racial? Clique e nós te ensinamos!
video icon
Tigres Asiáticos
Geografia
Tigres Asiáticos
Assista à nossa videoaula sobre os Tigres Asiáticos, e conheça as razões do desenvolvimento rápido desses territórios.