Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Química Geral
  4. Regra do Octeto

Regra do Octeto

A Regra do Octeto estabelece que os átomos dos elementos ligam-se uns aos outros na tentativa de completar a sua camada de valência (última camada da eletrosfera). A denominação “regra do octeto” surgiu em razão da quantidade estabelecida de elétrons para a estabilidade de um elemento, ou seja, o átomo fica estável quando apresentar em sua camada de valência 8 elétrons.
Para atingir tal estabilidade sugerida pela Regra do Octeto, cada elemento precisa ganhar ou perder (compartilhar) elétrons nas ligações químicas, dessa forma eles adquirem oito elétrons na camada de valência. Exemplo:

Repare que os átomos de Oxigênio se ligam para atingirem a estabilidade sugerida pela Regra do Octeto. As diferentes cores de eletrosfera mostradas na figura nos ajudam a interpretar o seguinte:

1. Átomos de Oxigênio possuem seis elétrons na camada de valência (anel externo na figura).
2. Para se tornarem estáveis precisam contar com 8 elétrons, o que fazem então? Compartilham dois elétrons (indicado na junção dos dois anéis), formando uma molécula de gás Oxigênio (O2).

A justificativa para essa regra é que as moléculas ou íons tendem a ser mais estáveis quando a camada de elétrons externa de cada um dos seus átomos está preenchida com oito elétrons (configuração de um gás nobre). É por isso que os elementos tendem sempre a formar ligações na busca de tal estabilidade.

Existem exceções para a Regra do Octeto, alguns compostos não precisam ter oito elétrons na camada de valência para atingir a estabilidade, vejamos quais:

Berílio (Be)

Átomo capaz de formar compostos com duas ligações simples, sendo assim, estabiliza-se com apenas quatro elétrons na camada de valência.

Boro (B)

Forma substâncias moleculares com três ligações simples, ficando estável com seis elétrons na última camada.

Alumínio (Al)

É uma exceção à Regra do Octeto pelos mesmos motivos que o Boro, atinge a estabilidade com seis elétrons na camada de valência.

Composto estável: camada de valência completa.
Composto estável: camada de valência completa.
Publicado por: Líria Alves de Souza
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios

Questão 1

Uma substância iônica de fórmula X3Y2 é formada por elemento metálico bivalente e um elemento ametálico monovalente. Qual dos elementos a seguir poderia representar o ametal Y presente nesse composto iônico?

a) Potássio

b) Oxigênio

c) Nitrogênio

d) Cloro

e) Alumínio

Questão 2

A tabela a seguir traz as configurações eletrônicas de cinco átomos hipotéticos, representados pelos símbolos A, B, C, D e E.

Qual(is) poderia(m) ser considerado(s) estável(is) de acordo com a regra do octeto?

a) Apenas b e D.

b) Apenas A e C.

c) Apenas E.

d) Apenas B.

e) Apenas C.

Mais Questões
Assuntos relacionados
O dióxido de carbono é formado por ligações covalentes entre o carbono e dois átomos de oxigênio
Ligação Covalente
Entenda como ocorre a ligação covalente e como ela é representada por meio de fórmulas eletrônicas e estruturais.
O cloreto de sódio é um exemplo de composto formado a partir de ligação iônica entre os átomos
Ligação Iônica
Entenda como ocorre a ligação iônica, descubra seus princípios e características e aprenda a montar as fórmulas de compostos iônicos.
Modelo atômico de Bohr.
O átomo de Bohr
Niels Bohr, átomo de Bohr, física atômica, átomo estável, modelo atômico sistema planetário, camadas da eletrosfera, níveis de energia, camadas eletrônicas, energia dos elétrons, modelo atômico de Rutherford, átomo em estado excitado.
Representação da molécula de água em sua geometria molecular
Tipos de Geometria molecular
Clique e conheça as características dos principais tipos de geometria molecular existentes e aprenda a reconhecê-los nas mais diversas substâncias.
Gases se apresentam como moléculas ou átomos isolados.
Estudo do comportamento dos gases
Reação dos gases ao aumento de temperatura e pressão.
Qual a diferença entre síntese e análise?
Síntese e análise
Para a química orgânica, os passos da síntese e análise é fundamental. Clique e entenda!
Imagem meramente ilustrativa de ligação química envolvendo elétrons em camadas internas do átomo
Ligações químicas entre elétrons de camadas internas
Veja novos estudos que mostram a possibilidade de ligações químicas entre elétrons de camadas internas, o que vai contra as regras básicas da química.
A acetona é um exemplo de substância que apresenta ligação pi em sua estrutura
Ligação pi
Conheça os critérios para que uma ligação pi seja estabelecida entre átomos.
A grafita é um alótropo do ametal carbono que tem capacidade de conduzir corrente elétrica
Propriedades dos ametais
Conheça as principais propriedades físicas e químicas dos ametais!
Modelo de hibridização entre um orbital s e um orbital p
Hibridização do Berílio
Clique e aprenda como se processa a hibridização do Berílio e conheça ainda a forma como seus orbitais devem ser classificados e representados!
O Boro é um elemento químico que se localiza no grupo XIII da Tabela Periódica
Hibridização do boro

Clique e entenda passo a passo como ocorre a hibridização do boro e por que ela é conhecida como hibridização do tipo sp2.

Letra grega que representa o vetor momento dipolar resultante
Vetor momento dipolar resultante em moléculas
Clique e aprenda por meio de vários exemplos a determinar o vetor momento dipolar resultante de uma molécula.
O dióxido de carbono é um exemplo de substância que apresenta moléculas apolares
Moléculas apolares
Clique e aprenda a identificar moléculas apolares a partir de duas formas práticas de analisar sua estrutura.
A substância metano apresenta apenas ligações sigma entre os átomos.
Tipos de ligações sigma
Clique para aprender a determinar o tipo de ligação sigma existente entre os átomos presentes em uma molécula. Essa determinação é totalmente dependente do orbital (s, p ou hibridizado) incompleto existente em cada um dos átomos envolvidos nesse tipo de ligação. Retire todas as suas dúvidas sobre o assunto aqui!
Maleabilidade: permite obter diversos objetos.
Metais
Metais, maleabilidade, ductibilidade, condutibilidade, brilho metálico, estrutura cristalina, corrente elétrica, coloração vermelha, coloração dourada, cobre, ouro, cor prateada, raios X, agrupamento de cátions fixos, elétrons deslocalizados.