Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Química Geral
  4. Ligação Iônica

Ligação Iônica

Ligação iônica é uma interação entre átomos na qual ocorre a perda e o ganho de elétrons, resultando em compostos com características e fórmulas bem particulares.

Ligação iônica é o nome dado a uma das três formas como os átomos podem interagir entre si. As outras formas de interação entre átomos são a ligação covalente, que ocorre entre átomos de ametais, hidrogênios, ou ametal e hidrogênio, e a ligação metálica, a qual acontece somente entre átomos de um mesmo metal.

Os átomos dos elementos químicos que participam da ligação iônica devem apresentar, obrigatoriamente, a natureza de ganhar ou perder elétrons, assim, a ligação iônica pode ocorrer entre:

  • um metal e um ametal;

  • um metal e o hidrogênio.

As fórmulas dos compostos formados a partir de ligação iônica sempre apresentam um padrão YX, em que o Y sempre será o elemento metálico. Dessa forma, para identificar um composto iônico, basta verificar se a fórmula inicia com um elemento metálico.

Princípio da ligação iônica

Para um melhor entendimento de como ocorre uma ligação iônica, vamos utilizar a substância iônica mais conhecida entre nós, o cloreto de sódio (NaCl). Nesse composto iônico, estão os elementos:

  • Sódio: elemento metálico, pois possui característica de perder elétron; pertencente à família IA, de número atômico 11, com um elétron na camada de valência, como podemos observar na distribuição eletrônica abaixo:

Distribuição eletrônica do elemento sódio

A perda de elétron ocorre com relação aos elétrons que estão na camada de valência, logo, o átomo de sódio perde apenas um elétron. Com isso, ele passa a ter uma nova camada de valência, a segunda, que contém oito elétrons (obedecendo, assim, a regra do octeto).

Nova camada de valência do elemento sódio

  • Cloro: elemento ametálico, pois possui característica de ganhar elétron; pertencente à família VIIA, de número atômico 17, com sete elétrons na camada de valência, como podemos observar na distribuição eletrônica abaixo:

Distribuição eletrônica do elemento cloro

O ganho de elétron ocorre na camada de valência, dessa forma, o átomo de cloro ganha um elétron, pois falta apenas um para atingir a regra do octeto. Com isso, ele passa a ter oito elétrons na sua camada de valência.

Nova camada de valência do elemento cloro

Obs.: Assim, de uma forma geral, seguindo a regra do octeto, na ligação iônica, o metal, ao perder seus elétrons na camada de valência, torna-se estável, pois passará a ter uma nova camada de valência com dois (desde que seja no primeiro nível) ou oito elétrons. Com os ametais ou o hidrogênio não é diferente, pois, ao ganhar elétrons, passarão a ter dois ou oito elétrons na camada de valência.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Construção das fórmulas químicas dos compostos formados por ligação iônica

Para construir a fórmula de uma substância formada a partir da ligação iônica, devemos obedecer o seguinte padrão:

  • Determinar a carga do cátion;

  • Determinar a carga do ânion;

  • Cruzar as cargas, de forma que a carga do cátion seja o índice atômico (número à direita da sigla) do ânion, e vice-versa.

1º Exemplo: Fórmula com os elementos alumínio e bromo.

  • Alumínio: é um metal, por isso, tem a tendência de perder elétron; da família IIIA, pois possui três elétrons na camada de valência, logo, sua carga é +3;

  • Bromo: é um ametal, por isso, tem a tendência de ganhar elétron; da família VIIA, pois possui sete elétrons na camada de valência, logo, sua carga é -1;

  • O número 3, referente à carga do alumínio, será o índice do bromo, e o número 1, referente à carga do bromo, será o índice do alumínio.

Como a carga do alumínio é +3 e a do bromo é -1, assim, a fórmula do composto iônico será AlBr3.

2º Exemplo: Fórmula com os elementos magnésio e hidrogênio.

  • Magnésio é um metal, por isso, tem a tendência de perder elétron; da família IIA, pois possui dois elétrons na camada de valência, portanto, sua carga é +2;

  • Hidrogênio: não é ametal, porém, quando próximo a um metal, apresenta a tendência de ganhar elétron; não pertence a nenhuma família, pois possui um elétron na camada de valência. Assim, sua carga é -1;

  • O número 2, referente à carga do magnésio, será o índice do hidrogênio, e o número 1, referente à carga do hidrogênio, será o índice do magnésio.

Como a carga do magnésio é +2 e a do hidrogênio é -1, logo, a fórmula do composto iônico será MgH2.

Características dos compostos químicos formados por ligação iônica

De uma forma geral, os compostos iônicos, isto é, substâncias formadas mediante ligação iônica, apresentam as seguintes características:

  • São sólidos à temperatura ambiente;

  • Seus átomos organizam-se de uma maneira a produzir um retículo cristalino (um cristal).

Obs.: Nos compostos iônicos, os átomos aglomeram-se de forma a ocupar os vértices de estruturas cristalinas. No cloreto de sódio, por exemplo, um ânion cloreto (esfera roxa) interage ao mesmo tempo com seis cátions sódio (esferas verdes):

Representação da estrutura cristalina do cloreto de sódio

  • São solúveis em água;

  • São capazes de realizar o fenômeno da dissociação (liberação de íons) quando sofrem fusão, ou seja, quando passam do estado sólido para o estado líquido, ou quando estão dissolvidos em água;

  • Apresentam elevados pontos de fusão e de ebulição;

  • Possuem brilho;

  • Conduzem corrente quando dissolvidos em água ou após sofrerem o processo de fusão.

O cloreto de sódio é um exemplo de composto formado a partir de ligação iônica entre os átomos
O cloreto de sódio é um exemplo de composto formado a partir de ligação iônica entre os átomos
Publicado por: Diogo Lopes Dias
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
Lista de Exercícios

Questão 1

Dos compostos abaixo, qual não realiza ligação iônica?

a) NaCl

b) Mg(Cl)2

c) CaO

d) HCl

e) Na2O

Questão 2

Considere os seguintes elementos químicos e as suas respectivas famílias ou grupos na Tabela Periódica:

Alguns elementos químicos e suas respectivas famílias
Alguns elementos químicos e suas respectivas famílias

Alguns desses elementos realizam ligações iônicas entre si, formando compostos. Indique qual das fórmulas unitárias dos compostos formados a seguir está incorreta:

a) Al3O2

b) NaCl

c) Li2O

d) MgCl2

e) AlF3

Mais Questões
Assuntos relacionados
O dióxido de carbono é formado por ligações covalentes entre o carbono e dois átomos de oxigênio
Ligação Covalente
Entenda como ocorre a ligação covalente e como ela é representada por meio de fórmulas eletrônicas e estruturais.
O nome do dióxido de carbono é dado pela regra de nomenclatura de óxidos moleculares
Nomenclatura dos óxidos
Clique e conheça as regras de nomenclatura utilizadas para realizar a nomenclatura de óxidos (iônicos e moleculares).
Adicionar sal à água favorece a propriedade coligativa denominada de tonoscopia
Tonoscopia
Conheça as características da tonoscopia e aprenda como a pressão máxima de vapor de um solvente pode diminuir após a adição de um soluto não volátil.
Medalha de bronze
Bronze
Confira aqui qual a composição do bronze e onde ele é comumente utilizado.
Ilustração de um átomo e seu núcleo.
Entendendo o núcleo atômico
Saiba mais sobre o corpo central do átomo.
O gás ocupa todo o volume do cilindro em que está contido
Volume dos Gases
Entenda por que o volume dos gases é sempre igual ao volume do recipiente, quais são as unidades de medida usadas nesse caso e como fazer suas conversões.
O ósmio e o irídio estão situados no centro e na parte inferior da Tabela Periódica e, por isso, são os elementos que apresentam maior densidade
Densidade – propriedade periódica dos elementos
Entenda por que a densidade é considerada uma propriedade periódica dos elementos químicos.
Estádio de futebol na Bolívia, em La Paz (3.600 metros acima do nível do mar)
Pressão parcial (Lei de Dalton)
Conheça a Lei de Dalton que explica o que é considerado como sendo a pressão parcial dos gases em uma mistura, relacionando-as com a pressão total.
Imagem meramente ilustrativa de ligação química envolvendo elétrons em camadas internas do átomo
Ligações químicas entre elétrons de camadas internas
Veja novos estudos que mostram a possibilidade de ligações químicas entre elétrons de camadas internas, o que vai contra as regras básicas da química.
Íon-fórmula de um importante sal utilizado no cotidiano, o cloreto de sódio
Íon-fórmula
Aprenda a construir a fórmula que representa qualquer composto iônico, isto é, o chamado íon-fórmula!
Botes salva-vidas podem ser inflados a partir de reações com hidróxidos
Reações com hidretos
Clique e aprenda os princípios e como devemos proceder na montagem de equações que representam reações com hidretos.
A amônia é um exemplo de molécula polar
Polaridade das moléculas
Aprenda neste texto como é simples determinar a polaridade das moléculas por meio das nuvens eletrônicas ou da soma dos vetores momento dipolar.
Letra grega que representa o vetor momento dipolar resultante
Vetor momento dipolar resultante em moléculas
Clique e aprenda por meio de vários exemplos a determinar o vetor momento dipolar resultante de uma molécula.
A temperatura influi no estado da matéria.
Estados físicos da matéria
Estados físicos da matéria, estado sólido, estado líquido, estado gasoso, volume, temperatura, pressão, Força de Coesão, força de repulsão, forças de atração, partículas, átomos, substâncias.
O aço cirúrgico é usado para fabricar piercings.
Ligação Metálica
Conheça mais sobre as propriedades das ligações metálicas.
Água e óleo é uma mistura heterogênea bifásica
Classificação das misturas heterogêneas
Confira aqui como ocorre a classificação das misturas heterogêneas!
Íons
Clique aqui e entenda o que são os íons negativos e os íons positivos!
Ligação iônica e covalente: qual delas é polar?
Aprenda a classificar um composto de acordo com sua polaridade.
Composto estável: camada de valência completa.
Regra do Octeto
Como os átomos se ligam para atingir a estabilidade eletrônica?
Luvas e óculos de segurança.
Segurança em laboratório
Como interpretar os símbolos de alerta em reagentes?
Compartilhar elétrons: ligação covalente dativa.
Ligação covalente dativa
Clique aqui e aprenda um pouco mais sobre a ligação covalente dativa!
Linus Pauling e a representação do seu Diagrama para a distribuição dos elétrons
Distribuição Eletrônica no Diagrama de Pauling
A distribuição dos elétrons de um átomo neutro pode ser feita em um Diagrama de Pauling, em ordem crescente de energia.
Thomson observa seu experimento com o tubo de raios catódicos, que o levaria à descoberta do elétron
Descoberta da primeira partícula subatômica: o elétron
A descoberta do elétron foi feita por J. J. Thomson, em 1897, por meio de um experimento com um tubo de raios catódicos.
O trihidreto de boro é uma exceção à regra do octeto, pois o boro possui apenas seis elétrons em sua camada de valência
Exceções à Regra do Octeto
Observe exemplos de compostos que são exceções à regra do octeto, tendo a capacidade de expandir ou contrair seu octeto.
O tipo de ligação química que forma os compostos é que determina suas propriedades
Ligações Químicas
Entenda por que os átomos reagem entre si, originando as ligações químicas. Veja também o que diferencia as principais ligações, que são: ligação iônica, covalente e metálica.
Indicação da camada de valência de um átomo de carbono
Camada de valência
Clique e entenda o que é a camada de valência e como determiná-la utilizando o diagrama de Linus Pauling ou a tabela periódica.