Whatsapp icon Whatsapp

Organelas celulares

Organelas celulares são estruturas envolvidas por membranas observadas no citoplasma de células eucarióticas. Mitocôndrias e lisossomos são exemplos de organelas.
Ilustração da estrutura interna de uma célula eucariótica
No citoplasma de células eucarióticas, é possível observar organelas celulares.

Organelas celulares são estruturas envolvidas por membranas que apresentam funções especializadas e são observadas no citoplasma de células eucarióticas. Entre as organelas celulares existentes, podemos citar:

Organelas celulares estão ausentes em células procarióticas. Ribossomos, por não terem membranas, não são considerados organelas por alguns autores.

Confira nossa videoaula: Células eucarionte e procarionte

Resumo sobre organelas celulares

  • São estruturas envolvidas por membranas observadas em células eucarióticas.

  • Núcleo é a organela mais proeminente da célula eucariótica, e relaciona-se com o controle das atividades da célula e o armazenamento da informação genética.

  • Mitocôndria atua na produção de energia para a célula.

  • Lisossomo atua na digestão intracelular.

  • Retículo endoplasmático liso está relacionado com a síntese de lipídios, metabolismo de carboidratos e processos de desintoxicação.

  • Retículo endoplasmático rugoso está relacionado com a síntese de proteínas.

  • Complexo golgiense atua na secreção celular.

  • Peroxissomo é responsável por oxidar substratos orgânicos.

  • Cloroplasto é onde ocorre a fotossíntese.

  • Vacúolo central tem diversas funções, como a estocagem de produtos do metabolismo, a degradação de macromoléculas e a manutenção da rigidez dos tecidos vegetais.

  • Ribossomo, por não apresentar membrana, não é considerado organela por alguns autores. Ele realiza a síntese de proteínas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que são organelas celulares?

Organelas celulares são estruturas envolvidas por membranas, localizadas no citoplasma de células eucarióticas e que desempenham importantes funções relacionadas com a sobrevivência da célula. São exemplos: núcleo, mitocôndria, retículo endoplasmático, complexo golgiense, lisossomo, peroxissomo, cloroplasto e vacúolo.

  • Núcleo

O núcleo é a organela mais proeminente em uma célula eucariótica. Ele é envolvido por duas membranas, denominadas envelope nuclear. O envelope nuclear separa o conteúdo do citoplasma do interior dessa organela. No interior dele, observa-se cromossomos e nucléolo. É no nucléolo que as subunidades ribossomais são formadas.

O núcleo apresenta duas funções principais: controle das atividades que ocorrem na célula e armazenamento da informação genética. Vale salientar, no entanto, que material genético é observado também no interior de mitocôndrias e plastídios.

  • Mitocôndria

Mitocôndrias são organelas com formato esférico ou alongado e que apresentam duas membranas, as quais não se tocam. O espaço entre elas é chamado de espaço intermembrana ou intermembranoso. O espaço interno da organela, por sua vez, o qual é delimitado pela membrana interna, recebe o nome de matriz mitocondrial. A membrana interna das mitocôndrias projeta-se para o interior da organela, formando as cristas mitocondriais.

Ilustração da estrutura interna de uma mitocôndria
As mitocôndrias são onde ocorre a respiração celular.

Uma característica peculiar dessa organela é que ela possui seu próprio DNA e ribossomos. O DNA mitocondrial tem forma circular, assim como o DNA bacteriano. Os ribossomos da mitocôndria também são semelhantes aos das bactérias, sendo menores que aqueles presentes no citoplasma da célula.

As mitocôndrias se relacionam com a produção de energia pela célula, sendo onde ocorre o processo de respiração celular. A quantidade de mitocôndrias em uma célula está relacionada com o metabolismo energético dessa célula, sendo observada maior quantidade delas em células que consomem muita energia, como as musculares.

  • Lisossomos

Ilustração de um lisossomo partido ao meio
Lisossomos atuam na digestão intracelular.

Os lisossomos são organelas de formato irregular, sendo, geralmente, esféricos e com diâmetro de 0,05 μm a 0,5 μm, que atuam no processo da digestão intracelular. Em seu interior está presente uma série de enzimas, que variam de uma célula para a outra e ajudam na digestão.

  • Retículo endoplasmático

Ilustração da estrutura de um retículo endoplasmático
O retículo endoplasmático pode ser classificado em rugoso ou liso. Naquele se observa ribossomos aderidos.

O retículo endoplasmático é uma rede de espaços interconectados envolvida por uma membrana. Nele são sintetizados componentes da membrana celular e materiais destinados à exportação.

Pode ser classificado em dois tipos: rugoso e liso. O retículo endoplasmático rugoso caracteriza-se por ter ribossomos ligados à sua superfície. Esses ribossomos atuam sintetizando proteínas que são liberadas no interior ou na membrana do retículo endoplasmático rugoso.

O retículo endoplasmático liso, diferentemente do rugoso, não apresenta ribossomos aderidos à sua membrana. Ele está relacionado com diversos processos, a depender do tipo celular, por exemplo, com a síntese de lipídios, o metabolismo de carboidratos e processos de desintoxicação.

  • Complexo golgiense

Ilustração da estrutura interna do complexo golgiense
O complexo golgiense participa da secreção celular.

O complexo golgiense é uma organela formada por várias vesículas achatadas e distribuídas umas sobre as outras (empilhadas). Como função dele, podemos citar modificações pós-tradução, e empacotamento e endereçamento de moléculas.

  • Peroxissomo

O peroxissomo, organela esférica delimitada por membrana simples, é responsável por oxidar substratos orgânicos. Nessa reação, ele produz peróxido de hidrogênio, quebrado no interior dessa organela pela catalase.

  • Cloroplasto

Ilustração da estrutura interna de um cloroplasto
Cloroplasto é a organela relacionada com a fotossíntese.

Plastídios são componentes característicos das células vegetais, sendo o cloroplasto o tipo mais conhecido de plastídio. Os cloroplastos são organelas relacionadas com a fotossíntese e podem ser observados em plantas e algas verdes. Assim como a mitocôndria, os cloroplastos são envolvidos por duas membranas.

O seu interior é relativamente complexo, e nele é possível perceber a presença de um sistema de membranas em forma de sacos achados, denominados tilacoides. O espaço interno de um cloroplasto é chamado de estroma, e nele há DNA do cloroplasto e ribossomos, assim como observado em mitocôndrias.

  • Vacúolo de suco celular ou vacúolo central

Os vacúolos de suco celular ou vacúolos centrais são estruturas exclusivas das células vegetais, estando ausentes em células animais. Eles são envoltos por membrana e possuem em seu interior um líquido denominado suco celular. Os vacúolos realizam diversas funções, como a estocagem de produtos do metabolismo, a degradação de macromoléculas e a manutenção da rigidez dos tecidos vegetais.

Leia mais: Diferenças entre célula animal e célula vegetal

Células procarióticas têm organelas celulares?

As células procarióticas não têm organelas celulares, ou seja, não há estruturas envolvidas por membranas nelas. Nas procarióticas encontramos ribossomos. Enquanto alguns autores não consideram ribossomos organelas, outros se referem a eles como organelas não membranosas. De acordo com estes autores, portanto, as células procarióticas não apresentam organelas membranosas, mas têm organelas não membranosas.

Ribossomos são organelas?

Ilustração de um ribossomo
Os ribossomos atuam na síntese proteica.

Ribossomos são estruturas formadas por mais de 50 tipos diferentes de proteínas e várias moléculas de RNA. Pelo fato de não possuírem membranas, alguns autores não os consideram organelas. Outros, no entanto, os consideram organelas celulares não membranosas. Os ribossomos presentes em células eucarióticas e procarióticas realizam a mesma função: síntese de proteínas.

  • Videoaula sobre ribossomos

Publicado por Vanessa Sardinha dos Santos
Assista às nossas videoaulas

Artigos Relacionados

Citoplasma
Quer conhecer mais sobre o citoplasma? Clique aqui e conheça as principais características do citoplasma e as funções por ele desempenhadas.
Cloroplasto
Clique aqui e conheça os cloroplastos, organelas presentes em células vegetais e das algas. Saiba quais são suas funções e como é sua estrutura
Camilo Golgi – Prêmio Nobel de Medicina e Fisiologia em 1906
Complexo Golgiense
Clique aqui e compreenda em que consiste o Complexo de Golgi.
Complexo golgiense
Conheça mais a respeito do complexo golgiense clicando aqui. Neste texto abordaremos as principais características dessa organela e suas funções.
A célula eucarionte animal.
Célula eucarionte
Clique aqui e aprenda mais sobre a célula eucarionte. Confira as características dessa célula e entenda o que a diferencia da célula procarionte.
Diferença entre células procarióticas e eucarióticas
Você sabe a diferença entre células procarióticas e eucarióticas? Clique aqui e amplie seus conhecimentos sobre esses dois tipos celulares e conheça suas diferenças.
Fotossíntese
Que tal aprender sobre fotossíntese, o processo que ocorre em plantas, principalmente nas folhas, e em outros organismos? Entenda seu funcionamento e sua importância!
O lisossomo é uma estrutura esférica rica em enzimas.
Lisossomo
Amplie seus conhecimentos sobre o lisossomo por meio deste texto. Nele, exploraremos as características dessa organela, sua função e onde pode ser encontrada.
As mitocôndrias estão presentes apenas em células eucariontes
Mitocôndrias
Clique aqui para saber mais sobre as mitocôndrias, organelas da célula eucarionte que realizam a respiração celular.
Vesículas citoplasmáticas esféricas.
Peroxissomos
Vesículas que realizam a degradação do peróxido de hidrogênio.
Os cloroplastos são plastídios que apresentam clorofila e carotenoides
Plastídios
Conheça mais a respeito dos plastídios, importantes organelas da célula vegetal.
Cápsulas de fosfoetanolamina, a pílula do câncer
Propriedades da fosfoetanolamina
Conheça as propriedades da fosfoetanolamina, substância apontada como a possível cura do câncer.
Observe a localização do retículo endoplasmático na célula
Retículo endoplasmático
Aprenda as principais características do retículo endoplasmático e entenda a diferença entre seus dois tipos.
Ribossomos
Amplie seus conhecimentos sobre os ribossomos clicando aqui! Neste texto falaremos sobre a estrutura do ribossomo bem como sobre seu papel na síntese de proteínas.
Imagem de um vacúolo vegetal obtida por microscópio eletrônico.
Vacúolos
Você sabe o que são vacúolos e qual função desempenham? Clique e aprenda agora!
video icon
Matemática
Equações modulares
Nesta aula vamos relembrar o que é módulo para, depois, resolvermos questões que evidenciarão o que é equação modular.

Outras matérias

Biologia
Matemática
Geografia
Física
Vídeos
video icon
Videoaula Brasil Escola
Matemática
Área da esfera
Clique para aprender a calcular a área da esfera.
video icon
Videoaula Brasil Escola
Inglês
Estrangeirismo
Nessa videoaula você entende sobre o estrangeirismo na música "Samba do Approach."
video icon
videoaula brasil escola
História
Crise de 1929
A quebra da bolsa de valores de Nova Iorque afetou não só os EUA, como o mundo. Entenda!